1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

TOP SECRET: Meia-Palavra-Reborn (ou qualquer coisa do tipo).

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por Mavericco, 31 Mai 2016.

  1. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    Constatamos duas deficiências nos blogs conjuntos de literatura no país: 1) não se abrem para o diálogo; e 2) não conseguem olhar de forma satisfatória para obras artísticas. O cúmulo dos absurdos foi aquela tal matéria no HomoLiteratus, em que o autor de maneira estapafúrdia dá um calaboca a todos nós. Esse tipo de excrescência precisa ser varrida da maneira mais efetiva possível: pelo exemplo. Pela força de um site que seja capaz de estimular a única coisa que REALMENTE importa à vida literária: o debate, a conversa, dois leitores, pelo menos, trocando ideias entre si, sem temor da discordância, sem temor da inteligência alheia.
    Portanto, qual é o projeto? Como ele vai funcionar?​



    CONDIÇÃO SINE QUA NON.
    Precisamos de pelo menos 4 pessoas dispostas a formar o núcleo do site. Se não tivermos 4 pessoas interessadas no que eu chamo de Contrato Básico, o site sequer vai começar a ser cogitado.



    TIPOS DE POSTAGENS.

    É simples. Temos uma meta de 10 postagens por mês. Elas seriam dispostas em (preferencialmente programadas pra saírem às 11h):

    1ª SEMANA: 3 postagens. Terça, Quinta e Sábado.
    2ª SEMANA: 2 postagens. Quarta e Sábado.
    3ª SEMANA: 3 postagens. Terça, Quinta e Sábado.
    4ª SEMANA: 2 postagens. Quarta e Sábado.

    De todas essas 10 postagens, nós temos alguns tipos:

    TIPO COMUM: Resenhas, Leituras Cerradas e Crônicas. Todas com um LIMITE de 5 mil caracteres (limite mínimo de 3 mil). Lembrando que:
    • Leitura Cerrada não é bem uma resenha. Vc pega por exemplo um poema ou um trecho, um parágrafo e explica pq gostou ou não dele. É um exercício de leitura textual com um enfoque mais específico, o que envolve suas facilidades e suas dificuldades, naturalmente. Facilidades: se vc não leu nenhum livro no mês ou não se preparou pra resenhar nenhum, comente. Dificuldades: você terá que apresentar pelo menos 3 mil caracteres bem fundamentados e esmiuçando aquilo ali que você pincelou;
    • A crônica não é o foco do site. Portanto, nós teríamos quando muito uma resenha por mês dentro do padrão de 10 postagens.
    Podemos também adicionar um quarto tipo: Comentários, ou coisa do gênero, em que pegaríamos alguma notícia literária (por exemplo mortes, centenários, polêmicas) e comentaríamos.

    TEXTO DO CONVIDADO: Convidaríamos uma pessoa pra que escrevesse um texto de Tipo Comum.
    Limite: idem ao Modelo Comum.

    CANTINHO DA TRADUÇÃO: Ou nós postamos uma tradução nossa, ou então nós compilamos traduções alheias, ou então analisamos uma tradução disponível. É extensível à paráfrase e paródia também.
    Limite: dos comentários, idem ao Modelo Comum. Não há limite de traduções compiladas.

    PITACOS: No começo de todo mês pegamos alguns dos lançamentos e comentamos. Penso em dar um título bem divertido para essa parte, talvez "Enxeridos" pq em muitos casos são livros que nós ainda nem lemos mas mesmo assim estaremos comentando. Nós basicamente transformaríamos o tópico de Lançamentos aqui do Fórum numa publicação mensal. É extensível a notícias literárias também, mas lembrando que notícias literárias terão prioridade em se tornarem crônicas ou matérias.
    Limite: não há. Mas bom senso: são comentários rápidos.

