1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Autor da Semana Robert Louis Stevenson

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 27 Dez 2011.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Robert Louis Stevenson​


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)



    Introdução


    Tido a princípio como ensaísta artificial e afetado, ou mero escritor de livros infantis, somente meio século após sua morte Stevenson passou a ser visto como autor vigoroso e original, que em seus ensaios e romances revela aguda percepção da alma humana.


    Biografia


    Nascido em Edimburgo em 13 de novembro de 1850, Robert Louis (originalmente, Lewis) Balfour Stevenson era filho de um próspero engenheiro civil. Seu pai desejava que ele seguisse sua profissão, porém a má saúde e a fraca disposição de seu filho significavam que teriam de decidir-se por uma carreira alternativa. Escolhendo o curso de Direito como um compromisso, Stevenson matriculou-se na Universidade de Edimburgo, porém sua crescente desilusão com a respeitabilidade presbiteriana da classe de seus pais conduziu a freqüentes discussões e ele distanciou-se da família, preferindo em vez disso levar uma vida boêmia. Sua fascinação pela vida do baixo mundo da cidade e pelos caracteres bizarros que nela encontrava forneceu um rico material para suas histórias posteriores. Em 1875, quando Stevenson completou seus estudos de Direito, já estava determinado a tornar-se um escritor profissional.

    Quando ainda se encontrava no princípio da casa dos vinte anos, ele começou a sofrer de severos problemas respiratórios, que o clima escocês não fez nada para melhorar. Na tentativa de aliviar seus sintomas, ele passou grande parte de sua vida viajando para climas mais quentes; e foi enquanto vivia na França, em 1876, que conheceu sua futura esposa, Mrs. Fanny Osbourne, uma mulher dez anos mais velha do que ele. Em 1879, ele a seguiu até a Califórnia, viajando em um navio de imigrantes, e depois ambos se casaram, assim que o divórcio dela foi oficializado. As primeiras obras publicadas de Stevenson, Uma Viagem pelo interior (1878) e Viagens com um burro nas Cervennes (1879), baseadas em suas próprias aventuras, foram seguidas por um fluxo constante de artigos e ensaios.

    Em 1881 fixou residência na Escócia e posteriormente em Bournemouth, na Inglaterra, onde pôde se dedicar inteiramente à literatura. Ainda em 1881 Stevenson publicou Virginibus puerisque (Às donzelas e aos garotos), todavia, foi somente em 1883 que apareceu sua primeira obra de ficção extensa, A ilha do tesouro. Uma fase grave de doença, seguida por um período de descanso em Bournemouth, colocou Stevenson em contato com Henry James e os dois ficaram grandes amigos. O reconhecimento que Stevenson recebeu após a publicação de A ilha do tesouro cresceu com a publicação de O estranho caso do Dr. Jekyll e Mr. Hyde (O médico e o monstro) e Raptado, em 1886.

    Em agosto de 1887, ainda com o objetivo de tratar da saúde, foi para Nova York, onde encontrou boa recepção do público. Vários editores interessaram-se pela publicação de suas obras e chegaram a oferecer-lhe contratos lucrativos. Nessa época, escreveu The Master of Ballantrae (1889; O senhor de Ballantrae), outra obra em que trata da ambigüidade moral, num relato impactante prejudicado pelo desfecho artificial.

    Em 1888, ele levou sua família para os Mares do Sul, novamente em busca de um clima que melhor se coadunasse com suas condições de saúde. Nesses lugares exóticos, esforçou-se por compreender a vida dos nativos, e como resultado escreveu In the South Seas (1896; Nos mares do sul) e A Footnote to History (1892; Nota de rodapé da história). Decidiu então fixar-se em Vailima, Samoa Ocidental, onde durante o resto da vida contou com a simpatia e a admiração dos nativos.

    Seus últimos romances reproduzem, com notável lucidez, a frustração do homem diante do contraste entre o desejo e a realidade. A esse período pertence também a coletânea de poesias Ballads (1890; Baladas). Stevenson morreu em Vailima, Samoa, em 3 de dezembro de 1894 enquanto trabalhava em sua obra-prima inacabada, Weir of Hermiston, em 1894.



