Arquivo da categoria: Produção dos Fãs

valinor

Alegria de Hobbit

Bom é nosso fumo, nossa cerveja e nossa comida
Feliz é nosso povo que goza do melhor da vida
Dos Tûks aos Brandebuques
Dos Bolseiros aos Pés-Soberbos
Sem maldade no coração
Da boa vida não abrimos mão
 

Na primavera as flores aparecem
Enfeitando nossos jardins
No outono elas caem e dão lugar ao capim
E a floresta fica linda
Com um grande tapete cor marfim

Os hobbits sempre alegres
Se deitam na relva leve
E comem do bom fruto
E fumam do bom fumo
Que é da Quarta-Sul

E no frio bebem da boa cerveja
Que só os hobbits sabem fazer
Para se esquecerem das tristezas
E a alegria aparecer

Em suas tocas eles vivem
Protegendo-se do que há lá fora
Com medo de que os estranhos tirem
Sua liberdade que lhes é preciosa

E assim os hobbits aproveitam
A boa vida que lhes é gozada
Comendo bebendo e cantando
Eles são bons camaradas!

valinor

O que poderia acontecer se O Senhor dos Anéis fosse produzido pela Disney?

– Frodo teria um cachorro (!!!);

– Pelo menos um membro da comitiva seria negro e um seria oriental;

– Gandalf usaria uma varinha e um grande capuz azul estrelado;

– Boromir e Aragorn seriam irmãos, filhos de Denethor ( que por sua vez foi morto pelo seu Irmão Sauron );

 
– Boromir, o "filho mal", pediria perdão antes de morrer nos braços de Aragorn e reveria que na verdade é seu irmão ( uau !! );

– Sam ( Samantha ?? ) seria mulher e se casaria com Frodo ao final do filme;

– Gandalf não fumaria a erva do condado, pois isso seria uma apologia ao cigarro;

– Os orcs seriam mais bonitinhos;

– A cena com Tom Bombadil existiria e seria um grande musical;

– Todas (todas mesmo) as canções do livro seriam musicadas com aquelas famosas coreografias. Sapos e Olifantes cantando, etc. Mas o pior seria o incrível musical do Balrog de Moria ( quem viu o filme do South Park sabe mais o menos do que eu estou falando );

– Arwen também teria um grande destaque pois é a princesa que se casa com o Rei;

– Gríma seria um papagaio reclamão que Saruman cria em Orthanc;

– Laracna seria uma imensa aranha com rosto de mulher ( cabelos brancos ). Seu musical é um dos pontos altos do filme ( ela é dublada por Angélica );

– Quando Sauron morre, Mordor seria coberta por um grande arco-íris e tudo ficaria florido. Coelhos saltitam e borboletas voam;

– Saruman termina preso junto com Gríma no calabouço do castelo;

– No final do filme Arwen e Aragorn se casam num imenso palácio branco ( Talvez Minas Tirith ). Gandalf providencia os fogos. É neste mesmo casamento que Frodo casa com a Sam. Terrível não ?

É… o filme já não me parece mais tão distante do livro…

valinor

Diário Secreto de Peregrin Tí»k

DIA UM

Estava surrupiando legumes quando esbarrei em Sam e Frodo. Rolei agradavelmente no milharal com Frodo antes de ser removido violentamente por Sam. Tenho que ter uma palavra com Frodo sobre deixar os criados se tornarem familiares demais e agarramentos entre primos. Caímos colina abaixo. Merry muito desapontado porque quebrou a cenoura dele. Justamente depois dele ter encontrado uma que fosse da forma certa.

 
DIA DOIS

Muito agradável em Valfenda. Porém enjoado de estar alojado com Sam. Constantemente ensopando e fedendo a morangos. Também cansado dos elfos me confundirem com decoração de jardim.

DIA TRÊS

Juntei-me a Sociedade do Anel por farra. Todo mundo muito agradável menos Legolas que parece um pouco irritável. Ontem me segurou de cabeça para baixo em cima de um buraco até que eu admitisse que ele era o elfo mais bonito da Sociedade. Achei melhor não dizer que ele é o único elfo da Sociedade, já que o buraco era muito fundo.

