1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

[L] [Lord Hugo] [Fantasma na Máquina]

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por Lord Hugo, 18 Fev 2004.

  1. Lord Hugo

    Lord Hugo Usuário

    [Lord Hugo] [Fantasma na Máquina]

    Mais um mini-conto feito para a OLA.


    Fantasma na Máquina

    Um mundo morto. Sem nenhum traço de vida. Antes o berço de uma espantosa civilização, agora, nada mais do que o seu túmulo.

    Ruínas se erguem majestosas em vários pontos do planeta, conservando, ainda, um pouco do esplendor de outros dias. É sob o solo de uma dessas ruínas que o último fantasma de uma raça extinta se esconde. Seus braços atingem todo o globo. Mas é em uma imensa galeria no subsolo de uma das ruínas que se encontra sua essência. Não seria possível vê-lo, pois ele se esconde entre a programação de um gigantesco computador. Uma máquina maravilhosa que foi sua última criação e que ele espera seja sua única salvação.

    Os sensores da máquina indicam que sua função primária pode ser ativada e, com sua ativação, a recriação de toda a vida teve início. Durante muito tempo o processo continuou com a abertura sistemática dos bancos genéticos e criogênicos. E por todo o planeta, onde os braços do fantasma conseguiam alcançar, a vida tomou, novamente, forma.

    Todas as espécies tiveram uma segunda chance. Todas menos uma. Um certo primata que, nos dias antigos, dominava o planeta e criou uma espantosa civilização. Mas esse primata perdeu o paraíso e destruiu sua morada. E na tentativa de reparar os seus erros criou essa máquina onde o último fantasma se esconde. Fantasma esse, que é o ultimo representante de uma espécie extinta. Extinta, porém muito mais próxima de Deus.
     

Compartilhar