1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Perigo na felicidade.

Tópico em 'J.R.R. Tolkien e suas Obras (Diga Amigo e Entre!)' iniciado por Calimbadil Thálion, 20 Jul 2006.

  1. Calimbadil Thálion

    Calimbadil Thálion We eat the wounded ones

    Como está escrito na obra de tolkien, os homens de Númenor se rebelaram contra os Valar porque suas vidas eram cada vez mais felizes mas finitas. Queriam a imortalidade. Na mesma direção caminha o mundo hoje em busca de longevidade mas dessa vez trocando felicidade pelabusca do dinheiro.
    Que reflexões os membros deste fórum tem sobre esta relação da queda de Númenor e do Auge da sociedade capitalista?
    Que outras associações alguns de vocês fizeram? Gostaria de ler seus comentários.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  2. Vanagristiel

    Vanagristiel With God I'm Alive!

    Interessante a sua comparação da sociedade de hoje com Númenor... exatamente por que eu vejo que o mundo hoje caminha os mesmos passos que os numenorianos andaram!!

    Eru deu a eles uma terra perfeita, e o que eles fazem? Estragam tudo, dando as costas a Eru e voltando-se para Melkor.

    Olhando a sociedade hoje em dia, vejo que os valores de Deus (Eru) estão sendo colocados cada vez mais à margem de nossas vidas... onde buscar um estilo de vida cristão, que segue os padrões designados por Ele, é tido como algo ultrapassado, careta... os homens ficaram tão voltados para si mesmos que esquecem o que realmente importa na vida, virando as costas para os seus semelhantes... e querendo cada vez mais e mais o estilo de vida pregado por Hollywood... endeusando o dinheiro!

    Realmente, o capitalismo nos leva a isso... e é muito fácil esquecer de que dependemos dEle quando tudo está bem... quando a vida está boa! Mas digo que devemos fazer como Paulo fez... quando abandonou os Bons Portos, um lugar cômodo, e seguiu sua viagem a Roma, enfrentando todas as dificuldades que apareceram no caminho!!

    Ok... falei muito!! Mas acho que é isso aí... temos muito o que aprender com os Numenorianos, no sentido de não cometer os seus mesmos erros, e sim ser como a linhagem de Elendil, que foi fiel a Eru até o fim. :obiggraz:
     
  3. Shantideva

    Shantideva Adoro elfos ruivos!

    O que aconteceu com os Númenorianos é aquele negócio: uma pessoa que tem de tudo, raramente dá valor ao que tem. Eu sou da opinião que eles achavam que a vida deles era vazia e sem sentido, então, o que eles queriam não era bem vontade de estender a felicidade, mas a vontade encontrá-la, como se a felicidade fosse algo que pudesse pegar com as mãos.
     
    Última edição: 20 Jul 2006
  4. Menegroth

    Menegroth Bocó-de-Mola

    Muito boa a reflexão desse tópico.

    Acho que já disse isso uma vez em algum lugar aqui. A busca pela perfeição é muito mais gratificante do que a perfeição. Númenor era perfeita, assim como a felicidade dos númenorianos. O caminho até a perfeição foi extremamente feliz e belo. Mas ai eis que a Perfeição se torna fato. O que fazer agora? A resposta foi: Continuar buscando a perfeição onde ainda não temos. E foi justamente na Imortalidade que acharam uma forma de tornar a vida deles um pouco menos monótona. a perfeição é assim, linda mas sem sal, boa pra se ter as vezes mas não para sempre.

    Mas hoje somos Númenorianos. Exatamente como eles. Demos as costas ao respeito, educação, religião, caridade etc...
    Vivemos sim ainda em busca da perfeição. Mas o perfeito para nós é uma conta bancária cheia de dinheiro, status, fama. isso é mais importante do que a felicidade, a saúde, a família. Nossa felicidade está em no que temos e não em quem somos.

    O que vai acontecer conosco? Talvez o mesmo que em Númenor. Seremos engolidos por nossa arrogância e soberba. Afundaremos nosso mundo com alguma guerra ou alguma doença. Meio apocalíptico, mas isso já não está acontecendo?
    Mas mesmo assim prefiro acreditar que iremos acordar antes que isso aconteça. Engraçado é que sabemos que estamos levando o mundo a essa derrocada (porque somos dotados de inteligência). Mas o mais engraçado ainda é que continuamos a nos matar, lentamente, dia a dia.
     
