As Casas dos Noldor

Os Noldor ("aqueles com o conhecimento") foram o segundo clãs dos Elfos, os Tatyar, a chegar a Aman. De acordo com a lenda, o clã foi fundado por Tata, o segundo Elfo a acordar em Cuiviénen com sua esposa Tatië e seus 54 companheiros (leia mais em A Lenda do Despertar dos Quendi (Cuivienyarna) ), mas foi Finwë, o primeiro Noldo a ir até Valinor com Oromë e os outros rei Elfos Ingwë e Elwë, que se tornou rei, e os liderou até Valinor. Os Noldor falavam Quenya em Valinor, mas os Exilados que retornaram à Terra-média usavam o Sindarin.
 
 
Casa de Finwë

Escudo da Casa de Finwë
No Legendarium de Tolkien, a Casa de Finwë era a casa real dos Noldor. A casa foi fundada opr Finwë, o primeiro Alto Rei dos Noldor, que conduziu seu povo da Terra-média para o reino de Valinor dentro do continente de Aman em E. A.1105, e lá ele governou sobre os Noldor na cidade de Tirion. Seu primeiro casamento com Míriel teve duração curta, pois ela se esgotou ao dar a luz a Feänor e decidiu ir para os Salões de Mandos. Em seu segundo casamento com Indis, que era uma Vanyar, ele teve mais dois filhos, chamados Fingolfin e Finarfin, e duas filhas, chamadas Findis e Lalwen.

Casa de Feänor

Escudo da Casa de FëanorAinda jovem Feänor se casou com Nerdanel, filha de Mahtan, e teve sete filhos: Maedhros, Maglor, Celgorm, Caranthir, Curufin e dois gêmeos Amras e Amrod. Em E. A. 1450, Feänor completou sua criação das Silmarils, que continham a luz das duas Árvores de Valinor. Em E. A. 1490, ele foi banido de Tirion por doze anos por ter ameaçado a vida de seu meio-irmão, Fingolfin. Isso se deu por Feänor ter se deixado envolver pelas mentiras de Melkor que geraram desavenças entre o filho de Míriel e os filhos de Indis. Finwë seguiu seu filho mais velho e sua família para Formenos, onde viveram por cinco anos quando Melkor assassinou Finwë e roubou as Silmarils de Feänor.

 Tomado pela ira, Feänor voltou para Tirion com seus sete filhos e proferiu palavras orgulhosas e cheias de ira irracional que convenceram os Noldor a seguirem com ele para a Terra-média, longe dos Valar e sob o seu comando. Suas palavras também o levaram, assim como a seus filhos, a proferirem o terrível Juramento de Feänor, onde se comprometiam a perseguirem com vingança aqueles que mantivessem as Simlarils em seu poder e se negasse a lhes entregar. Foi também esse juramento que trouxe a ruína para a Casa de Feänor e para todos os que se envolveram.

Melkor, agora chamado de Morgoth por Feänor, alimentava esperanças de destruir os Noldor antes que eles se estabelecessem na Terra-média. No entanto, por mais que ele enviasse tropas, os Elfos se provaram mais destemidos e ferozes do que ele imaginou e ele nunca conseguiu realizar o feito de destruir por completo os Feänorianos, embora Feänor tenha sido morto por Gothmog durante a Dagor-nuin-Giliath em E. A. 1497.

Após as desavenças entre a Casa de Feänor e as Casas de Fingolfin e Finarfim terem sido remediadas, os filhos de Feänor governaram suas terras na Beleriand Oriental durante as Eras do Sol. Ainda que Beleriand tenha sido submersa pelo Grande Mar ao final da Primeira Era do Sol, Celebrimbor, o último da Casa de Feänor, governou uma parte dos Elfos Noldorin em Eregion durante a Segunda Era do Sol.

