1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Santos Campeão Brasileiro 2004

Tópico em 'Esportes' iniciado por Ecthelion, 19 Dez 2004.

  1. Ecthelion

    Ecthelion Mad

    Santos conquista Brasileiro com trama de roteiro quase perfeito
    Bruno Freitas e Gabriel Fortes
    Enviados Especiais do UOL
    Em São José do Rio Preto (SP)

    São José do Rio Preto viu o final apoteótico que todo santista sonhava na tarde deste domingo no estádio Benedito Teixeira. Com alguma sobra, o Santos passou pelo Vasco por 2 a 1 e conquistou o Campeonato Brasileiro de 2004.


    Jogadores do Santos comemoram o gol de Elano, que garantiu o título nacional
    Na festa do bicampeonato, a equipe de Wanderley Luxemburgo contou com a participação de um convidado bem comportado, que até chegou a ameaçar a superioridade santista, mas jamais a vitória.

    Ao redigir a história do bicampeonato, para a perfeição faltou apenas um gol do astro Robinho. Mas, como a vida nem sempre se parece com ficção, apesar das aparências, o torcedor santista comemora a conquista, do jeito que foi, sem pensar em reclamações.

    O carnaval em preto-e-branco no Teixeirão também não teve espaço para influências vindas de Curitiba. A facilidade do triunfo na última rodada do Brasileiro deixou o resultado do Atlético-PR, rival pelo título, apenas como uma nota de rodapé em todo o contexto.

    No começo do jogo, todas as atenções estavam voltadas para os primeiros passos em campo de Robinho, que voltava ao Santos justamente na última partida do campeonato depois de superar um delicado drama familiar, no que parecia um roteiro escrito por um novelista.

    Aos 2min de jogo, o astro santista, sozinho na pequena área, perdeu a chance abrir o placar e aproximar assim o Santos do bicampeonato nacional. Ewerton fez defesa milagrosa, e o Teixeirão quase veio abaixo.

    Era uma prenúncio da vantagem santista no placar. Pouco depois, aos 5min, Ricardinho cobrou falta com perfeição, encaixando a bola no ângulo esquerdo alto do Vasco. Estava iniciada a festa alvinegra no interior de São Paulo. Daí para frente poucos se interessariam pelo desempenho do rival Atlético-PR na Arena da Baixada, em Curitiba.

    A equipe do técnico Wanderley Luxemburgo aproveitou o furor que vinha das arquibancadas e continuou a apertar o Vasco em seu campo de defesa. Aos 16min, Léo desviou de cabeça um arremate de Deivid e quase ampliou.

    Depois de um momento de desconcentração, em que o Vasco dominou ligeiramente a posse de bola, o Santos nocauteou o adversário aos 30min. Preto Casagrande desceu pela direita e serviu Elano, que desviou de cabeça para as redes. Neste momento, o largo favoritismo ganhava ares de certeza.

    Na comemoração, provavelmente não passou pela cabeça de Elano que o seu gol fez o Santos bater o recorde ofensivo na história do Campeonato Brasileiro. A equipe de Luxemburgo chegava aos 103 gols, um a mais que o Cruzeiro campeão no ano passado, com o mesmo treinador.

    No minuto final do primeiro tempo, Deivid recebeu livre na área e disparou forte, mas em cima do goleiro vascaíno. Assim, com o título virtualmente assegurado, o Santos se encaminhou para o intervalo.


    A torcida do Santos lotou o estádio Teixeirão, em São José do Rio Preto
    O que faltava para a festa santista ter fim de novela? Restava apenas um único gol de Robinho para levar o Teixeirão ao delírio. O grande ídolo santista da primeira década do novo século precisava marcar. A festa teria um leve gosto amargo sem esse capricho para a torcida.

    Alijado de seis partidas do Santos na reta final do Brasileiro, justamente no auge da disputa com o Atlético-PR pelo título, Robinho era a vontade personificada no gramado do Teixeirão. O nítida falta de ritmo de jogo não foi suficiente para tirar do camisa 7 o papel de protagonista do espetáculo.

    Aos 4min, o atacante recebeu em profundidade na esquerda e, de frente para o gol, deu um chute torto, sem direção. Dez minutos mais tarde, Robinho foi lançado por Deivid, driblou o goleiro e empurrou para as redes. Mas a arbitragem assinalou impedimento e frustrou o final feliz.

    Para adicionar dramaticidade à decisão, o Vasco conseguiu diminuir a vantagem do Santos aos 15min, quando Marco Brito passou por dois marcadores e bateu rasteiro na saída do goleiro Mauro.

    Aos 20min aconteceu a substituição previsível na equipe do Santos. A mais de 40 dias sem jogar, Robinho foi vencido pelo cansaço e acabou cedendo lugar a Basílio. A idealizada festa alvinegra perdia a cereja do bolo.

