Blind Guardian: "O Diário de Maglor", Parte 14

Mais uma tradução de "O Diário de Maglor", série de textos presentes no
encarte do álbum "Nightfall In Middle-Earth" (1998), do Blind Guardian.

Esta é a parte 14, entitulada "Caos"
 
 
 
 
Caos

O pânico me preenchia sempre que eu pensava nas ondas de fogo que nos
acometeram junto com os exércitos sedentos de sangue. Rapidamente a
terra foi massacrada e beleza inigualável destruída. A morte fez seus
espólios. As almas dos mortais empreenderam uma jornada cujo destino
permanece desconhecido. Os corpos dos elfos jaziam caídos e queimados
na desolação carbonizada. Muitos retornaram à Casa das Almas, para
permanecerem lá sem corpo até o fim dos tempos. Nós perdemos nosso lar.
Sem limites foi nosso pesar e sem fim parecia a guerra. Os fogos não
terminaram antes que o ciclo do despertar trouxesse um fim ao inverno
mortal. Estéril e devastada estava a terra. O cheiro desagradável do
desastre permaneceu por todo o ano. A mensagem do fim amargo do Grande
Rei levou embora nossas esperanças. Foi tardiamente que ouvimos de sua
gloriosa batalha e dos ferimentos que ele infligiu ao nosso maior
inimigo. Com ele e seu próprio povo e eu estava associado um futuro
melhor. Tornou-se claro para nós o quão sem esperanças nossa situação
se tornara. Não havia mais volta. Todos os nossos caminhos estavam
fechados. O desejo pelo nosso lar despertou em todos nós. Nossa glória
diminuiu com nosso pesar. Como as cores da natureza nossa juventude
desapareceu. Nos mostrávamos aborrecidos e cansados. Apenas poucos
feitos gloriosos, realizados ao longo desses dias, sobreviveram aos
séculos. Os amigos dos elfos por outro lado alcançaram grande glória,
um deles até amor imortal.

 

___________

Blind Guardian é uma banda de heavy metal originária da Alemanha, sendo
atualmente um dos grandes nomes mundiais neste estilo. Muitas de suas
músicas são influenciadas pelas obras de Tolkien, sendo o álbum
"Nightfall In Middle-Earth" (1998) totalmente baseado em "O
Silmarillion". Nas páginas finais do encarte do disco, há vários
pequenos textos, que seriam escritos por Maglor, filho de Fëanor, como
uma espécie de "diário".
 
Leia também:
 
 

 

 
 
 
 
 
 
 
 

Parte 11: A Calma Antes da Tempestade

Parte 12: Rumor e Dolorosa Verdade

 

Comentários