Arquivo da tag: Meio Elfos

Arwen

Arwen Estrela Vespertina era filha do Senhor Élfico Elrond. Ela era bela, com cabelos negros e olhos cinzentos, e ela era chamada Undómiel, a Estrela Vespertina de seu povo. A beleza de Arwen era comparável à de Lúthien, e como Lúthien, Arwen escolheu abandonar sua imortalidade pelo amor a um Homem mortal. Após a Guerra do Anel, Arwen casou-se com Aragorn, o Rei Elessar, e tornou-se Rainha dos Reinos Reunidos de Gondor e Arnor.
 
 
arwen1.jpgArwen nasceu no ano 241 da Terceira Era. Ela possuía dois irmãos mais velhos, Elladan e Elrohir. O pai deles, Elrond, era descendente tanto de Elfos quanto de Homens, e a ele foi dada a chance de escolha entre a vida imortal dos Elfos ou a vida mortal dos Homens. Arwen e seus irmãos encararam a mesma escolha.

Em 2509, a mãe de Arwen, Celebrían, foi capturada por Orcs no Passo do Chifre Vermelho, e foi torturada e ferida. Apesar de ela ter sido resgatada por seus filhos e curada fisicamente por seu marido, Celebrían permaneceu atormentada pelas terríveis memórias e ela decidiu deixar a Terra-média no ano seguinte.

Arwen passou muito tempo em Lothlórien com sua avó, Galadriel. Ela retornou a Valfenda em 2951 para visitar seu pai e lá ela conheceu Aragorn. Aragorn apaixonou-se por Arwen, mas Elrond lhe disse que a idade e experiência de sua filha, bem como sua linhagem, a colocavam muito acima de Aragorn, e que se ela decidisse permanecer com Aragorn, ela iria abrir mão da vida imortal dos Elfos e separar-se-ia de sua família.

Aragorn deixou Valfenda em viajou através da Terra-média, ganhando conhecimento e experiência. Ele veio a Lothlórien em 2980, onde encontrou Arwen. Quando Arwen viu Aragorn aproximar-se dela em Caras Galadhon, ela sabia que sua escolha estava feita. Eles passaram um período juntos em Lothlórien, e na Véspera do Solstício de Verão eles noivaram em Cerin Amroth. Mas Elrond disse a Aragorn que sua filha não iria se casar com um Homem que não fosse o que o Rei de Gondor e Arnor. Aragorn partiu novamente em árduas jornadas enquanto aspirava cumprir seu destino.

Elrond chamou Arwen de volta a Valfenda em 3009, quando as Montanhas Sombrias e as terras orientais cresceram em periculosidade. Em Outubro de 3018, Aragorn e Arwen se reuniram brevemente quando ele retornou a Valfenda com Frodo Bolseiro, mas dois meses depois Aragorn partiu com Frodo em sua jornada. Em Lothlórien, Aragorn recebeu de Galadriel a Elessar, ou Pedra Élfica, que lá havia sido deixada para ele por Arwen.

Arwen vigiou Aragorn de longe, em pensamento, e ela fez para ele um estandarte carregando o emblema da Árvore Branca de Gondor, as Sete Estrelas e a Coroa de Elendil. Ela enviou o estandarte quando seus irmãos Elladan e Elrohir acompanharam Halbarad e os Guardiões em direção ao Sul para encontrar Aragorn. Aragorn abriu o estandarte quando ele chegou aos Campos do Pellenor nos navios Corsários, em 15 de Março de 3019.

Após a queda de Sauron, Arwen viajou para o sul, em direção a Gondor, com seu pai. Ela chegou em Minas Tirith na Véspera do Solstício de Verão de 3019. Arwen e Aragorn casaram-se no Solstício de Verão e Arwen tornou-se Rainha dos Reinos Reunidos de Gondor e Arnor.

Arwen reconheceu que Frodo continuava sofrendo devido ao seu fardo. Ela deu-lhe uma jóia branca para lhe trazer conforto quando ele estivesse perturbado, e disse a ele que se não pudesse mais suportar as memórias e a dor, ele poderia navegar em seu lugar rumo ao Oeste, onde suas feridas poderiam ser curadas. Não se sabe exatamente como foi permitido a Arwen dar a Frodo esse presente. Ela pode ter pedido a Gandalf, um emissário dos Valar, para permitir que Frodo fosse em seu lugar.  

