glamdring_gandalf_trono_ferro_guerra_dos_tronos_1

Glamdring no Trono de Ferro?

Olhos atentos e um bocado de paciência identificaram uma particularidade bastante interessante no Trono de Ferro, da série de TV “A Guerra dos Tronos”, produzida e apresentada pela HBO. Série baseado, claro, na série de livros de fantasia épica As Crônicas de Gelo e Fogo, escrita pelo norte-americano George R. R. Martin. E o que isso tem a ver com você, fã de Tolkien?

Repare na imagem abaixo, será Glamdring ali no Trono de Ferro? O que ela estaria fazendo ali?

glamdring_gandalf_trono_ferro_guerra_dos_tronos_1

Outra imagem:

glamdring_gandalf_trono_ferro_guerra_dos_tronos_2

(Claro que tudo não passa de um easter egg, uma brincadeira dos produtores da série)

Abaixo, mais informações sobre o Trono de Ferro e sobre a Glamdring, pra ninguém ficar

O Trono de Ferro

O Trono de Ferro é o assento dos Reis dos Sete Reinos, e também é habitualmente utilizado como um recurso de metonímia para se referir à autoridade do rei. Sentado nele, o Rei realiza audiências e aplica justiça, e outros indivíduos atuando em seu nome, como sua Mão ou o Regente, podem sentar no Trono em sua audência. A cadeira em si é dura e fria, com muitas bordas afiadas.

O Trono foi construído por Aegon I Targaryen, o primeiro Rei dos Sete Reinos. Aegon, o Conquistador ordenou a construção de um Trono com as espadas fundidas dos inimigos que venceu, mas não daqueles que se renderam honoravelmente (como a Casa Stark e Casa Arryn); supostamente, mil lâminas foram utilizadas, aquecidas pelo fogo soprado pelo dragão Balerion; a forja levou cinquenta e nove dias.

O Trono de Ferro é uma monstruosidade de espetos, bordas afiadas e metal torcido. É desconfortável, e o encosto é de aço com pontas afiadas, tornando recostar-se impossível. Aegon I assim ordenou que fosse feito, dizendo que um Rei nunca deveria sentar-se facilmente. Aerys II, o Rei Louco, sempre cortava-se quando nele sentado, e diz-se que o Trono já causou a morte de várias pessoas.

Glamdring

Glamdring (“Martelo do Inimigo”, em Sindarin) é uma espada que aparece em O Hobbit, O Senhor dos Anéis e nos Contos Inacabados e que pertenceu a Turgon. Era chamada de “Batedora” pelos Orcs das Montanhas nebulosos, e brilhava com um tom azul quando haviam orcs próximos.

Gandalf toma posse da mesma após encontrá-la no tesouro dos três Trolls, em O Hobbit (no mesmo momento em que Ferroada é encontrada) e a carregou em suas jornadas pela Terra-média com Bilbo Bolseiro e com a Sociedade do Anel, e após os eventos em O Senhor dos Anéis, foi colocada em segurança no tesouro de Minas Tirith.

StingMoment2_HobbitTrailer2

O Trono de Ferro

O Trono de Ferro é o assento dos Reis dos Sete Reinos, e também é habitualmente utilizado como um recurso de metonímia para se referir à autoridade do rei. Sentado nele, o Rei realiza audiências e aplica justiça, e outros indivíduos atuando em seu nome, como sua Mão ou o Regente, podem sentar no Trono em sua audência. A cadeira em si é dura e fria, com muitas bordas afiadas.

O Trono foi construído por Aegon I Targaryen, o primeiro Rei dos Sete Reinos. Aegon, o Conquistador ordenou a construção de um Trono com as espadas fundidas dos inimigos que venceu, mas não daqueles que se renderam honoravelmente (como a Casa Stark e Casa Arryn); supostamente, mil lâminas foram utilizadas, aquecidas pelo fogo soprado pelo dragão Balerion; a forja levou cinquenta e nove dias.

Marc_Simonetti_Bran_theironthroneJoff

O Trono de Ferro é uma monstruosidade de espetos, bordas afiadas e metal torcido. É desconfortável, e o encosto é de aço com pontas afiadas, tornando recostar-se impossível. Aegon I assim ordenou que fosse feito, dizendo que um Rei nunca deveria sentar-se facilmente. Aerys II, o Rei Louco, sempre cortava-se quando nele sentado, e diz-se que o Trono já causou a morte de várias pessoas.