1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Pearl S. Buck

Tópico em 'Autores Estrangeiros' iniciado por Ilyriä, 17 Jun 2003.

  1. Ilyriä

    Ilyriä Usuário

    Pearl Sydenstricker Buck (1892 - 1973)

    Pouca gente daqui citou essa autora fabulosa. Ela retratou a China, onde viveu toda a sua vida, com cores fantásticas. Filha de missionários, cresceu na China, foi estudar nos EUA, casou-se com um missionário e voltou para a Ásia. Ganhadora do Prêmio Nobel de Literatura em 1938, retratou de forma magistral o povo e o cotidiano da China, e escreveu também sobre a Coréia e o Japão.

    Suas obras:

    East Wind, West Wind (1930)
    The Good Earth (1931) Maravilhoso!
    Sons (1932)
    The Mother (1933)
    A House Divided (1935)
    House of Earth (1938) [trilogy: The Good Earth; Sons; A House Divided] A compilação das três obras sobre a família de Wang Lung
    This Proud Heart (1938)
    The Patriot (1939)
    Other Gods (1940)
    China Sky (1941)
    China Flight (1942)
    Dragon Seed (1942)
    The Promise (1943)
    The Townsman (1945 [John Sedges pseudonym])
    Portrait of a Marriage (1945)
    Pavilion of Women (1946) Muito bom também.
    The Angry Wife (1947 [John Sedges])
    Peony (1948) Publicado como Refúgio TranqÜilo... razoável.
    Kinfolk (1949)
    The Long Love (1949 [John Sedges])
    God's Men (1951)
    Bright Procession (1952 [John Sedges])
    The Hidden Flower (1952) A Flor oculta, sobre Japão.
    Come, My Beloved (1953)
    Voices in the House (1953 [John Sedges])
    Imperial Woman (1956)
    Letter from Peking (1957) Fantástico, o primeiro que eu li dela, sem saber que alguns anos mais tarde ia me apaixonar por A boa terra.
    Command the Morning (1959)
    Satan Never Sleeps (1962)
    The Living Reed (1963) Se não me engano, foi publicado como A serpente Vermelha, fala da Coréia.
    Death in the Castle (1965)
    The Time is Noon (1966)
    The New Year (1968) Muito bom também, apesar da maior parte dele se passar nos E.U.A.
    The Three Daughters of Madame Liang (1969)
    Mandala (1970)
    The Goddess Abides (1972)
    All Under Heaven (1973)
    The Rainbow (1974)


    Ela publicou também a biografia de sua mãe e seu pai, A Exilada e O Anjo Lutador, respectivamente. Não gostei muito de A Exilada... pois a China é vista pelos olhos da mãe dela, uma americana de corpo e alma, e não pelos dela.

    Mais alguém já leu alguma coisa dela?
    Gostaram? O que acharam?

    PS: Agradeço ao Chiaroscuro pela mãozinha que me deu na pesquisa sobre os títulos.
     
  2. Faram¡r

    Faram¡r Dr. Benway

    O primeiro livro que eu li dela foi A Boa Terra. Apaixonei-me de cara, ate hoje é um dos livros que eu mais gosto. Em seguida li também Vento Leste, Vento Oeste, primeiro livro de sua carreira, onde em um romance ela compara a forma ocidental e a forma chinesa de relacionamento e casamento. Bastou para que eu procurasse outras coisas dela. Em sebo, achei A Promessa, Mulher Imperial, A Exilada e A Extirpe do Dragão, entre alguns contos compilados em um livro. Todos ótimos, embora o meu maior interesse é achar as continuações de A Boa Terra, e a saga dos filhos de Wang Lung.

    Seria estranho uma ocidental conseguir penetrar tão bem no pensamento Chinês pré-revolucionário, mas ela, como dito pela Ilyriä, viveu grande parte de sua vida na China. Creio que essa identidade e diferença ao mesmo tempo em que ela experimentou em sua vida a permitiu estar "dentro" da sociedade o suficiente para compreende-la internamente, e "fora" o suficiente para ter uma posição de observadora e comparadora.

    O melhor que eu li e que é considerado o melhor dela é A Boa Terra. Ao traçar a vida de Wang Lung de sua juventude ate a maturidade, concomitante à prosperidade que ele adquire para sua família, ela traça uma visão pungente da velha China, anterior à Revolução. A perseverança de Wang Lung e seu amor a terra; ainda a superação da fome e da miséria, acompanhado por sua esposa, Olan, são um mergulho nessa sociedade fascinante que Pearl Buck nos permitiu.
     
  3. Luthien_Star

    Luthien_Star Usuário

    NUnca li nenhum livro dela, apesar de ter uns 6 aqui em casa. As história pareecem ser boas, mas me falta tempo... ela eh a autora preferida da minha avó!
     
  4. Ilyriä

    Ilyriä Usuário

    LEIA!!!!!
    É maravilhoso, vale a pena.

    Ah, e se tiver algum deles q vcs não queiram mais... assim... queiram se desfazer deles... :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

    A gente acerta preço e despesas de correio....
     
  5. *LiSa_SimpSon*

    *LiSa_SimpSon* Usuário

    Nossa...acabei de ler A boa terra...q livro lindo!...perfeito mesmo...a estória...os personagens...o caráter dos personagens...o fim!... :mrgreen: Vô procurar mais livros dela na biblioteca... :wink:
     
  6. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Algumas semanas atrás passou um filme baseado no livro dessa autora na TV cultura.

    Pavilion of Women, com o ator Willem Dafoe, em que esse ator é um padre vivendo na China como tutor\professor de uma nativa e começa a sentir amor por essa chinesa. O filme me surpreendeu positivamente. Para quem viu Memórias de Uma Gueixa penso que a caracterização de cenário e filmagem ficaram fiéis e ainda melhores e a trilha sonora também é bonita...

    Eu tinha comprado o livro "A Grande Travessia" e gostei muito porque tinha adquirido por tratar de um tema no Japão. As experiências da autora quando ela fala das viagens e de como ela ficou em uma ilha no pacífico enquanto a ilha era evacuada por causa de um terremoto com previsão de maremoto são uma imagem que eu achei realmente incrível. O livro todo é pontuado pelo clima.

    Tipo, às vezes o clima é gentil com os campos e as vezes eles entram em atrito. E isso lembra uma relação amorosa ou de paixão entre duas pessoas que se amam. Enfim, muito bom.

    Vale muito a aquisição do livro. Imagino que o título original seja "A Bridge for Passing" que aqui ficou como "A Grande Travessia".
     
    Última edição: 11 Jul 2013

Compartilhar