    COLÓQUIO: Pegamos um trecho de um livro ou um poema. Duas pessoas do núcleo trocariam e-mails por mais ou menos 2 semanas e meia comentando, trocando ideias. Por exemplo: "Ei, cara, eu li e gostei. Gostei disso e disso. Minha interpretação é tal." E a outra pessoa responde: "É? Eu gostei daquilo e daquilo." Você: "Ah, interessante... Mas discordo disto e disto." Algo bem informal. Uma conversa. Mas, claro, com o propósito de ler e criticar uma obra. Minha ideia é a de abrirmos espaço pra que as pessoas mandem seus poemas e que a gente os critique. Acreditem em mim: isso é praticamente INÉDITO.
    Limite: não há. Mas bom senso: o texto como um todo não deve ficar muito grande e cada e-mail não deve ficar grande demais, também.

    JAULA: Uma ideia que eu peguei do New York Review of Books. É simples: duas pessoas do núcleo formulariam uma pergunta polêmica (ou um tema) em no máximo 3 dias. Por exemplo: "Literatura e apropriação cultural". Aí os outros dois do núcleo escreveriam um texto sobre o assunto e ambos seriam publicados nessa única postagem. A ideia é a de contrapor leituras, não só no sentido de um discordando do outro mas também na possibilidade de um complementar o outro e de um até concordar com o outro. O importante é que os dois façam a opinião separados. NÃO existirá a comunicação como no Colóquio. Será às cegas, por assim dizer.
    Pode existir uma tréplica. Funcionaria assim: a Jaula seria publicada no sábado da terceira semana do mês. Aí um dos dois, ou os dois, teriam até domingo à noite pra manifestar seu interesse em treplicar. Se uma pessoa manifestou interesse, nós comunicamos a outra parte e aí eles possuirão 1 semana pra escrever a tréplica, os dois. De novo, será às cegas. A outra parte pode se abster, no que, na sua parte, nós só colocaríamos: "Fulano se absteve". Mas se quiser treplicar também, ambas as tréplicas seriam publicadas juntas.
    Limite: cada texto dos participantes da Jaula, até mesmo na tréplica, devem possuir o mesmo tamanho do Tipo Comum.



    CONTRATO BÁSICO.

    Sendo assim, cada pessoa do Núcleo se veria OBRIGADA a:
    • Resenhar pelo menos 1 livro por mês, sendo que, por rodízio, em alguns meses ela teria que resenhar 2 (ela pode resenhar mais, claro, mas algumas dessas resenhas substituiriam a do coleguinha em casos de emergência ou contribuiriam pra criarmos um "banco de resenhas");
    • Participar da Jaula seja na propositura de temas, seja no debate propriamente dito, mas de tal modo que ele obrigatoriamente deveria se predispor a participar dos dois (e sem ficar demais nessa onda de "tenho mais afinidade com isso");
    • Participar do Colóquio (mais uma vez, haveria um rodízio e permutação entre os membros).
    Evidentemente que, quem sabe, podemos chegar a um estágio em que chamaríamos convidados de confiança pra que participassem da Jaula ou do Colóquio, por exemplo.



    CRONOGRAMA DE POSTAGENS.

    Pensei em:

    1ª SEMANA: Pitacos + Resenha (R1) + Convidado.
    2ª SEMANA: Resenha (R2) + Tradução (T1).
    3ª SEMANA: Resenha (R3) + Tradução (T2) + Jaula.
    4ª SEMANA: Resenha (R4) + Colóquio.

    Sendo que:
    • Caso o convidado não contribua, um de nós terá que contribuir duas vezes. Por isso, é mais sensato que, TODO mês, uma pessoa do núcleo se predisponha a escrever pelo menos 2 resenhas.
    • No caso de uma tréplica, ela seria inclusa na 1ª semana do mês seguinte, isto é, seria inclusa no lugar da R1.
    • No caso de uma das postagens sobre Tradução não ocorrer, pode-se incluir uma resenha.



    PRINCÍPIOS.

    Em específico o princípio do debate. Queremos colocar as pessoas do núcleo, pelo menos, pra conversarem entre si. Por isso, é interessante que, por exemplo, que ambas as postagens sobre Tradução, T1 e T2, dialoguem. O mesmo quanto aos livros escolhidos. Não precisa ser algo combinado. Mas um pode ir contribuindo à medida que for vendo o que for postado. Ir criando ganchos por conta própria. A Jaula é simplesmente um caso limite e forçado de debate. Ele pode se estender além.