Arwen viajou a Edoras com a procissão funeral do Rei Théoden. Após o funeral, Arwen e Elrohir subiram as montanhas para se despedirem definitivamente. Então Elrond partiu e ele e sua filha nunca mais se viram novamente. Elrond cruzou o Mar para juntar-se a sua esposa nas Terras Imortais em 29 de Setembro de 3021.

Arwen e Aragorn viveram juntos alegremente por 120 anos. Eles tiveram um filho, Eldarion, e também tiveram filhas. No ano 15 da Quarta Era, o Rei e a Rainha viajaram para o Reino do Norte. Arwen atou a Elendilmir à fronte de Aragorn quando ele assumiu a completa majestade de Arnor. Eles residiram por algum tempo às margens do Lago Vesperturvo, e eles foram à Ponte do Brandevin para se encontrarem com Sam Gamgi, Merry Brandebuque e Pippin Tûk. Arwen fez da filha de Sam, Elanor, sua dama de honra.

Aragorn morreu no ano 120 da Quarta Era. Arwen ficou profundamente enlutada, e finalmente ela compreendeu o amargor da mortalidade. Arwen disse adeus aos seus filhos, e foi para Lothlórien, onde ela morreu no inverno seguinte. Seu túmulo estava em Cerin Amroth, onde ela e Aragorn tornaram-se noivos.

 
 
Fontes:

A Sociedade do Anel: “Muitos Encontros” e “Lothlórien”.
O Retorno do Rei: “O Regente e o Rei” e “Muitas despedidas”.
Apêndice A de O Senhor dos Anéis: “Parte da História de Aragorn e Arwen”
Contos Inacabados: “O Desastre dos Campos de Lis”
As Cartas de J.R.R. Tolkien: Carta 246

 
 
 
Datas Importantes:

Terceira Era:

241

Nascimento de Arwen.

2509

A mãe de Arwen, Celebrían, é capturada e atormentada por Orcs.
 
2510
Celebrían decide deixar a Terra-média e parte para as Terras Imortais.

2951

Arwen retorna de Lothlórien para Valfenda e conhece Aragorn.  

2980

Arwen e Aragorn se encontram novamente em Lothlórien e na Véspera do Solstício de Verão tornam-se noivos.

3009

Arwen retorna a Valfenda à pedido de seu pai.

3018

20 de Outubro: Aragorn retorna a Valfenda com Frodo Bolseiro.
24 de Outubro: Arwen faz-se presente no banquete em honra a Frodo.

25 de Dezembro: Aragorn deixa Valfenda com a Sociedade.

3019

16 de Fevereiro: A Sociedade parte de Lothlórien; Aragorn recebe a Elessar deixada a ele por Arwen.

6 de Março: Aragorn recebe o estandarte feito por Arwen.
15 de Março: Aragorn abre o estandarte de Arwen na Batalha dos Campos do Pellenor.
25 de Março: O Anel é destruído e o domínio de Sauron cai.
1 de Maio: Aragorn é coroado Rei; Arwen e Elrond deixam Valfenda.
20 de Maio: Arwen e Elrond chegam a Lothlórien.
27 de Maio: Arwen e Elrond partem de Lothlórien.

14 de Junho: Arwen encontra-se com seus irmãos, Elladan e Elrohir, e eles viajam ára Edoras.
16 de Junho: Arwen parte para Gondor.

Véspera do Solstício de Verão: Arwen chega a Minas Tirith.
Solstício de Verão: Arwen casa-se com Aragorn.

15 de Julho: Arwen diz a Frodo que ele pode viajar para o Oeste em seu lugar.
19 de Julho: Arwen deixa Minas Tirith com a procissão funeral do Rei Théoden.

10 de Agosto: Arwen faz-se presente no funeral do Rei Théoden.
14 de Agosto: Arwen e Elrond despedem-se e separam-se para sempre.

3021

29 de Setembro: Elrond cruza o Mar rumo às Terras Imortais.

Quarta Era:

15

Aragorn e Arwen viajam para o Reino do Norte.

120

1 de Março: Morte de Aragorn.

121

Inverno: Morte de Arwen.
 
 
 
Nomes e Títulos:

Arwen:
Arwen
significa “donzela nobre”, de ar significando “nobre” e wen significando “donzela”.
O Silmarillion: “Apêndice – elementos em nomes nos idiomas quenya e sindarin,” entradas para ar e wen.

