• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Treze Homens e um Novo Segredo (Ocean's Thirteen, 2007)

Haran Alkarin

Usuário
Essas traduções dos títulos ficaram podres também, não? Um Segredo, Outro Segredo, Novo Segredo, Mais um segredo, o Quinto Segredo, etc.

Não gostei do segundo filme, mas faz tanto tempo que nem me lembro direito dos detalhes, apaguei-o de minha memória.

Parece que no final você vê o decorrer do plano inteiro, pensando que estavam realizando certo plano, há perigo, adrenalina, etc. mas no final já tinham tudo combinado com um cara lá, e na verdade estavam tranqüilos. Isso foi meio "ah, então era só isso".

Sem falar que não houve muita inovação, só um modo de faturar mesmo, a meu ver.
 

Nostawellë

Nostaw-o-quê!?
Achei a tradução do título meio broxante... Eu adorei o 1º ria tanto que só fui entender a história direitinho quando vi pela segunda vez. mas ando tão descrente dessas continuações que nem vi o segundo. Não pretendo ver esse no cinema não, mas alugar ou assistir qdo passar na TV, aí sim.
 

Vivi

Parmandili of Thrones
Usuário Premium
E como diz o Isildur: "Daqui a pouca sai Quinze Homens, um novo segredo e olha quem esta falando"..
Mas eu gostei do 1, o dois já não foi tão bom..
Com o um eu me surpreendi.. foi legal!!
 

Marco

may the force be with... wait
Ok. Assisti hoje o "Treze..." e, boas notícias, o filme supera expectativas. Funciona justamente por não tentar reinventar a roda. E além de tudo o Soderbergh ainda concertou umas pontas soltas, eliminando aquele monte de reviravoltas dos filmes anteriores(principalmente o segundo).

Cenários bem trabalhados nos fazem crer que foi gravado num cassino de verdade. A trilha sonora é perfeita e abandona, um pouco os embalos dos anos sessenta e entra com uma leve psicodelia dos anos 70.

A fotografia do filme também é cuidadosa, apesar de arriscar em algumas cenas e ser ligeiramente viciosa e repetitiva em alguns pontos, mas ainda assim, no geral, de muito bom gosto.

Mas a maior vantagem está nos atores, que, já confortáveis em seus papéis, se soltam mais nesse filme e deixam tudo mais divertido. E os personagens são tão conhecidos que a gente já acaba torcendo por eles.

Todo o elenco tem seu momento. Clooney e Pitt aparecem bastante mas não são o principal. A impressão que fica é de um filme sem protagonistas, apenas vários coadjuvantes com ótimas cenas.

Tá, tá... Destaque para alguns personagens:

Al Pacino está perfeito como o antagonista arrogante e meticuloso, mas de certa forma ingênuo. O dono de cassino que passa a perna no reuben parece ter sido escrito sob medida pra ele.

O sempre simpático Elliott Gold é uma das melhores coisas do filme. E terem centrado a história nele foi uma bela recompensa para esse grande ator!

Ellen Barkin... ok, eu alardeei aos quatro ventos minha indignação nesse tópico por ela ser a nova Ocean Girl, mas não é que a danada me surpreendeu. Eu esperava um atuação sem importância e apagada, mas ela brilha no filme e prova que panela velha também faz comida boa. E já nos deu um vislumbre de como a Cameron Diaz vai ser aos 50 anos!

Enfim o filme é diversão garantida a única coisa que me incomodou foi...

... terem trazido o Toulour para esse filme, achei totalmente desnecessário e não fez a menor diferença pra essa trama. Deviam ter arranjado outra forma do Benedict se vingar, mas enfim...

pelo menos Soderbergh nos reserva algumas surpresas. Se no segundo filme somos apresentados a mãe do Linus, nesse é o patriarca da família de golpistas que dá as caras.
 
Última edição:

Annë

C´est la vie
Ellen Barkin... ok, eu alardeei aos quatro ventos minha indignação nesse tópico por ela ser a nova Ocean Girl, mas não é que a danada me surpreendeu. Eu esperava um atuação sem importância e apagada, mas ela brilha no filme e prova que panela velha também faz comida boa. E já nos deu um vislumbre de como a Cameron Diaz vai ser aos 50 anos!
É a cara dela realmente. :lol:

Ótimo filme, divertido e dinâmico e menos bagunçado que os anteriores.
:joinha:
 

Kiwi

mi perna está jodida.
Doze Homens não tem um roteiro ruim, ele independe de roteiro. É um filme que funciona da mesma forma que os crimes cometidos pelos personagens: você só entende quando e como eles quiserem que você entenda (e isso é uma obra de arte, minha gente). Quem não gostou é porque se sentiu tapeado e acha que é defeito. :)

(o primeiro, sim, é meio chato e contido demais.)
 
