O Senhor dos Anéis X Star Wars

Os Efeitos Especiais de Star Wars, ícone maior da série de George Lucas, deixa claro que a toda-poderosa Industrial Light & Magic n
 

Os Efeitos Especiais de Star Wars, ícone maior da série de George Lucas, deixa claro que a toda-poderosa Industrial Light & Magic não necessariamente mantêm a liderança do setor. A reporter e crítica de cinema Isabela Boscov, da revista Veja, descreve as cenas de abertura do "Epsódio III – A Vingança dos Sith" (uma batalha espacial) e diz logo em seguida: [quote=I. Boscov em matéria da Veja]A ação vertiginosa da sequência de abertura esconde um segredo desabonador: ela é tão rápida e tão escura para que não se perceba seus detalhes mais finos [...]. Para fazer uma comparação justa – com outra saga fantástica – basta computar todos os milhares de efeitos que o neozelandês Peter Jackson não teve medo de mostrar em plena luz do dia em [i]O Senhor dos Anéis[/i].[/quote] [size=2] Fonte: Fonte: Revista Veja edição 1905[/size] Ou seja, Star Wars já não é mais o celeiro de efeitos especiais que foi um dia. E PJ pode se gabar por ter superado Lucas!

Comentários

  1. A srta. Isabela Boscov deve ter problema de visão. Mas não vou entrar nos méritos dos efeitos Visuais de SW. Vou “apenas” comentar que o filme não foi feito em película, o que significa que a quantidade de pixels para toda e qualquer cena de Ep III possui muito mais informações que qualquer filme da trilogia SDA. Alem de SDA ser filmado em locais reais, coisa que não acontece com SW. Enfim, critica burra que subverte gosto pessoal e não analisa corretamente os aspéctos técnicos. Ah! Claro! Esqueci… Porque sera que a WETA necessitou da “ajuda” da ILM em AVATAR? Incompetência? Porque TODOS os OSCARS de EV de AVATAR foram para cenas da ILM…

  2. Marco Hundsdorfer, conseguiu falar em poucas palavras, a coisa mais idiota da internet no que diz respeito ao tema. Os personagens do ep3 de SW, não possuem nem de perto a mesma plasticidade, e principalmenteo toque sutil, elegante e harmonioso que deu o PJ. Em o senhor dos anéis fica até dificil saber o que é digital e o que não é. E na boa, a beleza de Avatar, nem é tão incrivelmente maravilhosa como a maioria dos desavisados estão comentando. O projeto é bom sim, mas longe de ser algo tão incrivelmente minuncioso como é o Senhor dos Anéis. Não se iluda com este bla bla bla da Weta e etc… eles fizeram um bom trabalho, mas o tema do SA é mais complexo. Talvez a própria Weta conseguisse chegar ao mesmo resultado, melhor do que o que foi feito ali no SA, só se tiver outra tecnologia para produzir.

    1. Srta. Wania.
      Não a conheço para chama-la de idiota.
      Mas, sou formado em TI. Quando digo algo, tenho absoluta certeza do que digo.
      Comparar os efeitos de SA com SW é um assunto técnico, e não de “gosto”.
      Mas como a Srta deve ter entre 12 e 21 anos, entendo…
      A Srta colocou o comentário correto: “plasticidade”. Realmente os personagens da ILM não possuem “plasticidade”. Vide “Jurassic Park”. Eles SÃO reais para o telespectador, e não feitos de plástico como em Senhor dos Anéis.
      Infelizmente gosto não se discute. Lamenta-se…
      Só para terminar, não creio que seu comentário tenha sido “idiota”. Apenas vazio, e sem argumento.