Undómiel:
Undómiel
significa “estrela do crepúsculo” ou “estrela vespertina”. O elemento ndu significa “pôr (do sol).” O elemento domi significa “crepúsculo”. O elemento el significa “estrela”. Arwen era chamada assim por causa de sua beleza misteriosa e por que ela viveu nos anos minguantes – ou o crepúsculo – dos Elfos na Terra-média.
The History of Middle-earth, vol. V, The Lost Road and Other Writings: "The Etymologies," entradas para DOMO, EL, & NDU

Estrela Vespertina:
Estrela Vespertina
é a equivalente em Língua Geral para Undómiel.

Senhora de Valfenda, Senhora de Imladris, Senhora de Lórien:

Arwen é chamada por esses vários títulos de honra.
O Retorno do Rei: “A passagem da Companhia Cinzenta,” p. 35
Apêndice A de O Senhor dos Anéis: “Parte da História de Aragorn e Arwen”, p. 346

Arwen, a Bela:

Arwen era chamada dessa maneira devido a sua grande beleza.
Apêndice A de O Senhor dos Anéis: “Parte da História de Aragorn e Arwen”, p. 346

Rainha do Reino Reunido:

Arwen tornou-se a Rainha do Reino Reunido de Gondor e Arnor em seu casamento com Aragorn.
 
 
 
Árvore Genealógica: 
arwentree2.jpg
 
 

 
(clique na imagem para ampliá-la)

Fonte: Thain’s Book

Lista de Fatos sobre Elladan e Elrohir

Resumo: Quase todas as peças de informação do cânon tolkieniano
disponíveis a respeito dos filhos gêmeos de Elrond, Elladan e Elrohir.
Spoilers dos livros.

Aviso Legal: Estes personagens
e Terra-média são propriedade do Tolkien Estate e este ensaio de
não-ficção não pretende infringir os direitos autorais de forma alguma.

Obrigada a uma leitora chamada Claris por apontar uma
descrição física que foi adicionada ao Segundo parágrafo, e a outro
leitor que sugeriu a quebra em porcentagens da herança dos gêmeos.
Opiniões são bem-vindas em Tyellas@hotmail.com.

 
 
 
Quem são Elladan e Elrohir?

São
os filhos gêmeos idênticos de Elrond o Meio-elfo e Celebrían, a filha
de Galadriel e Celeborn. Isso os torna basicamente ¼ humanos, ¾
élficos. Arwen é a irmã deles. São personagens periféricos em O Senhor dos Anéis.

Há três descrições físicas deles no cânon de Tolkien. A mais detalhada
é a deles como: “… dois homens altos, nem jovens nem velhos. Eram tão
parecidos, os filhos de Elrond, que poucos conseguiam distingui-los;
cabelos escuros, olhos cinzentos, e suas faces belas como as de elfos,
vestidos de forma parecida em malha brilhante sob capuz de
cinza-prateado.” (A Passagem da Companhia Cinzenta, RdR). As duas outras descrições são fornecidas em sua íntegra na Linha do Tempo.

São Elfos?

Um dos pontos mais sutis em SdA
é o fato de os filhos de Elrond receberem uma identidade racial limiar
e excepcional, que é a de serem, literalmente, filhos de Elrond. Os
filhos de Elrond têm o seguinte destino, ligado ao de Elrond: “Enquanto
eu residir aqui, ela (Arwen) viverá com a juventude dos Eldar, e quando
eu partir, ela irá comigo, se assim ela escolher.” RdR Apêndice
A. Se Arwen permanece na Terra-média depois que Elrond partir, ela
escolhe tornar-se mortal e morrer. Uma afirmação citada mais tarde na
Linha do Tempo deixa claro que isso também se aplica a Elladan e
Elrohir, embora fique implícito que eles podem “adiar sua escolha”.

Tolkien também destaca que Elrond tinha “ancestrais mortais e Élficos
em ambos os lados; Tuor no lado de seu pai, Beren no de sua mãe”.
Cartas, #211. Ele parece ter ficado um pouco confuso entre Elladan e
Elrohir e Elrond aqui; os gêmeos são cerca de ¼ humanos, uma vez que
sua mãe, Celebrían, era a filha totalmente Elfa de Galadriel e Celeborn.

Um leitor astuto apontou que a herança de Elladan e Elrohir é
complicada pela ancestral Lúthien, sua trisavó. Lúthien era ½ Elfa e ½
espírito divino chamado Maia nos mitos de Tolkien. Portanto,
estritamente falando, Elladan e Elrohir são 73.5% élficos, 23.5%
humanos, e 3% Maiar. Outro leitor astuto forneceu as peças da história
familiar dos dois, que leva à essa conclusão; clique aqui para ler.

