Arquivo da categoria: Produção dos Fãs

O curta “Tolkien’s Road” e a animação “The Hobbit”: a produção dos fãs do Professor

1781061_430746577061301_6226659588417046079_oO Professor J. R. R. Tolkien nunca para de inspirar seus admiradores. Dois interessantes projetos de fãs do criador da Terra-média estão em fase de conclusão e, se não agradarem aos outros fãs ao redor do mundo, no mínimo devem ganhar seu respeito e reconhecimento pelo esforço. Continue lendo

Um mapa dos Estados Unidos, desenhado no estilo de O Senhor dos Anéis

Já imaginou como seria um mapa dos Estados Unidos desenhado no estilo dos mapas feitos por J.R.R. Tolkien e seu filho Christopher? Talvez nós brasileiros não tenhamos pensado nisso para os states, mas alguns gringos devem ter pensado. E um deles colocou a ideia em prática!

O autor da obra foi um usuário do reditt que atende pelo nick de Jvlivs. Originalmente ele desenhou o mapa em papel quadriculado, usando caneta vermelha para dividir o país em seis “mega estados”. Depois, com a ajuda de alguns amigos, ele chegou à versão final do mapa em estilo antiquado.

De acordo com Jvlivs, o conceito dos mega-estados foi baseado no livro The Nine Nations of America de Joel Garreau, que argumenta que as dinâmicas econômicas e culturais da América do Norte podem ser melhor compreendidas pelas interações de nove grandes regiões, ao invés das dúzias de estados e províncias.

Conforme o autor, o mapa contém suas falhas, como quanto ao posicionamento de algumas cidades e estados. Mas dada a dimensão do trabalho e a qualidade do estilo ele merece um desconto, né?

Confira as imagens em alta resolução clicando nos links abaixo:

AntiquadaAntiquada coloridaOriginalOriginal sem quadriculado

E aí, alguém topa fazer um mapa do Brasil assim?

Fonte: io9.

Agradecimentos ao usuário Alta-Urulóki pela dica.

Uma Gigantesca Árvore Genealógica do Legendarium!

Todos nós sabemos que é um esforço danado ficar lembrando de todos os personagens que aparecem nas obras de Tolkien. Trabalho maior ainda é lembrar as conexões familiares entre eles. Sorte nossa que os próprios livros nos poupam muito trabalho com as árvores genealógicas que geralmente se encontram nos apêndices. Mas essas árvores geralmente representam apenas algum ramo racial dos personagens. E que tal então se tivéssemos acesso a uma árvore completa, com todos os personagens que aparecem na obra em apenas uma representação genealógica?

Pois é justamente o que o Emil Johansson, um sueco fã de Tolkien, fez.  Ele criou o Lord of The Rings Family Tree Project, que reúne até o momento mais de 800 personagens das obras em uma gigantesca árvore genealógica. No site você também pode optar por ver apenas alguns determinados ramos da árvore, além de ter acesso a algumas estatísticas interessantes, como a proporção de personagens masculinos e femininos em geral e para cada raça.

Você também pode seguir o Tumblr do Emil, caso deseje acompanhar mais de perto o andamento do projeto.

Fontes:

Geekologie

Blog da Super

Mussë yaulincë, lauca yaulincë, cornincë finiva

O seriado “The Big Bang Theory” vem fazendo um grande sucesso já há quatro anos entre o público “nerd/geek”, principalmente com o personagem Sheldon que seria algo como o Avatar do Deus dos Nerds. Uma das cenas mais hilárias da série é o “Soft kitty, Warm kitty”, como vocês podem ver abaixo:

 

 

Pois não é que alguém fez uma versão em Quenya para a musiquinha? E esse alguém é  Pedro Bernardinelli, também conhecido como Ondo Carniliono, que postou em seu tumblr:

Soft kitty, warm kitty, little ball of fur

 

 

Transcrevendo:

 

Mussë yaulincë, lauca yaulincë, cornincë finiva;

Alassëa yaulincë, lorna yaulincë, purr purr purr

Soft kitty, warm kitty, little ball of fur;

Happy kitty, sleepy kitty, purr purr purr

Parabéns ao Pedro “Ondo Carniliono” Bernardinelli pelo trabalho!

