Peter Jackson explica as diferenças entre SdA e O Hobbit e Christopher Lee fala sobre Saruman

O diretor Peter Jackson comentou as diferenças de tom entre O Hobbit e O Senhor dos Anéis e revelou que alguns aspectos estabelecidos pelo ex-diretor Guillermo Del Toro vão se manter, mas sua própria visão vai prevalecer para ligar os novos filmes com a trilogia. Já o quase nonagenário Sir Christopher Lee comentou sobre seu retorno como Saruman, o Branco. Além disso, a Warner liberou mais uma imagem de Bilbo Bolseiro (acima), aparentemente uma cena relacionada aos eventos na “Mata dos Trolls”!

_____________________________________

Peter Jackson realizou os três filmes de O Senhor dos Anéis e agora está trabalhando na adaptação do livro de J.R.R. Tolkien, O Hobbit. Apesar de ter contrariado e enraivecido alguns fãs mais fervorosos com algumas mudanças na estória, se há um cineasta que conhece bem o universo de Tolkien e sabe as diferenças entre as personagens da Terra-média é ele. De acordo com o Omelete, Jackson deixa claro que a presença dos anões é o que dá ao prequel o tom divertido da estória:

“O Hobbit é um livro infantil e O Senhor dos Anéis é outra coisa; não é realmente direcionado para crianças. Percebi que os personagens dos anões são a diferença. Sua energia e desdém pelo politicamente correto é o que leva um novo espírito. E é por isso que pensei, ‘tudo bem, isso pode ser divertido!’“.

Jackson também falou sobre o desafio de retratar 13 anões como personagens distintos:

Isso é algo que me preocupava. Imaginei 13 caras com cabelo longo e barbas e pensei, ‘Como vou saber qual anão é qual?’ É uma tarefa infernal, na verdade. Achei que nove membros da Sociedade do Anel eram um problema, mas aqui, com Bilbo e Gandalf, temos 15 [personagens]. Está funcionando bem. Os anões trazem uma qualidade de comédia infantil que resulta em um tom bastante diferente de O Senhor dos Anéis”.

O diretor contou ainda que os filmes vão manter alguns aspectos definidos pelo diretor original, Guillermo del Toro, mas o estilo de Jackson e sua visão da Terra-média devem prevalecer, já que, apesar das diferenças, os novos filmes devem levar a uma grande história da Terra-média:

Eu queria que parecesse que estivéssemos de volta às locações na Terra-média. Estes dois filmes parecem pertencer ao começo dos outros três. Somos os mesmos cineastas voltando a um mesmo mundo“.

Sobre a divisão do filme em duas partes, a mulher e parceira de Jackson, Fran Walsh, sugere que a jornada começará leve para depois seguir em direção aos conflitos da trilogia:

“Sempre vimos O Hobbit mais como um conto de fadas. É mais divertido. Mas quando se aproxima do fim, Tolkien se coloca no lugar onde ele começará a escrever a jornada épica de O Senhor dos Anéis (…). Todos os temas mais pesados e sombrios que prevalecem na trilogia começam a aparecer [no final de O Hobbit]”.

 

 Já o ator Sir Christopher Lee também falou um pouco sobre seu retorno como Saruman em O Hobbit, em vídeo. De acordo com ele, terminou de filmar suas cenas para os dois filmes (feitas em 4 dias nos Estúdios Pinewood, arredores de Londres), cenas que ele espera viver o suficiente para ver de novo. Isso pode parecer um tanto mórbido, mas na sua idade (o ator está prestes a completar 90 anos), Lee diz que tem preferido papéis menores, que não exigem tanto tempo no set, segundo o MoviesBlog.MTV.

“Eles [os personagens] devem ter participações curtas, mas têm que ter alguma importância, onde as pessoas notem quando estou em cena e que elas se lembrem do personagem depois de terem visto o filme”.

Portanto, não devemos esperar muito de Saruman em O Hobbit, apesar de a personagem estar nos dois filmes. Ainda assim, poder ver Lee, mesmo que pouco, novamente interpretando o Mago Branco, deve agradar aos fãs da trilogia já que sua personagem em O Hobbit é importante para os eventos relacionados ao Conselho Branco e o ataque a Dol Guldur, eventos situados 60 anos antes de O Senhor dos Anéis, época que Saruman não era um traidor declarado (sua traição é revelada em A Sociedade do Anel). Diz o ator:

“O que é extremamente importante é que nestes dois filmes, que naturalmente se passam muito antes de O Senhor dos Anéis, é que Saruman, que eu interpreto de novo, é de fato ainda Saruman, o Branco, mas ele é um homem bom e nobre, e o chefe do Conselho dos Magos, como ele sempre foi”.

Em tempo: De acordo com o AICN, no dia 01 de janeiro passado morreu Bob Anderson, aos 89 anos. Anderson foi o principal treinador das lutas e combates com espadas em O Senhor dos Anéis e trabalhava novamente com Peter Jackson em O Hobbit. Entre seus trabalhos estão também a trilogia Star Wars original e Piratas do Caribe. O simpático Bob Anderson pode ser visto em vários momentos nos extras da versão estendida da trilogia SdA. Acesse o link acima para ver 2 vídeos com Bob Anderson.

Comentários

    1. Pois é, e ainda lutou com o Alec Guinness no Star Wars original como Darth Vader, e por anos as pessoas acharam que era o David Prowse debaixo da roupa do Lord Vader: era o Bob Anderson! Que a Força esteja com ele e que Eru o receba bem!

  1. Essa explicação do Jackson de que quer tentar dar esse clima mais leve aos filmes, pelo livro ser direcionado inicialmente à crianças, ao menos justifica um pouco esse visual caricato de vários anões. Mas na segunda parte, quando o filme ficar, como ele mesmo diz, mais sério e sombrio, será que eles não vão ficar meio deslocados?
    E com certeza a atuação do Christopher Lee vai ser ótima, vê-lo interpretando um Saruman bom vai ser um grande exemplo da capacidade dramática dele, depois daquele Saruman ardiloso dos filmes da trilogia.

  2. […] você já sabe que livro bom é aquele escrito por J.R.R. Tolkien, leia as explicações de Peter Jackson sobre as diferenças entre O Senhor dos Anéis e O Hobbit, enquanto Christopher Lee fa… Vista a carapuça e mostre que fãs do professor adoram jogar um RPG e regozijaram ao saber que […]

  3. Sem esquecer que o Lee deveria ter interpretado o Gandalf, por conhecer mais sobre as histórias do mundo criado por Tolkien que o Ian.

  4. Muito foda o Lee, 89 anos, ainda atua e tem uma banda de rock, isso sim que é exemplo de ator.
    Eu espero que o Papel dele dure pelo menos uns 10 min.

  5. Isso é sublime! Esse senhor amedrontava um menininho com o personagem Conde Drácula em um aparelho de TV preto e branco de poucas polegadas há muito tempo atrás. Hoje, esse menininho cresceu e reconhece o trabalho do Grande Mestre Lee interpretando Saruman, O Branco! Nossa, abalou geral! Humilha, Lee!