Diário de Faramir

Dia Um: Você acreditaria que Papai/Regente de Gondor também conhecido como Denethor pediu para aquele grande puxa-saco do Boromir para ir para o Conselho em Valfenda? Eu coloco em risco o meu traseiro para agradar aquele homem e não tenho ganho nem um passe para um fim de semana sujo em Osgiliath! Oh não! É sempre "Boromir, vá se encontrar com os Elfos e veja do que se trata todo esse rebuliço. Leve meu cartão de crédito! Leve o melhor cavalo. Dê em Elrond um grande beijo molhado por mim ". Aposto que o safado nem mesmo pensa em me trazer um souvenir. E eu amo aqueles globos de sacudir com bolinhas de neve. Estou completamente injuriado . Papai não pode ao menos FINGIR que Boromir não é o favorito dele? Eu tenho sorte se ele me deixa esvaziar os penicos dele. Odeio Boromir!

 

Dia Dois: Estou só. Olhando velhos álbuns. Achei aquela foto minha e Aragorn em Henneth Annun brincando no lago. Ele tinha se limpado tão bem. Aposto que se ele fosse o Rei que eu não teria que agüentar todo essa porcaria de favoritismo. Imagino se ele sempre pensa em mim? Imagino se ele ainda está usando os mesmos couros. Ha Ha! Pensamento nojento!

Dia Quatorze: Papai muito querido enviou-me para patrulhar a fronteira de Mordor. Rumores de guerreiros ocidentais usando delineadores nos olhos e patrulha de choque de Olifantes treinados de Gordor � caminho. Papai está tentando me ver morto ou o que??? Não é justo! Não é justo!! Boromir é enviado a um resort de luxo em Valfenda e eu ganho uma micose de caverna!!!!

Dia Vinte: Recado de Boromir. Indo em missão com um grupo de hobbits, mago monocromático, elfo bicha, anão com prisão de ventre e, ouça isto – antigo namorado Aragorn! Nada preocupado. Neca. Nem um pouco. Boromir não faz o tipo de Aragorn, de qualquer jeito… Então não estou chateado. Nenhum problemo. Possa lidar com isso muito obrigado!!! (Boromir secretamente é um tarado pervertido por hobbit. Descobri que o irmãozão assinou o Canal Erótico Hobbit. Não é surpresa que ele tenha se juntou a sociedade. Tio Windermere estaria orgulhoso.)

Dia Cinqüenta e Sete: Patrulhando fronteira de Mordor. Número absolutamente incerto de exércitos cosmeticamente bem equipados marchando para o Portão Negro. Imagino se as histórias sobre guardas das fronteiras de Gondor capturados que são amarrados, chicoteados e forçados a serem escravos sexuais de Goblins são verdadeiras. Talvez deva usar roupa de baixo de seda no caso de ser pego. Gosto de fazer boa primeira impressão.

Dia Cinqüenta e Oito: Ainda na caverna em Henneth Annun relendo velhas edições do Semanário Sangue de Númenor e um razoalvelmente recente número da PlayEorlinga. Estou pronto para um pouco de excitação. Tudo que Mablung e Damrod querem fazer é mergulhar na cachoeira e jogar strip-pôquer. Queria que a caverna tivesse tv a cabo.

Dia Cinqüenta e Nove: Peguei dois hobbits. Amarrei-os e vendei-os (gostei disso, de fato). Trouxe-os para a caverna. Mandei um postal muito detalhado para Boromir sobre isto. HA HA! Aposto que o grande pervertido vai ficar doido.

Dia Sessenta: Cartão postal para Boromir devolvido. Aparentemente Boromir foi morto por Orcs. Sabia que Orcs eram bons para algo. Hobbits pegos são os mesmos da sociedade com o ex-brinquedo Aragorn! Hobbit mais gordo pareceu excessivamente satisfeito com a notícia da morte de Boromir. (Tentei eu mesmo não me exaltar.) Droga� eles SÃO uns molequinhos engraçadinhos. Posso convidar Frodo para um mergulho pelado da meia-noite só para ver se eles são isso tudo mesmo.

Dia Sessenta e Um: Tentei dar uma amasso em Frodo. Sam quase me matou. Não vou me intimidar. Perguntarei para Sam se ele se interessa por ménage � trois. Dia

Sessenta e Dois: O dever chamou. Guardas localizaram sujeito magrelo muito feio, pelado, com uns fiapos de cabelo gordurosos, nadando na cachoeira sagrada. Muito desagradável. Ordenei a Damrod que mudasse o filtro da lagoa. Tomei uma atitude! Ouvi ele murmurar algo como "Sim. Capitão Cafetão de Hobbit" (Ordenei que Mablung flechasse Damrod na próxima patrulha. Viva eu!!) DEPOIS: Usarei Frodo Olhos-Doces para atrair o sujeito pelado e fraco para uma armadilha. Droga. Terei que adiar o ménage � trois.

Dia Sessenta e Três: Descobri que Frodo carrega o Um Anel! Poderia não ligar para isso, mas penso que se desse uma escolha entre me dar o Um Anel ou me dar uns amassos, os hobbits entrariam no jogo. Guarda-costas/Jardineiro Sam não quer saber de ménage. Todos os hobbits são nervosos assim? Tive que fingir querer só o Anel. Levaria para o papai de qualquer maneira. Possa ganhar pontos.

Dia Sessenta e Quatro: Em Osgiliath. Cidade sitiada por maldito Nazguls montados em Dragões. Ninguém me conta nada!! Memorando!? Que memorando!!? Incompetência corre solta. Nazgul se insinuou para o MEU hobbit. Atirei uma flecha no dragão. Imagino se todos os ex de Frodo são tão possessivos? Por quê? Despertou minha curiosidade. Por outro lado: Sam tentou uma aproximação mais íntima com o Portador do Anel e Frodo quase o matou. HA HA HA!! O hobbit gordo e grudento tomou de seu próprio remédio.

DEPOIS: Sam fez um discurso apaixonado sobre – oh diabos, esqueci. De qualquer maneira, decidi deixar os hobbits irem. Primeiro demos uma paradinha na praia e enviei para Aragorn um postal insolente. Espero tê-lo feito pensar besteira. Frodo atraente, mas não vale uma caçarola de ferro na cabeça. Outras notícias, durante o sítio de Osgiliath Damrod foi morto por um pedregulho que caiu. Woohoo!! Me apossei do quarto de Boromir. Posso agora assistir ao Canal Erótico dos Hobbits o quanto eu quiser.