Está envolvido com a obra de Tolkien desde 1999 – fundador da Calaquendi, fundador da Valinor, fundador do Conselho Branco (Sociedade Tolkien) e presidente por três mandatos. Participou da publicação em livro do Curso de Quenya e é autor do Modo Tengwar Português

Desafio 2010 Tolkien Group no Fanfiction.net

Recebemos o bacana release abaixo, da nossa usuária Ahrdarah :

“Em um buraco no chão vivia um hobbit”. Assim começou Tolkien, provavelmente sem se dar conta da dimensão que o universo que começava ali a compartilhar com leitores do mundo inteiro viria a tomar para tantas pessoas … Algumas das quais, totalmente apaixonadas pela vastidão, poesia e mistério dessa Terra Média criada pelo Professor, com o intuito de prolongar a sensação de que estamos em um mundo diverso deliciosamente surpreendente – e do qual não sairiamos jamais se a realidade que nos cerca aqui fora não fosse tão insistente – criaram o Tolkien Group, com o intuto de compartilhar fanfics inspirados pela obra do Mestre.
Criado em 30 de outubro de 2004, somos também um lugar de encontros e amizade, aberto a quem aceitar nosso convite para dizer “Amigo”, e entrar.
Há 4 anos promovemos um DESAFIO anual, em que divulgamos shortfics especialmente desenvolvidas para a ocasião. Este ano vamos publicar as histórias, de temática livre, no fanfiction.net  num link único, que indicamos abaixo.
Convidamos todos que quiserem dar uma conferida a aparecer (e, se possível, deixar uma review).
Link para a página do Desafio 2010 Tolkien Group no Fanfiction.net:
Link para a nossa página no Yahoo Grupos:
Pra quem gosta, é um prato cheio!

Bolo de Aniversário Tolkieniano

Que tal comermorar sua festa de aniversário com um bolo temático? Foi o que a Melissa, fez para comemorar o aniversário de seu irmão Jonathan.

Acompanhe a mensagem enviada ao site da TORn:

Oi! Minha amiga Melissa, a qual sua família me apresentou tudo sobre Tolkien, fez um bolo de aniversário para seu irmão mais velho Jonathan, em seu 14° ano. Ele fez questão de ser o Casarão de Rohan no topo de Edoras. Melissa não está formalmente treinada como confeiteira e eu acho que ela fez um impressionante trabalho. Obrigado! ~Rachel

Jonathan tem uma grande sorte…

Para visualizar a imagem ampliada, clique aqui.

Envie suas criações também!

Fonte: TheOneRing.net

Silmarillion em Quadrinhos

Esta é uma daquelas notícias que vale a pena divulgar. Nosso amigo tolkiendili e usuário do Fórum Valinor Abel Overdrive nos mandar uma mensagem muitíssima interessante:  ele está ilustrando o Silmarillion! Ou como ele diz, mais apropriadamente:

Há alguns meses ando com a idéia de adaptar algumas histórias do Silmarillion para quadrinhos. Como fazer quadrinhos não é fácil e leva tempo, até hoje consegui fazer apenas 4 páginas, que podem ser vistas em http://www.abeloverdrive.com

Selecionei uma história que não é narrada, mas só mencionada, e desenvolvi o texto junto com os desenhos. A idéia era fazer um prólogo, de 12 páginas, e ir fazendo nas horas vagas (desenhistas trabalham, e precisam comer também!). Como não é remunerado, o plano é ganhar na mega-sena e desenhar o Silmarillion pelo resto da vida. Enquanto isso não acontece, eu vou fazendo quando for possível.

Espero que gostem!

Corram e vejam em primeira mão as doze páginas por enquanto desenhadas por ele! Abaixo uma das páginas do trabalho dele (só um gostinho, as demais vocês olham no site do artista). E a discussão, no Fórum Valinor.

Parte de O Silmarillion, pelo artista Abel Overdrive

Está envolvido com a obra de Tolkien desde 1999 – fundador da Calaquendi, fundador da Valinor, fundador do Conselho Branco (Sociedade Tolkien) e presidente por três mandatos. Participou da publicação em livro do Curso de Quenya e é autor do Modo Tengwar Português

Maquete de Amon Sûl na Segunda Era

“Mas muito antes, nos dias do Reinado do Norte, construíram uma grande torre de observação no Topo do Vento, que chamavam de Amon Sûl. Ela foi queimada e destruída, e nada mais resta agora, a não ser um círculo em ruínas, como uma coroa grosseira sobre a cabeça da velha colina. Apesar disso, já foi alta e bonita. Conta-se que Elendil ficava ali olhando, à espera de Gil-galad que vinha do Oeste, nos dias da Última Aliança”.  (Aragorn, uma faca no escuro, SdA – A Sociedade do Anel)
 

 Desde que li o trecho acima, e desde que vi as ruínas de Amon Sûl no filme A Sociedade do Anel, tentei imaginar como teria sido a grande torre de observação construída nos tempos de Elendil. Havia algum tempo eu desejava voltar a construir algo que tivesse relação com SdA. Decidi pelo que era possível no momento e que fosse curioso e interessante para mim mesmo. Optei por Amon Sûl. Como nunca vi imagens dela como uma torre por inteiro, apenas as ruínas, tudo que fiz foi fruto de minha imaginação e habilidade que se aprimora a cada trabalho. Está pronta! Espero que apreciem e que seja curioso e interessante para vocês também.