DIA SETE

Se passaram vinte e cinco dias desde que conheci Aragorn e ele ainda não lavou o cabelo. Está realmente começando a me incomodar.

DIA NOVE

Sam totalmente errado sobre Boromir. Realmente um homem muito agradável. Me convidou para dar uma volta hoje à noite com ele e disse que me deixaria soprar a Corneta de Gondor. Mal posso esperar.

…mais tarde naquela noite …

Sempre pensei que soprar a Corneta de Gondor era chamar exércitos do Oeste. Aparentemente não.

Muito educacional, de qualquer jeito.

DIA ONZE

Muito escuro em Minas de Moria. Ainda sim é um alívio já que Boromir não pode me prender em um canto e reclamar como Aragorn é insensível, dizendo que é tarado por hobbit. É o sujo falando do esfarrapado, se você me permite dizer. Aragorn obviamente está dando em cima do Frodo, que seja. Sam o matará se ele tentar qualquer coisa.

DIA TREZE

Peguei Legolas encerando as solas das botas de Aragorn, isso explica por que Aragorn continua desmoronando nos braços dele. Elfo safado.

Aragorn ainda não lavou o cabelo.

DIA QUATORZE

Gandalf morto. Todo mundo chateado. Na tentativa de animar a Sociedade, Legolas tirou toda sua roupa e apresentou cenas do Silmarillion: O Musical. Todo mundo ainda chateado. Legolas se revela um príncipe elfo mal-humorado de 3.000 anos.

DIA QUINZE

Lothlorien muito bonita. Acidentalmente entrei onde Gimli estava tomando banho. Agora entendo o que Gandalf quis dizer sobre ainda existirem coisas mais assustadoras que Orcs. E era Aragorn que estava escondido debaixo de toda aquela espuma? Posso ter pesadelos durante semanas.

DIA DEZESSEIS

Aragorn lavou o cabelo. Hurrah! Talvez realmente fosse ele debaixo de toda aquela espuma.

DIA VINTE

Boromir me escreveu um poema. Merry diz que eu estou seduzindo-o. Claro, Merry também diz que eu grito como uma menina. Merry é um completo bastardo a maioria do tempo, de fato.

Poema não muito bom. Não rima. Sinto-me desprezado.

DIA TRINTA

Contei para Boromir que eu não me sentia pronto para assumir um compromisso sério,então ele foi embora e se deixou atingir por Orcs. Honestamente. Humanos são tão sensíveis às vezes.

Fui pego porUruk-hais. Não do tipo muito amigável. Merry diz que nós vamos ter que fazer qualquer coisa para fugir do cativeiro. Suspeito que Merry está esperando por isto, idiota inútil. Orcs muito fedorentos. De repente sinto falta de Boromir.

 

valinor

Diário de Haldir

Dia Um:
Patrulhando fronteiras de Lothlórien. Nenhum intruso. Estou muito chateado. Ninguém para amarrar e brincar exceto Rumel e Orophin, e francamente, eles se divertem muito mais.
 

Dia Dois:
Mensagem telepática dEla. Galadriel diz que quatro hobbits, um par de homens, um anão, e aquele mauricinho afetado do príncipe da Floresta das Trevas estão rumando para este lado. Espero que Legolas o Palhaço Saltitante traga algum clareador. Sobrancelhas estão necessitando desesperada de retoque.

Dia Três:
Fiz minha cena de "Elfo Poderoso". Tive Aragorn filho de Arathorn de joelhos implorando minha proteção. Perguntei-lhe se ele já era Rei só para vê-lo mudar para aquele adorável tom de púrpura. (Sou um elfo deliciosamente mau em fazer o Herdeiro de Isildur rastejar e lamentar como o cachorro que ele é.)

