1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Meu Nome é número 4 (Ting-xing Ye)

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por nanamft, 27 Jul 2010.

  1. nanamft

    nanamft Usuário

    A um tempo atrás li, não me recordo da revista, a indicação deste livro. Me impressionei logo e fiquei louca para ler. E não me arrependi.

    Na China, onde as superstições são levadas a sério, o ideograma do número 4 é parecido com o da morte, e por esse motivo é temido e evitado. E parece que a vida de Ting-xing Ye realmente foi marcada por este número.

    “Uma história real da Revolução Cultural Chinesa - Comovente e eletrizante, livro conta a ascenção de Mao Tse Tung e as transformações políticas na China do século XX pelos olhos de uma jovem chinesa. Quando Ting-xing Ye nasceu, sua tia fez uma profecia baseada na numerologia chinesa: “Crianças de número 4 têm uma dificuldade difícil”. O destino da criança acabou se cumprindo. Com 14 anos, órfã de pai e mãe, a menina se viu obrigada a cuidar das quatro irmãs mais novas em meio aos ataques do Exército Vermelho à sua escola. Mais tarde, em meio a todas as mudanças causadas pela Revolução Cultural, Ting-xing foi enviada para um campo de trabalhos forçados, enfrentando a pobreza, a fome e muitas perdas afetivas.”

    Um livro autobiográfico e emocionante! Muito bom.
     

Compartilhar