• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

O Funk Carioca Atual é Funk pra Você?

funk é musica?

  • sim

    Votos: 30 28,3%
  • não

    Votos: 76 71,7%

  • Total de votantes
    106

Nazgûl

Usuário
Re: Funk é música?

Na minha opinião o funk não é musica, atem alguns que são + ou - , mas nunca me agradou muito esse genero musical, pô eles acabam com as mulheres e o tanto que eles são sem conteudo musical, para mim não é musica.
 

vinicius_limpe

Usuário
Re: Funk é música?

A disputa esta acirrada?
Acho que não.
Os contra Funk estão ganhando com 10 pontos na frente.

Funk e um nojo!!
 

Melian_ a maia

Eu não sou um
Re: Funk é música?

O rapaz ali atrás foi tão politicamente correto!
Tão bonitinho rs
Mas na forma de ver e analisar funk não se enquandra em musica... Assim como quem é musico não considera musica eletronica como musica, pq como já diz o nome, não precisa de nada nem ninguem só de um programa e um pc.

Pode ser uma tentativa...
Ou como dizmeu pai
Barulho!
kkkkkkkkkkkkkk
 

zorba

VAI CORINTHIANS!
Re: Funk é música?

Achei o seu post muito preconceituoso e ruim a forma com que você trouxe a proposta de votação, que foi por demais tendenciosa.

não estou sendo preconceituoso, não gosto do ritmo e apenas propus que se discutisse a respeito, gosto é gosto e cada um tem o seu, é exatamente a minha intenção, que todos expressem seu gosto ou não pelo funk!!!

... A generalização que você propõe somente atesta que o seu conhecimento sobre o tema é no máximo superficial.

meu caro, aqui onde eu moro não tem como vc não conhecer, mesmo que não queira, sobre funk, em época de movimento de cada 100 carros/casa com turistas 80 só tocam funk, o dia todo e de tanto ouvir, acho que ja conheço um pouco (infelizmente) sobre o assunto o que me faz gostar menos ainda do estilo...

Funk é musica....

não é o que a maioria pensa....

.....Só para citar um exemplo, a Adriana Calcanhoto regravou um Funk de "Claudinho e Bochecha".....

CLAUDINHO E BOCHECHA???????
nessa época o funk ainda era aceitável e bem como vc disse as letras ainda tinham sentido e falavam de amor e coisas bacanas....
inclusive a letra da musica citada é muito boa!!!!!!!
mas vc não quer comparar Claudinho e Bochecha com os funks de hoje em dia , né???
nada a ver....
 
Última edição:

Melian_ a maia

Eu não sou um
Re: Funk é música?

Eu considerava esses dois como pop....
Não tinha o tal do "pancadão" na musica deles
assim como hj considero a Perla como pop tbm, funk é a Tati quebra barraco
hahahahah
 

arthurreis

Disse "Aiya" para o
Re: Funk é música?

Eu considerava esses dois como pop....

Consideram o estilo deles e de outros como "Funk Melody"

O que ocorreu foi que o gênero foi desvirtuado, perdendo suas características. E isso vem ocorrendo também com o Rock (ficou muito comercial), Música Eletrônica (também ficou comercial demais, acabou a verdadeira House Music), Sertanejo (com o surgimento do universitário, principalmente...), dentre diversos estilos....


EDIT: Melian, tem razão. O correto é Funk Melody, não Funk Music, sorry xD
 
Última edição:

vinicius_limpe

Usuário
Re: Funk é música?

Todos os estilos musicais estão perdendo aquilo que demoraram tanto para fazer ser aceito.Na minha opinião e aposto que na de muitos também nem mesmo o bom e velho Rock e a mesma coisa.Hoje em dia tudo está em decadencia, estão acabando com aquilo que os melhores musicos de todos os TEMPOS criaram e hoje esses amtigos talentos e as pessoas que gostam de escuta-lo são considerados velhos e ultrapassados.

E só pra citar eu também conheço o trabalho de Claudinho e Bochecha, e na minha opinião eles não tinham nada a ver com o Funk de hoje em dia.Eles não tinham esse estilo escroto de cantar coissas sem ritmo apenas barulho como diz o meu pai e também o de Melian_ a maia.
 

Katrina

Usuário
Re: Funk é música?

Eu respeito a opinião das pessoas que postaram aqui contra o gênero musical, mas que fique bem claro que eu respeito o gosto musical e somente ele.

Não é porque eu não gosto do gênero musical Y que ele deixa de ser um gênero musical. Realmente o Funk carioca não é música, como disse antes ele é um gênero musical. E quer vocês aceitem isso ou não ele continuará a ser um gênero musical. Mas, não se preocupem vocês têm todo o direito de gostar ou não gostar dele.