    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Selo da Samoa Ocidental em sua homenagem


    Características


    A criação calvinista de Stevenson e sua constante luta contra a má saúde conduziram à sua preocupação com a morte e o lado mais escuro da natureza humana, como é revelado em seu trabalho. A despeito da afirmação de Stevenson de que
    ele havia, no final de sua vida, dominado uma enorme variedade de tipos de ficção, desde os contos de aventuras históricas e romances de espadachins até as histórias de horror em estilo gótico.

    Em todas as obras de ficção, Stevenson manteve o gosto pela aventura e pelo fantástico, a que se mistura uma notável capacidade de análise psicológica dos personagens.


    Citações


    “Enquanto se tenha ao menos um amigo, ninguém é inútil.”

    “Somos todos viajantes pelas agruras do mundo, e o melhor que podemos achar em nossas viagens é um amigo honesto.”

    "A política talvez seja a única profissão para a qual não se julga necessária uma preparação."

    "Guarde seus medos para você mesmo, mas partilhe sua inspiração com todos."

    "O homem de sucesso é o que viveu bem, riu muitas vezes e amou bastante; que conquistou o respeito dos homens inteligentes e o amor das crianças; que galgou uma posição respeitada e cumpriu suas tarefas; que deixou este mundo melhor do que encontrou, ao contribuir com uma flor mais bonita, um poema perfeito ou uma alma resgatada; que jamais deixou de apreciar a beleza do mundo ou falhou em expressá-la; que buscou o melhor nos outros e deu o melhor de si."

    "A felicidade não é ausência de problemas, mas a capacidade de lidar com eles. Não há dever que tanto descuidemos como o de sermos felizes."


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Museu Robert Louis Stevenson (Vailima, Apia, Upolu, Ilhas Samoa)


    Bibliografia


    Romances


    § The Hair Trunk or The Ideal Commonwealth (1877) Não terminado e não publicado
    § A Ilha do Tesouro (Treasure Island)(1883) Seu maior sucesso, um conto de piratas, tesouros enterrados e aventura, teve muitas adaptações cinematográficas.
    § Prince Otto (1885) Terceira narrativa longa de Stevenson, um romance com ação que se passa no estado imaginário da Alemanha, Grünewald.
    § O Médico e o Monstro (Strange Case of Dr Jekyll and Mr Hyde) (1886), uma novela sobre uma dupla personalidade, muito explorado em peças e filmes, também influente no crescimento do entendimento da mente subconsciente através de seu tratamento por um médico inteligente que se transforma num monstro psicopata depois de ingerir uma droga na intenção de separar o bom do mal de uma mesma personalidade.
    § Raptado (Kidnapped) (1886) é um romace histórico que conta a história de David Balfour e a busca de sua herança e sua aliança com Alan Breck nas intrigas de uma Escócia Jacobita.
    § The Black Arrow: A Tale of the Two Roses (1888) Um romance de aventura histórica durante a Guerra das Rosas.
    § The Master of Ballantrae (1889), um conto de vingança, se passa na Escócia, América e Índia.
    § The Wrong Box (1889); co-escrito com Lloyd Osbourne. Filmado em 1966.
    § The Wrecker (1892); co-escrito com Lloyd Osbourne.
    § Catriona (1893), também conhecido como David Balfour, é uma sequência para Raptado, contando aventuras posteriores de Balfour.
    § The Ebb-Tide (1894); co-escrito com Lloyd Osbourne.
    § Weir of Hermiston (1896). Não terminado na época da morte dele, considera-se que prometia grande crescimento artistico.
    § St. Ives: being the Adventures of a French Prisoner in England (1897). Não-terminado na época da sua morte, foi completado por Arthur Quiller-Couch.


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Robert Louis Stevenson Memorial - Portsmouth Square, San Francisco



    Coleções de contos


    § New Arabian Nights (1882)
    § More New Arabian Nights: The Dynamiter (1885); co-escrita com Fanny Van De Grift Stevenson
    § The Merry Men and Other Tales and Fables (1887); contém 6 histórias.
    § Island Nights' Entertainments (também conhecida como Contos dos Mares do Sul) (1893) contém três história mais longas.
    § Fables (1896) contém 20 histórias: The persons of the tale, The sinking ship, The two matches, The sick man and the fireman, The devil and the innkeeper, The penitent, The yellow paint, The house of Eld, The four reformers, The man and his friend, The reader, The citizen and the traveller, The distinguished stranger, The carthorse and the saddlehorse,The tadpole and the frog, something in it, Faith, half faith and no faith at all, The touchstone, The poor thing, The song of the morrow.


