valinor

Curso de Quenya

Curso de Quenya – Introdução – ela é longa, mas pule-a por risco próprio! Assuntos abordados: Por que estudar quenya? – A questão dos direitos autorais – Como é o quenya? – As fontes – Uma palavra de advertência a respeito das partes do corpus – Convenções ortográficas.

Curso de Quenya – Lição 1: Os sons do quenya. Pronúncia e acentuação.

Curso de Quenya – Lição 2: Substantivos. Plural. O artigo.

Curso de Quenya – Lição 3: Número par. Variação de radical.

Curso de Quenya – Lição 4: O adjetivo. O verbo de ligação. Concordância adjetiva em número.

Curso de Quenya – Lição 5: O verbo: presente e concordância em número. Sujeito/objeto. A forma superlativa de adjetivos.

Curso de Quenya – Lição 6: Pretérito.

Curso de Quenya – Lição 7: Futuro e aoristo.

Curso de Quenya – Lição 8: Tempo perfeito. Desinências pronominais em -n(yë), -l(yë), -s.

Curso de Quenya – Lição 9: O infinitivo. O verbo de negação. Particípios ativos.

Curso de Quenya – Lição 10: Advérbios. As desinências pronominais -ntë e -t. Infinitivos com pronomes oblíquos. O pretérito de verbos intransitivos em -ya. Particípios passivos.

Curso de Quenya – Lição 11: O conceito de casos. O caso genitivo.

Curso de Quenya – Lição 12: O caso possessivo-adjetivo. Substantivos verbais ou abstratos e como eles interagem com os casos genitivo e possessivo.

Curso de Quenya – Lição 13: O caso dativo. O gerúndio. Desinências pronominais -lmë, -lvë e -mmë. Um pronome indefinido.

Curso de Quenya – Lição 14: Os casos alativo e ablativo. Equë e auta: dois verbos peculiares. Desinências pronominais possessivas: -nya, -lya, -lva, -lma, -mma.

Curso de Quenya – Lição 15: A desinência -rya e mais sobre desinências pronominais possessivas. O caso locativo. Frases relativas. Obscuridades da terceira pessoa.

Curso de Quenya – Lição 16: O caso instrumental. Verbos com uma vogal não enfatizada + -ta. O imperativo. A fórmula nai.

Curso de Quenya – Lição 17: Os demonstrativos: sina, tan(y)a, enta, yana. Declinando a “última palavra declinável”. Substantivos radicais U. Números ordinais in -ëa.

Curso de Quenya – Lição 18: Pronomes independentes. Verbos impessoais. Verbos radicais U. Os vários usos de .

Curso de Quenya – Lição 19: Pronomes em expressões imperativas. Pronomes enfáticos. Palavras interrogativas: man, mana, manen. Posposições.

Curso de Quenya – Lição 20: O verbo obscuro “ser/estar”. Ma como uma possível partícula interrogativa. Sa introduzindo cláusulas nominais.

Curso de Quenya – Apêndices

Curso de Quenya – Vocabulário

Curso de Quenya – Respostas dos Exercícios

Uma ideia sobre “Curso de Quenya”

  1. Não estou conseguindo baixar o curso
    aparece escrito “Please login to download this file!”

    Ja cadastrei e fiz o login (claro, pra postar estou logado)

  2. Eu estou tão feliz por ter encontrado esse curso disponível, pois a linguagem élfica é uma linguagem que a muito tempo eu ansiava aprender.

    1. Eu também tenho. Tolkien é um gênio da literatura insuperável. Acho linda o Quenya e quero aprender. É olha que eu já estudo o inglês. Boa sorte para os aprendizes. Queria aprender também a Língua Negra, mas não dá. Mas o Quenya já é muito bom, só não aprecio muito o sindarin. Já decorei o Poema dos Anéis em quenya e na Língua Negra

  3. That video is impressive! I have a ginorwg language for my books, but spoken readings or recitations take a lot of effort. I have to both pronounce the words correctly, act out the scene with the right emotion, and do it fluidly, all at the same time. It requires an intimate knowledge of what the words mean, so you can really *mean* them when you speak. It’s a lot of fun, though!I know Tolkien worked on Elvish for years and years I think it was a huge driving force of Middle-Earth as a whole. He was a linguist, after all! I don’t have his passion for language, but there is a lot of satisfaction in having an invented language and being able to speak it.

  4. Alguém saberia como fica o nome “Benjahmin” em Élfico (Quenya)? É um nome derivado do
    hebraico “Binyãmîn” (בנימין) que significa: “Filho da mão direita”.

    1. Eu mesmo acabei pesquisando e descobrindo.

      Benjahmin ou Benjamin:

      A partir do nome hebraico: בִּנְיָמִין (Binyamin)
      Significado: “filho da mão direita”
      Quenya : Formion (Forma + [ ion ] = Filho de + mão direita [filho de sufixo ])

      Como se lê: “fore-mee-on”

  5. achei incrivel porem incompleto, muitas palavras que eu procurei não existem no vocabulario, ja procurei em portugues e em ingles, mas não encontro nada de algumas nem sinonimos, talvez eu esteja procurando em fontes erradas, não sei, uma das palavras que eu não encontrei (o que foi estranho por ser tão tipica) é preocupar, nem seus sinonimos, até mesmo quando passei para inglês onde devo me informar melhor para ter um vocabulario mais atualizado e aprimorado?

    1. Algumas palavras realmente não existem no quenya… você tem que tentar escrever o que você precisa de outra forma…
      Por exemplo, eu também não encontrei a palavra “nunca”… pra dizer por exemplo “o sentimento nunca morrerá”… tive que improvisar a frase apenas com a afirmação “o sentimento não morrerá”… mesmo caso o seu… “preocupar” não sei onde você possa encontrar, você vai encontrar “medo” ou “pavor” que seria “aista”… e por exemplo dizer “Não se preocupe”, teria que ser dito como “não tenha medo” que seria acho “Áva sorya”…

      1. Eu to com muitos problemas em relação a isso. Eu tenho um cenário de fantasia(pra rpg), e como eu não sou o mestre em criar linguas, to usando as de Tolkien. Mas muita coisa não tem, então acho q eu vou acabar criando. Alem de mundos das linguas tolkeninanas eu uso gales e latim, e pretendo usar o gotico. O idioma comum do meu cenario tem varios dialetos tambem. O comum e uma especie de portugues/ingles (é tanto um quanto o outro). Mas dependendo do reino, eu uso palavras, expressões e sotaques. já tem o dialeto italiano, frances, espanhol, alemao e o noruegues.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tudo sobre J. R. R. Tolkien, o Senhor dos Anéis e O Hobbit