Casa de Fingolfin

Escudo da Casa de FingolfinO casamento entre Fingolfin e Anairë gerou Fingon, Turgon, Aredhel e Argon. Em uma tentativa de fazer a paz entre Fingolfin e Feänor após o incidente de E. A. 1490, os Valar convidaram os dois para um banquete, onde Fingolfin fez um juramento de que seguiria Feänor onde quer que ele fosse. E foi por causa disso, e também pelo fato de Fingolfin não querer deixar os Noldor nas mãos de seu meio-irmão, que Fingolfin e seus filhos seguiram Feänor e seu povo para a Terra-média. Fingolfin e sua hoste foram traídos após Feänor e um seleto número daqueles que ele julgava leais a ele navegarem através do Grande Mar em navios dos Teleri. Para evitar que Fingolfin e os seus oos seguissem, Feänor e seus filhos, com excessão de Maedhros, queimaram os navios.

Possuído por um enorme desejo de confrontar seu meio-irmão, Fingolfin conduziu seu povo pelas traiçoeiras passagens geladas de Helcaraxë e foi durante essa travessia que Elenwë, esposa de Turgon, morreu. Em P.E. 1, eles chegaram na Terra-média. O resgate de Maedhros por Fingon do cativeiro de Morgoth, assim como o ato de Maedhros de passar a o título de Alto Rei para Fingolfin em retribuição, curaram mais uma vez as feridas entre a Casa de Feänor e a Casa de Fingolfin.

Em um duelo feroz entre Fingolfin e Morogth, em P. E. 456, Fingolfin foi derrotado e morto e seu filho mais velho, Fingon, herdou o trono de Alto Rei, que foi sucedido mais tarde por Turgon.

As terras governadas pela Casa de Fingolfin incluem Nevrast, Gondolin, Dor-lómin, Hithlum e na Segunda Era do Sol, o Reino Noldor de Lindon, governado por Gil-galad, filho de Orodreth (a versão pubilcada de O Silmarillion menciona Gil-galad como filho de Fingon) e último Alto Rei dos Noldor, que morreu em combate contra Sauron, aos pés de Orodruin. Todavia, da Casa de Fingolfin finalmente surgiram os meio-Elfos descendentes de Elrond, Elwing, Idril Celebrindal, Turgon e finalmente de Fingolfin; e os Númenoreanos de Elros, Eärendil, Tuor e Huor da Casa de Hador.

Casa de Finarfin

Escudo da Casa de Finarfin
Finarfin se casou com Eärwen, uma Elfa Teleri, em E. A 1280, e teve como filhos: Finrod, Angrod, Aegnor, Galadriel e, em algumas contagens, Orodreth (embora ele seja geralmente colocado como filho de Angrod). Quando Feänor veio para Tirion, para liderar os Noldor na fuga de Aman, Finardin tentou acalmá-los e persuadir os Noldor a ficarem mas os seus filhos e filha tinham um forte desejo de governar suas próprias terras e queriam vingança contra Morgoth. Vencido, Finarfin começou a jornada para a Terra-média com o seu povo, seguido a liderança de Feänor e assim que os Noldor deixaram Tirion, um mensageiro de Manwë veio e transmitiu as palavras desse que diziam que se eles continuassem, seriam exilados de Amano para sempre. Não desejando cruzar a Helcaraxë a pé, Feänor foi para Alqualondë pedir que os atravessassem com seus navios através do Belegaer, mas os Teleri se recusaram a deixar os Noldor usarem seus navios nessa rebelião contra os Valar.

Como resultado dessa recusa houve o Primeiro Fratricídio entre os Elfos. Após essa batalha, uma figura negra, que se acredita ter sido o próprio Mandos, veio para anunciar a Maldição dos Noldor. Essa batalha foi a gota d’água para Finarfin e ele abandonou a marcha com um enorme pesar e, seguido por muitos de seu povo, voltou para Valinor, onde conseguiu o perdão dos Valar e foi feito Alto Rei dos Noldor em Valinor.

Seus filhos e filha, entretanto, não abandonaram os filhos e filha de Fingolfin e viajaram com a hoste de Fingolfin através da Helcaraxë.

Na Terra-média, a Casa de Finarfin estabeleceu vários reinos, incluindo Nargothrond e Dorthonion.

Dentre as três Casas dos Noldor, apenas uma da primeira geração de líderes permaneceu na Terra-média, após se recusar a ir para o Oeste, essa foi Galadriel, a caçula de Finarfin. Ela se casou com Celeborn de Doriath e viveram nas florestas de Eregion e assim ela foi a última da família de Finarfin a permanecer na Terra-média.

 
Leia Mais:
 
Fonte: Wikipedia