Arquivo da categoria: Jogos

Gears of War 2 copiando Senhor dos Anéis?

gears-of-war-2-10.jpgSaiu o novo vídeo de divulgação do jogo Gears of War 2 e estranhamente… ele se parece demais com a introdução do primeiro filme da trilogia dO Senhor dos Anéis.
 
A notícia sobre este plágio descarado saiu no site Omelete e provocou o seguinte comentário:
 
"Uma coisa é você acompanhar uma cópia descarada das introduções de O Senhor dos Anéis
(até uma mulher com a voz parecida com a de Cate Blanchett eles
acharam) em casa, em antecipação ao jogo (que vai te fazer esquecer de
tudo em segundos)… outra é largá-la na Internet, onde podemos
assisti-la e resmungar à vontade. É vergonhoso."
 
 
O vídeo você pode acompanhar aí embaixo e tirar suas próprias conclusões:
 

The Lord of the Rings: Conquest

Será lançado em novembro nos Estados Unidos o mais novo jogo baseado nas obras de Tolkien, chamado de The Lord of the Rings: Conquest. Desenvolvido pela Pandemic Studios (a mesma de  Star Wars: Battlefron), o jogo permite que você lute tanto do lado do bem como do lado do mal, mas ao contrário de The Lord of the Rings: The Battle for Middle-earth, a história é baseada na idéia de que Sauron evita que o Um Anel seja destruído e passe a lutar contra isso.
 
 
Os produtores do jogo contaram com uma ajudinha da WETA Digital, que forneceu vários modelos digitais de personagens utilizadas nos filmes. Dos filmes também veio o narrador do jogo: ninguém mais, ninguém menos do que Hugo "Elrond" Weaving, que conta a história de modo dramático. Com tantos "empréstimos" é certeza de diversas imagens bastante familiares aos fãs da trilogia de Peter Jackson, como fica claro nesse screenshot:
 
lotrc_screenshot_03.jpg
 
Sobre o ponto alto do jogo (atuar de acordo com o "lado negro"), a história começa com Sauron mandando um Nazgûl para a Montanha da Perdição, de modo que ele evite que o Um Anel seja destruído. A partir disso você espalhará seu exército por toda a Terra-média, até chegar no Condado, onde poderá destruir todas as tocas. Assim, a campanha acaba funcionando como um "final alternativo", algo parecido com um desenvolvimento do E Se…? que temos no Fórum Valinor.
 
Outro destaque bacana é a possibilidade de comandar variadas criaturas, inclusive podendo utilizá-las como montaria. É possível utilizar Ents para acabar com Orcs, além de usar Wargs, Trolls e Olifantes para atravessar os campos de batalha.  Aqui você pode conferir mais algumas imagens do jogo, e se elas não forem o bastante para atiçar sua curiosidade, não deixe de visitar o site oficial de The Lord of the Rings: Conquest , onde você poderá assistir a trailers do jogo tanto para o lado do bem quanto para o lado do mal.
 
lotrc_screenshot_01.jpg
lotrc_screenshot_02.jpg
lotrc_screenshot_04.jpg
lotrcx360scrn040809.jpg
 

Beta-teste de The Lord of the Rings Online: Mines of Moria

A Turbine Inc. anunciou ontem que o jogo The Lord of the Rings Online: Mines of Moria entrou na fase final de testes (chamada Beta Program) e que todos os jogadores dos Estados Unidos e da Europa estão convidados a se registrar e ter a oportunidade de explorar a majestade do mundo subterrâneo da Terra-média. O acesso às Minas de Moria por enquanto é permitido apenas através de convite, mas com o tempo mais e mais jogadores serão convidados. Para conseguir uma chance de fazer parte do Beta Program, o jogador pode se registrar no site: http://www.unlocktheminesofmoria.com .
 
 
"Mines of Moria extende a Terra-média no coração sombrio das
Montanhas Nebulosas onde os jogadores explorarão um dos maiores mundos
subterrâneos já criados. O sistema "Legendary items" onde os jogadores
podem fazer armas exclusivas e poderosas e armaduras cujos poderes e
valor aumentarão é só uma das novas opções que farão de The Lord of The Rings Online um dos principais jogos online do mundo.", disse Jeffrey Steefel, produtor executivo de The Lord of the Rings Online.
 
Ficou curioso? Então dá só uma olhada nessas quatro imagens que o site romeno Computer Games disponibilizou:
 
lotrminesofmoria029.jpg lotrminesofmoria030.jpg
lotrminesofmoria031.jpg lotrminesofmoria032.jpg
 

Electronic Arts anuncia novo game da série O Senhor dos Anéis

 A Electronic Arts anunciou Lord of the Rings: Conquest, game em produção pela Pandemic Studios.

