1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

O Eterno Marido

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por lipecosta, 20 Jan 2009.

  1. lipecosta

    lipecosta Usuário

    Se vc conhece alguem q diz nao ler nenhuma obra-prima do Dostoievski por causa da extensao do livro, aqui vai a sua chance de jogar na cara o talento do Dosto.
    Talvez seja o primeiro romance curto dele que eu considere uma obra-prima , ate pq aqui estao presentes os seus"tipos" de personagens famosos, O homem do Subsolo, a crianca sofredora, o bufao idiota, ou seja, aqui esta a sua forca demonstrada de forma intensa, a forca dos dialogosdos seus personagens principais, e ate algumas cenas meio insolitas - como o beijo entre os homens q por mais que o tradutor queira dizer que nao eh nada demais na russia , ainda fica meio estranho.:rofl:O humor tbm esta muito presente.
    Vale lembrar q esse livro foi escrito em 1870 - considerado por Joseph Frank integrante dos anos milagrosos- ou seja, eh o final da transicao do Dostoievski q passaria entao a escrever romances universais como o O Idiota, Os Demonios e Os Irmaos Karamazov.
    Eu recomendaria esse livro como o primeiro a ser lido do Dosto, uma especie de introito, iniciacao na obra do mestre.
     
  2. Oseas

    Oseas Usuário

    Já li o eterno marido, assim como li Os Irmãos Karamázov. Crime e Castigo e outros. Eu não me importo com grandes volumes (pra ser honesto me sinto atraído por eles). Dostoiévski é um escritor incrível. Não importa se a obra que você adquira é pouco volumosa ou muito volumosa, com certeza será uma GRANDE OBRA!!!
     
  3. 30PorCento

    30PorCento Usuário

    Eu tenho a tradução de O Eterno Marido feita pelo Boris Schnaiderman aqui na livraria. E você tem razão, é realmente uma obra-prima.

    Eis um trecho da orelha do livro escrito pela Aurora Bernardini:

    "No impecável desenrolar da história, todos os procedimentos dostoievskianos são perfeitamente orquestrados: os fatos ocorridos em tempos diferentes se encaixam magistralmente, nenhuma frase é gratuita, os símbolos - os fetiches, no caso, como o crepe no chapéu de Páviel Pávlovitch ou a sacola da jovem pela qual se sentiu atraído -, as palavras-senhas ("a casa caiu"), as chaves literárias (aludindo a uma balada de Schiller, ou à Provinciana, de Turguêniev), os sobrenomes (Stupiêndiev, Zakhlébinin, Polossúkhin...), todos são sugestivos e certeiros. (...)"
     
  4. imported_Capitu

    imported_Capitu Usuário

    Acho que vou procurar esse livro.Do Dosto eu só li Crime e Castigo, me deu vontade de conhecer outras obras, estava pensando em ler Os Irmaos Karamazov.Alguém já leu Os Demônios?è legal?
     
  5. Oseas

    Oseas Usuário

    Eu já li. Gostei muito. Foi o primeiro livro de Dostoiévski que li. Depois dele vieram outros (fiquei viciado!), como Crime e Castigo, Recordações da Casa dos Mortos e outros...

    O livro é muito bom mesmo.
     
  6. Haleth

    Haleth Call me Bolga #CdLXI

    Comecei a ler o livro hoje, to adorando! Os personagens são muito interessantes, e se desenvolvem com muita rapidez. No ponto em que estou, fiquei curiosíssima pra saber mais do marido, não sei se ele é um estrategista-mor ou um completo imbecil, haha. Quando terminar volto cá.
     
  7. Tataran

    Tataran Usuário

    Ótimo livro, sem sombra de dúvida. Pena que li faz um tempo já e não consigo fazer um comentário mais específico sobre a história. Parece-me, contudo, que há um trecho de um sonho, ou algo parecido, que parece prenunciar toda a revolução de fluxo de consciência e quejandos que vai surgir no Séc. XX.
     
  8. Haleth

    Haleth Call me Bolga #CdLXI

    Na parte em que estou já teve um sonho, não sei se é a esse que vc se refere. De qualquer forma, estarei atenta à sua observação ;)
     

Compartilhar