1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Elfos podem ouvir a voz de objetos inanimados?

Tópico em 'J.R.R. Tolkien e suas Obras (Diga Amigo e Entre!)' iniciado por Ainaon i Elaure - Hans, 22 Out 2008.

  1. Ainaon i Elaure - Hans

    Ainaon i Elaure - Hans Mago de Silmarillion

    Em SdA A Sociedade do Anel, Legolas diz:

    "- Isso é verdade - disse Legolas - Mas os elfos dessa região eram de uma raça estranha a nós, o povo da floresta, e as árvores e o capim não se recordam deles agora. Só escuto as pedras lamentando por eles: escavaram-nos das profundezas, moldaram-nos em formas belas, costruíram-nos em edifícios altos, mas se foram.[...]"

    Realmente ele pode ouvir pedras, ou ele utilizou uma figura de linguagem?
     
  2. Excluído038

    Excluído038 Excluído a pedido

    Quando ele fala das pedras, ele fala nos espiritos que vivem por tudo, que permeiam a Terra Media, sim poderiam ser as pedras, mas isso teria um significado muito mais profundo, porque ele poderia ver e ouvir esse espirito que permeia tudo aquil que existe. Toda a TM é formada por algo mais antigo e mais profundo que não se perde mesmo com todas as mudanças, algo de seu iniciu e esse algo confere vida a tudo o que está lá.
     
  3. Valacirca

    Valacirca Youth Gone Wild

    É uma figura de linguagem. Legolas se refere à "essência" de tudo que vive na Terra Média, e como essa essência foi deturpada e transformada, e como ele sente por isso.
     
  4. Excluído016

    Excluído016 Excluído a Pedido

    Pode ser que ele esteja usando figura de linguagem sim, mas EU prefiro acreditar que os elfos podem ouvir tudo, e todos os que fazem parte da natureza...Se eles podem falar com a água, os animais e a natureza por que não poderiam ouví-los?
     
  5. Guga_theOld

    Guga_theOld Excluído a pedido

    Acho que quando Legolas disse isso, pode ter sido apenas uma linguagem poética (coisa que Tolkien faz frequentemente).

    Elfos tinham a visão excelente, mas quando a audição, não me lembro de nenhum relato à respeito disso :think:
     
  6. ARABAEL

    ARABAEL Ema Infame e

    Figura de linguagem, objetos inanimados não emitem sons ou se manifestam são "inanimados" o que pode haver são espíritos que se manifestam ao seu redor.
     
  7. Fringway

    Fringway Andarilho do Norte (187)

    Concordo com o que o pessoal já falou.
    Mas eu também acho que Legolas também estava se referindo ao que ele "sentia", não bem ao que ele ouvia. É que nem quando você sente um perfume que te lembra do passado - comida de vó, perfume da ex-namorada, etc - e sente aquela sensação da época do perfume... é como se algo estivesse falando com você, sua própria lembrança.
    Acho que talvez Legolas tivesse se referindo a essa sensação:wink:
     
  8. Galad

    Galad O último dos Noldor

    realmente, naminha opinião ele está usando uma figura de linguagem para retratar o ocorrido. Tudo bem, eulfos fazem parte da natureza, e por isso podem se comunicar com coisas vivas, como animais e árvores, mas pedras? acho meio difícil.
     
  9. Haran Alkarin

    Haran Alkarin Usuário

    Talvez Legolas pôde reconhecer nas pedras o antigo trabalho dos noldor, e a decadência que então se seguiu com sua ausência. Tal reconhecimento se dá com a "marca" que os elfos deixam nos trabalhos que realizam - o chamado poder subcriativo, algo que ocorre, por exemplo, na espada de Eöl, que pegara um pouco da essência, do rancor de seu criador, ou com os dragões e a malícia de Melkor, entre tantos outros. Só que ele passou isso de forma poética aos outros membros, mesmo porque alguns deles não entendiam plenamente como se dá esse reconhecimento, ou mesmo sentimento, em relação ao lugar.

