1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Carta 181 - para Michael Straight

Tópico em 'Comunicados, Tutoriais e Demais Valinorices' iniciado por Deriel, 10 Jun 2004.

  1. Deriel

    Deriel Administrador

    Antes de escrever uma resenha de O Senhor dos Anéis, Michael Straight, o editor do New Republic, escreveu para Tolkien fazendo algumas perguntas: primeiro, se havia um 'significado' no papel de Gollum na história e na falha moral de Frodo no clímax; em segundo, se o capítulo 'O Expurgo do Condado' era especialmente dirigido à Inglaterra contemporânea; e em terceiro, por que os outros viajantes deveriam partir dos Portos Cinzentos com Frodo ao final do livro - 'É assim devido à mesma razão pela qual há aqueles que conquistam a vitória mas não podem desfrutá-la?'

    J.R.R. Tolkien tenta responder a essas questões na
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , traduzida por Bernardo 'Maglor' L.F. de Oliveira.
     
  2. Smaug

    Smaug Cacho

    Vamos então a um comentário da carta 181:

    Como Tolkien dizia, ele odeia que chamem de alegoria o seu magnifico trabalho, a sua arte é atemporal, por isso não envolve o mundo contemporâneo. Se bem que nós podemos relacionar muitos fatos com o mundo da época de Tolkien: Guerras principalmente. Na minha opinião ele foi indiretamente influenciado por esses fatos, que apesar de não serem 'criticados' diretamente por Tolkien, pra mim parece ser uma critica sutil a ambição do homem.

    SdA foi escrito para entreter as pessoas, divertir, por isso apesar de ser profundo e dramaticamente triste, mostra os valores de uma sociedade, povo, ou raça: amizade, sacrificio, mortes, emoção, orgulho, medo e muito mais... Por isso qualquer pessoa que seja 'mentalmente' adulta, ou 'experiente' pode ler SdA (não que pessoas inexperientes ou 'infantis' não possam lê-lo, mas fica melhor entendimento para pessoas 'adultas'), e por essa e outras coisas mostradas no SdA é que tornam-na uma obra magnífica e 'fantastica'...

    Por isso que ele (Tolkien) coloca na fala de Gandalf: "Gollum tem ainda um papel a cumprir: um p/ o mal, um p/ o bem" É esse o ponto cricial na destruição do anel, Gollum foi um entre tantos outros que modificou consideravelmente a história da Guerra do Anel. Por isso que Tolkien chama de imaginário, pois retrata verdadeiramente um 'drogado', no caso pelo Anel. (se bem que Tolkien não costuma chamar de 'drogado' ele)

    Como devoto católico romano, Tolkien não podia deixar passar em branco esses fatos :mrgreen:, assim como:

    que demonstra claramente a todo momento na história: Frodo caindo em tentação várias vezes... :|

    É como na vida real: Frodo (uma pessoa honesta, humilde e boa) cercada de 'amigos' (desonestos, gananciosos e ambiciosos) que se fazem de santinhos e/ou cobras prontos p/ atacar o amigo na hora mais oportuna. Gollum era esse 'amigo' que esperava o momento certo p/ atacar. Frodo, Sam e Gollum eram e são um ciclo muito bem feito de se contar uma história de amizade e tristezas: Frodo, o 'réu' que esta cercado de duas pessoas - Sam, o bom e Gollum, o malvado - Gollum é uma 'cobra' que fica envenenando a pessoa boa (Sam) contra seu amigo (Frodo), que depois de finalizado o plano de Gollum, Frodo é então enganado pelos tranbiques do Gollum, e sam é excluido do grupo. Com o Anel em jogo, Gollum espera o elemento 'mal' (Sam) se afastar p/ dar o bote, é aí que no momento em que Gollum se revela é que frodo percebe realmente quem é quem - bom ou mal.

    Pena é o que teve Bilbo na hora de decidir o 'destino' de Sméagol. Até as criaturas mais boas e certas podem errar, mas elas precisam saber que todo erro é preciso ser concertado. Assim como de um forma ate foi bom Frodo ter 'errado' em perdoar Gollum nas primeiras discusões. De uma forma ate parecia que ele sabia que era nessessário manter vivo Gollum, isso por (talvez) a fala de Gandalf :roll:

    Ou seja, quem sabe Tolkien quis demonstrar Pilatos e Cristo: Gollum (Pilatos) traiu Frodo (Cristo, nesse caso) no momento decisivo da destruição do anel, e 'crussificou' (revelou a todos, seria mais ou menos) Frodo que no final das contas o mal fez o bem! Isso é, o tiro saiu pela culatra :lol: ...

    Gollum ate que se saiu bem resistindo orgulhosamente a tentação (no inicio da história) ao Anel, mas como 'não cumpriu a palavra' caiu em tentação e caiu tambem na desgraça por causa de sua droga.

    Parece ironia, mas sim. Ate que se encaixa perfeitamente em nossas vidas (a sua não ?). Sempre havera o mal para ser derrotado pelo bem (quase sempre :mrgreen: ), é como uma forma de um aprendizado. É nos erros que as pessoas aprendem a acertar... É por isso que quem não se arrisca não aprende nada.