Dia Quatro:
Ela diz para deixar de bagunça com Aragorn & acessórios de couro e trazer o Portador do Anel para ela. Honestamente! Ela sabe o quão importante é não deixar qualquer um entrar no reino. Mas ela me escuta? Nããããããoooo!
Estou ficando muito aborrecido com a "Senhora" da "Floresta" quero dizer, ELA tem todo o clareador! ELA tem todos os Anéis de Poder! ELA tem o espelho bom. É sempre ELA! ELA! ELA!

Dia Cinco:
Caras Galadhon. Notícias da Sociedade. Gandalf morto. Nada de truques do chapéu pontudo novamente.
Essa é muito boa! Celeborn totalmente caidinho pelo Anão. Anão completamente cativado por Galadriel. Galadriel absolutamente gamada no Portador do Anel, que está completamente alheio a isso. HA HA!! Isto é MUITO melhor que tv a cabo.

Dia Seis:
Legolas não tem nenhum clareador. As raízes dele estão tão à mostra que provavelmente não é mentira. Leggy esperava que NÓS tivéssemos um suprimento. Situação muito desagradável. Mensagem telepática de Arwen perguntando por Gimli. Perguntei lhe se Valfenda pode dispensar algum clareador sem ônus. Arwen toda satisfeita consigo mesmo porque ela nunca tinge. Vaca.
Já que a Princesa de Gelo de Valfenda estava tão empolgada pelo Anão, disse-lhe que seu Anão estava muito ocupado soprando a corneta de Gondor para falar. A resposta de Arwen foi tão fria, que agora pode cortar diamante com os mamilos.
DEPOIS: Enquanto Ela tentava tirar os calções do Portador do Anel, eu mostrei prazeirosamente ao hobbit rechonchudo alguns "truques com cordas". Sam encantadoramente inocente e confiante. Muito flexível também. Estou começando a ver a razão de todo o espalhafato sobre os Hobbits. Não saiba que Hobbit era o meu tipo de coisa. Em tempo: Sam muito devotado ao "Mestre Frodo".
Hobbits são criaturinhas bastante adoráveis que precisam de disciplina rígida com chicote de couro e uma mão firme, muito firme.

Dia Sete:
"Acidentalmente" flagrei Celeborn e o Anão. Muito embaraçoso – especialmente para Celeborn. Disse que estava tentando fortalecer as relações entre Elfos e Anões. Suponho que alguém *poderia* ver isso dessa forma…oh como se fosse possível! Não resisti em perguntar "inocentemente" por que Celeborn estava vestindo a melhor lingerie de noite de Galadriel. HA! Eu vou chantagear -er- pedir-lhe aquela promoção há muito tempo esperada!
DEPOIS: Sam apareceu de repente, muito interessado em aprender mais nós de laço. Aluno muito hábil. Estudante muito muito ansioso. Estou muito curioso em ver se todos os hobbits têm essa disposição. Especialmente o pequeno e voraz Pippin. Pezões cabeludos tornaram-se uma completa obsessão.
AINDA MAIS TARDE: Que mico!! Confundi Pippin com o outro dos legumes grandes. Foi mal Margaridinha!

Dia Oito:
Oh legal! Presentes!
DEPOIS: *suspiro* Presentes não são para mim. Exclusivos para a Sociedade. Cintos de couro e um jogo adorável de punhais para os hobbitzinhos chegados. Uma fina e robusta corda para o adorável e maleável Sam. (Minha sugestão, é claro). Discretamente deram para Aragorn colônias e desodorantes extra-fortes, mas o bundão estúpido não se mancaria nem se acertassem o traseiro cabeludo dele.

Dia Nove:
Hobbits se foram. Celeborn todo deprimido e mal-humorado porque o Anão estava era caidinho por Ela. Todo o maldito dia lamentando-se, "Aposto que Gimli mudaria de idéia depois de 4.000 anos de MENSAGENS TELEPÁTICAS".

Dia Dez:
De volta a patrulhar bosques. A-ham. Mandei uma mensagem telepática para Celeborn perguntando pela suculenta promoção e recebi uma resposta glacial! Perguntei se Ela aprovaria suas táticas horizontais de diplomacia com o Anão. Celeborn repentinamente desejou negociar, mas só se eu vestisse uma lingerie enquanto "martelamos os detalhes".
Estou considerando isto. Francamente eu transaria com um Balrog por uma tarefa formal mais de acordo com meus interesses.
Ainda sem clareador. Racionamento durante tempo de guerra é completamente intolerável.