      1. Eu posso até não ter o mesmo conhecimento que você e estou na faixa dos 12 ao 21, como você fez questão de lembrar a wania mas isso não muda em nada o fato de você ter sido grosso. Além de estar tentando usar uma série de características que você supõe ser dela para provar seu ponto de vista.
        Além disso seus argumentos não fazem sentido. Você falou que comparar os efeitos dos dois filmes é questão de tecnica e não gosto, porém no final arrematou com “gosto nao se discute. Lamenta-se…”

  3. Apenas uma ultima observação sobre a ILM: em Avengers (que foi feito 95% pela ILM e o “resto” coube a WETA e outras, que haviam sido chamadas INICIALMENTE para o projeto, mas não tiveram competência técnica para faze-lo sozinhas – por isso a ILM foi chamada ao projeto), existem uma cena em que HULK esta em um prédio…
    Bem, a competência da ILM chegou a tal ponto em que, ampliando a imagem 100 vezes, pode-se ver o “reflexo” dos prédios e da batalha nos olhos de HULK. Pergunta: Por que chegar a esse nível de realismo? Resposta: ILM, onde o que esta “por traz” das cenas é tão importante quanto a cena propriamente dita. Sobre Senhor dos Anéis e, mais recentemente a porcaria do “HOBBIT”, nota-se claramente que não existe preocupação alguma com as cenas que não sejam o foco. Observem não a cena com os protagonistas, mas o que existe por traz dela e tirem suas conclusões. Agora, que é difícil convencer esse pessoal que “idolatra” SDA, isso, com absoluta certeza, é! Outra comparação pode ser feita entre “Jurassic Park ” e “King Kong”. Quais dinossauros são mais fielmente digitalmente produzidos? O tempo dirá quem tem razão, como sempre… Essa onda “exotérica” e “mistica” no cinema vai acabar, assim como acabou a onda “Crepúsculo”…

  4. O Senhor dos Anéis foi um salto na tecnologia por conter mais efeitos especiais inseridos em imagem real. Assim obteve-se mais aprovação, pois foi mais primitivo nos efeitos não exagerando muito em efeitos especiais, apenas explorando mais a historia, não 100%, mas explorou. Já SW foi feito em estudios na maioria, e feitos mais para efeitos especiais, do que história. Apesar de George Lucas ter desenvolvido uma história fascinante, os efeitos do ep3 deixa um pouco a história de lado, para abordar cenas de lutas individuais e de efeitos especiais sofisticados. Mas vamos admitir, a WETA supera em muito os efeitos da ILM, mas a ILM trabalha mais com miniaturas, ao menos ela se tornou mais conhecida por isto (Star Wars, Avatar etc), e já a WETA é mais bem conhecida por trabalhar com CGI (O Senhor dos Aneis, King Kong, O Hobbit e Avatar). Dos três, o ultimo foi o mais notado. Mas comparando O Hobbit com qualquer filme mencionado anteriormente, vemos que ele tem uma maior tecnologia, afinal PJ fez um salto tecnológico ao filmar em 48fremes, o que até James Camerom teve que que admitir. Mas O Hobbit, explorou muito efeitos especiais, onde a maior parte de cenários foram feitos em CG, deixando de lado uma história muito boa, apelando para “enchimento de linguiça”, ou seja, não obteve aprovação muito boa. Cada empresa tem seus altos e baixos, mas não se pode comparar facilmente Avatar, SdA, Piratas do Caribe e Star Wars em apenas algumas linhas, todos são muito bem feitos dentro do possível, ou seja, pela tecnologia da época. Eu particularmente, prefiro os filmes de SW das décadas passadas, pois tem muito mais históra que efeitos especiais, e O Senhor dos Anéis, que mesmo também tendo uma tecnologia “primitiva”, encanta a todos, mas isto é apenas meu ponto de vista. Minha conclusão deste textão é que os telespectados e cinéfilos de plantão não se importam muito com tecnologia, desde que se tenha uma ótima história por trás da lona verde. E como uma colega uma vez me disse: ” Há, estes crítico são todos falidos”. Fazer o que?