    Contos
    (exceto quando indicado, os contos não fazem parte de nenhuma coleção)


    § A Lodging for the Night (Coleção New Arabian Nights,1877), primeira ficção publicada dele, aos 27 anos
    § The Sire De Malétroits Door (Coleção New Arabian Nights,1877)
    § An Old Song (1877)
    § Edifying Letters of the Rutherford Family (1877)
    § Later-day Arabian Nights (Coleção New Arabian Nights,1878)
    § Providence and the Guitar (Coleção New Arabian Nights,1878)
    § The Story of a Lie (1979)
    § The Pavilion on the Links (Coleção New Arabian Nights,1880), contada em 9 mini-capítulos. Conan Doyle em 1890 a chamou de primeiro conto inglês.
    § The Merry Men (Coleção The Merry Men and Other Tales and Fables, 1882)
    § The Body Snatcher (1884), primeiro publicada na edição d Natal de 1884 da Pall Mall Gazette.
    § Markheim (The Merry Men and Other Tales and Fables, 1885)
    § O Médico e o Monstro (á às vezes referido como conto ou novela, 1886)
    § Will O' the Mill (The Merry Men and Other Tales and Fables, 1887)
    § Thrawn Janet (The Merry Men and Other Tales and Fables, 1887)
    § Olalla (The Merry Men and Other Tales and Fables, 1887)
    § The Treasure of Franchard (The Merry Men and Other Tales and Fables, 1887)
    § The Misadventures of John Nicholson: A Christmas Story (1887)
    § The Bottle Imp (Island Nights' Entertainments,1891)
    § The Beach of Falesá (Island Nights' Entertainments,1892), primeiramente publicado no The Illustrated London News em 1892
    § The Isle of Voices (Island Nights' Entertainments,1893)


    Outros trabalhos


    § "Béranger, Pierre Jean de", artigo para a Nona Edição da Encyclopædia Britannica (1875–89)
    § Edinburgh: Picturesque Notes (1879)
    § Virginibus Puerisque, and Other Papers (1881), contém os ensaios Virginibus Puerisque i (1876); Virginibus Puerisque ii (1881); Virginibus Puerisque iii: On Falling in Love (1877); Virginibus Puerisque iv: The Truth of Intercourse (1879); Crabbed Age and Youth (1878); An Apology for Idlers (1877); Ordered South (1874); Aes Triplex (1878); El Dorado (1878); The English Admirals(1878); Some Portraits by Raeburn (previously unpublished); Child’s Play (1878); Walking Tours (1876); Pan’s Pipes (1878); A Plea for Gas Lamps (1878).
    § Familiar Studies of Men and Books (1882) contém Preface, by Way of Criticism (não publicado previamente); Victor Hugo’s Romances (1874); Some Aspects of Robert Burns (1879); The Gospel According to Walt Whitman (1878); Henry David Thoreau: His Character and Opinions (1880); Yoshida-Torajiro (1880); François Villon, Student, Poet, Housebreaker (1877); Charles of Orleans(1876); Samuel Pepys (1881); John Knox and his Relations to Women (1875).
    § Memories and Portraits (1887), uma coleção de ensaios.
    § Aes Triplex (1887)
    § Father Damien: an Open Letter to the Rev. Dr. Hyde of Honolulu (1890)
    § Vailima Letters (1895)
    § The New Lighthouse on the Dhu Heartach Rock, Argyllshire (1995). Baseado no manuscrito de 1872 editado por R. G. Swearingen. California. Silverado Museum.
    § Sophia Scarlet (2008). Baseado no manuscrito de 1892 editado por Robert Hoskins. AUT Media (AUT University).