Dia Onze:
Descobrimos Urak-hais à distância perseguindo a Sociedade. O mais repugnante foi ver que o visual Grunge está retornando. Outras notícias: Sobrancelhas estão em fase crítica. Estão completamente ofensivas. Considerando depilação.

Dia Quinze:
ELA e Elrond procuram por voluntários que fiquem bem de couro e armadura para ajudar a defender o Abismo de Helm. Definitivamente estou pensando em ir. Estou freneticamente curioso sobre os Rohirrim e seus muitos usos para o chicote de cavalo.

Dia Dezesseis:
Celeborn me promoveu a Capitão do Contingente Élfico. Finalmente consegui meu reconhecimento a muito tempo devido!! VIVA EU!
Embora esteja um pouquinho preocupado. Minha armadura parece estranhamente leve comparada às dos outros. Nenhum capacete foi dado para proteger minha cabecinha linda. Celeborn alega que o tecido é magicamente protegido e não terá nenhuma necessidade de armadura de metal.

Dia 17, 18, 19:
Caminhando para o Abismo de Helm. Muito chateando.

Dia Vinte:
O tecido mágico está assando minhas nádegas tensas. Odeio Celeborn

Dia Vinte e um:
Passando por pilha de Orcs fumegantes. Aroma muito desagradável. Lembrei da pilha de roupas de Aragorn que ele deixou para a lavadeira. Ugh! Homenzinho rançoso. Não é surpresa que ele não seja rei.

Dia Vinte e dois:
Edoras. Vazio. Xeretei o vestiário das senhoras na esperanças de achar algum clareador, mas nenhuma sorte. Experimentei alguns vestidos. Achei loção para assaduras de bebê! OBA! Tudo produto natural, não aquele lixo repugnante da Linha Branca.

Dia Vinte e três:
Abismo de Helm. Fui abraçado apaixonadamente por Aragorn. Aragorn mau
, muito mau. Forma muito ruim para deixar marcas de sujeira! Vou dar-lhe uma surra e três dias de trabalho escravo.
Outra nota, Legolas da Floresta das Trevas muito aborrecido.
Nota mental: Mandar a Armadura de Tecido Mágico para uma boa lavanderia à seco depois da guerra.
Legolas tirando sarro das sobrancelhas. Como quem não quer nada fiz uma observação maliciosa sobre o chapéu de franjas. Pensei que Leggy fosse suicidar-se. Wheee!!

Dia Vinte e quatro:
Esse é um exército danado de grande. Espere ter bastante corda na bolsa.

Dia Vinte e cinco:
Morto por orcs. Armadura de tecido mágico de Celeborn completamente inútil. Pensando bem, a falta de capacete não fez tanta diferença. Odeio Celeborn. Me vingarei morrendo pateticamente em câmara lenta e ficando mais popular que ele. Viva eu!

valinor

A Profecia de Dagor Dagorath

Quando o fim chegar
Pelos Portões do Vazio à de entrar
Aquele que não devia retornar
O Sol e a Lua não vão mais brilhar
A escuridão à de se espalhar
E o mundo dos Homens irá findar
 

Os Espíritos do Fogo vão ressurgir
Os exércitos eles vão reunir
E conquistar o mundo eles vão conseguir

Mas a resistência vai continuar
E um mortal novamente à de chegar
Ao Reino Abençoado para avisar
Que aos mortais eles terão que ajudar

Então o Rei mais velho irá descer
E consigo trazer
Os imortais que irão combater

Mas o Senhor do Escuro irá aparecer
E seu martelo ele vai trazer
E o mundo irá tremer

Mas a Espada Negra novamente forjarão
E ao que foi infeliz a entregarão
Então com O Mal eles lutarão

