Peter Jackson

Peter Jackson é filho único e nasceu numa pequena cidade litorânea da Nova Zelândia em 1961. Aos oitos anos de idade PJ ganhou sua primeira câmera Super-8 e instantaneamente começou a gravar seus próprios vídeos, com ajuda de seus amigos. Ele começou nos curtas metragens a impor sua marca registrada: o uso de interessantes efeitos especiais, a um custo baixíssimo. Por exemplo, para seu filme World War Two que fez na adolescência, ele simulou um tiro colocando pequenos buracos no celulóide, que então, quando projetado, a arma dava a impressão de ter disparado um pequeno tiro. Seu primeiro passo em filmagens mais sérias veio com a entrada num concurso local para estimular filmes amadores. Para este filme ele usou a técnica de stop-motion para criar um monstro que destrói uma cidade, bem ao estilo de Ray Harryhausen (um dos primeiros e maiores magos dos efeitos especiais). Infelizmente, ele não ganhou.
 

peterQuando Jackson tinha 22 anos ele embarcou em uma filmagem que iria mudar sua vida. Este filme, Náusea Total de 1987, começou como qualquer outro filme de Jackson, num estilo amador, com baixo custo e usando amigos e pessoas locais para estrelar no filme. O próprio Jackson fez quase tudo no filme: dirigiu, produziu, filmou e estrelou vários pequenos papéis. Isso tudo usando uma câmera usada que custou apenas 250 dólares. Esse processo todo consumiu 4 anos de projeto até o filme ficar pronto. O que começou como uma brincadeira de amigos iria se tornar um cult. Um amigo de PJ que estava trabalhando na indústria de cinema o convenceu de que o filme tinha chances grandes comerciais e conseguiu arranjar uma exibição no Festival de Cannes, onde foi extremamente aclamado e ganhou vários prêmios. O filme logo se tornou um sucesso por conta do seu humor bizarro e uma overdose de efeitos especiais, alguns bem realistas e outro hilários por causa do amadorismo. Após o sucesso de Náusea Total, Jackson ganhou reconhecimento como diretor e as portas para a fama e fortuna estavam abertas. Ele largou seu emprego numa loja de fotografia e tornou-se um conhecido diretor de filmes de terror, após o sucesso de seu primeiro filme profissional: Fome Animal de 1992.

A grande reviravolta na carreira do diretor e produtor acontece dois anos depois, quando co-roteiriza e dirige Almas Gêmeas, drama e suspense sobre amizade com tons de lesbianismo de duas garotas nos anos de 1950. Jackson e sua esposa (e eterna colaboradora), Frances Walsh, foram indicados ao Oscar® de Melhor Roteiro Original. O filme revelou também o talento de Kate Winslet.

Em 1996 Jackson e Walsh escrevem Os Espíritos, suspense interessante protagonizado por Michael J. Fox. Apesar da competência da fita e dos efeitos visuais interessantes, o filme não vingou. Algum tempo depois, o diretor começou a pré-produção de uma das obras mais pretensiosas e grandiosas da história do cinema, adaptando a trilogia de J.R.R. Tolkien O Senhor dos Anéis para as telonas.

Jackson conseguiu captar US$300 milhões de dólares com a New Line e foi com elenco e equipe para a Nova Zelândia, onde por 18 meses filmou os três filmes da série. O primeiro, A Sociedade do Anel, foi aclamado pela crítica e público, recebendo 1 indicação ao Oscar® e vencendo em 4 categorias. A segunda parte As Duas Torres fez uma bilheteria ainda maior e foi aclamada com mais 2 estatuetas no Oscar®. A terceira parte, O Retorno do Rei, foi indicado para 11 categorias no Oscar, levando todas as estatuetas em que foi indicado. Confira mais sobre os prêmios da trilogia na seção Prêmios da Trilogia, aqui na Valinor.

B A S T I D O R E S

» Ele frequentemente conclui seus filmes com muito sangue. Por exemplo o massacre de zumbis em Fome Animal e o assassinato de Honora Parker em Almas Gêmeas.