    Nesse caso eu tenho que discordar do mestre. É impossivel um autor escrever um livro sem ser influenciado pelos fatos que lhe rodeiam. A não ser que possamos chegar a uma conclusaõ de que uma forma 'indireta'. O pós-guerra no caso seria os fatos que ocorreram depois de uma guerra, seriam tambem as ocorrencias que geraram por causa das rivalidades. Culturas destruidas, seqüencias de gerações perdidas, e outras coisas que o homem constrói e destrói... :(

    Eu não acredito muito em milagre, pois coisas aparentemente impossiveis podem ser alcançadas. Apesar de que p/ Tolkien isso (milagre) pode acontecer. Ainda mais em uma terra mitologica como a TM de Arda, criado por ele, por sua vez um catolico devoto. Por isso, milagres se encaixam perfeitamente nessas histórias cheias de horror, tristezas e alegrias. Portanto nesses casos por que não acreditar :mrgreen: ? (contradição ? Não. Pense)

    É preciso antes de tudo resaltar que Humano do nosso planeta e homem de Arda sao 'diferentes'. Elfos já são uma representação simbólica de que a imortalidade pode causar 'inveja'. Portanto, na minha opinião elfos e homens são as principais raças benignas da TM e de toda Arda. Hobbits vem em 3º para mim, pois representa de uma outra forma, e simbólica tambem (porem diferente), a falta de ambição, já ainur e valars são outra coisa...

    Gandalf, o Peregrino; Gandalf, o Branco; Gandalf, o Cinzento; Gandalf de tantos nomes e Gandalf, o conselheiro :lol: ... Pra mim, Gandalf é visto como um velho experiente e importante e serve entre inumeras outras coisas como conselheiro.

    Apenas, escreveu que Eru foi o criador, e não se 'atreveu' (segundo ele) a nada mais. Na minha opinião somando com a de tantas outras discutidas aqui no forum, é que Eru foi 'apenas' um personagem a mais na sua mitologia que serve como homenagem a Deus. Foi devido a seu puxa-saquismo que Deus resolveu dar tantos premios e sucesso a sua obra :mrgreen: :lol: .....

    Como já foi discutido aqui no Forum, a morte é retratado por Tolkien como um dom. Um dom que dá esperança de uma 'vida nova'... Pra mim, Tolkien soube como poucos autores retratar a morte como algo 'importante' ou algo do tipo...


    _____________________________________________________________

    Bem, é esse meu modesto comentário que tive a vontade de me dedicar em comentar, pois gosto dessas coisas ligadas a Tolkien :mrgreen: . Valeu :wink:
     
  3. Pandatur

    Pandatur Usuário

    Eu já havia lido a tradução da Dúvendor, e tive o enorme prazer de ler a versão do Maglor assim que ele a terminou. Esta carta é maravilhosa, e Maglor nos deu mais um pesentão com esta belíssima tradução de uma carta do Professor. :clap:
     
  4. Lordpas

    Lordpas Le Pastie de la Bourgeoisie

    Maravilha de texto.

    A parte que mais gostei foi pro final, explicação da fraqueza élfica e a síntese estrutural da obra, um estudo (santificação) dos humildes, centrada nos hobbits...

    Ah.. a explanação sobre a falha de Frodo em sua missão e:

    Enfim uma das melhores cartas que eu já li... Parabéns ao Maglor.
     
  5. Gandalf The Black

    Gandalf The Black Vivo-Vivo

    As cartas são interessantes e esclarecedoras... penso que, O Senhor dos Anéis é +++...
    E a carta 184, é uma das +++... logo deve pintar por aqui.
    Carta para Sam Gamgee...
    Obs: O trabalho de tradução, está +++. :wink:
    Obs2: A Valinor é também +++. :lol:
     
  6. Luinwen

    Luinwen Usuário

    Divirjo. Sam se afasta apenas no fiilme, e Tolkien obviamente falava do livro. Além disso, Frodo não é ingênuo - ele é bom, mas não é bobo. Seu empenho em ajudar/confiar em Gollum vem da percepćão de que Gollum é o que ele poderia vir a ser, ou seja, ele precisa desesperadamente ¨salvar¨ Sméagol para ¨salvar¨ a sí mesmo. Ter piedade de Sméagol é ter esperanca de que ele mesmo possa receber piedade no caso de cair em tentacão.
     
  7. Smaug

    Smaug Cacho

    Talvez eu tenho explicado mal, ou vc entendeu literalmente. Quando eu digo:

    "Sam é excluido do grupo" não quero me referir a ele sair do grupo, sair e ficar longe, não conviver mais com Gollum e Frodo. E sim, quero me referir a não se relacionar tão bem quanto antes. Se bem que no livro a alteração de relacionamento é pouca :roll: ...

    Quando eu falo "Gollum espera o elemento 'mal' (Sam) se afastar p/ dar o bote" não é exatamente isso. Na verdade 'se afastar do grupo' é quase a mesma coisa da explicação acima, pois Gollum se relaciona mais bem com frodo do que Frodo com Sam...

    E eu sei que Frodo não é bobo, nem tolo, ele é inteligente sim, um hobbit esperto, mas de maneira alguma é burro ou coisa do tipo. Ele apenas foi enganado num momento de 'fraqueza'. Gollum tambem era esperto quando fazia seus truques, mas foi burro quando pegou o Anel e deixou cair em tantação.


    Mas se vc entendeu que a explicação se confundiu com o filme, então faltou um pouco de explicação da minha parte :mrgreen: . mesmo assim obrigado, pois esclareci melhor a explicação :wink:

    :obiggraz:
     

Compartilhar