Os hobbits em O Hobbit?

Esq. para dir. Sam, Frodo, Pippin e Merry

Os tolkienmaníacos de plantão devem saber bem que, no período em que se passa O Hobbit, Frodo não estava nem "no calcanhar da avó", como dizem aqui na minha terra.

Guillermo del Toro, porém, deve ter tido algum contato recente com JJ Abrams (de Lost) e se encantou pelas viagens no tempo da série deste.

 

Digo isso porque Dominic Monaghan (o Merry dos filmes de O Senhor dos Anéis e, coincidentemente, o Charlie de Lost) disse à MTV no Festival de Sundance que os produtores de O Hobbit querem muito que eles [os hobbits Frodo, Sam, Merry e Pippin, interpretados respectivamente por Elijah Wood, Sean Astin, Dominic e Billy Boid] voltem e que ele pensa haver uma chance muito grande de eles retornarem. 

Embora a presença dos demais ainda tenha de ser  confirmada, no que depender de Dominic os nomes de todos eles com certeza aparecerão no final d’O Hobbit ou de sua possível sequência.

"Peter Jackson, que, obviamente, fez os primeiros filmes, é o produtor e os efeitos esperciais estão sob responsabilidade da empresa dele [a WETA]", ele explica, "e o diretor é Guillermo del Toro, que, a meu ver, seria a pesoa mais indicada, além de Peter Jackson, para dar ao filme qualquer quantidade de "ternura" que ele mereça. Obviamente, Ian McKellen vai estar de voltar e Andy Serkis vai estar de volta."

Sobre a descontinuidade espaço-temporal que sua participação em O Hobbit possa porventura causar, Monaghan comenta: "Nós não estamos em O Hobbit, não, mas eu acho que a ideia nas cabeças [de Jackson, del Toro e dos outros produtores] é que os filmes da trilogia de O Senhor dos Anéis foram tão adorados pelos fãs que eles estão muito interessados em agradecer pelo apoio que eles deram para os filmes de O Senhor dos Anéis e trazer de volta algumas das personagens que eles conhecem e amam."

"É uma história completamente diferente", ele continua, "Você não tem as mesmas personagens durante toda a história. E eu sempre vi O Hobbit como uma introdução mais infantil, enquanto O Senhor dos Anéis seria a obra principal."

Quando questionado se o fato de "beber muito da mesma fonte", que já assombrou o último filme de Indiana Jones, não o assustava, Monaghan insistiu que não tem medo de ir um pouco mais além com sua interpretação de Merry, que já é considerada perfeita.

"Eu não me vejo aposentando [Merry] de jeito nenhum. Não tenho nenhum plano para a aposentadoria. Você obviamente quer ter cuidado e interpretar no mesmo ritmo. Você só re-explora aquela personagem, e eu acho que uma vez que você calça seus  pés de hobbit e põe sua roupa de hobbit, é bem fácil chegar lá."

"E você assiste os filmes", diz ele, sobre seus planos para se preparar para interpretar Merry de novo. "E tenta entender o tom do que você estava tentando fazer. Eu estava tentando fazer um menino, como um menino de 11 anos [nos filmes originais], então é só voltar para o que era ser um menino e ter aquele senso de inocência [de novo]. Então não é muito difícil para me colocar de volta lá [no "espírito" de Merry]."

"Eu tenho conversado com Pete [Jackson] e [os roteiristas] Fran [Walsh] e Phillippa [Boyens] sobre a chance de voltar," diz ele sobre suas atividades recentes, que os fãs com certeza (eu não) irão achar maravilhosas. "Eu acho que os fãs dos primeiros três filmes de "O Senhor dos Anéis" ficarão encantados em voltar para o mundo."

 

Fonte: MTV News