    

                                   
      
Materiais usados:
  • Cola branca
  • Peças modeladas de madeira (além de palitos de dentes e fósforos)
  • Massa F12 para restaurar madeira
  • Tinta preta para tingir massa
  • Pincel 
A torre está sobre 3 pedras (uma delas consegui na estrada de ferro Pindamonhangaba – Campos do Jordão-SP). A passagem que leva até a torre fiz com uma dessas pedras e com Durepox, uma massa acrílica. A relva verde é toda de musgo e as árvores são raízes. A torre mede 16 cm de altura e da base da pedra até o topo da torre, 25 cm. Ela está num quadro de madeira de 24×19 cm.
 

Tolkien inspira Paul Downey em desenho das tendências da WEB

Paul Downey fez um trabalho absolutamente fantástico ao elaborar um poster que representa uma série de serviços e tendências da atual WEB. Para o trabalho, houve alguma inspiração na Terra média de J. R. R. Tolkien, não deixando de ser interessante os players que foram representados em Mordor.

Paul é um membro do Osmosoft [http://osmosoft.com], uma equipe da Open Source inovadores em BT, onde ele atua como um defensor da Arquitetura da Web, bem como contribuir para o TiddlyWiki projecto. Previously, Paul was BT’s Chief Web Services Architect, Chaired the W3C XML Schema Patterns for Databinding Working Group as well as representing BT at various organisations including OASIS and the WS-I. He has also garnered minor notoriety as the artist behind “The Web is Agreement” [http://thewebisagreement.com], a series of über-doodles. Anteriormente, foi Paul BT’s Chief Architect Web Services, presidido padrões do W3C XML Schema para Databinding Grupo de Trabalho, bem como representando BT em diversas organizações, incluindo o OASIS e WS-I. Ele também tem garnered menor notoriedade como o artista por trás “A Web é Acordo “[http://thewebisagreement.com], uma série de über-Rabiscos.

 Paul Downey

Confira aqui a imagem em tamanho real.

Fonte: http://blog.uncovering.org/

Maerton – Capí­tulo 5 – Beleriand

Certo dia, Sereg avançou até as Ered Luin. Ele sentia uma vontade imensa e descontrolada de ver Beleriand. Quando estava caminhando, encontrou um exótico grupo de homens, e no meio deles um elfo tocava e cantava uma linda canção. Era Finrod, do reino de Nargothrond. O líder dos homens era Bëor. Ao ver aquilo, Sereg os seguiu, por uma trilha nas Ered Luin, até Ossiriand, onde ele andou até Doriath, e se deteve no cinturão de Melian, onde guardas o levaram até Menegroth, e ele foi apresentado a Thingol. Ali eles o levaram para o calabouço, e só então Sereg entendeu: ele era um prisioneiro. Então, reunindo todo o seu poder, se transformou em um Balrog, e matou 63 soldados, até que Melian, a Maia, o enfrentou e desmaiou-o. Então, ele tomou sua forma normal, foi muito bem preso, em uma mesa feita pelos anões. Ali ele ficou por muitos anos.

 
No leste, todos da tribo Maerton, receberam nomes (até então eles não o tinham), e o herdeiro de Lómin, seu filho, foi chamado Dar-Lómin, e o filho deste, Dir-Lómin. Esta virou uma tradição dos herdeiros de Lómin. Os elfos, porém, sentiram inveja da força, agilidade, beleza e velocidade dos Maerton, e os expulsaram para Beleriand, onde passaram um ano. Eles eram lá vistos como alguns simples Moriquendi, e foram morar na terra, mais tarde nomeada Dor-Lómin, por um longo ano.

Quando já estavam a duas semanas ali, Dar-Lómin foi com seu general,Figôniel, caçar, para além das Ered Luin, e Dir-Lómin ficou como regente, em seu lugar. Nesta época, o regente nomeou aquela terra onde viviam: Dor-Lómin. Isso foi uma homenagem dupla: homenageou Lómin, pois Dor-Lómin significa terra de Lómin; e homenageou seu filho de doze anos de idade, Dor-Lómin. Quatro meses depois, um cavaleiro caindo aos pedaços se aproximou de Dor-Lómin.

 
(Capítulos Um, Dois, Três e Quatro desta fanfic)