1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Virada de mesa: Argentina muda fórmula de disputa

Tópico em 'Esportes' iniciado por Ecthelion, 26 Jul 2011.

  1. Ecthelion

    Ecthelion Mad

    [TABLE]
    [TR]
    [TD]Virada de mesa: Argentina muda fórmula de disputa[/TD]
    [TD][/TD]
    [/TR]
    [/TABLE]


    Postado em 25/7/2011 às 23:37 por
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Julio Grondona, presidente da AFA, sorri tranquilo

    Após reunião realizada nesta segunda-feira à noite na sede da Associação de Futebol Argentino (AFA), o porta-voz da entidade, Cherquis Balo, anunciou uma série de mudanças no formato do futebol argentino para a próxima temporada. O principal deles: todas as equipes da série B que não forem rebaixadas subirão para a série A.
    Ainda há vários detalhes a serem definidos em uma próxima reunião, a ser realizada em outubro. Mas está confirmado que a partir da temporada 2012/2013 o campeonato argentino da primeira divisão terá 36 ou 38 equipes, incluindo todas as que disputarão a A na atual temporada e todas as da B que não forem rebaixadas para a 3a divisao.
    A fórmula de disputa também é incerta. Muitos apostam numa divisão em cinco grupos, tendo como cabeças de chave os cinco grandes. Os melhores em cada grupo disputariam uma fase final na luta pelo título, enquanto os piores disputariam uma repescagem para escapar do rebaixamento. Seria necessário ainda resolver o problema de que nesse sistema não haveriam clássicos, a menos na fase classificatória.
    Vale notar que a mudança teve como estopim o rebaixamento do River Plate, que terá como praticamente garantido seu retorno imediato à serie A. Mas é importante lembrar que a modificação interessava a muita gente. Boca Juniors, San Lorenzo e Racing entrariam com promedio muito baixo na proxima temporada, correndo risco de lutar contra o descenso. O governo quer expandir sua atuação no esporte, e como atua apenas na 1a divisão, passará a ter o dobro de clubes atuando em um torneio patrocinado por ele.
    E à AFA interessava a mudança, já que clubes tradicionais e com torcida fanática (Rosário Central, Huracán, Gimnasia, Chacarita, Instituto, Quilmes) estão na B, enquanto outros de menor expressão (Olimpo, All Boys, San Martin, Rafaela) estão na A, e a AFA via com bons olhos a possibilidade de reintegrar essas equipes à divisão principal. Aos pequenos a mudança interessa por facilitar o acesso às divisões superiores, e ao contentá-los a AFA garante um apoio mais sólido da parte dele.
    Outras duas mudanças foram anunciadas. O fim do sistema de promedios e a criação da AFA TV, que transmitirá ao vivo as partidas do novo torneio. Apenas quatro clubes se abstiveram de aprovar a mudança: Newell’s, Racing, Velez e All Boys. (FutebolPortenho.com.br)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)