Tolkien é muito cuidadoso ao longo de O Senhor dos Anéis para não se
referir a Elladan e Elrohir como Elfos. Em vários lugares (anotados na
Linha do Tempo) eles estão distintamente NÃO-agrupados com Legolas
quando se fala de assuntos ou habilidades élficos. Ele sentem o temor
das Sendas dos Mortos; eles não vêem um Nazgûl voando por sobre suas
cabeças quando Legolas consegue. Também não se refere a eles como
Homens/humanos.

O que seus nomes significam?

De maneira muito fortuita, Tolkien traduziu os nomes deles em uma de
suas Cartas, apontada na coleção de suas cartas como Carta 211
endereçada a Rhona Beare. A tradução foi feita para responder à
seguinte pergunta de Rhona “Quando é que El- significa ‘elfo’ e quando
significa ‘estrela’?”

Elrohir = cavaleiro élfico.
Também é possível traduzi-lo como cavaleiro da estrela, o que seria
simpático, mas não há evidência de que Tolkien queria essa tradução.

Elladan
= homem élfico. Isso parece tedioso até analisarmos o significado
etimológico da palavra “dan”. Estritamente falando, significa “homem”.
Em uso, significa Númenoriano, homem avançado, homem sábio, como em
Dúnedain. Há também uma superposição com a palavra “dan” significando
“artesão ou artífice”. (Círdan [nome no singular, artesão de barcos ou
armador] Mírdain [nome no plural, artesãos de jóias]). Portanto, o que
está implícito aqui é o tipo de homem mais elevado, mais culto – um
homem de tradição e habilidade e idéias significantes no universo de
Tolkien.

A Linha do Tempo dos Gêmeos:

Segue aqui uma lista de cada aparição ou evento significativo relacionado a Elladan e Elrohir, em ordem cronológica.

SEGUNDA ERA

Em algum momento da Segunda Era:
Elrond vê Celebrían pela primeira vez e se apaixona por ela. Os Elfos
estão no meio de sua Guerra contra Sauron; ele não diz nada a ela
naquele momento.

Ano 3441: A Guerra da Última Aliança parece ser o fim de Sauron.

TERCEIRA ERA

Ano 100: Nessa época de paz, Elrond e Celebrían se casam.

Ano 139: Elladan e Elrohir nascem. Não há menção sobre a ordem de seu nascimento.

Ano 241:
Arwen nasce. Ou seja, Elladan e Elrohir eram completamente adultos
quando ela nasce. Elfos tornam-se adultos entre 50 e 100 anos, e eles
têm 135 anos naquela época.

2.268 anos passados.
Presumidamente Elladan e Elrohir aprenderam artes da Guerra e tradições
humanas e élficas, tornando-se guerreiros maduros e habilidosos.

Ano 2509:
O tormento e captura de Celebrían. Viajando para Lórien, Celebrían
sofre “emboscada no Passo do Chifre Vermelho, e recebe um ferimento
envenenado”. É levada e torturada nos covis dos orcs. Elladan e Elrohir
resgatam-na.

Ano 2510:[i] Elrond cura Celebrían, mas
ela, ainda “sob uma grande nuvem de medo”, parte para além-Mar. Elladan
e Elrohir começam a caçar orcs. Note-se que não é mencionado que eles
tenham feito qualquer juramento a respeito disso – eles apenas os caçam.


[i]Ano 2511:
Elladan e Elrohir ajudam o povo que se tornarão os Homens de Rohan numa
batalha contra orcs. Note-se que Rohan ainda não existe; este reino se
estabelece logo depois desta batalha. O relato completo está a seguir:

“Mas na dianteira do ataque eles viram dois grandes cavaleiros,
vestidos de cinza, diferentes de todos os outros, e os Orcs fugiram
diante deles; mas quando a batalha foi vencida eles não puderam ser
encontrados, e ninguém sabia de onde tinham vindo e para onde foram.
Mas em Valfenda foi registrado que eram os filhos de Elrond, Elladan e
Elrohir.” Peoples of Middle-Earth, Criando o Apêndice A.

Vejam que eles são descritos como “grandes” no sentido de imponentes, altos, fortes. O próprio Elrond é descrito em O Hobbit
como “poderoso entre Elfos e Homens”. Pode-se deduzir a partir disto
que os gêmeos eram fisicamente mais robustos que a maioria dos Elfos.

