Emergência 111

111?! Se você fizesse parte do elenco de O Senhor dos Anéis e estivesse
na Nova Zelândia, este é um telefone que você saberia de cor. Trata-se
do número que os kiwis utilizam quando precisam dos serviços de
emergência médica. Durante os vários meses de filmagem remando,
nadando, escalando, manipulando instrumentos cortantes e, é claro,
praticando esportes radicais, não foram poucas as vezes em que alguém
da produção teve que gritar: “tem algum médico aí?. Vamos aos prontuários:
 
 
 

O que você consegue quando tenta fazer um bolo, e uma vez que o forno
está estragado, decide comer a massa crua enquanto assiste TV? Simples:
intoxicação alimentar e um hobbit vomitando. Foi exatamente essa a
idéia brilhante que Dominic Monaghan teve ao testar suas habilidades
culinárias. Frustrada a tentativa, o ator seguiu para a casa do amigo
Billy Boyd, onde os dois tomaram uma garrafa de vinho (com certeza,
outra idéia fantástica). Dom também viveu uma experiência de stress pós
traumático, que ele mesmo tratou fazendo uso de técnicas orientais: “Estávamos
num DC-10 tentando chegar a Queenstown no meio de uma tempestade.
Bebíamos vinho e nos divertíamos até que o avião começou a chacoalhar
violentamente para cima e para baixo. Quando eu me virei e vi que a
comissária de bordo tinha desmaiado, percebi que estávamos ferrados!
Pousamos e tivemos nós mesmos que descarregar o avião. Fiz yoga por uma
hora para que minha cabeça parasse de girar como um processador de
alimentos�?
.


Quem também experimentou os efeitos da Síndrome da Emergência de Cannon
(reação de alarme seguida de descarga de catecolaminas) foi Billy Boyd.
Surfando durante a noite na companhia de Orlando Bloom, o ator levou um
belo susto quando julgou ter visto um tubarão na água. Naquele momento,
o instinto de auto-preservação falou mais alto, ele colocou o
darwinismo em prática e tratou de estrategicamente deixar Orlando à
mercê da criatura. Tudo acabou bem, uma vez que focas não têm o hábito
de mutilar pessoas…


Falando em surf, os esportes radicais também renderam bons
traumatismos. Viggo Mortensen, por exemplo, forçou Peter Jackson a
filmar apenas o lado esquerdo do seu rosto durante as filmagens das
cenas de Moria. Provando ser um exímio surfista, ele conseguiu atingir
o próprio rosto com sua prancha. Nada muito grave, apenas um hematoma
unilateral. O rosto do ator deve ter mudado de cor ao longo da semana,
mas nada que o pessoal da maquiagem não pudesse resolver.


Sem dúvidas o prontuário de Orlando Bloom é o mais extenso do elenco.
Bloom, que no passado já fraturou três vezes o crânio, além do nariz,
vértebras, braço, pulso, dedos e pernas conseguiu cair do cavalo e
quebrar uma costela durante as filmagens. Bloom se esforçou bastante
para ir parar no hospital, já que insistia em se arremessar de aviões e
lugares altos (bungee jumping).

Dermatologistas também foram
necessários no decorrer do período. Quando os atores pisavam em poças
usando as próteses acabavam ficando com os pés molhados pelo resto do
dia. Diante de um meio de cultura tão propício à proliferação de
fungos, não é de se espantar que o ator Dominic Monaghan tenha
declarado que praticamente todos eles acabaram contraindo micoses.


A onicofagia (hábito de roer as unhas) e a paroníquia (inflamação da
região ao redor das unhas), de Elijah Wood foram reveladas ao mundo nas
cenas em que seus dedos foram filmados de perto. Um quadro clínico
possivelmente agravado pelo tabagismo do ator.

A instabilidade
climática da Nova Zelândia quase rendeu um episódio interessante de
hipotermia. Certa vez, os atores estavam filmando na Ilha Sul (Teanu) e
nevava muito. A produção decidiu interromper as gravações porque a
única estrada de acesso ao local iria ser fechada. Os atores tiveram
que voltar às pressas para o hotel e não tiveram tempo de retirar as
próteses, que infiltradas pela água gelada, estavam congelando seus
pés. Billy se lembra daquele dia: “Como não havia lugar para nos
escondermos no hotel [uma vez que as próteses não podiam ser vistas]
exceto a lavanderia, ficamos todos sentados sobre as máquinas de lavar
enquanto os pés eram retirados. Estava muito frio e, por sorte, Aragorn
fez seu trabalho, saiu e nos trouxe uma garrafa de whisky�?
.


Pés congelados também causaram problemas para Elijah Wood, que contou
que ao retirar as próteses no fim de um dia de filmagens, percebeu que
uma delas estava cheia de sangue. Ele havia pisado em um caco de vidro,
mas não notou devido ao frio intenso. Sean Astin sofreu um acidente
semelhante aopisar em um pedaço de madeira, precisando ser removido de
helicóptero para o hospital, onde teve o pé suturado.


Acidentes foram inevitáveis durante os treinamentos para as cenas de
batalha, e pelo menos duas informações puderam ser obtidas nesse
processo: Se você encontrar Miranda Otto manejando instrumentos
cortantes, mantenha distância. A atriz se lembra de ter esfaqueado a
perna de um colega durante os ensaios. Viggo Mortensen por sua vez,
demonstrou não ter muito amor aos próprios dentes, pois ao quebrar um
deles, pediu à produção para recolocá-lo no lugar usando super cola!

Ufa! Depois de tantos arranhões, cortes, intoxicações, episódios de
hipotermia , micoses, fraturas e afins, só nos resta concluir que os
médicos que acompanharam a equipe se divertiram bastante!

[Nota do Deriel: Patrícia e Mariana são estudantes de Medicina o que explica algumas passagens mais empolgadas :) ]