1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Daqui

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por rodrigoleles, 10 Jul 2011.

  1. rodrigoleles

    rodrigoleles Usuário

    Pessoal, boa noite

    Finalmente removi meu bloqueio mental que me impedia de trazer meus escritos por aqui. Não por acreditar que compus algo excepcional, mais por acreditar que a poesia não tem vida se ela tiver um dono.Cada um deve poder tomá-la para si, interpretá-la e traduzí-la como achar melhor. Só a partir deste momento ela estará respirando.

    Esta foi uma que fiz há umas duas semanas, refinando e acertando algumas coisas até hoje a noite.
    Eu gosto de brincar com a estrutura da poesia, e nesse caso inventei de trocar as rimas dos versos entre as estrofes: Na primeira, o segundo verso rima com o quarto, e na seguinte, o terceiro rima com o quarto. Não sei se esse recurso possui um nome formal.

    Ficaria honrado com os comentários e opiniões de vocês.


    Daqui

    Daqui, vê-se tudo de uma maneira diferente
    A maneira a qual tudo parecia que ia se tornar
    Perfeito, não, é desnecessário
    A imperfeição é menos simples de se acostumar.

    Daqui, aquele dia não terminou
    Aquela luz vespertina continuou a girar o girassol
    Morreu à noite, uma breve licença
    Voltou em algumas horas, nem notou sua ausência.

    Daqui, ele pareceu só querer a estrada
    Início, meio e fim, nenhuma milhagem
    Mas, os minutos eram preciosos, faixa a faixa
    Com ela, importava apenas a viagem.

    Daqui, não havia discurso pronto
    texto arranhado, nem disco riscado
    A vida era um improviso
    Seu público era apenas um sorriso.

    Daqui, parecia tudo até arranjado
    Poetas se exclareceram, narradores deram uma pausa
    - Deixem eles passarem, para que a intromissão?
    Tratemos da política e dos conformados sem causa

    Daqui, não havia outro
    Nem pensamentos do outro, de quem
    Nem quês, quais e poréns
    Que exercício mental em seus olhos reféns.

    Daqui, ao menos ele imaginava
    Se ele lhe dizia quando você estava certa
    Se ele acertava quando não dizia nada
    Se levanta quando você está errada.

    Daqui, não se sentia essa dor escorchante
    Como o golpe da baqueta,
    na pele ressacada dos pensamentos
    O som de uma corda retinindo, aguda, tremendo.

    Daqui, não era preciso procurar sempre o meio
    Tentar ser, no ângulo da vida, sempre a bissetriz
    Mas se perguntava, porque aquela gente, logo ao lado
    Parece tão feliz.

    Daqui, sim, talvez fossem
    Como muitos ao redor sussurravam
    O par perfeito que falava Freddy
    Ou a paz esquecida que cantava Dylan.

    Mas daqui, o que existe agora é apenas uma fagulha
    Que salta, pisca, ilumina e se esvai
    Que ele, ao caminhar, leva ao lado
    Mas ela, ao sonhar, esqueceu trancado.
     
  2. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    Daqui, aquele dia não terminou
    Aquela luz vespertina continuou a girar o girassol
    Morreu à noite, uma breve licença
    Voltou em algumas horas, nem notou sua ausência.


    Isso foi bonito :sim:
    E me fez pensar: quem morreu?, o dia, a luz, o girassol? Possivelmente, tanto faz, pois Daqui, vê-se tudo de uma maneira diferente
     
  3. rodrigoleles

    rodrigoleles Usuário

    Fala Mavericco,

    Que bom que tu curtiu cara. E você captou certo: A referência foi a luz do dia que, na visão Daqui, acabou no fim do dia.
    Busquei brincar com a ideia de um ponto de vista idealizado, que na verdade não existiu. Como um terceiro na história, para o qual a mesma parecia ser outra diferente da que aconteceu.

    Obrigado pelo comentário!
     

Compartilhar