    Algo parecido pode ocorrer com a fala de Gimli "a montanha é má", sobre Caradhras. É dtio que as Montanhas Nevoentas foram criadas por Melkor para defender-se dos valar, nos inícios dos tempos. Aí estaria a origem do rancor da montanha e de sua má vontade de deixar forasteiros passar.



    Entretanto, eu não dispensaria tão facilmente a hipótese de que os elfos não poderiam de fato fazer uma comunicação tal qual fazem com os animais. Os animais, plantas e rochas são todos igualmente obras dos valar.
     
  10. Ben Kenobi

    Ben Kenobi Aprendendo com um

    Bom, o pessoal já disse praticamente tudo.
    Tambem acho que ele queria dizer é que sente os espíritos que ainda vivem por alí.
     
  11. Sindar Princess

    Sindar Princess Que deselegante...

    bom... pedras não falam e não têm essência, digamos assim...

    mas por fazerem parte do meio, e por estarem alí, imóveis, foram usadas por legolas como metáforas... se pudessem falar, diriam isto e muito mais...

    elfos são seres sensíveis, lembrem-se disso... possuem um feeling e uma intuição aguçadíssima! especialmente no que diz respeito às coisas da natureza...

    mas pedras não falam... se fosse assim, elfos falariam com espadas, selas, roupas...

    neste trecho, como já disse, legolas quis dizer que "se as pedras pudessem falar, diriam isso, isto e aquilo..."
     
  12. Haran Alkarin

    Haran Alkarin Usuário

    Túrin falou com sua espada e uma bolsa falou em O Hobbit. Embora haja suposições de que Túrin estava louco e que a bolsa foi um tom humorístico do escritor do livro (no caso Bilbo), assim como a raposa em O Senhor dos Anéis.


    Eu acho que, grosso modo, as pedras falavam e agiam por conta própria, assim como a espada de Eöl, os dragões, águias e outros animais, o Um Anel, a estátua druadan, entre outros. Com maior ou menor autonomia ou mobilidade, tais seres tinham impressões de seus criadores. Talvez as pedras não usassem palavras, mas "emanavam" delas uma gama de sentimentos e impressões provenientes de seus "criadores", que fora traduzido por Legolas.
     
    Última edição: 23 Out 2008
  13. Ainu

    Ainu Usuário

    Concordo com o Haran!
    As pedras não falavam!
    Mas emanavam algo! Emanavam o trabalho que os antigos tiveram para molda-las, escava-las!
    Acho que o pode ser dado por como exemplo é uma estatua em pedra ou então um busto de granito!
    Ali o artista se demonstrou e colocou seu ser seu sentimento!
    Construindo nela algo que é importante algo que é essencial e que ele necessita!
    Acho que é uma parte de onde vem o que Legolas quis dizer!
     
  14. Sindar Princess

    Sindar Princess Que deselegante...

    hummm... pode ser, ainu...
    mas creio que só os seres mais sensíveis e intuitivos, e extremamente arraigados à natureza, poderiam "escutar" essas vozes...

    haran: túrin falou com sua espada? como assim? a espada dialogou com ele? não lembro disso... tipo... acho que num momento tenso ou decisivo podemos conversar com algum tipo de objeto, mas nada mais seria que a nossa própria voz interior "falando" através de outro ser...
     
  15. My

    My Usuário

    Túrin falou com sua espada sim, e esta respondeu da seguinte forma:

    " - Sim, beberei teu sangue com prazer, para poder esquecer o sangue de Beleg, meu senhor, e o sangue de Brandir assassinado injustamente. Eu te matarei com rapidez."

    Se foi uma resposta da espada, de fato, ou se foi um momento de loucura de Túrin, ou se era uma voz dentro dele "falando" o que ele pensou escutar, eu não sei.