E o Injustiçado irá triunfar
E sua vida ele irá vingar
Quando O Mal ele matar

E quando O Mal terminar
O maior dos Primogênitos irá voltar
E para ele as jóias irão retornar
Para com elas as árvores ressuscitar

E novamente o mundo se iluminará
E a Primavera novamente se perpetuará
Até a existência se acabar
E todos com o Um se encontrar
Para a música completar

valinor

Um elfo incomoda muita gente, dois elfos incomodam muito mais

Eis que um dia, em uma grande festa élfica aos pés do Taniquetil, dois
Eldar brandiam suas canecas, cheias de miruvórë, e brindavam ao
magnífico luar do continente abençoado.

 

 

— Quais são as novidades de sua terra, meu caro mellon? — perguntava Yondolimpë.

— Fora minha boa e velha caneca de miruvórë, nada de novo… — respondeu Lanconárë, com seu sotaque valinoriano que já estava retardado pelo efeito da bebida.

— Já ficaste sabendo sobre as *hic* pedrinhas especiais do Fëanor?

— Pois sim! — Lanconárë pensou um pouco e prosseguiu — Ah, se elas fossem minhas! Eu as penduraria perto da porta de meu quarto!

— Ora, seu laman! — exclamou Yondolimpë, apontando o dedo torto para o amigo — Se tu colocasse-as perto do quarto não conseguirias dormir, *hic* pois a luz delas é mais forte que uma tingilyë!

— Mas pelos menos eu manteria os insetos longes de mim enquanto descanso! — Lanconárë agitou os braços com sua caneca, derramando parte do líquido em suas faces.

— De nada adianta discutirmos… me disseram que esse tal Fëanor poderia derrubar Melkor com as próprias mãos!

— Grande coisa esse aí! Eu também o derrubaria *hic*, com uma mão amarrada aos pés!

— É claro! Basta soltares teu bafo nele, que cairia duro no chão!

— Olha aqui, seu safado! Ninguém me ofende e se safa facilmente. Agora recitarei um lairë de minha própria autoria. — e subiu em uma cadeira, chamando a atenção de todo o povo ao redor, começando a falar alto, porém, atrapalhado:

No alto daquele tildë
Plantei um pé de roseira
O súrë no tildë bate
A rosa no tildë cheira
Quando cai a mistë
Salpicos no tildë me caem
Lagartos no tildë entram
Nieri do tildë saem
Quando cai o raumo
Nén no tildë desce
Rossë no tildë brilha
E o mato no tildë cresce
Quando cessa a lúrë
No tildë volta a alegria
Pois torna a brilhar novamente
O Anar que no tildë ardia

— Cale-se! Farei um lairë muito melhor que o seu agora. Na verdade é uma lindalë:

“Estão dizendo que miruvórë é nén!
Miruvórë não é nén não!
Miruvórë vem do alambique,
E nén vem do sirë!”

Engajaram-se em uma intensa discussão sobre qual poema era melhor, e decidiram perguntar à confusa platéia qual era o favorito. Pois todos os quendë à quem perguntavam desviavam o olhar, assustados, e fingiam não terem ouvido a pergunta. E então os dois passaram a apresentar comportamento mais agressivo. Neste momento, uma grande figura vestida de branco apareceu e expulsou-os do local por perturbarem a paz da montanha sagrada.

Perto daquele lugar ficava uma praia deserta, além da luz das árvores, e era iluminada pelas estrelas de Varda. Para lá foram, onde decidiriam a discussão.

Quando chegaram à praia, pisando cambaleante na branca e pura areia de Valinor, apoiados um no braço do outro, entreolharam-se e puseram-se a pensar.

— O que nós viemos fazer aqui mesmo, meu amigo?

— Bah! Sabe que eu até já esqueci!

— Então te senta aí e vamos beber em homenagem à Varda!

Passou-se alguns momentos até que Lanconárë pensou e fez um comentário:

— Já imaginou se no futuro um servo de Melkor dominasse a terra e uma criatura de um metro e vinte centímetros de altura, junto com seu fiel amigo, salvassem todo mundo?

