Arquivo da categoria: Artigos em Destaque

Helm Mão-de-Martelo

Helm Mão-de-Martelo foi o nono Rei de Rohan e o último da primeira linha de seus Reis. Seu governo foi atormentado por guerras contra os Terrapardenses, que tentavam tomar Rohan. É também o personagem principal do projeto de animação estilo anime da New Line e Warner Bros,  LORD OF THE RINGS: THE WAR OF THE ROHIRRIM.

Helm nasceu em 2.691 da Terceira Era (T.E.) e era filho de Gram. Tornou-se rei em 2.741 T.E. com a idade de cinquenta anos quando Gram morreu após vários anos de guerra aberta contra os Terrapardenses, cuja base principal era a fortaleza de Isengard, a qual tinham capturado.

Durante seu reinado Helm entrou em conflito com o poderoso e arrogante Freca, dono de muitas terras. Freca era um Terrapardense com sangue Rohirrim e afirmava ser um descendente do Rei Fréawine de Rohan (trisavô de Helm). Freca tinha terras no Marco Ocidental bem como fora de Rohan – ambas as margens do rio Adorn e sua fortaleza se encontrava perto da nascente à fronteira de Rohan. Freca via o Rei Helm com desprezo e desdém, enquanto Helm desconfiava de Freca e era cauteloso para com ele.

Em 2.754 T.E. Freca tentou intimidar e coagir o Rei Helm para que este aprovasse e consentisse em um casamento arranjado entre Wulf, filho de Freca, e a filha de Helm. Freca marchou para um encontro do Conselho do Rei em Edoras com muitos apoiadores, planejando ameaçar o Rei para que este concordasse com suas demandas. Na discussão que se seguiu Helm atingiu Freca com um simples golpe de seu punho. A pancada foi tão forte que Freca morreu não muito depois. Enfurecidos, os homens de Freca deixaram Edoras e o Rei Helm declarou Wulf e sua linhagem inimigos do Rei.

Quatro anos depois, em 2.758 T.E., uma força combinada de Terrapardenses (sob o comando de Wulf), Corsários de Umbar e Lestenses invadiu Rohan. Helm foi derrotada na batalha dos Vaus de Isen e recuou para o Forte-da-Trombeta no Abismo de Helm (o qual mais tarde recebeu este nome em sua homenagem)

Enquanto Rei Helm e seu filho mais novo Príncipe Háma eram sitiados no Forte-da-Trombeta, um exército de Terrapardenses sob a liderança de Wulf também sitiava Edoras. Príncipe Haleth, primogênito do Rei Helm, liderava a defesa de Edoras. Ele foi o último a cair defendendo as portas para o Salão Dourado.

Logo após o Yule de 2.758 o Príncipe Háma, acompanhado de um pequeno grupo, saiu em busca de comida, mas ele e seus homens se perderam em uma tempestade de neve e nunca mais foram vistos. O Forte-da-Trombeta tinha um enorme chifre-de-guerra e sempre que ele era soprado Helm atacava os Terrapardenses, matando muitos. Os inimigos de Helm começaram a temê-lo durante esta época e acreditavam que ele se tornara tão terrível e feroz que matou muitos de mãos vazias. Acreditava-se que quando ele ficava com fome e não havia comida ele se alimentava de homens.

É dito que o pesar e a fome tornaram Helm ainda mais feroz. Após um dos ataques ao Terrapardenses, Helm não retornou, seu corpo foi descoberto na manhã seguinte congelado na neve, ainda em pé, olhos abertos, preparado para lutar. Isto levou à crença entre os Rohirrim e os Terrapardenses de que mesmo morto o espectro da Helm Mão-de-Martelo ainda vagava por Rohan e defendia o Forte-da-Trombeta. Helm morreu em 2.759 T.E. com a idade de sessenta e oito anos. Os Príncipes Háma e Haleth também morreram durante a guerra, ficando a coroa para seu sobrinho Fréaláf Hildeson, o qual derrotou os Terrapardenses.

Morte de Helm Mão-de-Martelo por MatejCadil

Helm foi chamado Mão-de-Martelo devido à sua grande força e habilidade com seus punhos: ele era conhecido por lutar de mãos vazias. Algumas vezes atribuído à superstição que dizia que “se não usasse nenhuma arma, nenhuma arma o tocaria”.

