Todos os posts de Reinaldo José Lopes

Yiddish Policeman's Union, O Hobbit, O Senhor dos Anéis, Preacher, O Silmarillion, Cristianismo Puro

Vamos falar das novas traduções de Tolkien em SP neste domingo!

Sim, senhoras e senhores, o pessoal da Harper Collins Brasil continua trabalhando a todo vapor para colocar o bloco da nova fase das obras de Tolkien na rua! Neste domingo, dia 25 de março, não por acaso o Tolkien Reading Day ou Dia de Ler Tolkien, a partir das 11h30, a nova casa editorial do professor no país convida para um bate-papo com os editores, seguida de uma singela palestrinha com o escriba que vos fala com o tema “O valor literário da obra de J.R.R. Tolkien”. Dá para se inscrever aqui, mas as vagas são limitadas. O encontro acontece na Reserva Cultural (Avenida Paulista, 900). Todos os detalhes estão no banner abaixo. Esperamos vocês por lá!

 

Yiddish Policeman’s Union, O Hobbit, O Senhor dos Anéis, Preacher, O Silmarillion, Cristianismo Puro

Novo tradutor de “O Silmarillion” é da Valinor!!!

É com grande, imensa, gigantesca alegria que posso anunciar que farei parte da nova fase dos livros de Tolkien no Brasil comandada pela editora Harper Collins! Eu, Reinaldo José Lopes, conhecido como Imrahil pelo pessoal da Valinor, cofundador do site, serei o novo tradutor de “O Silmarillion”, com o objetivo de fazer uma versão para o português que realmente reflita a beleza arcaica e o lirismo do texto original. Mais detalhes no vídeo! E, se quiserem acompanhar mais novidades sobre a monumental tarefa de trazer toda a obra de Tolkien para o Brasil, não deixem de se inscrever no canal!

Yiddish Policeman’s Union, O Hobbit, O Senhor dos Anéis, Preacher, O Silmarillion, Cristianismo Puro

O clássico de fantasia “Em Busca de Watership Down”

Quer conhecer outro livro clássico de fantasia britânico? Vale a pena experimentar “Em Busca de Watership Down”, publicado em 1972 por Richard Adams. O que acontece quando você mistura mitologia greco-romana, coelhinhos e pitadas de zoologia? Uma aventura ao mesmo tempo divertida, sombria e filosófica que lembra “O Hobbit” em alguns aspectos. Saiba mais no vídeo do nosso colaborador Reinaldo “Imrahil” Lopes!

 

Yiddish Policeman’s Union, O Hobbit, O Senhor dos Anéis, Preacher, O Silmarillion, Cristianismo Puro

Vídeo: Top 5 de “Beren e Lúthien”!

Sauron originalmente era um supergato? Tolkien se inspirando em Shakespeare e numa saga viking? Tudo isso e muito mais neste vídeo sobre a maior história de amor da Terra-média, o amor proibido entre a elfa Lúthien e o humano Beren, em livro que acaba de ser lançado. Confira!

Yiddish Policeman’s Union, O Hobbit, O Senhor dos Anéis, Preacher, O Silmarillion, Cristianismo Puro

“A Batalha dos Cinco Exércitos” começa bem nas bilheterias

Ao menos nas primeiras semanas, o último filme da Hexalogia da Terra-média vai bem nas bilheterias do mundo todo. Já são US$ 156 milhões faturados planeta afora, e o filme está em cartaz nos EUA há apenas dois dias.

Continue lendo

Yiddish Policeman’s Union, O Hobbit, O Senhor dos Anéis, Preacher, O Silmarillion, Cristianismo Puro

Brasil participa de pesquisa mundial sobre “O Hobbit”

Você ama a trilogia “O Hobbit”? Ou acha que Peter Jackson e companhia escorregaram feio nos novos filmes? Seja como for, você terá a chance de opinar detalhadamente sobre a série e ainda ajudar pesquisadores do mundo todo, inclusive do Brasil, a entender melhor o impacto da trilogia. Esse é o objetivo do “World Hobbit Project”, que está sendo lançado junto com “A Batalha dos Cinco Exércitos”.

Continue lendo

Yiddish Policeman’s Union, O Hobbit, O Senhor dos Anéis, Preacher, O Silmarillion, Cristianismo Puro

MIL SPOILERS! Assistimos e resenhamos “A Batalha dos Cinco Exércitos”!!!

É com um misto de alegria e pesar que pego da pena (ou sento na frente do meu teclado, melhor dizendo) para fazer a última resenha de um filme tolkieniano aqui na Valinor pelos próximos… sei lá, muitos anos. Acabou, ao menos por enquanto, pessoal. E a grande questão é: acabou de um jeito digno?

Continue lendo

Yiddish Policeman’s Union, O Hobbit, O Senhor dos Anéis, Preacher, O Silmarillion, Cristianismo Puro

Vitamina D: a arma secreta dos hobbits

dos89-cb210126Quando você acha que você já viu de tudo, sempre tem uma maluquice nova. Por exemplo, a dos pesquisadores Joseph e Nicholas Hopkinson, do Instituto Nacional de Pesquisa em Saúde. A dupla acaba de publicar um artigo científico na revista médica “The Medical Journal of Austrália” com o título “O hobbit – uma deficiência inesperada”. Resumo da ópera: a derrota dos personagens malévolos de “O Hobbit” parece ter uma forte associação com… a deficiência de vitamina D.

A dupla de médicos usou uma estratégia simples e elegante: mapeou os personagens do livro, classificando-os como “vitoriosos” e “derrotados” e “bons” ou “maus” (OK, nada sofisticado até aqui) e depois usou informações do texto para classificar os personagens numa escala de 0 a 4 com respeito aos níveis de vitamina D em seu organismo, com base em seu estilo de vida. Os níveis de vitamina D, é bom lembrar, dependem basicamente da exposição à luz solar, e também, em menor medida, de uma dieta rica em peixes gordurosos, gema de ovo, queijo, carne, fígado e certos cogumelos. A falta de vitamina D, lembram eles, causa problemas ósseos e no sistema de defesa do organismo.

Nas palavras impagáveis da dupla descrevendo sua hipótese de trabalho:

“Uma característica marcante da literatura de fantasia é a vitória dos personagens bons e a derrota dos maus. Enquanto o consenso é atribuir isso a convenções narrativas sobre moralidade e a necessidade de finais felizes, nossa hipótese é que uma grande contribuição para a derrota dos malfeitores nesse contexto é sua aversão à luz solar e sua dieta ruim, que poderia levar à deficiência de vitamina D e, portanto, à redução das capacidades marciais.”

Não preciso dizer que a dieta variada e a vida ao ar livre de Bilbo o deixam em boa situação, assim como ocorre no caso dos anões, de Gandalf (apesar de eles serem fumantes, ressalvam os médicos) e de Beorn. Já Gollum, apesar de comer peixxxxe, fica mal nessa fita, e o mesmo vale para os orcs e para Smaug. (A média dos personagens bons é uma “nota” de 3,4, contra apenas 0,2 dos personagens malévolos).

Como é de praxe em publicações médicas, os autores tiveram de fazer uma declaração de conflito de interesse: “Declaramos que não temos conflitos de interesse a respeito deste trabalho, embora Nicholas Hopkinson curta bastante Game of Thrones na televisão e Joseph Hopkinson tenha lido todos os livros”.

Yiddish Policeman’s Union, O Hobbit, O Senhor dos Anéis, Preacher, O Silmarillion, Cristianismo Puro