— Ora, não seja ridículo! Já bebeste demais!

E os dois amigos riram juntos e gozaram de prosperidade por um bom tempo na terra abençoada de Valinor.

valinor

Hobbits, Humanos…e uma Humana!

Relaxar! Relaxar! E relaxar! Era tudo que ela precisava. E também foi isso, que aquele terapeuta lhe receitou. Um velho maluco que ela nunca viu. Ficava soltando baforadas de cachimbo, enquanto concordava com tudo que ela falava! Ela achou que ele fosse bom! Tinha diplomas e diplomas na parede. Até era membro de uma tal Ordem dos Istari. Pelo que ela percebeu uma ordem super selecionada. É mas como relaxar, com aquela fila, para comprar um simples passaporte para o parque? Não podia reclamar, afinal estava tudo na mais perfeita ordem…
 

– Olha gente! É a senhorita Liebe! – Sam

– Eu quero uma surpresinha! – Frodo

– Estávamos com saudade! – Merry

– Há não! Vocês não! Eu vou chamar a segurança! Ou melhor, vocês não existem! – Liebe fecha os olhos e tampa os ouvidos – São personagens de um livro e …Ai!!! Está bem! Eu acredito em vocês agora! Não precisava pular no meu pé!

– Por favor Senhorita Liebe! Nós seis prometemos nos comportar! – Pippin

– Seis!? Seis de vocês? Eu vou morrer de estafa na casa dos vinte! Rugas e cabelos brancos antes dos trinta! – Liebe

– Mas o Boromir e o Aragorn não são hobbits. E eles… – Sam choraminga

– Não quero nem saber! Lá! Lá! Lá! – Liebe novamente de ouvidos tampados – Eu não estou escutando vocês!

– Nós prometemos nos comportar! – Merry

– Fica com a gente! – Pippin

– Olha! Eu até trouxe essa flor do meu jardim! – Sam timidamente – Eu achei que ela me lembrava a senhorita!!

– Mas que lindinho! Você me trouxe uma flor! Tá bom! Tá bom! – Liebe – Vocês venceram!!

– Eu não sabia que ele tinha tanto jeito para as mulheres – Pippin sussurra para Frodo

– E como é que você achou que ele teve treze filhos?? – Frodo

– Ei! Boromir! Passolargo! – Merry grita – Nós encontramos uma amiga.

Dois homens se aproximam. Os amigos dos quatro hobbits Mas ao invés de um aperto de mãos, e um "prazer em lhe conhecer", Liebe se sente encostada, na parede da bilheteria, pela ponta de uma espada. Na verdade, uma espada quebrada…

– Eu avisei hobbits! Em terras estranhas precisamos ser cautelosos. Vocês tem certeza que ela é amiga? O inimigo já me preparou diversas peças antes! – Passolargo

– Os homens de Gondor são valorosos e espertos! Eles não caem em truques do inimigo. – Boromir
{mospagebreak}
– Tira isso do meu pescoço seu maluco! Para que serve uma espada quebrada? – Liebe

– Isso não é uma espada qualquer! Dobre a língua para falar de Narsil. – Passolargo – Você pode provar que é quem afirma ser? Provar que é amiga deles?

– É claro que eu conheço eles. Esse baixinhos são vidrados num cachimbo. Tarados por qualquer tipo de comida. – Liebe – Especialmente cogumelos.

– Realmente você é amiga deles. – Boromir – Nem mesmo eu, vindo de Gondor, faria melhor descrição!

– Realmente! Uma inimiga não teria essa aparência. – Aragorn – Você só pode ser a encarnação de Luthien, a Bela!

– Cai na real cara!- Liebe – Essa cantada é pior que perguntar se o cachorrinho tem telefone!

– Mandou a ver Senhorita Liebe! – Pippin – O herdeiro de Gondor levou um fora!!

– Gondor não precisa de rei! – Boromir resmunga

Antes que eclodisse uma briga entre herdeiros-de-reis e quase-futuros-regentes o grupo entra no parque.

– Senhorita Liebe! – Passolargo – Nós temos um problema!

