1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Charles Dickens

Tópico em 'Autores Estrangeiros' iniciado por Anica, 25 Set 2009.

  1. Anica

    Anica Usuário

    Da
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    :

    [align=justify]Charles John Huffam Dickens, FRSA (Portsmouth, 7 de Fevereiro de 1812 — 9 de Junho de 1870), que também adoptou o pseudónimo Boz no início da sua actividade literária, não foi o mais popular dos romancistas ingleses da era vitoriana. A fama dos seus romances e contos, tanto durante a sua vida como depois, até aos dias de hoje, só aumentou. Apesar de os seus romances não serem considerados, pelos parâmetros actuais, muito realistas, Dickens contribuiu em grande parte para a introdução da crítica social na literatura de ficção inglesa.

    Entre os seus maiores clássicos podemos destacar "Copperfield"e "Oliver Twist"

    Dickens nasceu em uma sexta-feira na cidade de Moure ( condado de Hampshire, Inglaterra), filho de John Dickens, funcionário perdulário da Armada, e de sua esposa Elizabeth Barrow. Quando fez cinco anos, a família mudou-se para Chatham, no condado de Kent.

    Descrever-se-ia a si mesmo, mais tarde, como uma criança não particularmente muito mimada. Ensinado por sua mãe, passava muito do seu tempo a ler infindavélmente – e, com especial devoção as novelas picarescas de Tobias Smollett e Henry Fielding. Entre os livros da sua infância encontravam-se também obras de Daniel Defoe, Goldsmith, bem como o "Dom Quixote", "Gil Blas" e "As Mil e uma noites". A sua memória fotográfica serviria, mais tarde, para conceber as suas personagens e enredos ficcionais, baseando-se muito nas pessoas e acontecimentos que foram marcando a sua vida.

    A sua família era remediada em termos económicos, o que lhe permitiu frequentar uma escola particular durante três anos. A situação piorou, contudo, quando o seu pai foi preso por dívidas, depois de gastar os recursos da família no afã de manter uma posição social periclitante. Com dez anos de idade, a família mudou-se para o bairro popular de Camden Town em Londres, onde ocupavam quartos baratos e, para fazer face aos gastos, empenharam os talheres de prata e venderam a biblioteca familiar que tinha feito as delícias do jovem rapaz. Com doze anos, Dickens já tinha a idade considerada necessária para trabalhar na empresa Warren’s onde se produzia graxa para os sapatos com betume, junto à actual Estação ferroviária de Charing Cross. O seu trabalho consistia em colar rótulos nos frascos de graxa, ganhando, por isso, seis xelins por semana. Com o dinheiro, sustentava a família, encarcerada na prisão para devedores, em [moure] onde ia dormir.

    Alguns anos depois, a situação financeira da família melhorou consideravelmente, graças a uma herança recebida pelo seu pai. A sua família deixou a prisão, mas a mãe não o retirou logo da fábrica, que pertencia a um amigo. Dickens jamais perdoaria a mãe por essa injustiça. O tema das más condições de trabalho da classe operária inglesa tornar-se-iam, mais tarde, um dos mais recorrentes da sua obra.[/align]

    Quais suas obras favoritas desse autor? O que você recomendaria para alguém que está começando a ler os livros de Dickens?
     
  2. imported_Rafaela

    imported_Rafaela Usuário

    Sempre falo que vou ler algo dele, pq sempre ouço falarem maravilhas desse autor, acabo nunca pegando nada. Mas um que quero ler muito é Cântico de Natal.
     
  3. Clara

    Clara O^O Usuário Premium

    Inspirou inclusive a criação do Tio Patinhas, que no original norte-americano se chama Scrooge, como o personagem de Dickens. :sim:

    Nossa, "Os Patins de Prata" é um livro que marcou minha infância! Lembro de ter chorado aos litros quando o li! Lembro até do nome dos dois holandeses pobrezinhos: Hans e Gretel.

    Do Dickens eu gosto de "Oliver Twist" e "Um Conto de Duas Cidades", mas meu favorito é "Grandes Esperanças" que tem uma história maravilhosa, com reviravoltas e partes muito tocantes e mesmo engraçadas.
    E o que mais amo em Dickens é a maneira que ele descreve os personagens, dá pra vê-los na sua frente de tão bem descritos que são.
     
  4. Anica

    Anica Usuário

    Eu tive que dar uma aula sobre Oliver Twist dia desses (quer dizer, não era sobre, mas com o Oliver Twist como base para a discussão), uma coisa que me chamou a atenção é que ninguém tinha lido (ou sequer conhecia Dickens) e quando expliquei o plot, ninguém se surpreendeu com a ideia de crianças sendo treinadas para roubar. :think:
     
  5. Lucas_Deschain

    Lucas_Deschain Biblionauta

    Qual é o livro mais clássico, digamos assim, de Dickens: David Copperfield ou Grandes Esperanças? É que dele só li o famosíssimo Conto de Natal (não sei se é esse exatamente o título) e agora vi que vai sair o Grandes Esperanças em uma coleção da Abril e queria saber. Outra coisa que faz-me interessar por ele é que a Agatha Christie, autora que gosto muito, era muito fã dos livros dele.
    E aí, alguém sabe me dizer?
     