    Mas, quanto às pedras... Acho que a sensibilidade do Legolas, e dos elfos em geral, era maior do que podemos supor. As pedras, a meu ver, eram mesmo inanimadas, mas elas tinham uma história, como tudo no mundo, como tudo na Terra-média. Os elfos podiam sentir isso.
     
  16. Thalion

    Thalion Mas que puxa!

    Bom, não tenho muito mais o que dizer que já não tenha sido dito.
    Acredito que Legolas, sendo um elfo da floresta, com constante contato com a natureza e coisa e tal tenha "aprendido" a "ouvir" a natureza embora, nessa passagem supracitada, me pareça mais uma figura de linguagem.
    Me veio na cabeça aquele trecho do Silma agora "e a música dos Ainu ainda ecoa no mar".... Quem sabe não haja alguma relação?
     
  17. Café

    Café O importante é o que importa

    É dito que os elfos são imortais enquanto Arda dure, então creio que haja uma ligação entre eles (Elfo X Arda) , talvez por isso eles percebam coisas ao seu redor que outras pessoas não perceberiam, sem falar que eles tem os sentidos muito mais aguçados do que uma pessoa normal !!! Uma humano por exemplo, pode "sentir" algo se aproximar sem necessariamente ouvi-lo!!! Então um elfo concerteza, (não diria "ouvir") conseguiria interpretar as "mensagens" que Arda lhe dá!!!
     
  18. Gallahad

    Gallahad Tergeliano pisando em Arda

    Tolkien diz em uma de suas cartas que os elfos passaram a se preocupar demais com a mudança da Terrra Média que devia ser uma coisa natural, tanto é que isso gerou a tristeza profunda que assolou a raça antes que ela partisse de vez.

    Eu acho que a partir de um certo tempo os elfos se tornaram obsessivos com a questão das mudanças do mundo e passaram a ser perfecionistas com os detalhes. Passaram então a ter uma certa habilidade de reconhecer sinais.

    Apesar da idéia de que tudo é composto de uma essência única e divina me agradar, acho que para Tolkien isso não "casaria" com a idéia de magia sutil que ele cultuava. Como eu disse, acredito que eles com o passar do tempo e o aumento de sua preocupação para com a conservação do mundo começaram a notar pequenos detalhes. Como por exemplo, a pedra que se encontra numa trilha, ela está gasta, mas por que ação? Fora simplesmente a chuva, a ação humana ou de artificies anões? Acho que esse tipo de "linah de raciocínio" é que um elfo seria capaz de se basear e para chegar a certas conclusões.
     
  19. Elendil

    Elendil Equipe Valinor

    Como sere elementais, ou seja, que estão diretamente ligados a natureza, os elfos talvez tivessem a capacidade, ou uma maior capacidade, de "ouvir" os elementos naturais. "Ouvir o que a pedra revela" pode ser o significado metafórico para a capacidade de entender as mudanças ocorridas no ambiente, e essas mudanças são percebidas no meio, já que quando as coisas vão mal, a primeira a sentir e "avisar" é a natureza. Também é fato que os povos antigos da Europa, como os germânicos e celtas, cultuavam as florestas (o carvalho era sagrado para os germânicos) e rochas como moradas de espíritos bons ou maus. Mesmo elfos eram habitantes desses elementos. Os elfos de Tolkien são diferentes dos elfos das culturas antigas, mas certamente, o Mestre, usou desse tipo de informação, deixada pelos antigos povos, para mostrar a capacidade dos seus elfos de "conversar", entender e/ou interpretar aquilo que o meio tinha a revelar.
     
  20. Excluído016

    Excluído016 Excluído a Pedido


    Os celtas...:mrpurple:Mas essas pessoas ainda existem, embora muito poucas...Pagãos...Embora essa religião esteja sendo generalizada por conta de pessoas que não levam o paganismo a sério, aqueles que só conhecem essa religião por causa da internet...O que é uma pena...

    (Fugi muito do assunto né?:hihihi:)
     
    Última edição: 26 Out 2008

Compartilhar