– Isso nem o povo de Gondor consegue resolver! – Boromir preocupado.

– Dispenso o senhorita! – Liebe, voltando sua atenção para o grupo – Essa não! Tudo menos isso…

Os hobbits olhavam para a praça de alimentação! Vidrados! Nada mais podendo fazer, Liebe se considerou vencida. Os hobbits se revezavam para trazer as bandejas de comida. Enquanto isso, Liebe, Boromir e Aragorn ficaram na barraca de tiro ao alvo, ao lado da praça de alimentação. Liebe até ganhou um ursinho de Boromir, que não viu graça em nada.


Duas horas depois, eles ainda estavam carregados com algodões-doces e maçãs-do-amor! Esperando na fila do carrinho de batidas. Mais uma fila, e mais demorada que a do SUS ou das Casas de Cura em tempo de Guerra. Enquanto isso Liebe explicava o brinquedo para eles. Chega a vez deles.

– Essa não! Só tem três carrinhos! Vamos ter que nos dividir ou esperar mais. Passolargo e Boromir, vocês vão juntos. Mas sem discussões sobre quem vai herdar o trono de Gondor. – Liebe adverte– Um dos hobbits vem comigo. Os outros três vão juntos! E lembrem-se: não saiam do carrinho em hipótese nenhuma.
{mospagebreak}
– Eu vou com o Senhor Frodo – Sam

– Eu vou com você Liebe! – Pippin – Você já sabe mexer neste treco!

Começam tranqüilos! Isso se você ignorar o Boromir soprando o Chifre de Gondor. Liebe até estranha. Os hobbits, Passolargo e Boromir marcam o seu carrinho. Ela e Pippin são sacudidos. O hobbit não aquentava mais aquela situação

– Pippin! Senta no carrinho! Você já melecou meu cabelo com algodão doce! – Liebe tentando segurar um hobbit suicida

– Foi mal! Mas dirige isso melhor! – Pippin – Eles sempre nós amassam.

– Olha lá! Os caras amassaram os 3! – Liebe

– Mandou bem Elessar ! – Boromir – Um a zero para Gondor ! O Condado não dá com nada! Nem no…

– Sam! É para bater com o carrinho! – Liebe – Não para tampar a maçã-do-amor na cabeça do Boromir.

– E ainda levaram bronca. Bem feito. – Aragorn – Dois a zero para Gondor.

– Não Merry. O que eu disse sobre sair do carrinho? Também incluía pular na cara de outro motorista – Liebe – Assim o Aragorn não vai ver nada!

– Esse é o objetivo! – Merry sorridente

– Seus malucos! Vocês vão deixar o Frodo sozinho? Pippin! Cadê você? – Liebe – PIPPIN! Saí do meio da pista!

– Eu pego ele.- Frodo mira o carrinho na direção dele.

– Para com isso! Você vai matar ele! – Liebe
Todos os carrinhos param! Intervenção de Illuvatar? Afinal, o tempo não acabou! O responsável pelo brinquedo o desligou, porque havia uma criança na pista! Liebe ainda levou um sermão por deixar seu " irmãozinho" solto daquele jeito.

– Eu não acredito nisso!! – Liebe –Além de ser expulsa do carrinho de batidas, eu levo bronca por causa de vocês!

– Liebe ! O que é aquilo? – Boromir

– É maior que os Agornath – Aragorn

– É a montanha russa! Vocês querem dar uma volta? – Liebe mais calma- Vamos aproveitar que a fila está pequena!

Logo Boromir e Aragorn entram no carrinho! Quando os hobbits estavam prontos para entrar…

– Sinto muito! Mas esse brinquedo tem limite de altura! – porteiro da montanha
russa –E vocês não tem altura suficiente!
{mospagebreak}
– Há não! – Merry – Eu queria tanto ir.

– Faz o seguinte! Deixem o Boromir e o Aragorn ! Eu levo vocês em outro! – Liebe – Venham comigo.

– O que é aquele cogumelo vermelho? – Frodo

– Vocês só pensam nisso?- Liebe – Não é um cogumelo! É um pula-pula!