    1. Não dá para argumentar sem conhecimento.
      Então sugiro que se veja no YouTube os respectivos documentários sobre a ILM e a WETA com relação à efeitos visuais e softwares desenvolvidos para tratamento de imagens.
      Existe também uma entrevista de Peter Jackson no Blue-Ray de Star Wars (os 6 filmes).
      Com relação a história específica de Star Wars, as pessoas não entenderam ainda…
      O próprio Lucas fez menção a isso. Talvez daqui a alguns anos…
      Com relação a Senhor dos Anéis, perdão, mas mais chato que isso é ver filmes no Sci-Fi.
      Três horas de duração para cada filme? Aquelas arvores foram um… bom, sem comentários…
      O problema é a “onda” mistica no cinema que “descobriu” Senhor dos Anéis empoeirado no Brasil, por exemplo, desde a década de 70!.
      Quem perde?
      Bom, eu não!
      Star Wars mudou o cinema e isso é um fato inquestionável.
      Vamos ver daqui a alguns anos quem tem razão.
      Obs: Se alguém me arranjar 10 milhões de dólares, posso bater Senhor dos Anéis fácil, fácil…
      É só fazer um filme em que vampiros brilham ao Sol… Oops! Parece que alguém já fez isso! rsrsrs

      1. Não dá para questionar alguem que não quer ver os dois lados da inovação. Star Wars (ILM) contribuiu muito para a invenção de efeitos especiais usando um computador. Mas em OSdA (WETA) vimos algo totalmente inovador com a captura de movimento (não 100% é claro), mas mesmo assim fez vários criadores olhar com mais esperança a tecnologia de efeitos especiais (James Cameron retirou Avatar da gaveta alguns anos depois). Bater OSdA? Boa sorte. Vai precisar de bem mais do que isso e uma história mais boa que vampiros que brilham. Afinal, OSdA ganhou OSCARes, não diversos premios framboesas (sem contar as bilheterias, que não bateram nem recordes). Com 10 milhoes vai conseguir bem mais premios framboesas. Não se pode comparar duas industrias de cinema com facilidade. Admiro ambas, e ambas VIERAM COM INOVAÇÕES INQUESTIONÁVEIS. Afinal, mestre Yoda não foi feito com captura de movimento, não é? Já Davy Jones, é outros 500.

        1. Sério? Me explique então porque TODOS os prêmios técnicos de AVATAR foram para a ILM? Bater OSdA? Fala sério… Viu o “Hobbit”? Onde esta a texturização? A ILM fazia melhor que isso a 20 anos! Acorda, meu chapa! Oscar é politicagem. Premio por “inovação” tecnológica é outra coisa… (veja os prêmios técnicos da academia americana de cinema nos últimos anos).
          Em tempo: A ILM fez a maior parte dos efeitos de AVATAR (78%).
          Em Avengers: 94%!
          A captura de movimento esta no auge em SW epidódio 3. São “apenas” 2 atores que fizeram os mais de 300 wookies! Isso é o que chamo de captura de movimentos…

        2. Esqueci de mencionar: Em 1999 a ILM já possuía softwares capazes de capturar o movimento humano e mimetizá-los em robôs (Star Wars – Episódio I). Todos os robôs da cena da batalha nos pântanos de Naboo foram tomadas de um único ator que a fez mais de 1000 vezes. Isto é: todos os robôs são uma só pessoa que se moveu de diferentes formas para a captura dos movimentos. Quanto à renderização (quantidade de pixels por quadro), não existe paralelo entre ILM e WETA. A ILM fez Jurassic Park. É só comparar os efeitos da WETA em King kong e os efeitos em Jurassic Park (quase 13 anos anos antes).
          A WETA NÃO DESENVOLVE SEUS SOFTWARES. Isto deve ser uma novidade para você. Tanto que os softwares que a WETA utiliza são vendidos a outras produtoras, o que não acontece com a ILM que desenvolve seus próprios softwares. Em 1999 ela desenvolveu o software de “desintegração” de multiplas partes de um objeto (SW episódio I). Para “The Last Airbander” desenvolveu um novo software para simulação de fogo. Para ST além da escuridão, desenvolveu um novo software para “dar volume” à água. O que a WETA fez sozinha no desenvolvimento de softwares? Acho que o que rola aqui é esse papo de Senhor dos Anéis ter ganhado 11 Oscars (o primeiro). Detalhe: Peter Jackson é Judeu… e a academia também. George Lucas era um produtor independente e forjou a era dos efeitos visuais. A ILM esta a “parcecs” da WETA. Incontestável.