Ano 2511 até 3019: anos de jornadas de Elladan e Elrohir. Fica implícito que eles se tornaram mais próximos dos Dúnedain durante esta época.

Ano 2933:
O pai de Aragorn, Arathorn, “saiu cavalgando contra Orcs com os Filhos
de Elrond, e foi morto por uma flecha de orc que perfurou seu olho”.
Aragorn tem dois anos de idade na época. Apêndice A de RdR.

Anos 2940 – 2951:
Os gêmeos ensinam o jovem Aragorn a caçar orcs e outras habilidades na
selva. Eles não mencionam nem uma vez a respeito da irmã deles para
Aragorn naquela época, presumidamente devido a uma proibição por parte
de Elrond. Conforme se nota no Apêndice A de RdR, “Aconteceu que ele (Aragorn) retornou para Valfenda depois de grandes feitos na Companhia dos Filhos de Elrond…”

Ano 3018: A história de O Senhor dos Anéis começa. Elladan e Elrohir têm 2988 anos de idade.

24 de outubro: “Muitos Encontros”, SdA.
Aragorn não participa do banquete para celebrar a recuperação de Frodo
porque “Elladan e Elrohir retornaram dos Ermos sem serem esperados, e
tinham notícias que eu queria ouvir imediatamente.”

25 de outubro: “O Conselho de Elrond,” SdA.
Começa o Conselho de Elrond. Note-se que NÃO se menciona que Elladan ou
Elrohir estão presentes, embora estejam em Valfenda naquele momento.
Jamais se menciona por que Elladan e Elrohir não se juntam à Comitiva.

Novembro-Dezembro:
Depois do Conselho, Elladan e Elrohir cavalgam para Lórien com notícias
sobre o Portador do Anel e sua demanda, e depois retornam. Essa é uma
viagem de vai-e-volta que dura dois meses. “Os filhos de Elrond,
Elladan e Elrohir, foram os últimos a retornar; haviam feito uma grande
jornada, passando o Veio de Prata até uma terra estranha, mas sobre sua
incumbência não falaram nada a ninguém, exceto Elrond.” SdA, “O Anel Vai Para o Sul”.

Ano 3019: A história de O Senhor dos Anéis continua.

Fevereiro-Março:
Quando os Dúnedain se dirigem ao sul para ajudar Aragorn, Elladan e
Elrohir se juntam a eles. Eles se encontram novamente em Rohan em 6 de
março. Eles se reúnem a Aragorn no capítulo de RdR “A Passagem
da Companhia Cinzenta”, introduzidos por Halbarad: “Os irmãos Elladan e
Elrohir cavalgaram conosco, desejando ir para a guerra”. Temos as
seguintes descrições deles: “… disse Legolas, ‘E você notou os irmãos
Elladan e Elrohir? Seus trajes são menos sombrios do que os dos outros,
e são belos e elegantes como Senhores Élficos; e isso não é de se
admirar nos filhos de Elrond de Valfenda.'”

8 de março: Os gêmeos unem-se a Aragorn durante a Guerra do Anel. Elrohir diz a Aragorn, “Trago-lhe uma mensagem de meu pai: Os dias são curtos. Se estás com pressa, lembra-te das Sendas dos Mortos.
Eles cavalgam com Aragorn nas Sendas dos Mortos. Nas Sendas dos Mortos,
Elladan carrega uma tocha e caminha atrás de todos; fica ao lado de
Aragorn enquanto este examina um cadáver. Note-se que Elladan e Elrohir
sentem o medo dos Mortos, enquanto que o totalmente elfo Legolas não.
“Não havia um coração entre eles que não tenha estremecido, exceto o
coração de Legolas dos Elfos, para quem os mortos não têm terror.”
Elladan tem estas linhas melancólicas: “Sim, os Mortos vêm atrás de
nós. Eles foram convocados”, e ele responde à questão de Gimli sobre em
que lugar estão, dizendo, “Descemos das cabeceiras do Morthrond, o rio
longo e frio que… banha os muros de Dol Amroth. De agora em diante
você não precisa perguntar a razão de seu nome; Raiz Negra os homens o
chamam”. Na Pedra de Erech, Elrohir dá a Aragorn uma corneta de prata,
que Aragorn toca para convocar os Mortos.

15 de março: RdR
capítulo “A Batalha dos Campos do Pelennor”. Na Batalha do Pelennor, às
portas de Minas Tirith, cita-se que os gêmeos estão presentes, “Elladan
e Elrohir com estrelas em sua fronte”, e, presumidamente, atacando sem
dó.