– Haaaaaa! – quatro hobbits

– Mas o que é um pula-pula?? – Pippin

– Entrem lá para ver! Tirem os sapatos antes! – Liebe corrige-se, sob o olhar do hobbits – Já sei, vocês não usam sapatos…Muito bem! Agora comecem a pular!


– Uma dama nunca deveria ficar desprotegida! – Aragorn

– E aí caras? O que vocês acharam? – Liebe

– Emocionante! – Boromir – Só os bravos homens de Gondor suportariam isso!

– Os hobbits estão no pula-pula! Se vocês quiserem ir no trem-fantasma é logo ali! – Liebe – Eu não me arrisco a deixa-los sozinhos!

Aragorn e Boromir vão para o trem fantasma. Liebe curte o silêncio! Quebrado pelo barulho do Chifre de Gondor. E logo depois por gritos! Nisso, pula-pula começa a murchar!

– Ai! Ai! Ai! Aposto que isso é coisa deles. – Liebe – A fome bateu e eles morderam o pula-pula!

Uma menininha saiu chorando. Outra assustada. A maioria saiu rindo. Mas todas, independente da reação, apontavam para quatro baixinhos q ficaram para trás.

– Eu sabia que isso tinha dedo de vocês…- Liebe

– Não foi dedo! – Sam

– Foi a Ferroada! – Merry

– Ferroada?! – Liebe

– É, olha só! Ela ainda brilha quando se aproximam orcs! – Frodo mostrando a espada – O Bilbo que me deu. Legal, não é?

– SEU MALUCO! COMO VOCÊ ME ENTRA COM UMA ESPADA NUM PULA-PULA DE PLÁSTICO??? – Liebe

– Mas o Bilbo falou para mim nunca sair sem ela, e sem o colete de mithril! – Frodo choraminga
{mospagebreak}
– Isso não é a Terra Média! Se esse colete não te proteger de bala perdida não serve para nada!- Liebe

-AIIIIIIIIIIIIIIII! – uma voz feminina

-SOCORRO!!!!!!!!!!! – outra mulher grita

– Mais gritos! Essa não! – Liebe – Não me digam que vem do trem fantasma!

Silêncio gera entre os hobbits!

– Era o que eu temia! – Liebe

As luzes do trem fantasma estavam desligadas e os carrinhos parados! Boromir e Aragorn aparecem brandindo espadas! E cada um carregando uma garota sobre os ombros.

– Não temam nada senhoras. – Aragorn

– Dois honrados cavalheiros estão aqui – Boromir – Para de me bater!! Eu salvei você!

– Me larga!!!!!!!! – a mulher sobre Boromir

– O que vocês fizeram?? – Liebe – Coloquem elas no chão!

– Salvamos essas donzelas de monstros horríveis. – Aragorn – Aquilo lá estava mais infestado que as Terras Ermas.

– Decepamos todos. – Boromir

– Seus Malucos! – Liebe – Eram bonecos!

– Por que alguém faz bonecos daquele tipo? – Boromir

– Porque é um trem-fantasma. – Liebe – Serve para assustar as pessoas

– Entendi agora. – Boromir

– Olha a confusão que vocês arrumara!! É melhor a gente sair daqui! – Liebe


Do lado de fora…

– Foi mais divertido que tudo! – Aragorn

– Melhor que a festa de despedida do Bilbo. – Merry

– CALADOS!! Todos vocês! –Liebe – E parem de ficar me seguindo!

– Mulheres! Vai entender!! – Sam

– Por isso que eu prefiro as elfas! – Passolargo
{mospagebreak}
– As mulheres de Gondor não são assim! – Boromir

– Ninguém merece vocês! – Liebe

– Liebe, quando você vai trazer a gente aqui de novo?? – Pippin inocentemente.

– LIEBE! VOLTA AQUI! – Passolargo

– Deixa o Pippin em paz! – Merry

– Não entendo senhor Frodo. – Sam – Por que essa menina sempre tem que terminar correndo?

Fim!!!!!