  6. .Penny Lane.

    .Penny Lane. Usuário

    Eu sempre quis ler Grandes Esperanças. Tô só esperando sair pela abril que vou comprar.

    Não sei dizer qual dos livros é mais clássico, mas já ouvi falar muito bem do GE, por isso ele vem primeiro na minha lista de leitura. Além disso o post da Clara me animou mais ainda, e lembro de ter visto o livro em alguma lista dela de preferidos aqui no meia =P. Também nunca li Dickens. :/
     
  7. Lucas_Deschain

    Lucas_Deschain Biblionauta

    O David Copperfield é um calhamaço. Cheguei a começar uma vez, mas não sei porque (não sei mesmo, costumo ser extremamente teimoso e perfeccionista quanto a não deixar livros inacabados) larguei a leitura. Acho que já é hora de iniciá-lo novamente, dessa vez, para finaliza-lo.
     
  8. Brianstorm

    Brianstorm Usuário

    Eu comecei Pickwick uma vez mas não gostei muito. Mas quero tentar GE ou DC, as sinopses me atraíram mais.
     
  9. -Arnie-

    -Arnie- Usuário

    Grandes Esperanças é o grande clássico de Dickens. Mas ele é daquele tipo de escritor que, bem como Jane Austen, praticamente só escreveu clássicos. Eu tenho aqui Um conto de Duas Cidades, romance histórico sobre a revolução francesa, mas nunca li. Mas esse ano eu tenho que ler algo de Dickens!
     
  10. Lucas_Deschain

    Lucas_Deschain Biblionauta

    -Arnie-, Um Conto de Duas Cidades é um romance ou coletânea de contos? Fiquei com vontade de ler esse depois que vi um episódio de Lost com esse título.
     
  11. -Arnie-

    -Arnie- Usuário

    Apesar do nome, é um romance. Por sinal, é o romance
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    ; em vendas geral só fica atrás dos livros comunistas da China e dos religiosos, como a Bíblia e o Alcorão, e ficando acima do Livro de Mórmon e de O Senhor dos Anéis.
     
  12. Lucas_Deschain

    Lucas_Deschain Biblionauta

    Caraca, isso é alguma coisa, não? Já vi ele sendo citado por um professor meu em algum momento, talvez fora de sala de aula, durante o período em que estudamos Revolução Francesa. Que legal, até pouco tempo atrás o que sabia de Dickens eram os títulos de seus livros e que era ídolo da Agatha Christie, hehehe. Uma melhoria considerável!
     
  13. .Penny Lane.

    .Penny Lane. Usuário

    Encomendei um livro com histórias do Dickens em inglês, pra ver se começo a ler nessa lingua... tem Oliver Twist, Great Expectations e mais duas outras histórias... espero que eu consiga acompanhar a leitura! Me falaram que Oliver Twist não é difícil de ler...
    Tô doida pra chegar, ainda não li nada do autor =(
     
  14. Anica

    Anica Usuário

    Trilian, espero que tenha A Christmas Carol nessa sua edição. É uma ótima começar por ele, aproveitando o clima de natal hehe. Além do mais, essa história já ganhou tantas versões que a familiaridade com o enredo vai ajudar com a leitura na segunda língua :sim:
     
  15. .Penny Lane.

    .Penny Lane. Usuário

    Meu livro veio ruim, tava meio rasgado e acabado =/
    e eu tinha encomendado justamente porque o da loja física também tava meio acabado... aí nem peguei esse também. e não tinha mais na loja. =(
    Valeu Anica, vou procurar esse separadamente por outros meios, rs. Ainda não desisti de ler Dickens.
     
  16. Clara

    Clara O^O Usuário Premium

    Você não gosta dos pockets da Penguin, Trillian? São aqueles gordinhos, em papel jornal.

    Na
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    "Great Expectations" por R$ 4,70.

    :sim:
     
  17. .Penny Lane.

    .Penny Lane. Usuário

    Eu tinha comprado mais pelas outras histórias também, porque "grandes esperanças" eu vou comprar da abril e acho que vou acabar ficando com preguiça e lendo em português, rs.
    acho que vou ler essa edição aí em inglês e ficar com a edição em português por perto pra qualquer dúvida então :sim:
     
  18. Bel

    Bel Moderador Usuário Premium

    Tenho vontade de ler Dickens, mas não sei por onde começar. O que vcs recomendam?
     
  19. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    acabei d ver a série da bbc one do great expectations e já decidi qual livro será o meu 1º do dickens.

     
  20. Spartaco

    Spartaco James West

    Eu recomendaria As Aventuras do Sr. Pickwik. O livro narra as aventuras de um grupo de estudo do Clube Pickwick, composto pelo líder Sr. Pickwick e seus três pupilos: O Sr. Tupman, o Sr. Snograss e o Sr. Winkle, que têm como função viajar por toda a Inglaterra, com o intuito de observar descobertas científicas e analisar as diversas variedades do comportamento humano.

    Ademais, a obra apresenta uma extensa variedade de críticas à sociedade inglesa vitoriana, sempre permeada de um teor crítico, mas com refinada ironia e senso de humor, que são características do grande escritor Chharles Dickens.
     

Compartilhar