Lista de Omissões em O Senhor dos Anéis – Apêndices

Os Apêndices de O Senhor dos Anéis foram revisados pela Força Tarefa de Revisão da Traduçao Valinor, e diversas discrepâncias foram encontradas, conforme listadas abaixo

  • Apêndice A – revisado pela Claurelin e pelo Deriel; alguns errinhos.
  • Apêndice B – revisado pela Claurelin; um erro e uma omissão.
  • Apêndice C – revisado pela Denise; algumas omissões.
  • Apêndice D – revisado pela Denise; uma omissão.
  • Apêndice E – revisado pela Claurelin; algumas omissões.
  • Apêndice F – revisado pela Denise; sem problemas.

Continue lendo

Lista de Omissões em O Senhor dos Anéis – Livro VI

O Livro VI de O Senhor dos Anéis foram revisados pela Força Tarefa de Revisão da Traduçao Valinor, e diversas discrepâncias foram encontradas, conforme listadas abaixo

  • A Torre de Cirith Ungol – revisado pela Claurelin; sem problemas.
  • A Terra da Sombra – revisado pela Claurelin; com algumas omissões.
  • A Montanha da Perdição – revisado pela Claurelin; com alguns erros.
  • O Campo de Cormallen – revisado pela Claurelin; com pequenas falhas.
  • O Regente e o Rei – revisado pela Claurelin; alguns problemas.
  • Muitas despedidas – revisado pela Claurelin; alguns problemas.
  • A caminho de casa – revisado pela Claurelin; apenas um comentário.
  • O Expurgo do Condado – revisado pela Claurelin; alguns problemas.
  • Os Portos Cinzentos – revisado pela Claurelin; alguns problemas.

Continue lendo

Lista de Omissões em O Senhor dos Anéis – Livro V

O Livro V de O Senhor dos Anéis foram revisados pela Força Tarefa de Revisão da Traduçao Valinor, e diversas discrepâncias foram encontradas, conforme listadas abaixo

  • Minas Tirith – revisado pela Claurelin; sem omissões. Algumas interpretações de tradução discutíveis.
  • A passagem da Companhia Cinzenta – revisado pela Claurelin; sem problemas.
  • A concentração das tropas de Rohan – revisado pela Claurelin; sem problemas.
  • O cerco de Gondor – revisado pela Claurelin; sem problemas.
  • A cavalgada dos rohirrim – revisado pela Claurelin; sem problemas.
  • A batalha dos Campos de Pelennor – revisado pela Claurelin; com um problema na tradução.
  • A Pira de Denethor – revisado pela Claurelin; com uma omissão.
  • As Casas de Cura – revisado pela Claurelin; com duas omissões e um problema de interpretação.
  • O último debate – revisado pela Claurelin; sem problemas.
  • O Portão Negro se abre – revisado pela Claurelin; com algumas omissões e problemas de tradução.

Continue lendo

Lista de Omissões em O Senhor dos Anéis – Livro IV

O Livro IV de O Senhor dos Anéis foram revisados pela Força Tarefa de Revisão da Traduçao Valinor, e diversas discrepâncias foram encontradas, conforme listadas abaixo

  • Sméagol domado – revisado pela Denise; com alguns probleminhas.
  • A passagem dos pântanos – revisado pela Denise; quase sem problemas.
  • O Portão Negro está fechado – revisado pela Denise; algumas pequenas diferenças.
  • De ervas e coelho cozido – revisado pela Denise; uma única omissão.
  • A janela sobre o oeste – revisado pela Denise; alguns erros e omissões.
  • O lago proibido – revisado pela Denise; apenas uma pequena diferença.
  • Viagem até a Encruzilhada – revisado pela Denise; sem problemas.
  • As escadarias de Cirith Ungol – revisado pela Denise; alguns problemas.
  • A Toca de Laracna – revisado pela Denise; sem problemas.
  • As escolhas de Mestre Samwise – revisado pela Denise; apenas uma alteração.

Continue lendo

Lista de Omissões em O Senhor dos Anéis – Livro III

O Livro III de O Senhor dos Anéis foram revisados pela Força Tarefa de Revisão da Traduçao Valinor, e diversas discrepâncias foram encontradas, conforme listadas abaixo

  • A partida de Boromir – revisado pela Denise; com duas omissões.
  • Os Cavaleiros de Rohan – revisado pela Denise; com omissões e traduções discutíveis.
  • Os Uruk-hai – revisado pela Denise; com alguns problemas de tradução e omissões.
  • Barbávore – revisado pelo Ispaine; com omissões.
  • O Cavaleiro Branco – revisado pelo Ispaine; com omissões.
  • O Rei do Palácio Dourado – revisado pela Denise; com omissões e problemas de interpretação.
  • O Abismo de Helm – revisado pela Denise; com omissões e problemas de tradução.
  • A estrada para Isengard – revisado pela Denise; com problemas de tradução.
  • Escombros e destroços – revisado pela Denise; sem problemas.
  • A voz de Saruman – revisado pela Tar-Elestirnë; sem problemas.
  • O “palantír” – revisado pela Denise; com omissões e problemas de tradução e interpretação.