    Mas que zona hein... E o trivela já comentou.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Postado em 26/7/2011 às 0:01 por
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Às vezes, a gente olha para o futebol brasileiro e acha que aqui é o suprassumo do atraso, da irresponsabilidade e do reacionarismo com relação a mudanças na estrutura do futebol. É isso tudo mesmo - e olha que Ricardo Teixeira, em vocês-sabem-qual-matéria-de-qual-revista, dá a entender que "só jornalista fala mal de mim", porque as pesquisas de opinião fazem com que seu nome seja aprovado, pela implementação de medidas como a disputa do Brasileirão por pontos corridos. Como se Teixeira não estivesse aí desde 1989, e o campeonato nacional só tenha ganhado tal regulamento desde 2003.
    Mas a gente critica (com razão), esquecendo-se de que a Argentina, talvez, tenha situação ainda mais deplorável do que a nossa, em termos internos. Com o tiranete ainda pior que é Julio Grondona - 32 anos à frente da AFA! -, com um campeonato de baixo nível técnico, clubes alquebrados economicamente, uma seleção profundamente traumatizada e desorganizada. E isso, porque medidas interessantes foram anunciadas, há algum tempo atrás. Como o interesse da confederação em retomar o formato de apenas um campeonato por ano, abandonando a ideia do Apertura/Clausura.
    Pois tudo isso foi por água abaixo nesta segunda. Porque Ernesto Cherquis Bialo, o diretor geral da AFA, anunciou a decisão do Comitê Executivo da entidade: não haverá descensos entre primeira e segunda divisão, a partir da temporada 2012/13. Trocando em miúdos: viraram a mesa. Por 22 votos a favor contra quatro abstenções (a saber, Newell's Old Boys, Racing, Vélez Sarsfield e All Boys foram estas), ficou definido que o Campeonato Argentino terá um novo regulamento.
    Qual será? 38 clubes (é, fundiram a Primera División com a B Nacional), divididos em dois grupos de 19, numa primeira fase, com os grandes clubes sendo cabeças de chave, e os times de um grupo jogando contra os do outro. Os cinco primeiros de cada grupo, mais os nove melhores na pontuação geral, disputariam, na segunda fase, a "Zona Campeonato", enquanto os outros 19 ficariam na "Zona Competencia", jogando pela permanência.
    O campeão da Zona Campeonato, além do vice, terceiro e quarto colocados, iriam à Libertadores, e para a Copa Sul-Americana iriam entre o quinto e o sétimo colocado, mais os dois melhores times da Zona Competencia.
    Acesso e descenso? Em 2012/13, os quatro últimos cairão direto para a Primera B Metropolitana ou o Torneo Argentino A, os dois campeonatos que representam a terceira divisão argentina, dependendo da filiação à AFA. De 2013/14 por diante, cairão para esses torneios os últimos dois colocados da Zona Competencia, mais os times que tenham as duas piores médias entre os 36 restantes.
    Isto é: além de dificultar sobremaneira a compreensão do regulamento (item pouco valorizado, mas de primeira necessidade para um acompanhamento interessado do torcedor), torna a volta do River Plate à primeira divisão um feito. 2011/12 será apenas uma temporada "de férias" dos Millonarios na B Nacional. A dramática queda foi tornada "de mentirinha".
    A julgar pela reação do torcedor argentino via Twitter, a mudança já foi reprovada: várias críticas já são notadas. É bom que seja assim. Acreditava-se que a história de que "tal clube não pode ser rebaixado" já fosse coisa do passado. Infelizmente, na Argentina ainda não se pensa assim.
    Ah, é: antes de terminar, é preciso mencionar que Sergio Batista caiu.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)




    Vergonhoso e feio demais, mas ao menos muda a forma ridícula do campeonato.
     
  2. Fingolfin

    Fingolfin Feitiço de Áquila

    Cara, quase normal isso pra Argentina que sempre teve regras q eram totalmente protecionistas.
     
  3. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    River junta-se a botafogo e fluminense nesse hall dos fake rebaixados.

    Vergonhoso.

    E isso torna perigoso pra próxima copa, hein.
    3 dos ultimos 4 campeões mundiais estavam passando por polemicas e complicações em seu futebol interno. Parece que dá um brio a mais para a competição.
     
  4. Turgon

    Turgon 孫 悟空

    :rofl:

    E que bagunça isso irá virar. Muitos clubes na série A.
     
  5. Menegroth

    Menegroth Bocó-de-Mola

    MEU DEUS

    Que vergonha isso.
    Pra mim, não considero mais nenhum time argentino como grande.
    Com história é verdade, mas grande nunca serão.
     
  6. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Lá é fato que a série B deles é muito fraca e muito menos rentável que a nossa

    E mesmo sendo a 2a maior torcida argentina, a do River Plate em números percentuais representa 1/3 da população argentina (pouco mais que Flamengo e Corinthians juntos no Brasil), tava na cara que isso poderia acontecer.