    Os breves minutos de apreensão do torcedor santista acabaram em pouco tempo, quando o gol do Botafogo sobre o Atlético-PR em Curitiba ecoou no Teixeirão, propagando alegria pelas arquibancadas.

    Já em festa, minutos depois, todo o estádio praticamente ignorou o empate do Atlético-PR, com Washington. O barulho das arquibancadas já era grande demais para permitir que algo de fora atrapalhasse a apoteose santista.

    Nos minutos finais do jogo, o Santos quase não conseguia mais trocar passes e nem chegou a ameaçar o gol do Vasco. Mas não era preciso. A única preocupação era ver o relógio andar.

    O desfecho, mesmo sem o gol que todos esperavam que Robinho fizesse, foi de êxtase. Com o apito final, o Santos conquistava assim o segundo título brasileiro em três anos, despontando como time mais vencedor do país na década.

    SANTOS
    Mauro; Paulo César, Ávalos, Leonardo e Léo; Fabinho, Preto Casagrande, Ricardinho e Elano (Marcinho); Robinho (Basílio) e Deivid (William)
    Técnico: Wanderley Luxemburgo

    VASCO
    Everton; Henrique, Fabiano (Gomes) e Daniel; Claudemir, Ygor, Coutinho, Júnior (Rubens), Rodrigo Souto (Rafael) e Diego; Marco Brito
    Técnico: Joel Santana

    Local: estádio Benedito Teixeira, em São José do Rio Preto
    Árbitro: Leonardo Garciba (RS)
    Auxiliares: Sérgio Buttes Cordeiro Filho (RS) e Paulo Ricardo Silva Conceição (RS)
    Gols: Ricardinho, aos 5min, e Elano, aos 30min do primeiro tempo; Marco Brito, aos 16min do segundo tempo

    Fonte: UOL
    ......................................................................................................
    Merecido! Justo! Parabéns para o melhor time do campeonato! :clap:
     
  2. ?

    ? Banned

    Essa é grande vantagem do campeonato de pontos corridos, ja que o melhor foi premiado. Se o campeonato do ano passado foi "chato", com o Cruzeiro ganhando com 3 rodadas de antecipação, esse ano teve emoção até o final.
    O título foi mais que merecido, parabens ao Santos.
    E parabens ao Atlético também porque sem ele teriamos outro campeonato chato pra burro :mrgreen:
     
  3. Nob

    Nob Usuário

    no final, né?

    O campeonato inteiro, tirando as primeiras a últimas rodadas, foi bem chato.
     
  4. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Se tivesse sido mata mata poderia ter dado qualquer tranqueira como campeão.

    Por isso o Santos está duplamente de parabéns. Superou vários erros de arbitragem, perdas de mando de campo e desfalques. Ptos corridos é isso.
     
  5. Strider

    Strider Usuário

    Nem gostei do Santos ter sido o campeão. :zzz:

    Muito curioso a mãe do Robinho ser solta (se soltar?) logo antes da final, pra ele poder jogar e tal. E o Atlético, hein, tropeçando nos últimos dois jogos...

    :P
     
  6. *Isil*

    *Isil* Usuário

    Curioso é, mas... :| o mais estranho é q sequestraram ela e o Robinho ficou sem jogar esse tempo, depois soltam ela antes da final, nem faz sentido... :?
    O jogo foi bem legal, mas no finalzinho quando o Vasco fez 1 gol, ai os santista q estavam assistindo do meu lado começaram a se preocupar e não viam a hora do jogo acabar.... + no fim acabaram ficando Bi... pra mim tanto faz, o q interessa é o Palmeiras na Libertadores... :wink:

    Parabéns pro Santos, e parabéns pro Palmeiras!!!! :mrgreen:
     
  7. Heceldamar

    Heceldamar Usuário

    Vai ver os sequestradores eram santistas. :mrgreen:

    Merecida a vitória do Santos. Um time como o Atlético, que faz cinco pontos de diferença (podendo ser oito), chega na penúltima rodada sendo aclamado campeão por todos, inclusive a mídia, e acaba perdendo o primeiro jogo e empatando o outro não merece ser campeão.

    Pior: perdeu e empatou para times que nem pela Sul Americana lutavam.

    O foda disso tudo é engolir mais uma vez o Luxemburgo... pentacampeão. O futebol brasileiro não merece isso. :disgusti:

    No mais, rodada cheirando muito a armação. Pet, logo ele, que poderia fazer a diferença no jogo do Santos, não joga, apesar de não ter o contrato finalizado. Suspeito.

    O Flamengo, com o terceiro pior ataque do campeonato, faz seis de uma só vez. E logo no jogo que ele precisava ganhar. Coincidência, não?

    O Atlético Mineiro, também com um dos piores ataques, goleou o São Caetano, logo ele, que tinha a segunda melhor defesa do Brasileirão. E novamente, no jogo decisivo. Quanta coincidência! :roll:

    Que isso. Rodada armada a tempos com a maior cara de pau, isso sim. :stop:
     
  8. ?