    ÁREAS DE EXPANSÃO.

    Temos 2 semanas que podem se expandir e receberem mais duas vagas, no que elas se tornariam em semanas de 3 postagens. Acho saudável que esses espaços sejam reservados para colaboradores, à medida que forem surgindo, ou para, quem sabe, edições extraordinárias da Jaula (no caso de algum tema calhar ser de comoção nacional, digamos).



    PONTO DE VISTA PRÁTICO.

    Montar um blog de literatura conjunto exige algo além de planejamento. O mais importante, a meu ver, é isto, mas exige outras coisas:
    • Nome;
    • Logomarca;
    • Design;
    • Redes sociais.
    Esse é o mínimo. Em específico esta última parte. Nós precisamos nos comunicar com PELO MENOS essas três redes sociais:
    • Facebook;
    • Instagram;
    • Twitter.
    Claro que é importante haver uma uniformidade nas postagens, mas acho interessante que uma rede social não seja cópia da outra. Por isso, do núcleo, eu recomendo que tenhamos pelo menos uma pessoa disposta a cuidar de cada uma rede social, com a quarta pessoa responsável por fiscalizar e servir de contra-mestre das restantes.

    Todavia, de tal modo que:
    • Devemos manter um ritmo de pelo menos 5 postagens semanais em cada uma das redes sociais, AFORA a divulgação de nossas postagens;
    • Estas deverão ser compartilhadas em horários de pico, por exemplo 11h e 20h;
    • E, claro, comunicação com nossos leitores.
    Lembrando, porém, que essas postagens semanais são postagens escolhidas. Postagens que você sabe que abrem espaço pros leitores. Que eles vão curtir. Postagens inteligentes. Não queremos centenas de leitores. Queremos pelo menos uma concentração satisfatória de bons leitores.



    §​



    Então muito bem. Pensem bem na proposta. Mas muito bem mesmo. Eu vou explodir a boca do sapo com macumba se vocês entrarem nessa porra e abandonarem o barco lá na frente. Sei que todo mundo é adulto e tá cheio de merda pra fazer. Ninguém aqui é desocupado. E justamente por isso é que ninguém é moleque. Então a pergunta é muito simples:

    Quem está disposto a participar do Núcleo?

    Agradeço quem se predispor a ajudar de forma esporádica, mas, pra ser bem curto e grosso: nesse momento inicial eu não preciso de ajudas esporádicas para algo que nem mesmo tem um sustentáculo. Ou eu conto com amigos, parceiros, ou então eu vou me recolher no meu bloguinho e pronto, vida que segue.
     
    • Ótimo Ótimo x 13
  2. Calib

    Calib Visitante

    De acordo com o Word, seu post ultrapassou o limite de 5 mil caracteres.
    Queira por favor reduzi-lo. :lol:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)



    Você tem interesse em reaproveitar o meu supernome de blogue do Bibliossauro? :dente:
    Pode ser o que ele precisa pra vingar. Daí reformulamos tudo, deleto o único post, etc.
    Quanto à LOGOMARCA, só chamando a @Seiko-chan pra te dar um puxão de orelhas haha.
     
    • LOL LOL x 2
  3. Jacques Austerlitz

    Jacques Austerlitz (Rodrigo)

    Acho a ideia bem legal. Evidentemente, como minha capacidade produtiva é nula, e não tenho facebook, instagram, nem twitter, não posso oferecer muita ajuda. Redes sociais não são meu forte. Se a ideia fosse trocar cartas, quem sabe...

    Mas acho que tu pode abrir aí o espaço pra discussões e começar o site por conta ou com mais alguém com quem tu te entenda. Talvez não seja tão difícil, e fique mais orgânico, ir ajeitando as coisas com o tempo, atraindo pessoas com quem seja possível um diálogo melhor do que seria com um quarteto fechado inicial.

    Mas reforço: procuro correspondentes. Escrevo à mão.
     
