Ian McKellen comemora 50 anos de carreira

Sir Ian McKellen nos estúdios de O Hobbit

Celebrando 50 anos de carreira no teatro, o ator Ian McKellen disse para o jornal britânico The Guardian que sua maior ambição é sempre melhorar na profissão, relatou o Portal Terra.

“Minha ambição é melhorar como ator. Eu continuo achando que sempre há espaço para improvisação”, disse McKellen, que está em cartaz em Londres com a peça The Syndicate, dirigido por Sean Mathias, parceiro de longa data dor ator.

Considerado um dos homossexuais mais influentes do Reino Unido, McKellen é co-fundador do grupo Stonewall que defende e conscientiza a população sobre a causa gay.

“Isso me deu um propósito na vida”, lembrou o ator. “Fazer parte de um movimento que muda as leis deste país que prejudica os gays, isso sim afeta as pessoas no futuro”.

Criticado muitas vezes por fazer campanhas em favor da igualdade homossexual em escolas do Reino Unido, McKellen rebateu:

“Se você não fizer isso, haverá outra geração de pessoas confusas, atordoadas, desconfiadas e ameaçadas. E as crianças não são ameaçadas por isso”, referindo-se a homossexualidade.

Aos 72 anos e pronto para reinterpretar o mago Gandalf em O Hobbit, McKellen disse que a está ciente sobre sua idade. “Se estou com pessoas da minha idade, nós sempre conversamos sobre isso.”, contou.

“Eu caí um dia antes de começar os ensaios e você pensa: ‘quebrei algum osso?’, coisas desse tipo. Tive câncer de próstata e eu tenho que monitorá-lo. Está sob controle e estou tranqüilo, mas outras pessoas estão morrendo disso. Mas é claro que todos nós pensamos que somos imortais um pouco, não é?’, explicou.

Mas Ian McKellen tem todo motivo para pensar que é imortal, não é?! Como já disse uma vez o seu personagem mais famoso no cinema: “Eu sou Gandalf, e Gandalf sou eu” (O Hobbit).

Parabéns, Sir Ian!

Só para não “perder a viagem”,  Orlando Bloom, que está em Wellington, Nova Zelândia, depois de 10 anos reinterpretando o elfo Legolas, o Príncipe da Floresta das Trevas, disse ao 3news.co.nz que é bom estar de volta ao lugar onde morou por alguns anos com seus colegas de elenco de O Senhor dos Anéis, filme que lançou sua carreira.

“Wellington está inalterada em muitos aspectos, mas entro em Stone Street Studios [os principais estúdios de O Hobbit] e ele cresceu, com certeza”, disse ele.

Bloom não quis comentar em detalhes nada sobre os prequels, mas ele acredita que podem rivalizar com O Retorno do Rei, sucesso que ganhou 11 Oscars. “Peter Jackson é um cara incrível”, disse.

Bloom está procurando uma casa perto de Wellington com sua esposa australiana e supermodelo Miranda Kerr.

Comentários

    1. AYE,capitã! È nós,quando eu me mudar para a Inglaterra,dedico uma xícara de chá pra todos vocês (e serei garçonete nesse pub XD)

  1. Eu não sabia que ele era gay e nem que tinha tido cancêr.

    É isso aí Gray: “MUITO obrigado,pelo Gandalf ma-ra-vi-lho-so que você criou XD” ²

  2. Okay,sobre ele ser gay,eu já sabia,e convivo muito bem com isso,adoro o cara,pra mim isso é irrelevante.Mas,quando eu li a palavra “Câncer”,acho que meu coração parou por uns três segundos e voltou a bater. Tive de reler a matéria,e até perguntei pra Ana,aqui mesmo,se ele tinha ou se ele tem Câncer,só pra confirmar…Mass pelo jeito ele Teve,e tá sob controle,então,me tranquilizou bastante.O cara é meu ídolo,e eu tenho uma tendência a associar a palavra “câncer” à palavra “morte”…Ufs…
    bom,esquecendo essa notícia um tiqiuinho de nada chocante (pra mim,pelo menos),parabéns Ian,meu eterno ídolo,pelos 50 anos de uma carreira incrível,e obrigado,MUITO obrigado,pelo Gandalf ma-ra-vi-lho-so que você criou XD

  3. Bom, é claro que os filmes O Hobbit irão ganhar vários Oscars quando forem lançados, a combinação Peter Jackson e Tolkien pode-se dizer que é insuperável.
    Mas eu não sabia que Ian McKellen era gay, vivendo e aprendendo.