Ok. Assisti hoje o "Treze..." e, boas notícias, o filme supera expectativas. Funciona justamente por não tentar reinventar a roda. E além de tudo o Soderbergh ainda concertou umas pontas soltas, eliminando aquele monte de reviravoltas dos filmes anteriores(principalmente o segundo).

Cenários bem trabalhados nos fazem crer que foi gravado num cassino de verdade. A trilha sonora é perfeita e abandona, um pouco os embalos dos anos sessenta e entra com uma leve psicodelia dos anos 70.

A fotografia do filme também é cuidadosa, apesar de arriscar em algumas cenas e ser ligeiramente viciosa e repetitiva em alguns pontos, mas ainda assim, no geral, de muito bom gosto.

Mas a maior vantagem está nos atores, que, já confortáveis em seus papéis, se soltam mais nesse filme e deixam tudo mais divertido. E os personagens são tão conhecidos que a gente já acaba torcendo por eles.

Todo o elenco tem seu momento. Clooney e Pitt aparecem bastante mas não são o principal. A impressão que fica é de um filme sem protagonistas, apenas vários coadjuvantes com ótimas cenas.

Tá, tá... Destaque para alguns personagens:

Al Pacino está perfeito como o antagonista arrogante e meticuloso, mas de certa forma ingênuo. O dono de cassino que passa a perna no reuben parece ter sido escrito sob medida pra ele.

O sempre simpático Elliott Gold é uma das melhores coisas do filme. E terem centrado a história nele foi uma bela recompensa para esse grande ator!

Ellen Barkin... ok, eu alardeei aos quatro ventos minha indignação nesse tópico por ela ser a nova Ocean Girl, mas não é que a danada me surpreendeu. Eu esperava um atuação sem importância e apagada, mas ela brilha no filme e prova que panela velha também faz comida boa. E já nos deu um vislumbre de como a Cameron Diaz vai ser aos 50 anos!

Enfim o filme é diversão garantida a única coisa que me incomodou foi...

... terem trazido o Toulour para esse filme, achei totalmente desnecessário e não fez a menor diferença pra essa trama. Deviam ter arranjado outra forma do Benedict se vingar, mas enfim...

pelo menos Soderbergh nos reserva algumas surpresas. Se no segundo filme somos apresentados a mãe do Linus, nesse é o patriarca da família de golpistas que dá as caras.

Concordo com vc cara, em quase tudo.
Assisti na pré-estréia especial do OMELETE e adorei, é um filme que se equipara ao primeira e deixa o segundo (que não acho tão ruim assim) no chinelo.

Adorei a atuação de todos os "caras do Ocean", principalmente a duplas principal (Clooney e Pitt) que atuam como os grandes amigos que são, e os 'coadjuvantes' do bando que são todos espetáculos à parte.

Ellen Barkin realmente supriu o espaço deixado por Julia Roberts e Catherine Zeta-Jones, que graças a Deus não foram simplesmente esquecidas do roteiro, e tem cenas muito boas.

Discordo...
Porque gostei da aparição do Toulour durante o filme e a cena final hilária, onde ele é mais uma vez sacaneado pelo Danny e Cia.

Ah é claro, a atuação deliciosamente canastrona do Al Pacino ;-)
 

Tisf

Delivery Boy
Eles foram mais "contidos" nesse e o Al Pacino nem gritou como ele tá fazendo ultimamente :lol:

Eu quero aquele estimulante.
 

Estranho

Dancer
11 > 13 > 12

Definiu bem.

Eu quero aquele estimulante.

2


Vi o filme hj, e curti pacas. De certa forma ele é oposto ao segundo. Enquanto no segundo, tudo que nós vemos são fumaça e espelhos, e todo o plano ocorre "por trás" do espectador, nesse ocorre tudo na cara.

Tá, talvez menos a parte do roubo dos diamantes, mas esse não é o problema principal

Filme bem maneiro.
 
11 > 13 > 12
Tb achei o mesmo.


Como já disseram, o 13 tem a vantagem de mostrar tudo às claras, ao contrário do 12 (que não chegou a incomodar, mas lembrou os livros mais antigos do Sherlock Holmes onde ele resolvia tudo e vc ficava perguntando como?!).


Nota. 7,5 (primeira nota quebrada que eu dou, e que vai ser uma constância agora)
 

Hugo

Hail to the Thief
Também achei melhor que 12, é uma diversão de primeira. Pacino muito bom, Ellen Barkin não é nenhuma Zeta-Jones mas dá pro gasto, embora poderiam ter adicionado mais um mulher, tem muito cueca nesse filme pro meu gosto.

Agora acho que o Soderbergh pode para por aqui, senão corre o risco de ficar very boring esta série ...
 

Marco

may the force be with... wait
Mesmo porque se ele continuar nessa progressão daqui a pouco não vai mais ter dinheiro pra pagar o elenco!
 

Valinor 2021

Total arrecadado
R$150,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo