Meu Primeiro Tolkien

thiago_tizzot.jpgThiago Marés Tizzot é editor da Arte & Letra e autor do livro O Segredo da Guerra lançado em junho de 2005, um dos responsáveis pelo
lançamento do Curso de Quenya – A Mais Bela Língua dos Elfos e do As Cartas de J.R.R. Tolkien
A coluna "Old Toby" sem dúvida vai ter Tolkien como tema principal, mas
você vai poder encontrar um pouco de literatura e cinema, e
eventualmente alguma outra coisa que eu ache que vale a pena ser lido.

 

 

Meu Primeiro Tolkien

O avião ia sair a poucos instantes e eu queria comprar um livro para
ler durante o vôo. Como estava indo para o EUA queria um livro em
inglês, uma língua que eu ainda estava aprendendo, fui diretamente a
estante de livros de bolso. Naquela época eram os únicos livros
importados que se poderia encontrar por aqui. A internet ainda dava
seus primeiros passos. Procurei alguma coisa que fosse de meu
interesse, demorou um tempo até que me deparei com uma bela ilustração
de um dragão deitado sobre uma enorme pilha de moedas de ouro e outros
tesouros. 

The Hobbit. JRR Tolkien. Era o que tinha na capa. O dragão chamou minha atenção e peguei o livro para dar uma olhada. Virei para ver o que dizia atrás e tinha a foto de um simpático velhinho com seu cachimbo. Resolvi arriscar. Meu irmão também comprou um livro do tal JRR Tolkien. Chamava-se The Silmarillion.

Aqui é preciso dizer que dei uma baita sorte. Se tivesse escolhido o Silmarillion era possível que não tivesse me encantado com a Terra-média. Foi o caso com meu irmão que na época não conseguiu ler o Silma.

Mas eu peguei o Hobbit, confesso que na época não consegui compreender todos os detalhes da história. Meu conhecimento do idioma era pequeno. Também não foi preciso, eu adorei o livro e todos os seus personagens. Fiquei fascinado com o universo e precisava ler outras coisas daquele velhinho simpático. Tentei o Silma, mas era impossível. O idioma era uma barreira e o número de nomes,, datas e outras coisas era enorme. Ainda mais sem ter lido o Senhor dos Anéis.

Procurei por outros livros, mas somente alguns anos depois, para minha satisfação, encontrei O Senhor dos Anéis em português. Três volumes. Cheios de páginas. Fantástico. Devorei as palavras e ao final de O Retorno do Rei li tudo que tinha direito. Apêndices A, B, C, D, E e F. Nota a edição brasileira. Todos os textos do livro. Queria ler tudo que aquele simpático velhinho tinha escrito. Li muita coisa que ele escreveu, tive a sorte de poder publicar suas cartas, mas sempre volto aquele texto. O Hobbit. Meu primeiro Tolkien