    ? Banned

    Tipo, você acha que o São Caetano entregaria o jogo? Uma vitória do SC o colocaria na libertadores, visto que o Parmera empatou (isso lógico se recuperasse os pontos).

    E outra: grande coisa fazer 6 gols no cruzeiro, o time mais apático do campeonato depois do Grêmio.

    Isso ta me cheirando a desculpa de mau perdedor :roll:
    Ou melhor, desculpa de São Paulino (nem sei se você é, mas ta agindo como um :mrgreen: )
     
  9. Heceldamar

    Heceldamar Usuário

    Mau perdedor? Sou vascaíno. :lol:

    Só acho tudo uma coincidência por demais generosa. E sabe qual é a chance do SC recuperar seu pontos? Zero. No julgamento foram todos unanimes em punir o clube. Numa nova instância, vai dar no mesmo.

    E me desculpe, mas o ataque do Flamengo não faz seis gols nem aqui nem em Marte. Um ataque formado por Dimba e Jean só faz seis se jogar contra um time de pré-escolar, e olhe lá.
     
  10. NightRaven

    NightRaven Banned

    os sequestrados proibiram o Robinho de jogar! eram atleticanos... mas depois que o Santos tomou a dianteira do campeonato não fez mais sentido, eu acho.. :lol:

    Eu gosto do campeonato de pontos corridos, teve emoção sim! e vários jogos emocionantes!! várias finais...

    mas pra não desagradar acho que deveria ter a final entre os campeões de turnos.. seria melhor...como é na argentina, japão e etc..
     
  11. Ecthelion

    Ecthelion Mad

    Não acredito em armação. Não desse jeito!

    Até pq é mais fácil virar a mesa mesmo. :wink:
     
  12. Bellcross

    Bellcross Ei, Ó o Auê aí ó !

    :clap:

    Parabéns ao santos... o final do campeonato Brasileiro foi bem legal, mas acho que foi muito mais emocionante com os times que estavam pirigando a cair. :mrgreen:


    Ainda não me acostumei com pontos corridos. Concordo que é mais justo com os clubes, mas é muito menos emocionante para o torcedor. :roll:
     
  13. Thangorodrim

    Thangorodrim Usuário

    Não sei porque!!! A maioria dos times que ele trabalha ele implanta um sistema de jogo ofensivo, monta grandes times, transforma jogadores que não jogavam nada em craques. É só lembrar do Palmeiras bi, do Palmeiras dos cem gols, do Corinthians de 98, do Cruzeiro no ano passado e no Santos desse ano. Eu acharia vergonha se um técnico retranqueiro fosse penta, porque isso significaria que o futebol brasileiro estaria com um problema grave.

    Quanto à vitória do Flamengo, ele pegou um Cruzeiro apático (como esteve durante todo o campeonato), praticamente de férias, já que tinha dispensado desse jogo praticamente 20 jogadores, inclusive seu melhor zagueiro, Edu Dracena.

    Quanto ao jogo Santos e Vasco, o time carioca estava sem Pet, mas isso não impediu que o Vasco jogasse sério, sem entregar o jogo. O Santos venceu por méritos.

    Parabéns ao Santos, o melhor time deste ano, com um elenco espetacular. Parabéns ao Leão e ao Luxemburgo por terem montado esse excelente time. Parabéns também ao Atlético, que mesmo tendo tido vários tropeços nessa reta final (Grêmio, Vasco e Bota), jogou um futebol bonito e mostrou que o Levir continua a ser um dos melhores técnicos do Brasil, como ele já mostrou no Cruzeiro, no São Paulo e no Botafogo.

    E eu adoro o pontos corridos!!! É o mais justo e tem emoção do início ao fim. Eu sempre gostei desse formato nos campeonatos europeus (mesmo essa temporada já estando se definindo na maioria dos campeonatos) e estou muito feliz que o Brasil está, pela primeira vez, mantendo sua fórmula de disputa.

    Agora eu torço para que o São Caetano recupere seus pontos, para que a justiça das quatro linhas seja reestabelecida. Se teve alguma coisa que atrapalhou esse campeonato foi o STJD.
     
  14. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Eu concordo que dentro do Brasil o Luxa é o melhor de todos os tempos. Aqui dentro ele possui todos os titulos mais importantes que alguém poderia desejar no curriculo.

    mas em competições internacionais ele ainda não conseguiu nada e mais uma vez ele trocará uma equipe forte com boas condições de ganhar uma Libertadores e fazer história, pelos altos dólares da máfia que patrocina o Corinthians. Sei que alguns vão dizer que ele tem esse direito, mas pra quem já tá tanto tempo ganhando muitos títulos e dinheiro no Brasil, seu curriculo de vencedor só será completo quando ganhar um título internacional.
    l
     

Compartilhar