  5. Bagrong

    Bagrong RaG

    Poisé, Shantideva. Os númenorianos queriam que uma felicidade abstrata fosse materializada em forma de imortalidade. Como se não morrer pudesse tornar a vida deles mais feliz. Eles tinham também um quê de inveja dos elfos, que eram mais sábios, mais habilidosos, etc. Com certeza os homens atribuiam essa super habilidade élfica à imortalidade deles.

    Depois que se rebelaram e a coisa toda não deu certo, os que ficaram vivos passaram a glorificar Númenor e tudo o que havia lá. Como disse Millôr "Feliz é o que você vai perceber que era, algum tempo depois".

    Quanto à relação disso com os dias atuais, é algo complicado. Religiosos vão querer meu fígado no jantar, mas há um ponto bem diferente entre a briga com os deuses de Númenor e a briga com o Deus hoje em dia: os númenorianos tinham certeza que os Valar existiam. Eles conheciam seus deuses, sabiam com certeza onde estavam e o que podiam fazer - e mesmo assim foram burros o suficiente para brigar com eles. Não podemos falar o mesmo dos nossos deuses. Não se tem certeza absoluta provada de maneira concreta que exista qualquer entidade sobrenatural. (Ok, eu não quero começar esta discussão aqui, só estou comparando sob meu ponto de vista, já que o tópico pede isso)

    Sabemos que Tolkien era religioso fanático, então não é de se surpreender que tenha feito uma parte assim em suas obras. O pensamento que ele aparentava ter era esse mesmo "brigue com Deus e você está ferrado". Talvez Númenor seja a profecia de Tolkien :think:
     
  6. Menegroth

    Menegroth Bocó-de-Mola

    concordo com você Bag menos nisso:

    Se Tolkien era mesmo (e nós sabemos que sim) fanático ele sabia que (seguindo os mandamentos do cristianismo) que Deus não era vingativo. Deus só coloca algumas diretrizes dizendo por exemplo: Não roubarás! Porque Deus sabe que isso não é bom e sabe que a punição sobre isso vai ser dada pelos próprios homens e isso poderá levar a uma revolta da família do cara que roubou e gerar uma vingança... e por ai vai.
    Deus não disse assim: Não Roubarás! Porque lançarei uma praga de mil anos sobre sua família e nunca mais será...blá blá blá....

    O mesmo aconteceu com Númenor. O que aconteceu não foi uma vingança dos Valar sobre os númenorianos. O que aconteceu foi conseqüência dos atos dos númenorianos.
     
  7. Bagrong

    Bagrong RaG

    Eu não disse que Deus iria se vingar das pessoas. Só que elas iriam acabar ferradas. :mrgreen:
     
  8. Calimbadil Thálion

    Calimbadil Thálion We eat the wounded ones

    O fato é que nós somos simplesmente incapazes de nos unir quando o objetivo é um bem comum, todos querem saber o que ganham para si mesmos.
    Quanto à nossa entidade embora não a conheçamos, temos certeza de que existe pois não saímos do vácuo, mesmo assim a ignoramos e os homens usam dela em proveito próprio, sendo tal divindade degradada pelos atos humanos.
     
  9. Celebentári

    Celebentári Usuário

    Hoje ninguém se conforma com a sote que tem quer cada vez mais ser e ter as coisas melhores do que as dos outros essa comparação é muito boa com a sociedade atual!
     
  10. Smaug- The Dragon

    Smaug- The Dragon Dragao Saqueador

    O fato é que o ser humano cada vez vem se tornado individualista e pensando que se fod... os outros. E é como o Smith fala em Matrix: O ser humano só demonstra sua verdadeira nobresa diante da destruiçao.
     
  11. Calimbadil Thálion

    Calimbadil Thálion We eat the wounded ones

    NOBREZA com Z!!!!!!



    Temos ainda a pressão da mídia que repete que você não é feliz sem ter isso e aquilo e que você é burro porque não usa tal marca.

    Sauron fez semelhante pressão nos númenorianos, "Veja como você é fraco e infeliz, Não é imortal, portanto não tem habilidades ou a sabedoria dos eldar,

    talvez se vocês intimidassem os Valar..."
     
  12. Elring

    Elring Depending on what you said, I might kick your ass!