    • Gostei! Gostei! x 3
    • LOL LOL x 1
  4. DiegoMP

    DiegoMP Usuário

    Esse ponto da organicidade da coisa acho que é realmente importante.
    O planejamento tá lindo e claro que é necessário, só que imagino que possa ser um pouco problemático se o quarteto inicial não conseguir se adequar bem às propostas já pré-estabelecidas.
    Claro que isso aí pode ser só um esboço e após o pessoal já ter se acertado o cenário vá se moldando.

    Não acho que eu tenha muita capacidade produtiva de conteúdo pra embarcar nesse projeto, mas desejo muita sorte e tô na torcida desde já pra que a ideia saia do papel e dê certo. Uma ideia seria invocar os mortos, será que rola? Tauil, Lucas Deschain, Luciano R.M., Gigio. Tinha gente aí que era hiperprodutiva na época do Meia.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  5. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    tem que ver a quantas anda o posfácio, lembro do pips dizendo que ele tinha voltado e boa parte dos citados aí escrevem lá.
     
  6. Calib

    Calib Visitante

    Agora que a Anica falou do Posfácio, fui lá dar um confere, e parece que mixou o esquema... De 2016, um único texto de fevereiro. Última resenha literária: novembro de 2015. E por aí vai. A menos que o endereço não seja mais o posfacio.com.br, acho que mòrreu. Ou agoniza um coma, ao menos. :think:
     
  7. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    pois é, não sei exatamente quais são os planos deles. de qualquer forma, se souberem como estão as coisas, eu acho que vale falar com o luciano. ele publica tradução de poesia por conta própria, vira e mexe vejo algo dele no facebook (o que significa que ele deve ter muita coisa já pronta para começar).
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  8. Melian

    Melian Usuário

    Dona Anica me mandou o link via FB. Achei o texto inicial lindo. (Orgulho eterno do meu nolyon. Como assim cês não sabiam que Mavz é meu nolyon? Tá lá na assinatura dele, ó: "Eterno nolyon da Cléocléo."). Como vocês puderam notar, vim aqui dizer que adoro a Anica, que adoro o Mavz, mas nada de me pronunciar sobre o assunto do tópico.
     
    • LOL LOL x 2
    • Mandar Coração Mandar Coração x 1
  9. Calib

    Calib Visitante

    Olha, eu gosto da ideia de ter um lugar pra escrever resenhas, artigos mais longos, zoar o Draccon, curiosidades etc. sobre literatura (e talvez outras artes tipo cinema, HQ...); Até pra isso eu ia fazer um blogue e tal. E eu gosto de que a coisa tenha organização e compromisso com prazos pra funcionar, especialmente se o grupo for grande, pra ninguém deixar nas costas dos outros e se esquivar de sua responsabilidade hehe. Só que do jeito que foi proposto me parece criar muitos entraves e limitar um tanto a liberdade dos membros na escolha de suas leituras. Esse lance de colóquio, por exemplo, exigiria que dois membros lessem a mesma obra ao mesmo tempo para a comentarem (tipo como fazemos aqui no Clube de Leitura). Não estou dizendo que não se deveria tentar fazê-lo, mas pô-lo como uma meta tão obrigatória quanto resenhas livres torna a coisa toda meio estressante, eu acho. Pro início do site, pelo menos. Me parece que vale a pena ser tentado, mas que se tenha abertura para, se a coisa não funcionar bem, ser deixada de lado, ou só ser feita bem esporadicamente. A Jaula idem. Até porque, se eu entendi bem, a proposta do assunto exigiria a elaboração de um texto argumentativo e tal, que pode demandar alguma pesquisa prévia, sob risco de ficar algo mais raso e improvisado, como se fosse um debate aqui no fórum. Sei lá. Eu tô pilhado de retomar leituras e escrever resenhas e coisa e tal, mas não posso me comprometer antecipadamente com um modelo que eu não sei se saberia levar adiante. Por Deus, até resenha eu vou ter que aprender a fazer do zero. :lol:
     
    • Gostei! Gostei! x 5
  10. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    Dei uma pausa nos exercícios de civil pra responder-vos.

