1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

VESTIBULAR

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Buky, 7 Mar 2010.

  1. Buky

    Buky Usuário

    Bem, a finalidade do tópico é bem clara, trocar informações relacionadas com o vestibular.

    Sugestão de Faculdade, dicas de estudo, leituras extras, sites, etc...
     
  2. Liv

    Liv Visitante

    Eu sei um ponto fraco. Você pega vermes (é, tipo tênia, tá ligado?) na mão. Meu professor explicou que dá pra diferenciar os tipos de vermes pela "textura" e que às vezes (quando você trabalha com animais numa fazenda, por exemplo) é a única maneira de saber quem é quem.

    Ah, já ia esquecendo... quem quiser de umas dicas sobre pedagogia huhuh!
     
  3. Petra

    Petra Usuário

    Ew, apesar de eu amar laboratório eu teria muito nojo dessa coisas. HHAHAH
    Não conheço nenhum ponto fraco nem forte, minha mãe trabalha em laboratório de biologia e ela aaaama ficar entre vermes e afins, mas ela não toca só vê no microscópio haha.

    Quero fazer Engenharia de Petróleo *_* alguém aqui faz? Acho que não né? Final do ano que vem presto vestibular pra UFRJ, já estou tensa desde agora.
     
  4. Liv

    Liv Visitante

    Engenharia de Petróleo? Nem conhecia, haha! Mas com toda essa moda do pré-sal você vai ter muito campo de trabalho! Boa sorte o/
     
  5. Alisson P.

    Alisson P. Usuário

    Estou cursando o 3º ano agora, e a tensão pré-vestibular é enorme. Tô vivendo numa rotina corrida escola-cursinho-casa, estudando muito, mas ainda um pouco desnorteado. Não sei que curso escolher.

    Ao contrário da maioria das pessoas, não tenho um área/disciplina com a qual tenha maior afinidade. Gosto das humanas tanto quanto gosto das exatas e de biologia. Assim fica muito difícil me decidir por algo. :(
     
  6. Liv

    Liv Visitante

    NÃÃÃÃÃOOOO!

    Amor meu, eu trabalho com seis urologistas (sou recepcionista) e posso dizer que a medicina é a profissão mais chata do mundo! Você tem bem certeza que gostaria que várias pessoas te ligassem a todo momento reclamando que os remédios não fazem efeito (sendo que elas não fazem o tratamento direito), querendo cortesias para parentes, pedindo requisições de exames a cada 10 minutos...

    (...) plantões nos fins de semana, ganhar 200 reais em cirurgias de cinco horas por que os malditos convênios não pagam mais do que isso...

    Tem certeza? MESMO?
     
  7. Alisson P.

    Alisson P. Usuário

    Já fiz alguns sim, mas os resultados não me agradaram muito. A maioria tende para Política ou Sociologia, e eu não me vejo trabalhando com isso. ¬¬
     
  8. Liv

    Liv Visitante

    Vai no chutômetro, Alisson. Eu decidi pela pedagogia no CURSINHO! (aos 45 do segundo tempo). Não me arrependo!
     
  9. Breno C.

    Breno C. Usuário

    Po, essa parada não é só um tecnologo?

    Faça algo que de dinheiro, porque o que vai te animar no dia a dia são as outras coisas. E falo isso porque é a minha atual situação.


    Bom... dou a maior força para o pessoal que precisar de ajuda ou quiser entender melhor as áreas tecnologicas.
     
  10. raquel.

    raquel. Usuário

    Olha, eu estou no terceiro ano de ciências sociais, que é basicamente antropologia + sociologia + política. Na época em que prestei vestibular fiquei em dúvida entre Sociais, História e Filosofia (numa área bem específica, diferente de você). Não que eu odeie C.S., eu até gosto, mas é uma sensação muito ruim... Desculpa o termo, mas parece que tudo é "masturbação intelectual". O nosso objeto é abstrato demais e mesmo a noção do social tem várias contradições (não quero dizer que isso seja ruim, mas ao mesmo tempo tenho a sensação de que não sei nada, só um monte de "ses"). É isso, o que eu sei fazer?
    Mesmo o mercado não é lá muito receptivo conosco, mas eu entrei sabendo disso...
     
  11. kika_FIL

    kika_FIL Usuário

    Assim, vou dar um conselho que meu pai me deu (e eu não segui)...

    Tá com MUITA dúvida do que fazer? faz administração. Eu fiz Direito (que indico), mas minha paixão MESMO é Comércio Internacional. (nisso eu posso dar dicas...)
     
  12. Petra

    Petra Usuário

    Não, não.. Tecnologo seria o curso de Petróleo e gás? Que é um curso que dependendo do lugar onde você cursar pode durar de 12 meses à 36 meses.


    Eu faço curso técnico de química (com o ensino médio) e admito que quando entrei, eu entrei arriscando porque apesar de gostar da matéria eu não sabia se queria meesmo isso, até que eu comecei a amar, mas eu também queria fazer história! HAHAHAH
    Queria muito ser historiadora, mas gosto mais da parte de exatas, sou apaixonada por matemática, química... e suporto física.
    Acho que depois que fomar em Engenharia faço história como hobby... e depois letras, e depois comércio internacional... É, gostaria de fazer muitas coisas, até jornalismo eu queria =(
     
  13. kika_FIL

    kika_FIL Usuário

    Faça História e Filosofia da matemática... tem MUITO campo...
     
  14. Feynman

    Feynman Usuário

    Também passei pelo dilema exatas x humanas. Acabei optando pelo mais lucrativo (exatas). Porém tenho como projeto pessoal fazer história ou filosofia, apenas como hobby.
     