 

 

O jogo, para Xbox 360 e Playstation 3, está sendo desenvolvido em parceria com a New Line Cinema, o que garante a fidelidade da ação à trilogia cinematográfica.

Nele, os jogadores poderão lutar todas as grandes batalhas da saga do lado que quiserem – controlando heróis e aliados da Sociedade do Anel ou vilões e criaturas como Trolls das Cavernas, Olifantes, o Balrog ou até mesmo o maligno Sauron.

O lançamento mundial acontecerá em setembro/outubro de 2008. Veja as primeiras imagens abaixo e aguarde os primeiros vídeos, que serão divulgados dentro de algumas semanas.

 

 

 

 

 

 

Fonte: Omelete

 

The Lord of the Rings Online: Minas de Moria

v:* {behavior:url(#default#VML);}
o:* {behavior:url(#default#VML);}
w:* {behavior:url(#default#VML);}
.shape {behavior:url(#default#VML);}

Normal
0
21

false
false
false

MicrosoftInternetExplorer4

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:10.0pt;
font-family:”Times New Roman”;
mso-ansi-language:#0400;
mso-fareast-language:#0400;
mso-bidi-language:#0400;}

minesofmoria.jpgFoi anunciado em Birmingham, o lar de infância J. R. R. Tolkien, The Lord of the
Rings Online: Mines of Moria
, irá expandir o mundo online da Terra-Média para deixar jogadores explorar as antigas cidades
subterrâneas da anões, batalhas épicas, personagens nas
profundezas, libertação de Durin e muito mais! 

 
 

O Lord of the Rings Online
espera para abrir Volume II da sua história épica no outono de 2008 com mais níveis, duas novas classes e a introdução de um sistema
único de avanço.


"As minas de
Moria é uma das mais épicas de toda  fantasia
e ficção"
, disse Jim Crowley, presidente da Turbine. "Ninguém
proporciona mais qualidade e com o conteúdo do que Turbine nessa
jornada em Moria."

Para saber mais do novo jogo da The Lord of the Rings Online clique aqui.

 

Turbine renova com a Tolkien Enterprises

lotro_caixa.jpg
A Turbine, desenvolvedora do popular jogo The Lord of the Rings Online: Shadows of Angmar, continuará a manter os direitos para o desenvolvimento de jogos estilo MMOG ("massive multiplayer online games") baseados em O Senhor dos Anéis e O Hobbit, de J. R. R. Tolkien pelo menos até 2014 e possivelmente até 2017.

 

 
"Estamos empolgados com o sucesso global de The Lord of the Rings
Online desde seu lançamento em 2007"
, disse o CEO da Turbine, Jim
Crowley. "Com o recente anúncio de dois filmes que com certeza serão 
blockbusters, baseados em
O Hobbit e uma continuação, esperamos que o
sucesso da licença e de nosso relacionamento com a Tolkien Enterprises
cresça nos anos vindouros"
.

Albert M. Bendich da Tolkien Enterprises acrescentou, "Nós tivemos um
relacionamento funcional e maravilhoso com a Turbine nos últimos anos.
Buscamos continuar com nosso continuado sucesso com a Turbine uma vez
que ela utiliza entretenimento on-line e jogos para trazer os
personagens da Terra-média à vida para os fãs de Tolkien de todo o
mundo"
.


Lord of the Rings Online: Shadows of Angmar
é um dos mais populares MMOG
recentes (que não tenham "World of Warcraft" no nome) e foi escolhido
pela GameSpy como o "Melhor MMOG para Computadores do Ano" em 2007.
Desde sua fundação em 1994, a Turbine também criou o Dungeons &
Dragons Online
, Asheron’s Call e o cancelado Asheron’s Call 2.

 
Fonte: The Escapist

Está envolvido com a obra de Tolkien desde 1999 – fundador da Calaquendi, fundador da Valinor, fundador do Conselho Branco (Sociedade Tolkien) e presidente por três mandatos. Participou da publicação em livro do Curso de Quenya e é autor do Modo Tengwar Português

O Senhor dos Anéis feito pela… Pandemic

Pandemic
Surpresa das surpresas. Conforme já noticidado na Valinor, a EA
divulgou que estará fazendo um novo jogo baseado em O Senhor dos Anéis.
Todos esperavam que fosse a Bioware, uma divisão da EA, mas no final
das contas será a Pandemic.

 

 
A informação foi dada em uma apresentação da EA para os planos de 2008, conforme parte da apresentação aqui ao lado, onde mostra a Pandemic responsável por Mercenaries 2, Saboteur e The Lord of the Rings. Nenhuma informação extra sobre o tipo do jogo foi dada, mas basta olhar os jogos desenvolvidos no passado para se ter alguma idéia.