Continue lendo

Lista de Omissões em O Senhor dos Anéis – Livro II

O Livro II de O Senhor dos Anéis foram revisados pela Força Tarefa de Revisão da Traduçao Valinor, e diversas discrepâncias foram encontradas, conforme listadas abaixo

  • Muitos encontros – revisado palo Maurilo; sem problemas.
  • O Conselho de Elrond – revisado pelo Maurilo; com algumas omissões.
  • O Anel vai para o Sul – revisado pelo Carlos Morgoth; com algumas omissões.
  • Uma jornada no escuro – revisado pelo Carlos Morgoth; com algumas omissões e um problema de tradução.
  • A ponte de Khazad-dûm – revisado pelo Ricbit; sem omissões. Possível contestação do uso de maiúsculas.
  • Lothlórien – revisado pela Denise; com algumas omissões.
  • O espelho de Galadriel – revisado pela Denise; com alguns problemas.
  • Adeus Lórien – revisado pela Tar-Elestirnë; com algumas dúvidas.
  • O Grande Rio – revisado pela Tar-Elestirnë; sem problemas.
  • O rompimento da sociedade – revisado pelo Ispaine; sem problemas.

Continue lendo

Lista de Omissões em O Senhor dos Anéis – Livro I

O Livro I de O Senhor dos Anéis foram revisados pela Força Tarefa de Revisão da Traduçao Valinor, e diversas discrepâncias foram encontradas, conforme listadas abaixo

  • Uma festa muito esperada – revisado pelo Ispaine; com algumas omissões.
  • A sombra do passado – revisado pela Ingrid; com uma omissão e um problema de tradução.
  • Três não é demais – revisado pela Claurelin; com alguns problemas.
  • Atalhos até cogumelos – revisado pela Claurelin; com alguns problemas.
  • Conspiração desmascarada – revisado pela Denise; sem problemas.
  • A Floresta Velha – revisado pela Denise; com alguns problemas de tradução.
  • Na casa de Tom Bombadil – revisado pela Denise; com alguns problemas.
  • Neblina sobre as Colinas dos Túmulos – revisado pela Denise; sem problemas.
  • No Pônei Saltitante – revisado pelo Ispaine; com algumas omissões.
  • Passolargo – revisado pelo Ispaine; com uma omissão.
  • Uma faca no escuro – revisado pela Denise; sem problemas.
  • Fuga para o Vau – revisado pela Denise; com alguns problemas.

Continue lendo

Lista de Omissões em O Senhor dos Anéis – Mapas

Os mapas dos livros foram revisados pela Força Tarefa de Revisão da Traduçao Valinor, através da Denise e por Enerdhil, que fez uma pesquisa dos vários mapas existentes. A partir da revisão de Enerdhil, ficou claro que a tradução dos mapas foi baseada no mapa existente na segunda edição em língua inglesa (de 1966) pois as correções de 1980 não foram incluídas. Comparando com o mapa corrigido (UT, 1986) as diferenças são bem maiores e muitas omissões comprometem a compreensão, principalmente dos eventos narrados nos Anais. Abaixo seguem as omissões encontradas nos mapas do final do livro (que são os mesmos para todas as edições e volumes), comparados aos de 1966. No mapa chamado Uma Parte do Condado, que aparece no Livro I, não há omissões.

Continue lendo

Força Tarefa de Revisão da Tradução Valinor

A Força Tarefa de Revisão da Tradução Valinor foi formada por membros da Valinor, que realizaram uma revisão capítulo por capítulo da edição brasileira, publicada pela Editora Martins Fontes, de O Senhor dos Anéis, a fim de encontrar erros e omissões de tradução.

O objetivo da revisão, além de puramente detectar erros para informar aqueles leitores que não têm acesso à obra no texto original, é reunir os erros detectados em uma lista a ser enviada à Editora, na esperança de que eles possam ser corrigidos em uma nova edição.

Continue lendo