    Acho que a grande diferença entre o que aconteceu com os Númenorianos e a nossa sociedade moderna foi espaço de tempo que levaram do apogeu à queda. Mesmo no período negro de Ar-Pharazôn ainda existia a tradição familiar (mesmo que deturpada) em seus atos. A tradição herdada dos elfos foi substituída à força pela Adûnaica. Mas isso aconteceu em um intervalo de séculos.
    Hoje em dia, mais precisamente após os anos 70, muitas tradições familiares e tabus foram quebrados sem que houvesse alguma reposição equivalente; ficou um vácuo nos relacionamentos entre pais e filhos e homens e mulheres. Avançamos muito rápidos em termos tecnológicos e médicos. Mas sentimentalmente ficamos carentes de novos valores para usarmos como parâmetros, pois precisamos de freios e de mais humanidade.
    Senão, a diferença entre nós e nossos ancestrais das cavernas será apenas estética e financeira. Ótimo tópico! Parabéns! :)
     
  13. Asca

    Asca Usuário

    Podemos até fazer boas comparações quanto a esse caso. De tantas semelhanças que temos na nossa sociedade.

    Acho que nossa sociedade, está bastante coberta de mentiras e ilusões.

    Certa vez um amigo meu me disse que "Se a verdade fosse um objeto, ela seria uma massa de modelar."

    Eu refleti bastante nisso, e é mesmo. "Todos" estão afundados na sua ganancia por causa da mentira, querem viver em um mundo em que não condiz. Mesmo que seja necessário passar por cima de qualquer um.

    A humanidade vai se dar conta que deixou de lado o bem mais precioso dela... a humildade, e quando isso chegar. Eu acho que será tarde.

    Eu posso ter viajado muito aqui e ter ido a nada a ver... mas não posso de deixar de parabenizar o Calimbadil.
     
  14. Calimbadil Thálion

    Calimbadil Thálion We eat the wounded ones

    Não seria uma massinha de modelar, pois essa pode atingir formas compreensíveis, a verdade não pode ser modelada,´o que fazemos é mudarmos a maneira como ela é vista. Os seres humanos usam isso para enganar seus próximos, nos tornamos orcs.
     
  15. Menegroth

    Menegroth Bocó-de-Mola

    Meu pai sempre disse que cada um tem a Sua verdade. E todas estão certas. Basta saber qual é a intenção. Não existe a verdade absoluta. Podemos dizer que esse tópico é bom (é uma verdade) e podemos dizer que ele é ruim (depende de diversos fatores que a pessoa vai listar para concluir que é ruim) o que também é uma verdade.
    Acho que não precisamos de verdade (claro que sempre será bem-vinda)... Mas a palavra é coerência. Se fossemos mais coerêntes, humanos, sensíveis, honestos e abnegados, seriamos conseqüência: Verdadeiros.
     
  16. ShidoSan

    ShidoSan Traí o mov. vegetariano véio

    Bom, o grande problema dos Numenorianos e da nossa prórpia sociedade, é a arrogancia natural aos seres humanos, criadas em sua maior parte por valores religiosos tribais, parciais e distorcidos, como os do Judaísmo Cristianismo e do Islã, que colocam o homem como o centro da criação divina, como a suprema obra e centro total do universo, e faz com que ewe pouco se importe com as consequências de seus atos, desmatando, matando, poluindo, extraindo sem controle, queimando, tudo pensando que suas ações são consagradas por algum tipo de "preferência divina", e aumentando cada vez mais sua arrogância, sua prepotência e pretensão.
    Isso é bastante visto com o caso da Igreja Católica, que forçava a todos a acreditar que a terra era plana e ficava no centro do Universo, e tantas outras baboseiras que eram ditas à época. Eles (os religiosos que queriam manter tanto sua influência política quanto econômica sobre o mundo) afirmavam que a terra era plana porque assim diz a "bíblia cristã", e afirmavam que ela ocupava o centro do universo para consolidar essa "supremacia humana" sobre o Tudo. "Ah.. o ser humano é o único animal capaz de criar, único animal inteligente, domina tudo, é invencível... Ah não? Bom, então nós ocupamos o centro do Universo, os corpos celestes nos reverenciam, o Universo é nosso... Ah não? Existem outros planetas? Nós estamos em uma galáxia que nãoestá no centro do universo, e não ocupamos sequer o centro dessa galáxia? Então nossa galáxia é a única! E ela está no centro do Universo! Ah não?..." Esse é o tipo de pensamento que fomo induzidos a ter desde que as grandes religiões monoteístas tomaram conta do mundo, e tiveram de justificar a crença no "homem centro do universo". Sendo esse nosso pensamento, desde muito tempo, nós somos condicionados a pensar que somo mais do que podemos, que temos mais do que é possível ter, que somo magníficos mais do que tudo, que podemos destruir tudo, porque somos os centro de tudo, tudo foi criado para nós, nós recebemos de "deus" a tarefa de dominar, nominar, rebanhar, criar, destruir, administrar tudo, tudo o que vemos é nosso, podemos ter tudo... Vocês percebem a ganância disso tudo? A pretensão e a utopia que isso gera? E os sonhos que são impossíveis matam um homem mais do que tudo, mais do que seus ideais, mais do que suas crenças, mais do que o veneno da própria ganancia, o sonho da utopia envenena. Envenena mais pois nunca morre, e nunca chega onde quer. Atormenta, estica, afina, destrói o homem por dentro, o corroindo e o estourando.
    Foi isso que aconteceu com Númenor, embora por outro vetor. Eles eram tão cheios de si, que acharam que podiam confrontar tudo o que existisse. Eram os senhores da Terra-Média, e de toda Arda porque não? Por terra os exércitos deles humilhavam qualquer um, por mar então... Eles podiam desafiar os Valar, os Maiar, e o próprio Ilúvatar, porque não? "Somos tão poderosos, conquistamos as terras do Leste, do Extremo Leste, conquistamos o Sul, o Norte, somos o centro de Arda, todas as nações nos cultuam! Todas as criaturas vivas nos obedecem! Todas as nossas ações são inspiradas 'divinamente'! O prórpio Ilúvatar nos deu esta terra, e agora nos dará o mundo inteiro! Que marchemos para o Oeste agora!" E eles em sua loucura marcharam, achando que não podiam ser enganados por nada, que todos os obedeciam, mas foram enganados por Sauron, e isso deu na destruição de Númenor, a loucura o desejo e a crença na "Onipotência Humana", isso será também o que causará o declínio da sociedade humana nos dias atuais. A extração sem precaução do Petróleo e a falta de preocupação do que acontecerá quando ele acabar daqui a menos de 40 anos... A falta de preocupação com o Efeito Estufa e o derretimento das Calotas Polares daqui a menos de 20 anos... Mas é claro, tudo isso é mentira, o ser humano não erra, nós somos o centro desse mundo, tudo aqui foi criado para nós, não há erro em nossas ações...