» Frequentemente filma seus filmes em Wellington, na Nova Zelândia

» Ele gosta de fazer pequenas aparições em seus filmes: o assistente em Fome Animal, o sem teto de Almas Gêmeas, um perdido em Os Espíritos e um bêbado em A Sociedade do Anel

» Ele sempre escreve seus roteiros com sua esposa Frances Walsh

» Ele costuma usar cenas-documentários em seus filmes: a cena da igreja cristã em Almas Gêmeas, o documentário Assassinos e Psicóticos em Os Espíritos e a história do Um Anel em A Sociedade do Anel

» Ele adora usar machados em seus filmes, entre eles Fome Animal, Forgotten Silver, Os Espíritos e O Senhor dos Anéis.

» Ele adora matar as "mães" em seus filmes: Derek "nasce de novo" no final de Náusea Total, Sidney mata sua esposa e mãe de seu filho em Meet the Feebles, Lionel Cosgrove mata sua mãe em Fome Animal, Pauline Rieper mata sua mãe em Almas Gêmeas e Patricia Ann Bradley mata sua mãe em Os Espíritos.

C U R I O S I D A D E S

» Ele possui duas casas em Wellington, na Nova Zelândia

» Ele fez os modelos de latex para Náusea Total no fogão de casa, obrigando seus parentes a comerem salsichas por uns tempos por não poderem usar o fogão

» Dono das produtoras: WingNut Filme, Weta Limited e Three Foot Six

» Pai de Billy Jackson (nascido em 1994) e Katie Jackson (nascida em 1996), ambos com Frances Walsh

» Ele coleciona modelos de aviões da Primeira Guerra Mundial

» Enquanto filmava A Sociedade do Anel ele usou o mesmo par de sapatos e somente duas camisetas diferentes

» Ele adora música dos anos 60, em especial os Beatles (que ele homenageou em Náusea Total)

» Após a morte de seus pais, Bill e Joan, PJ comprou a modesta casa em Pukerua Bay onde ele cresceu

» Seu filme favorito é King Kong de 1933, que é sua fonte de inspiração e seu sonho de refilmá-lo

» Zombie – O Despertar dos Mortos de George Romero de 1978 foi o que fez PJ se apaixonar por derramamento de sangue. Após assisti-lo, ele se sentiu enjoado e maravilhado ao mesmo tempo

» Com Fran Walsh ele ganhou o prêmio de Ordem ao Mérito da Nova Zelândia em Março de 2002

» Ele abandonou a escola aos 17 anos e começou a trabalhar num jornal de Wellington

» Para seu primeiro filme, Náusea Total, ele fez todos os efeitos especiais, a maquiagem e comprou as réplicas de armas usadas

» Ele diz ter oferecido 150 mil dólares para Harry Knowles (webmaster do Aint-it-cool) por seu pôster original de King Kong de 1933

» Ele começou a produção do remake de King Kong em 1996, que após várias mudanças de roteiro ele recebeu a luz verde em 2003 para continuar o projeto que será lançado pela Universal

» Ficou em 20º lugar na lista dos mais poderosos do cinema, elaborada pela revista Premiere, em 2003. Em 2002 ele ocupou a 41ª posição.

» Eleito o Homem do Ano de 2002 pela revista australiana Empire, em Março de 2003

F I L M O G R A F I A

1. Trash – Náusea Total (Bad Taste, 1987)

2. Meet the Feebles (1989)

3. Fome Animal (Braindead/Dead Alive, 1992)

4. Almas Gêmeas (Heavenly Creatures, 1994)

5. Os Espíritos (The Frighteners, 1996)

6. Forgotten Silver (1996)

7. O Senhor dos Anéis – A Sociedade do Anel (The Lord of the Rings – The Fellowship of the Ring, 2001)

8. O Senhor dos Anéis – As Duas Torres (The Lord of the Rings – The Two Towers, 2002)

9. O Senhor dos Anéis – O Retorno do Rei (The Lord of the Rings – The Return of the King, 2003)