Por isso a Valinor pergunta: caros jogadores que tiverem a experiência de jogar Full Spectrum Warrior, Star Wars: Battlefront, Star Wars: Battlefront II, Destroy All Humans! ou Mercenaries, poderiam nos dar uma opinião de como seria o jogo novo de O Senhor dos Anéis?

Está envolvido com a obra de Tolkien desde 1999 – fundador da Calaquendi, fundador da Valinor, fundador do Conselho Branco (Sociedade Tolkien) e presidente por três mandatos. Participou da publicação em livro do Curso de Quenya e é autor do Modo Tengwar Português

EA trabalha novo jogo de O Senhor Dos Anéis

Eletronic Arts
A Electronic Arts confirmou que já está a trabalhar num novo videojogo baseado na saga Senhor dos Anéis. Para já não se sabe muito a respeito do jogo, mas fala-se que a Bioware Corp. pode estar a desenvolver o jogo. A Electronic Arts tem a licença cinematográfica, e literária, até ao final deste ano, por isso não deverá tardar até termos mais detalhes sobre este novo jogo.
 
 
Ainda não se sabe se o jogo seria a retomada de The White Council, colocado na geladeira pela própria Ea ou um jogo inteiramente novo. Se o nome "Bioware" não te disse nada, aqui vai a explicação, que com certeza faraá babar os jogadores mais costumazes: Bioware é a empresa de desenvolvimento de jogos responsável pelos mais fantásticos jogos de RPG dos últimos tempos, como Baldur’s Gate I e II, Neverwinter Nights e Knights of Old Republic.

É esperar pra ver!

 
Fonte: eNe3

Está envolvido com a obra de Tolkien desde 1999 – fundador da Calaquendi, fundador da Valinor, fundador do Conselho Branco (Sociedade Tolkien) e presidente por três mandatos. Participou da publicação em livro do Curso de Quenya e é autor do Modo Tengwar Português

Lord of the Rings Online passa a suportar DirectX 10

lAnão em LOTRO
Esta notícia rápida é para aqueles afortunados que tanto jogam o Lord of the Rings Online (LOTRO) quanto têm placas de vídeo compatível com DirectX 10. Em um comunicado ontem a Turbine anunciou que o LOTRO é o primeiro MMORPG a suportar a tecnologia DirectX 10.
 
 
Para você que tem um computador que agüenta o tranco (o meu não agüenta), no Fórum Valinor há uma boa dica de como aproveitar e jogar por setes dias, de graça, o LOTRO. Basta clicar neste link aqui. E se você tem uma boa placa de vídeo com suporte a DirectX 10, melhor ainda.
 
 

Está envolvido com a obra de Tolkien desde 1999 – fundador da Calaquendi, fundador da Valinor, fundador do Conselho Branco (Sociedade Tolkien) e presidente por três mandatos. Participou da publicação em livro do Curso de Quenya e é autor do Modo Tengwar Português

Sete Dias de Teste do Lord of the Rings Online

Eu joguei "Lord of the Rings Online" desde as fases iniciais até o final do beta  e eu definitivamente não fiquei empolgado. Li o livro várias vezes e vi os filmes mais vezes do que posso lembrar. Eu estava esperando ansiosamente por este jogo – eu desejava um grande jogo que trouxesse aquele mundo à vida! O que eu vi no beta não foi nada além de completo desapontamento. Sim, eu vi alguns sinais promissores, de forma que eu fiz o que muitos jogadores fizeram – prometi dar uma olhada novamente quando começasse um teste gratuito.
 
 
Um Personagem Anão, no LOTROPara começar, o teste gratuito foi muito simples de instalar. É mais fácil do que a maioria dos jogos de hoje, de forma que é um grande bônus, a meu ver. Levei cerca de uma hora para fazer a instalação completa em um computador antigo. Os requisitos de hardware jo jogo eram bem ridículos durante o beta. Eles afirmavam uma coisa mas a realidade era bem diferente. Eu não parava de sofrer com lag e travadas! Agora, o jogo está muito mais fluido, tem alguns bons gráficos e não tem lag nenhum. Isto é parcialmente devido aalgumas configurações que foram adicionadas (como a habilidade de diminuir a qualidade de renderização do personagem em uma área muito lotada) e também tendodois clientes separados: um de alta e outro de baixa resolução.

