Bored of the Rings: as histórias que Tolkien não contava

Tudo bem, vamos pôr a coisa em contexto histórico.
O ano é 1969, auge
da contracultura nos EUA, e a edição norte-americana de O Senhor dos
Anéis, lançada pela Ballantine Books em 1965, era um dos maiores
fenômenos da cultura de massa na época. Foi então que dois estudantes
de Harvard, Henry N. Beard e Douglas C. Kenney, resolveram criar a mais
famosa e hilária paródia da trilogia: Bored of the Rings, que copia de
forma corrosiva e às vezes obscena quase todos os aspectos do livro de
Tolkien, até mesmo as línguas élficas, com o seu Auld Elvish,
equivalente ao alto-élfico.
 
 
 

Para se ter uma idéia, imagine como seria esta Companhia do Anel: o
mago Goodgulf (Bomgolfo), os hobbits Frito Bugger (Frito Boiola), Spam,
Mopsi e Pepsi, o humano Stomper (Pisador), o elfo Legolam, o anão
Gimlet, todos contra o temível vilão Sorhed (Cabeça-inchada). Isso sem
falar em Dildo Baggins (Pênis Boiola), tio de Frito, e no alegre e
misterioso Tim Benzedrine (qualquer semelhança com Tom Bombadil NÃO é
mera coincidência).

Entre centenas de cenas hilariantes, vale a pena citar a “brilhante”
solução do mago Goodgulf para abrir os portões de Nikon-zoom (Moria):
“De repente o mago ficou em pé. ´A maçaneta!´, gritou, e ficando na
ponta dos pés, girou a grande maçaneta com as duas mãos”. Ou a tentação
de Frito Bugger por uma elfa, digamos, assanhada: “´Tu gostas do que
vês?´, dizia a voluptuosa donzela élfica enquanto provocativamente
abria seu vestido e revelava as belezas arredondadas e sombrias lá
dentro. ´Deixa que eu te ponha mais à vontade´, disse ela, e começou a
desabotoar o casaco dele. ´Mas…mas…eu sou tão p4queno e peludo, e
você é tão linda!´, sussurrou Frito. ´Há uma coisa que eu quero que tu
faças antes´, disse a donzela élfica. ´Qualquer coisa! Qualquer
coisa!´, disse Frito. ´O Anel. Preciso ter o teu anel´. ´Oh, não!´,
disse Frito. Tudo menos isso!´”

Ainda existem disponíveis exemplares americanos de Bored of the Rings,
numa edição de 1993. Se você se divertiu com essas tiradas heréticas
sobre a obra tolkieniana, não custa tentar encontrá-lo no site da Amazon.