1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Fazendo Meu Filme 2: Fani na Terra da Rainha (Paula Pimenta)

Tópico em 'Literatura Brasileira' iniciado por Meia Palavra, 18 Jan 2011.

  1. Meia Palavra

    Meia Palavra Usuário

    *Atenção, esta resenha pode conter spoilers referentes ao primeiro livro da série (Fazendo Meu Filme 1), leia por sua própria conta e risco. Já leu a resenha do primeiro livro? Você poder ler o que eu achei aqui.

    "[...]Desde a noite anterior, no avião, eu não tinha mais chorado, mas foi só ouvir o “alô” da minha mãe que tudo foi (literalmente) por água abaixo. Eu nem conseguia responder. No lugar, só saíram lágrimas e mais lágrimas."

    Em Fazendo Meu Filme 1 nos despedimos de Fani no aeroporto com direito à revelações, muita choradeira e beijo de cinema. Fani agora será a única responsável por escrever a sua história do outro lado do Atlântico, na terra da rainha, longe de casa, dos amigos, do seu primeiro amor por um ano… Se há algo que odeio mais do que despedida é saudade, vontade de estar perto de quem se gosta e estar separada delas por vários quilômetros. Quando fui morar sozinha em outra cidade teve choradeira e depois que eu já estava em Brasília teve muita saudade e choros no telefone, então comecei a ler FMF2 já entendendo perfeitamente qual o sentimento que a Fani estava sentindo e com um aperto na garganta por ela. Ainda mais porque a garota tem um agravante, quando finalmente descobre o amor o destino coloca meio mundo entre eles. Como lidar com a saudade? Como vencer a tristeza dos primeiros dias na Inglaterra e aproveitar a oportunidade única que ela está tendo? Fani só vê uma solução, seguir a risca o “longe dos olhos, longe do coração”, a garota evita o Leo, não lê seus e-mails, impede-se de pensar nele e com isso vai levando a tristeza, mas e o Leo no Brasil? O garoto está se sentindo rejeitado e com razão, nem uma resposta? Assim Dona Estefânia não há amor que aguente!

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     

Compartilhar