        3. Para terminar. Com o Adobe After efects, hoje, consigo fazer um filme com efeitos de excelente qualidade. (Pelo menos melhores do que os de Crepúsculo) . Então, meu chapa, consigo fazer um filme com 10 milhões de dólares, SIM! Não preciso do software da WETA. Veja no youtube o que o AAE pode fazer junto com o Blender (outro software). É só uma questão de criatividade… O senhor P.Jackson compilou uma história já feita (escrita). George Lucas inventou, criou. Até novos modelos de som, como o THX. É como comparar uma Ferrari a um Fusca…
          Se duvida, passa ai 10 milhões de dólares que faço um filme para você (fora dessa onda “mistica” que esta parecendo Sertanejo Universitário).
          Obs: Ainda espero uma retratação da Srta Wania. Sem argumento, não há como discutir civilizadamente.

          1. Não tinha vistos os seus outros comentários…. realmente você quer provar tanto o seu ponto de vista que acabou escrevendo a maior parte dos comentários e ainda se tornou repetitivo. De verdade, você tenta avaliar o lado técnico mas sempre se desvia pro seu gosto pessoal (quantas vezes precisa repetir que SdA é uma bobeira mística? Afinal você realmente sabe o significado da palavra místico?)
            Pelo visto você não conhece de verdade SdA e o quanto Tolkien influenciou inclusive George Lucas…. Aagora se você quer comparar as duas empresas que criaram os efeitos visuais nos podemos até tentar, mas pare, por favor,pare de misturar seu gosto pessoal e de tentar impor ofendendo os de opinião diferente de você.
            Minha opinião é de que cada um tem seus pontos fortes. A história é um deles nos dois casos, tantocriar um mundo próprio quanto adaptar um são tarefas difíceis – ou você acha que o P Jackson não pensou em respeitar todos os pontos da obra de Tolkien? Nos fãs?
            Agora,não fica desvalorizado SdA apenas pelos seus gostos pessoais…
            A ILM pode ter forjado a era dos efeitos visuais (como você diz)mas não tira o mérito do trabalho da weta.

  5. Cara Srta. Debora.
    De fato, não gosto de SdA.
    Mas o problema não é esse. O problema é o que esta por “traz” da construção da WETA e da “aclamação” da academia ante P. Jackson.
    Eu sei o que rolou…
    Mas, para não ficar no meu “gosto pessoal”, vamos comparar outros filmes tecnicamente.
    Que tal King Kong (WETA) e Jurassic Park (ILM).
    Vamos tratar apenas de efeitos visuais digitais, ok?
    Texturização e numero de “formas geométricas” por pixel.
    Basta comparar a qualidade dos dinossauros em King Kong e Jurassik Park (os feitos digitalmente). A diferença é visível.
    Quanto ao “misticismo”, sei muito bem o que é.
    A verdade sobre SdA (livro)? Sobre aquela influência de Tolkien na Guerra? A concepção de sua ideia? Sobre a influência de Tolkien sobre SW e George Lucas? Também conheço.
    No inicio do texto (bem no começo), critiquei a postura da srta Isabela Boscov. Sua critica, sim, foi absolutamente imbecil. O problema é o seguinte: não aceito o argumento que a ILM é inferior a WETA em qualquer campo sem argumentos. Ponto. O resto é gosto e concordo. Não gosto de SdA. Todos os que argumentam “a favor” de SdA vem com essa história de Tolkien e bla, bla, bla… Estou falando de Efeitos visuais. O mérito da WETA? Pesquise um pouquinho e veja como a WETA saiu de um simples filme de fantasmas com Michael J. Fox e se tornou uma das maiores empresas do ramo da noite para o dia. Muito estranho… principalmente em um época em que “detonavam” George Lucas (Ep I). Leia sobre Red Tails (ultimo filme de Lucas) e veja a reação das “grandes” de Hollywood. Aí, talvez, você comece a entender o “porque” de minha bronca…