16 de março: RdR capítulo “O Último Debate”.
Elladan e Elrohir participam de um conselho dos senhores da Guerra após
a Batalha do Pelennor. Segunda fala de Elrohir: “Viemos do norte com
esse propósito, e de Elrond, nosso pai, trouxemos exatamente esse
conselho. Não recuaremos.”

18 – 25 de março: RdR
capítulo “O Portão Negro se Abre”. Eles cavalgam com Aragorn até o
Portão de Morannon em Mordor para seu desafio corajoso, junto com os
Dúnedain. Note-se que Tolkien diferencia Elladan e Elrohir de Legolas
novamente; Legolas consegue ver os Nazgûl sobre suas cabeças, mas os
gêmeos não conseguem. “Eles (os Nazgûl) ainda voavam alto e fora do
campo de visão de todos exceto Legolas…”

8 de abril: RdR
capítulo “O Campo de Cormallen”. Frodo desperta depois de seu
sofrimento e há celebrações em sua honra e de Sam no Campo de
Cormallen. Elladan e Elrohir têm seus nomes gritados pelo menestrel nas
comemorações – mas novamente de uma forma que não os associa com o
totalmente elfo Legolas. “e Cavaleiros de Rohan, e vós, filhos de
Elrond, e Dúnedain do norte, e Elfo e Anão…”

8 de maio: “Éomer e Éowyn partem para Rohan com os filhos de Elrond”. Conto dos Anos, RdR.

14 de junho:
O gêmeos encontram “a escolta de Arwen�, que inclui Elrond, Galadriel,
e Celeborn, e retornam a Gondor. Em 16 de junho param em Edoras, Rohan.

1 Lite (Julho):
O grupo chega a Gondor. Elladan e Elrohir estão na dianteira. “Na
frente cavalgavam Elladan e Elrohir com uma bandeira de prata…” No
dia seguinte, Dia do Meio do Ano, Arwen casa-se com Aragorn. O Regente
e o Rei, RdR.

19 de julho: Com o cortejo fúnebre de Théoden, e na companhia de Elrond, Gandalf e o restante da Sociedade, os gêmeos deixam Gondor.

22 de setembro: Os gêmeos retornam para Valfenda com o resto da comitiva.

Ano 3021: Os filhos de Elrond permanecem em Valfenda quando Elrond atravessa o Mar. A história de O Senhor dos Anéis termina.

QUARTA ERA

Ano 5?:
Celeborn une-se a eles em Valfenda. “Mas após a partida de Galadriel,
em poucos anos Celeborn ficou cansado de seu reino e foi para Imladris
morar com os Filhos de Elrond”.

Ano 17: Elladan e Elrohir visitam o Rei Elessar e a Rainha Arwen no Lago Vesperturvo. A família de Samwise também vai. (Fim da Terceira Era, epílogo não-publicado de Tolkien para RdR.)

?????
Não se faz nenhuma menção ao destino final deles. Nenhuma. “O fim de
seus filhos, Elladan e Elrohir, não é contado; eles adiam sua escolha,
e permanecem por um tempo.” Cartas, #153. É deixado para o leitor decidir se eles atravessaram o Mar ou se tornaram mortais e morreram na Terra-média.

Eles estiveram no filme A Sociedade do Anel?

Ah, o grande debate. Em várias discussões, os fãs de cinema
identificaram cada elfo de cabelos escuros na cena do Conselho de
Elrond como sendo Elladan e/ou Elrohir. As coisas ficam confusas devido
ao fato de que dois Elfos de cabelos escuros estão sentados em ambos os
lados de Elrond em cadeiras de honra durante o Conselho, mas dois Elfos
de aparência diferente vêm com Arwen para dizer adeus à Sociedade
(Fotos publicitárias especiais da National Geographic). Alguns dizem
que os Elfos sentados ao lado de Aragorn são os gêmeos.

Provavelmente é seguro supor que os dois Elfos na cena do Conselho
sejam Elladan e Elrohir. Qual é qual, e se vão ou não aparecer nos
outros filmes (N. da T.: Este texto foi feito antes do lançamento dos
outros dois filmes), ainda não se sabe. Nota Posterior: Peter
Jackson disse especificamente que Elladan e Elrohir estão “caçando
fora” na época do Conselho de Elrond e, portanto, não fazem parte da
cena. Se você revisar a Linha do Tempo aqui, verá que no livro eles
estavam em Valfenda durante a época em que o Conselho de Elrond
aconteceu, mesmo que por um curto pedaço de tempo.

