Lendo o Contos Inacabados – Parte 1

Contos InacabadosQuem passou pel’O Silmarillion sente-se realizado… Até o momento em que decide ler os Contos Inacabados.

É compreensível. É difícil encontrar pessoas que estejam interessadas nas Medidas Lineares Númenorianas (pp. 314–7). A geografia da ilha de Númenor pode não chamar atenção de muitos. Também é difícil achar um bom motivo para ler um livro, se existem nerds que nem eu que dirão tudo que está lá, desde os nomes de Gandalf até de onde vieram as Palantíri. Mas pouca gente lembra que o Contos Inacabados tem realmente “contos”. Ele não é uma “enciclopédia”: ele pode ser lido como um livro normal, desde que você saiba onde encontrar os contos.

Comece pelo meio!

Nada de leitura linear, meus caros. É hora de incorporar o Tarantino dentro de você! A Terceira Parte pode ser lida por qualquer um, mesmo aqueles que não leram O Silmarillion. Para ser sincero, acho que uma pessoa que só assistiu os filmes consegue compreender a maioria das histórias que estão lá.

Capítulo 1

Se você assistiu os 15 primeiros minutos d’A Sociedade do Anel, está capacitado a compreender este capítulo. Ele conta como Isildur morreu e o Anel se perdeu no rio.

O que não ler: Medidas Lineares Númenorianas. É um apêndice desncessário para a compreensão da história. [Se você realmente quer saber alguma coisa de lá, Elendil tinha uns 2,30m de altura, Galadriel 1,92m, assim como Aragorn e Éomer.]

Capítulo 2

Conta como os Cavaleiros de Rohan chegaram para morar em, bem, Rohan! Este capítulo tem um duplo bônus para mim. Primeiro, eu moro em “Rohan” (Rio Grande do Sul). Segundo, nerds como eu adoram a idéia de ter um exemplo completo de juramento solene em élfico.

A história é boa de ler até as páginas 341-2, onde os limites de Rohan são traçados. Pule direto para o segundo parágrafo da página 342, onde o conto continua.

Capítulo 3

Este capítulo acontece um pouco depois da coroação de Aragorn, e é contada do ponto de vista de Frodo. Nela Gandalf diz como convenceu Thórin a levar Bilbo consigo para derrotar Smaug.

Capítulo 4

Um capítulo só sobre os Cavaleiros Negros? O que não há para gostar nisso?! Mas faça um favor a si mesmo: não leia além da página 375! A partir dalí você só encontrará outras versões do conto, e a idéia aqui é aproveitar ao máximo o seu tempo de lazer. Depois você decide se estudar mais sobre os Nazgûl é lazer ou não.

Capítulo 5

Melhor… Capítulo… do… Livro! Ao menos para mim, que sou viciado em guerras, e gosto de Rohan. Talvez seja o capítulo com os apêndices mais relevantes em todo o Contos Inacabados. O primeiro apêndice permite conhecer a hierarquia política e militar na Terra dos Cavaleiros, enquanto o segundo explica a importância estratégica dos Vaus do Isen.

Volte ao início

Eu até hoje não conheci um fã de Tolkien que tenha lido O Silmarillion e não tenha sentido afeição ou por Tuor ou por Túrin. Na primeira parte há o conto de cada um deles em mais detalhes do que você encontra n’O Silmarillion.

Capítulo 1

Sim, a história de Tuor neste livro acaba no meio. A idéia é que você volte a’O Silmarillion para ler o resto.

Capítulo 2

Se você odeia Túrin tanto quanto eu o odiava na época em que li o Contos Inacabados, pule este capítulo. A leitura dele pode lhe dar um asqueroso sentimento de simpatia para com Túrin. Se você decidir ler, então pule os apêndices deste capítulo também.

Continuação

Para ler a segunda parte do guia, clique aqui.

Comentários