    Agora é torcer pra que essa nojeira não inspire nossos cartolas quererem voltar a fazer isso aqui novamente. Não é pelo fato que estamos agora completando uma década sem virada de mesa no Brasil que ainda dá afirmar que esse vírus foi 100% erradicado.
     
  7. Knolex

    Knolex Well-Known Member In Memoriam

    Ah, gente, uma viradinha de mesa ou outra não faz mal a ninguém.


    :lol:
     
  8. O que uma coisa tem a ver com a outra?
     
  9. Neithan

    Neithan Ele não sabe brincar. Ele é Mito

    Não faz muito sentido isso.

    Então Fluminense nunca será grande, pela virada de mesa? E o SPFC no Paulistão?

    E time que jogador (e seus empresários) mandam mais que o técnico (Dorival sabe do que eu estou falando), são grandes?

    Uma coisa não tem nada a ver com a outra. River e Boca são gigantes. Independente do que ocorra (virada de mesa ou não). Um ato desse não "apequena" um time.
     
  10. Deriel

    Deriel Administrador

    Eu acho que apequena sim. Apequena o time e apequena o campeonato, tira o respeito e a credibilidade.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  11. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Eu acho que diminui a grandeza de um clube sim. Faz parte do pacote da história do clube se ele vota a favor de uma coisas dessas pra se safar do rebaixamento. Grandeza do clube é tudo o que ele representou e fez, não apenas titulos.
    Mas não o torna pequeno, obviamente.
     
  12. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    O campeonato é que perde mais. Aqueles brasileirões dos anos 90 até o ano 2000 com a Copa JH e mais a zona que foi o brasileiro de 87 deixaram uma mancha enorme que ainda vai levar muitos anos pra não ser facilmente esquecida.
     
  13. Ridículo. Simplesmente ridículo.
     
  14. Elessar Hyarmen

    Elessar Hyarmen Senhor de Bri

    O América MG também faz parte desta lista :mrgreen:

    Pergunta: Vai sobrar times pra disputa da série B e C?

    Que coisa horrorosa esta! Sendo assim, nunca os grandes serão rebaixado.
     
  15. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    É uma pena que a FIFA apenas faz uma cornetagem pros seus países-afiliados manterem um certo numero de clubes na 1a primeira divisão em seus campeonatos nacionais mas ainda não tem força pra punir nenhuma federação que praticar a virada de mesa.
     
  16. Elessar Hyarmen

    Elessar Hyarmen Senhor de Bri

    A fórumula atual do campeonato argentino é muito melhor do que essa. Realmente é o fim da picada.
     
  17. BeorZenni

    BeorZenni Usuário

    só tenho uma coisa a dizer:
    tinha que ser argentino mesmo!
    LOL
    se pra uma copa a argentina não se classificar é bem capaz de eles tentarem mudar as regras da FIFA, pra todos os paises do mundo terem direito de disputar a copa
    kkkkkkkkkkkk
     
  18. Turgon

    Turgon 孫 悟空

    Times eles terão, mas o apoio para esses campeonatos será muito pequeno. Isso dará margem para um time pequeno disputar a série A.

    E essa é a idéia mesmo. uito pequeno. Isso dará margem para um time pequeno disputar a série A.

    E essa é a idéia mesmo.
     
  19. ExtraTerrestre

    ExtraTerrestre Usuário

    E o Newell's preferia que o arquirrival naufragasse mesmo, por sinal.

    Anyway, horrível, um cocô. Isso só afunda mais o futebol argentino, a longo prazo, já que eles não vão ter que fazer nenhum esforço de responsabilidade para se manterem na primeirona. Estão cavando a própria cova..
     
  20. Lyvio

    Lyvio Usuário

    Rapaz, pensei que isso não aconteceria mais em lugar nenhum tão cedo, mas essa virada de mesa foi constrangedora, bem exagerada todos da série B, 40 clubes argentinos disputando a série A, como vai ser? não haverá mai séries B?, só os que subirem da C disputarão? realmente constrangedor.
     

Compartilhar