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Stevenson Memorial em St. Giles


    Poesia


    § A Child's Garden of Verses (1885), escito oara crianças, mas também popular com seus pais. Inclui "My Shadow" e "The Lamplighter". Frequentemente pensado representar uma visão positiva da sua infância doente.
    § Underwoods (1887), uma coleção de poesias escritas tanto em inglês quanto em escocês.
    § Ticonderoga: A Legend of the West Highlands (1887). Baseado numa famosa história de fantasma escocês.
    § Ballads (1891)
    § Songs of Travel and Other Verses (1896)


    Escritos de Viagem


    § An Inland Voyage (1878), viagens com um amigo numa canoa "Rob Roy" de Antuérpia (Bélgica) até Pontoise, norte de Paris.
    § Travels with a Donkey in the Cévennes (1879), viagem solo de duas semanas (com Modestine como sua besta-de-carga) nas montanhas de Cévennes (centro-sul da França), um dos seus primeiros livros a apresentar o excursionismo e acampamento com atividades recreativas. Conta o uso dos primeiros sacos de dormir.
    § The Silverado Squatters (1883). Uma viagem de lua-se-mel não-convencional num campo de mineração abandonado em Napa Valley com sua nova esposa Fanny e o filho dela Lloyd. Ele previamente identifica a indústria de vinhos ida California como uma das que serão reconhecidas.
    § Across the Plains (escrito em 1879–80, publicada em 1892). Segunda parte de sua jornada por trem de Nova York até a Califórnia (aí se conecta com The Silverado Squatters). Também inclui outros ensaios de viagem.
    § The Amateur Emigrant (escrito em 1879–80, publicado em 1895). Um relato da primeira parte de sua jornada para a California de barco da Europa até Nova York. Andrew Noble (From the Clyde to California: Robert Louis Stevenson’s Emigrant Journey, 1985) o considera como seu melhor trabalho.
    § The Old and New Pacific Capitals (1882). Um relato de sua estadia em Monterey, California de agosto até dezembro de 1879. Nunca publicado separadamente. Ver, por exemplo, James D. Hart, ed., From Scotland to Silverado, 1966.
    § Essays of Travel (London: Chatto & Windus, 1905)


    Literatura Insular


    Embora não muito conhecida, sua ficção e não-ficção insular estão entre as mais valiosas e colecionadas dos trabalhos que se passam no Pacífico do século XIX.


    Composições Musicais


    Stevenson foi um compositor amador que escreveu canções típicas da California dos anos de 1880, basicamente músicas de salão, mais para entretenimento do que sérias. Era tocador de
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    . Stevenson estudou harmonia e contraponto simples e conhecia tais técnicas básicas de instrumentos como transposição. Alguns títulos são: "Fanfare", "Tune for Flageolet", "Habanera" e "Quadrille". Robert Hughes em 1968 fez o arranjo de algumas canções de Stevenson para orquestra, e saiu em turnê pelo noroeste do Pacífico naquele ano.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Chirimías​


    Fontes

    §
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    §
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    §
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    §
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    Última edição: 28 Dez 2011
    • Ótimo Ótimo x 7
    • Gostei! Gostei! x 4
  2. Anna Cwen

    Anna Cwen Ourificada

    Nunca li nada dele, nem os mais conhecidos. Mas é impossível não conhecer Ilha do tesouro e Medico e o Monstro, as referências feitas a eles são tão frequentes!

    Vou colocar a Ilha do tesouro na minha lista de pendências, sempre quis ler e nunca parei para faze-lo. Na verdade essa lista de autores está sendo ótima para escolher livros :)
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  3. Liza

    Liza Usuário

    Amo Stevenson desde criança. Por causa de 'A Ilha do Tesouro' gosto de histórias sobre piratas até hoje.
     
  4. Excluído045

    Excluído045 Banned

    Eu gosto bastante de Stevenson por causa de Ilha do Tesouro, que me aproximou da leitura e acho um excelente livro de aventura. Lia repetidas vezes na infância, recomendo muitíssimo.
     
  5. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Aviso que não consegui achar a Bibliografia em português (não na quantidade que achei em inglês), então eu tive que traduzir do en.Wikipedia.org, se tiver alguma falha de tradução me avisem que eu altero no post.

    Me esqueci de postar isso antes.
     

Compartilhar