  15. Feynman

    Feynman Usuário

    Pois é!...Sempre me questionam a respeito dessa minha vontade xd... porém acho perfeitamente possível após os cinco anos de engenharia mais uma pausa de alguns anos, encarar outro curso.
     
  16. Aqui em Maceió, até o ano passado era vigente um sistema meio diferenciado de vestibular pra federal (minha única pretensão de ensino superior por aqui). Era mais ou menos assim: em cada ano do ensino médio tu fazia uma prova com os assuntos referentes a esse ano, no final do terceiro ano tu tinha uma média, a partir dela podia optar por qual curso quisesse. Tem tbm o sistema convencional, mas é bem mais cômodo pra quem está cursando o ensino médio fazer essa prova seriada.

    Pois bem, pela minha média, poderia escolher qualquer curso. Só que sempre fui um lixo em exatas, não me identificava muito com biológicas, só me restava humanas. Como não tinha grandes ambições de sair do estado, acabei optando pela mais rentável: direito. To no terceiro ano, até gosto, mas acho que seria mais feliz em jornalismo ou quem sabe me masturbando intelectualmente (como a CaRaquel) em ciências sociais.
     
  17. Anne

    Anne Visitante

    Jornalismo.

    É isso que eu vou tentar no final desse ano, na UFSM e na UFRGS. (Sem escola particular, sem cursinho, vamos ver no que vai dar!) Queria passar na última, mas é bem mais complicada. A maioria aponta isso como um infortúnio, dizem que é mal pago. Mas eu sou teimosa...

    Eu tenho um grave problema, gosto de praticamente tudo. Mas quando ouvi "Jornalismo" eu senti um comichão e depois de pensar, repensar e pensar de novo, me decidi.

    Agora, é tudo ou nada. Estou longe demais das capitais...
     
  18. Gigio

    Gigio Usuário

    Pessoal, vou dizer para vocês uma coisa óbvia, que não vai ajudar muito, mas que é melhor do que esses discursos ensaiados de pais e professores: tudo o que falam sobre as carreiras é verdade. Existem pessoas que se formam em cursos menos badalados, como os de humanas, e depois não conseguem um emprego satisfatório na área? Sim! Realmente não existem muitas vagas para filósofos e historiadores, por exemplo, que não sejam as de professores da rede de ensino. Existem pessoas que se formam em cursos mais badalados, como os de medicina, direito e engenharia, e depois se sentem frustrados e depressivos? Sim! Conheço muitas pessoas que se arrependem, mesmo tendo um bom emprego hoje. Então como escolher? Não sei, não existe mesmo uma fórmula. Prefiro sugerir o seguinte: se depois de um tempo de curso vocês não estiverem satisfeitos, passem para outro, sem remorsos.

    Bem, mas eu mesmo não sou muito bom exemplo... Sempre quis fazer história. Prestei engenharia mecânica. Depois de 6 meses passei para engenharia elétrica. Concluí. Nunca exerci. Agora faço filosofia acho que por hobby mesmo, já que tenho mais bombas que aprovações... :lol:

    E uma dica de estudo, que vale para qualquer tipo de prova, incluindo o vestibular: façam exercícios. Como diz um daqueles lemas toscos (mas eficientes) de engenheiros: a teoria se aprende na prática.

    Engenharia de petróleo era uma das modalidades do curso de engenharia mecânica, lá onde eu cursava. É uma área mista, que era procurada por engenheiros de todo os tipos, especialmente mecânicos, geólogos, etc.

    Dá uma olhada nas matérias que eles fazem, Petra:

    http://www.dep.fem.unicamp.br/index.php?p=mod_petro
     
  19. Liv

    Liv Visitante

    UFSC? Cuidado com as malditas pegadinhas. Eles adoram! Também tome cuidado com as malditas questões abertas (são três dias de vestibular e cada dia tem uma) que foram feitas só pra f*der com o que você estudou. Leia os livros e seja fera em português, se não tiver nota 5 eles nem corrigem a tua prova e daí, tchau e só no ano que vem.

    A propósito, se vier fazer ufsc me liga... te pago um café! :sim:
     
  20. Diego-

    Diego- Usuário

    Ahhh... para, não é bem assim também, né?
    Qualidade de vida não há muito, disso eu não duvido, mas para mais chata do mundo ainda falta bastante chão.

    Lonely, UFSC eu não farei, e nunca fiz, então não posso falar nada de lá.
    Tu vai prestar para qual curso agora no meio do ano na UEM? Se for Medicina prepara o espírito, são 16 vagas. A concorrência fica algo perto de 300 por vaga.

    A prova da UEM é muito bem elaborada, primeiro dia com 40 questões, pouca matemática, uma boa parte de física teórica. Porcentagem costuma aparecer sempre. Química não é muito díficil, mas eles são detalhistas, em biologia então... tem bastante questão tirada de rodapé do Amabis, não importa o que o mundo diz, se está no Amabis então está certo. Revolução Industrial costuma ser questão certa de história mas no último ano não caiu.

    No segundo dia, são duas redações, um resumo quase certeza e a segunda mais alternativa, algo como carta ou resposta instrucional, dificilmente será dissertação. Os temas não são muito simpáticos, o último foi "Excesso de sal na alimentação". Português não é díficil, mas passa longe de ser fácil, cai gramática então não menospreze a matéria. Literatura é bem feita, se leu os livros não tem muito mistério, mas também são minuciosos aqui.

    Então vem o terceiro dia, esse costuma ser um pouco doído, no meu caso com Química e Biologia, no último ano, despencou química orgânica. Aqui para tirar vantagem é complicado, o cara precisa ser um pouco ninja, tem de ter um domínio excelente de Amabis & Martho e do Feltre. Só na dedução, ou querendo ficar raciocinando com informação base não vai muito longe em biologia na UEM.

    Acho que é isso...
     

Compartilhar