    Dei uma relida por alto e acho que passei uma ideia muito rígida do que tinha em mente. Nada disso é pétreo, naturalmente; eu só queria vir com algo bem montado pra que a gente pelo menos tenha algo em concreto pra discutir. Não ficar só no "vamos?" "Vamos". "Quem começa?" "Ahn..."

    Podemos deixar de lado a ideia das leituras conjuntas? Até podemos. Mas acho que isso corre o perigo de descaracterizar uma ideia. Pq eu acho que a gente precisa de uma. Fazer simplesmente um site de literatura me parece pouco. Já tem gente demais, e, na boa, se a gente for entrar na jogada sem pelo menos um aroma que seja, a gente vai ter que entrar numa briga de foice nisso de divulgação em peso. E aí é que a porca torce o rabo. Pq, acreditem, é muito mais fácil vc vender uma ideia, ter um princípio, uma mola que faça as pessoas olharem pro seu site e entenderem do que se trata, do que ficar apenas na clube dos cinco. Clube dos cinco já tem muito. Minha proposta foi a de fazermos algo além. Isso garante uma vendagem diferenciada, garante uma coesão maior ao grupo (estão em torno de uma ideia e não mais de uma juntada de orças) e garante um senso de contribuição. Vc pode estar num belo dum atoleiro, mas vc corre atrás de algo, vc defende algo.

    Esse seria um ponto. A ideia dos 4 foi uma ideia de segurança. Acho perigoso demais começarmos com menos que isso. É muito arriscado a gente deixar pra depois a cooptação de membros, a coisa do "com o tempo". Isso pode não acontecer nunca: pode ser, simplesmente, que com 6 meses os dois membros encham o saco e resolvam fechar a coisa toda. Claro que isso pode acontecer com qualquer tanto, mas se são 4, existe um compromisso de certo modo maior, e se são 4, e tendo em vista que pelo menos na proposta que eu apresentei a ideia é a de se voltar para o debate, então o risco de uma dissolução cai e bastante.

    Mas acho que a gente pode começar sim com resenhas descompromissadas. Mas isso de uma ideia, de um "o que queremos fazer", isso eu acho que é muito importante. É uma maneira de coibir as pessoas? Sim, é. Mas eu vejo também como uma maneira de nos aprimorarmos enquanto leitores: só que, dessa vez, juntos.
     
    • Gostei! Gostei! x 5
  11. -Jorge-

    -Jorge- mississippi queen

    Olha, Mavericco, não é por falta de vontade não, viu? É mais por falta de tempo e de saberes, como tinha dito mais ou menos a Clara por aqui, acho.

    Pelo que entendi você quer/ia? fazer algo como um suplemento literário de jornal ou uma revista literária em equipe e em forma de blog, prezando pela qualidade. Achei que isso isso exige um profissionalismo no nível de um curso de jornalismo, talvez, e não amadorismo, no sentido de amor à coisa.

    Achei um pouco contraditório com o público que você quer atingir: o mesmo de blogs como o tal HomoLiteratus e, talvez, booktubers, já que esse pessoal não preza exatamente pela qualidade da crítica, mas pelo livro da moda, pelo novo, pelo último.

    Se o objetivo é atingir esse segundo público e, digamos, desmascarar os gurus literários charlatões, você já tem a qualidade, só falta mudar o tipo de leitura e fazer vídeos com uma boa montagem, não? Daí o diferencial ou a marca já seria a qualidade da crítica (embora, de novo, ela não importe muito nesse meio, aparentemente).
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  12. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    Bem apontado, Jorge. Eu ñ digo exatamente o mesmo público. Mas algum público. Uma estrutura mínima de divulgação pra que a gente pelo menos ñ fique soterrado e possa até, quem sabe, captar algum público deles. Pq realmente ñ adianta a gnt pensar q um projeto assim funcionaria pro "povão". Isto é; o grosso dos leitores ñ quer discutir, quer só trocar figurinhas. Eles ñ acreditam na crítica. Só na "construtiva". Então de fato ñ é bem esse público que iríamos alcançar com esse projeto. Parte dele, quem sabe. Os mais curiosos, quem sabe.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  13. Calib

    Calib Visitante

    Arrasa-quarteirão: desconstruindo a literatura brasileira :lol:
     
    • LOL LOL x 2
  14. Seiko-chan

    Seiko-chan Retardada

    Última edição: 17 Jun 2016
    • LOL LOL x 5
  15. G.