    Editando:
    Cara, eu não tô aqui pra discutir religião, mas vc concerteza não leu a bíblia cristã. Considerando que Iaweh ("deus", "senhor", que seja...) é uma entidade real, que existe, manda comanda e é soberano sobre este Universo, ele é a criatura (ou entidade, espírito, que seja também) mais vingativa de todas, além de matar, destruire sacanear todo mundo só porque não adoram a ele e outras coisas, na dita cuja "bíblia cristã" (não sei se no pentateuco ou algo posterior, mas concerteza no velho testamento) é dito explicitamente que Iaweh é vingativo e exige dedicação total a ele, e se vinga matando qualquer um que não adore só a ele, que respeite todas as "leis dele", e toda essas histórias.
    E na verdade, "ele" disse algo assim como "Não roubarás ou lançarei uma praga sobre ti e tua família, e caso eu não lance, algum de meus servos sacerdotes o punirão cortando sua mão, e fazendo isso, e você ficará impuro, e etc., e etc., e todas essas baboseiras...
     
    Última edição: 21 Jul 2006
  17. <_Witch King_>

    <_Witch King_> O Maior dos Nove

    Eu associo mais ou menos à Crise de 29... o capitalismo acreditava-se ser perfeito, imbatível... porém essa crise levou milhões de pessoas à falência, o maior índice de suicídios registrados na história e muitas outras catástrofes causadas pela ignorância (ou felicidade) do Homem. E foi a primeira vez que os EUA sentiu o amargo gosto da fome.
     
  18. Asca

    Asca Usuário

    E no caso de quem já nasce orc? :think:

    Pobre Snaga....
     
  19. Menegroth

    Menegroth Bocó-de-Mola

    Eu não sou de religião nenhuma.
    Mas eu leio e me informo das coisas. E pelo que vc disse, então não há nada de errado com nós humanos. Porque somos, pela biblia cristã, a imagem e semelhança de Deus.
    Olha o que vc escreveu: "ele é a criatura (ou entidade, espírito, que seja também) mais vingativa de todas, além de matar, destruire sacanear todo mundo só porque não adoram a ele e outras coisas, na dita cuja "bíblia cristã"."
    Oras, então não há nada de errado. O mundo está certo e nós estamos certos naquilo que fazemos. A Igerja estava certa na Inquisição, já que o próprio Deus dela faz isso.
     
  20. ShidoSan

    ShidoSan Traí o mov. vegetariano véio

    O problema é que essa pseudo-entidade chamada "deus" que você diz existir não existe, então, tudo isto está errado, e só foi feito para justificar as atitudes de uma instituição que nem de longe é religiosa, e sim política e econômica que se auto-intitula "Igreja Católica".
     

Compartilhar