A criação de personagem não está muito diferente. As únicas escolhas de classes são guardião (guardian), champion (campeão), burglar (ladino), hunter (caçador), lore-mestre (sábio) e minstrel (menestrel ou bardo). As opções de raça são homem, elfo, anão e hobbit. Como a exceção do anão, todas as raças podem ser femininas ou masculinas. Com anão não interessa se você é do sexo feminino ou masculino, você continuará a parecer um anão! Como Aragorn diz em "As Duas Torres", "É a barba!". Embora existam poucas escolhas na criação do personagem, as classes são bem boladas e desenvolvidas, bem balanceadas e os gráficos parecem bons mesmo na menor configuração do cliente de baixa resolução, o que é algo importante pra mim.

A primeira parte do jogo é um tutorial que começa com uma situação ruim e pretende ensinar as partes mais básicas de qualquer jogo online. O combate é fluido em sua maior parte com muito poucos travadas ou interrupções nos movimentos. os controles são colocados em locais decentes no teclado e as Quests parecem ter sido bem pensadas.

Após o uttorial o jogador é levado ao seu local de início. Ao menos parece que o tutorial acabou. Mas não. De fato, o tutorial está apenas começando. O jogador irão aprender mais não apenas sobre quests, sociedades, treinamentos, características (N.T. optei por traduzir Traits como "Características". Para saber mais veja este link) e mais. Características não tinham muito uso no beta – eles eram uma grande idéia mas mal implementados. Agora as Características são uma extensão da história e têm um belo efeito quando obtidas. E mais, é necessário visitar um bardo para anunciar que você obteve aquela Característica. Pode-se imaginar um bardo escrevendo uma canção sobre "Zerass o Valente" ou "Berr-Foot o Honesto e Virtuoso"!

Com relação à mecânica de jogo, as classes são bem balanceados. O capitão tem uma série de de habilidades de liderança que podemm ser utilizadas em momentos variados e afetam várias coisas diferentes no jogo, desde regeneração de moral à cura de companheiros ou buffs em mebros do grupo quando eles matam um inimigo. O campeão é repleto de maneiras de derrotar o oponente e deixá-los saber que o campeão esteve lá! Eles usam formas de ataque como "Barreira de Lâminas" que atacam quaisquer oponentes em seu arco frontal. Eles têm diversos ataques diretos também mas o que os diferencia é o uso de uma forma berserk chamada "Fervor". Estas habilidades permitem ao campeão atingir uma situação de berserk e continuar com ainda mais poder e ataques mais devastadores.

Uma cena de combate no LOTROCom relação à magia, não há realmente uma forma verdadeira de magia. Existe música para os menestréis, e magia limitada na forma de invocação de animais e um pouco de cura aqui e ali. Mas ao contrário da maioria dos jogos, não há paradas de tempo, bolas de fogo e nada de poderosos raios de enrgia diretamente das estrelas utilizados para atacar os inimigos. Magia é bem limitada neste jogo, como deveria ser. Eu aplaudo a Turbine por seus esforços em se manter verdadeira ao espírito de "O Senhor dos Anéis" neste sentido.

Uma parte  que eu não tive a chance de jogar antes e que parece bastante interessante é o "Monster Play". "Moster Play" permite o jogador criar e jogar como um monstro nível cinqüenta. Os monstros jogáveis são um guerreiro goblin, um arqueiro orc, um líder Uruk-hai, um worg ou uma aranha. Aparentemente há várias quests que podem ser completadas sem interação Jogador a Jogador ("Player versus Player", PvP), mas a maioria parecem ser batalhas PvP. Ao completar mais e mais tarefas no "Monster Play" ele recebe pontos de destino que permitem ao jogador melhorar seu personagem atual ou comprar ajustes especiais no Moster Play. Alguns deses ajustes incluem comprar uma nova raça para jogar (como um Troll das Cavernas), novas habilidades para treinar seu monstro ou um novo visual para seu monstro.

"Lord of the Rings Online" parece ter feito melhorias gigantescas com relação ao que eu vi no beta. Fico satisfeito em ter dado sete dias para provar a si mesmo. Vi que Turbine permaneceu verdadeira à Visão Tolkieniana da Terra-média. Os gráficos foram configurados de forma a atingir uma grande audiência e a imersão fez eu me sentir no meiuo do mundo que eu cresci lendo sobre. Muito bom Turbin, parabéns por fazer um bom jogo!

Gráficos: 8
Som: 8
História: 9
Comunidade: 8
Mecânica: 8
Tilt: 9
Geral: 8.3

 
Fonte: http://www.mpogd.com 

Está envolvido com a obra de Tolkien desde 1999 – fundador da Calaquendi, fundador da Valinor, fundador do Conselho Branco (Sociedade Tolkien) e presidente por três mandatos. Participou da publicação em livro do Curso de Quenya e é autor do Modo Tengwar Português