    G. Ai, que preguiça!

  16. Seiko-chan

    Seiko-chan Retardada

    Aqui aparece de boas, xuxu
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  17. Galford Strife

    Galford Strife Jedi Master

    Então @Mavericco, eu trabalho com blogs faz algum tempo. Uma coisa que você tem que levar muito em conta é o desânimo que surge nos membros com o tempo. Vou explicar melhor, se prepara que lá vem história.

    Quando tive ideia de começar a escrever em blogs, falei com uns conhecidos em um outro fórum que participo, juntamos algumas pessoas e criamos o Blogue (sim, povo era criativo pra nome que era uma beleza). Éramos uns 5 ou 6, no começo todo mundo escrevia um monte, uma maravilha. Com o tempo uns foram saindo, outros parando de escrever e não dando notícia. No final era eu e mais um escrevendo. Com isso eu perdi um pouco a paciência e resolvi escrever pra o blog de outra pessoa, sem ter que me preocupar e cobrar os outros. Fui chamado para um blog que eu acompanhava e falava sobre games e RPG (e games de RPG =P) que era o Side Quest. Pessoal era legal, tinha vários posts por semana, era super organizado, tanto que tinha um grupo da equipe no facebook e toda semana o pessoal postava um calendário de que matéria teríamos para cada dia.

    Mas adivinha só? O que aconteceu no Blogue voltou a acontecer no Side Quest. O pessoal foi simplesmente parando de postar aos poucos até acabar. Uns por causa da Faculdade, outros por causa de trabalho, alguns por preguiça... Fiquei alguns meses parado, mas eu e o Fernando (que era o editor do Side Quest quando estava nas últimas, já que o dono havia abandonado) ficamos um tempo planejando lançar outro blog, mas ele disse que tínhamos que ter cuidado com o que ele apelidou de "efeito Side Quest", que é justamente esse desânimo que atinge o povo depois de um tempo.

    Criei o Nerdbucks (que é meu blog atual) e em apenas 1 ano e meio de existência muitos membros já passaram pelo "efeito Side Quest", alguns voltaram, outros não. Então, a chave é sempre tentar ter uma equipe grande. Dá pra começar com uns 4, mas tem que já ir pensando em ir arrumando mais gente. Eu mesmo não paro de procurar pessoas novas pra escrever lá, e olha que não é fácil de conseguir.

    Mas enfim, pelo menos o "efeito Side Quest" não me atingiu ainda, atualmente além do Nerdbucks eu ainda escrevo para o Guerreiros da Colina (blog do Vasco) e para o Geek Blast. E se pudesse escreveria mais, mas o tempo as vezes atrapalha.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
    • Gostei! Gostei! x 1
  18. Calib

    Calib Visitante

    Minha única grande dúvida, @Galford Strife : esse Nerdbucks já tá arrecadando dinheiro? :mrgreen:
     
  19. Galford Strife

    Galford Strife Jedi Master

    Então, ainda não. Mas minha intenção é aumentar a quantia de leitores fiéis antes de começar a pensar em dinheiro. Já estamos com bons números pra um blog de entretenimento com somente 1 ano e meio de vida. Claro que alguns dão um pouco mais de sorte e conseguem mais em menos tempo, mas em geral nossos números estão melhores do que a maioria dos blogs que tem tempo de vida parecido. Qualidade nós temos, mas leva tempo, uma vez eu li em algum lugar que o pessoal do Omelete (o Borgo se não me engano) disse em uma entrevista que nos primeiros 5 anos se você pensar em dinheiro seu blog não vai pra frente, porque leva tempo para a grana chegar.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  20. kika_FIL

    kika_FIL Usuário

    Morreu a ideia?
     
    • Gostei! Gostei! x 1

Compartilhar