Por que os fãs se importam?

Fãs escreveram bem mais a respeito dos Filhos de Elrond do que o
próprio Tolkien, e o resultado são várias interpretações diferentes de
Elladan e Elrohir. São românticos no sentido clássico da palavra; há um
sentimento de grande tragédia em torno deles, eles se importam
profundamente com sua mãe, irmã e amigos, são misteriosos e fisicamente
atraentes. Nada sugere que sejam particularmente devotados um ao outro,
exceto pelo fato de que jamais são, em nenhum momento, mencionados
separadamente.

Fontes de Informação:

A Sociedade do Anel (SdA), J.R.R. Tolkien, Ballantine Books, 1954.

The End of The Third Age, Volume 14 de The History of Middle Earth, J.R.R. Tolkien, editado por Christopher Tolkien. Houghton Mifflin Co, 1997.

The Letters of J.R.R. Tolkien, J.R.R. Tolkien, editado por Humphrey Carpenter. Houghton Mifflin Co., 1995.

The Peoples of Middle-Earth, Volume 12 de The History of Middle Earth, J.R.R. Tolkien, editado por Christopher Tolkien. Houghton Mifflin Co, 1996.

O Retorno do Rei (RdR), J.R.R. Tolkien, Ballantine Books, 1955.

O Silmarillion, J.R.R. Tolkien, Ballantine Books, 1977.

A �rvore Genealógica de Elladan, Elrohir e Arwen:

A história da família de Elladan e Elrohir, e de sua irmã Arwen, é a
que segue. Foi providenciada por outra leitora astuta, Vikki. Uma vez
que as pessoas sempre fazem perguntas sobre isso, aqui está…todos
estes dados podem ser vistos em forma de árvore em O Silmarillion. As partes mais complicadas de sua ancestralidade são recontadas abaixo.

Trisavós:
Lado Paterno:
Beren: 100% Homem
Luthien: 50% Elfa (Sindarin), 50% Maia
Seu único filho é Dior.

Bisavós:
Lado Paterno:
Dior: 50% Homem, 25% Elfo (Sindar), 25% Maia
Nimloth: 100% Elfa (Sindar)
Eles têm filhos gêmeos e uma filha; apenas a filha, Elwing, sobrevive ao ataque a Doriath.
Enquanto isso, em Gondolin:
Tuor: 100% mortal (filho de Huor)
Casa com a 100% Noldorin Idril (filha de Turgon e Elenwë)
O filho deles é Eärendil.

Avós:
Lado Paterno:
Elwing: 25% Humana, 62.5% Elfa (Sindar), 12.5% Maia
Eärendil: 50% Humano, 50% Elfo (Noldorin)
E seus filhos são os gêmeos Elrond e Elros. Presenteados com uma
escolha pelos Valar, Elros escolhe tornar-se mortal e inicia a Linhagem
dos Reis. Elrond escolhe tornar-se totalmente Elfo.
Lado Materno:
Galadriel: ¼ Vanyarin, ¼ Noldorin (pai, Finarfin), e ½ Telerin (mãe, Eärwen de Alqualondë).
Celeborn: 100% Sindar e sem dúvida com muito orgulho. Não há
informações sobre seus pais, embora cite-se que ele tinha parentesco
com o rei Sindarin Thingol.
Sua filha é Celebrían.

Pais imediatos:
Pai: Elrond, 37.5% mortal, 31.25% Elfo (Sindar), 25% Elfo (Noldorin), e 6.25% Maia.
Mãe: Celebrían, inteiramente elfa, 1/8 Noldorin, 1/8 Vanyarin, e ¾ Sindarin.

O que nos leva a:
Elladan, Elrohir, e Arwen. 3/16 mortais, 25/32 Elfos e 1/32 Maia.

 
[tradução de Claurelin] 

Liv Tyler

Nascida em 1977 no município de Portland, Maine, filha de Steven Tyler, vocalista do Aerosmith, e Bebe Buell, Liv recebeu o nome de batismo (que significa vida) em homenagem a Liv Ullmann, que estava na capa do TV Guide (Guia de programação) na semana que a futura atriz nasceu. Ela foi criada em Portland até a sexta série, quando a família voltou a residir em Manhattan.
 

livLiv cresceu acreditando que seu pai fosse Todd Rundgren, mas Steven Tyler começou a visitá-la e a atriz percebeu que ela e Mia, filha de Steven, eram tão parecidas que poderiam ser irmãs. Liv confrontou a mãe e esta lhe disse a verdade (Liv tinha 12 anos na época). Com 14 anos de idade, ela saiu da pequena Portland, indo à Nova York tentar carreira de modelo e foi vista em inúmeras campanhas publicitárias e comerciais de TV. Um ano depois, decidiu ser atriz e fez um clipe para o Aerosmith: "Crazy".

