Batalha das Planí­cies

Primeira grande batalha entre Gondor e os Carroceiros. A Batalha das Planícies foi travada em 1856 sobre as grandes planícies entre a Floresta das Trevas e Mordor. Os Carroceiros derrotaram as forças combinadas de Gondor e dos Homens do Norte.
 

Os Carroceiros eram um grupo de homens das terras de Rhûn, no Oriente. Eram fortes e bem armados, e viajavam em carroças – ou vagões – e seus líderes lutavam em carruagens.

Os ataques dos Carroceiros começaram em 1851 da Terceira Era. Com o objetivo de chegar a Gondor, os Carroceiros passaram pelas terras dos Homens do Norte em Rhovanion, e muitos desses foram mortos.

Em 1856 o Rei Narmacil II de Gondor levou um grande exército para as planícies do sul da Floresta das Trevas para enfrentar os Carroceiros. Narmacil juntou forças com Marhari, o líder dos Homens do Norte. Mas os Carroceiros os derrotaram Narmacil foi morto. Marhari lutou na retaguarda do exército de Gondor, recuando através de Dagorlad para Ithilien. Marhari também foi morto, mas suas ações permitiram que muitos dos homens de Gondor escapassem.

Após a Batalha das Planícies, Gondor abandonou seu território a leste do Anduin, exceto Ithilien. Os Carroceiros continuaram a incomodar Gondor por muitos anos. Calimehtar, filho de Narmacil II, conquistou uma vitória temporária sobre eles em 1899, e eles foram finalmente derrotados por Eärnil em 1944.

A maior parte dos Homens do Norte sobreviventes foi escravizada pelos Carroceiros e suas terras foram ocupadas. No entanto, alguns escaparam para Valle ou Gondor, e um grupo liderado por Marhwini, filho de Marhari, mudou-se para os Vales do Anduin. Este grupo ficou conhecido como os Éothéod, que foram os antepassados dos Rohirrim.

Fontes:
Thain’s Book
Apêndice A de O Senhor dos Anéis: "Gondor e os Herdeiros de Anárion," pág.331-39.
Contos Inacabados: "Cirion e Eorl," pág. 333.