Mesmo sem nunca ter feito aulas de atuação, estreou no cinema como protagonista de Testemunha do Silêncio (Silent Fall, 1994), em seguida Sexo, Rock e Confusão (Empire Records, 1995) e, em 1995, viveu o papel de uma garçonete em Paixão Muda (Heavy). Em 1996 estrelou Beleza Roubada (Stealing Beauty,), de Bernardo Bertolucci, contracenando com Jeremy Irons, e ainda Círculo de Paixões (Inventing the Abbotts, 1997), de Pat O'Connor e Reviravolta (U-Turn, 1997). Em 1998, foi a filha de Bruce Willis e namorada de Ben Affleck em Armageddon (Armageddon, 1998).

De filha de Elrond à Rainha de Gondor, Liv Tyler fez Arwen, um papel que foi adaptado dos Apêndices do livro "O Retorno do Rei". Essa situação, de colocar Arwen substituindo Glorfindel em algumas cenas em A Sociedade do Anel causou uma sensação de amor e ódio dos fãs: enquanto o elfo Glorfindel do livro salvava Frodo dos Nazgûl nas terras próximas de Valfenda, a Arwen dos filmes é quem aparecia com seu cavalo branco salvando o jovem hobbit.

Se por um lado não agradou certos fãs, por outro fez com que o filme tivesse um toque de romance no meio da épica guerra. Em As Duas Torres vemos uma Arwen triste, com sua esperança minguada. Mas em O Retorno do Rei, Liv Tyler está sensacional como a elfa prestes a partir para o Oeste, mas que em uma visão com uma esperança renovada, abandona esse destino e escolhe uma vida mortal para viver com Aragorn. Um lindo conto de amor, bem interpretado com gestos e olhares de Liv Tyler.

As filmagens de "O Senhor dos Anéis" foram tranqüilas para Liv, ela até chegou a aprender a lutar com espadas, mas ouve uma modificação no roteiro e a atriz não usou suas habilidades. Certa vez, Liv esqueceu suas próteses de orelhas élficas no painel de seu carro, quando voltou, as orelhas haviam derretido.

Curiosidades

O nome "Liv" significa "vida" em Norueguês, Sueco e Dinamarquês.

Em 1997 foi escolhida pela revista "People" como uma das 50 pessoas mais mais bonitas do mundo.

Foi eleita a 6ª estrela de cinema mais sexy na Australian Empire Magazine, em 2002

Foi segundo lugar na votação das 100 maiores belezas naturais de todos os tempos no site TheAge.com's. (Audrey Hepburn ficou em primeiro)

O filme Armageddon estreou na data de seu aniversário de 21 anos.

O clip do Aerosmith, Crazy, do qual participou ao lado de Alicia Silverstone foi eleito o 23º melhor clip de todos os tempos.

Odeia piercings e tatuagens.

Ela aprendeu a lutar com espadas para seu papel como Arwen, mas o roteiro foi mudado e ela nunca chegou a usar suas habilidades.

Seu filho Milo nasceu no mesmo dia do lançamento da Platinum Series Special Extended Edition of the Lord of the Rings Trilogy. (14 de dezembro de 2004)

Ela nunca teve aulas de atuação.

Em um documentário de TV sobre making of dos filmes de "O Senhor dos Anéis", ela disse que adorou suas falas em élfico.

Imagens:

Liv Tyler élfica
Liv "Arwen" em cena do filme 'A Sociedade do Anel'
Liv Tyler em 2004, grávida
Liv na festa do Oscar
Liv, Langdon e o filho Milo
Liv como a elfa Arwen
Liv grávida, e seu marido Langdon
Apresentando a entrega dos Oscar
Liv com seu pai, Steven Tyler
Como Arwen, em Valfenda
A Visão de Arwen, O Retorno do Rei
Liv "Arwen" e Viggo "Aragorn", coroação do Rei.

Fontes:

http://www.webcine.com.br/personal/…er/livtyler.htm
http://www.imdb.com/name/nm0000239/