[ame="http://pt.wikipedia.org/wiki/Funk_carioca"]Funk Carioca[/ame] ou [ame="http://pt.wikipedia.org/wiki/Funk"]Funk[/ame]. Ainda que sejam gêneros completamente díspares, e com toda razão pois tiveram origens diferentes. São ambos pura e simplesmente isso: GÊNEROS MUSICAIS, com suas letras e melodias inerentes a cada estilo.

A pergunta do tópico é que foi descabida. Se maestros e músicos aceitam-o como tal (mesmo que não gostem) porque é que ficaríamos julgando aqui se o Funk é gênero musical ou não? Se atenham a discutir os gostos. Você gosta de Funk? Porque? :blabla: ?
Mesmo que alguns falem que funk não é música porque simplesmente "jogam" qualquer um em um palco para cantar. Bem, por mais que isso seja verdade, todo pancadão em sua base segue os fundamentos básicos da música (harmonia, ritmo e melodia). Sendo assim, se Funk não é gênero musical, queria saber o que vem a ser música então já que esses três fundamentos deixam de ser considerados... :think:

Ah, e não estou dizendo com isso que amo e adoro o funk carioca. Eu simplesmente não gosto, mas daí eu ir contra a teoria musical é um longo caminho.
 

Vilya

Pai curuja, marido apaixonado
Re: Funk é música?

não estou sendo preconceituoso,
Você mesmo se contradiz.
meu caro, aqui onde eu moro não tem como vc não conhecer, mesmo que não queira, sobre funk, em época de movimento de cada 100 carros/casa com turistas 80 só tocam funk, o dia todo e de tanto ouvir, acho que ja conheço um pouco (infelizmente) sobre o assunto o que me faz gostar menos ainda do estilo...
Tá vendo, sua base de análise leva em conta apenas o lixo que os turistas (que você não gosta) trazem e te "forçam" a ouvir.
Eu considerava esses dois como pop....
Não tinha o tal do "pancadão" na musica deles
assim como hj considero a Perla como pop tbm, funk é a Tati quebra barraco
hahahahah
Vocês deviam procurar a respeito do assunto antes de, preconceituosamente, deduzir que o que vocês (pouco) conhecem é a regra. Ou pelo menos ouvir o que as pessoas "do ramo" têm a dizer, como no exemplo do nosso amigo Arthur:
Consideram o estilo deles e de outros como "Funk Music"
Tá vendo.

Eu não tenho porque acompanhar uma maioria sem informação musical quando alguém com conhecimento de causa diz exatamente o contrário.
O que ocorreu foi que o gênero foi desvirtuado, perdendo suas características. E isso vem ocorrendo também com o Rock (ficou muito comercial), Música Eletrônica (também ficou comercial demais, acabou a verdadeira House Music), Sertanejo (com o surgimento do universitário, principalmente...), dentre diversos estilos....
Exatamente, o gênero se desvirtuou devido ao contexto social em que o gênero se prolifera e a forma que alguns empresários inescrupulosos resolveram explorar a situação. Some a isso a "playboyzada" que acha engraçadinho ouvir músicas com palavrão e referências sexuais explícitas.

Outra coisa que pouca gente sabe é as letras estilo "Taty Quebra-Barraco" existem desde a época de Claudinho e Bochecha, por exemplo (e até bem antes deles). O lance é que eram proibidas de serem reproduzidas. Com o advento da internet e principalmente do Youtube é que eles conseguiram se popularizar.

O que eu quero dizer é que como a maioria não gosta do estilo e muitos tomaram conhecimento a partir dos piores exemplos, acabam por, preconceituosamente, achar que funk se resume a isso. Aqui está o grande erro.

CLAUDINHO E BOCHECHA???????
nessa época o funk ainda era aceitável
Será que você tá falando de algo que você conhece ou querendo se desculpar?

Deixa eu te dar um exemplo "lixão" da mesma época dos dois. Mais do que apologia à putaria eles faziam apologia ao crime organizado nas favelas cariocas.
 
Última edição por um moderador:

Melian_ a maia

Eu não sou um
Re: Funk é música?

O funk tem um defensor em potencial
Seus argumentos são bons, mas a minha opinião permanesce a mesma.
Não me dei o trabalho de fazer um estudo sobre funk pq vivo com musicos a minha volta,se eles não sabem definir o que é musica do que não é, eu saberei menos ainda que sou uma iniciante no estudo da arte.
E o principal motivo de nao estudar : Minha sanidade não suportaria.
Mas já que minha teoria nunca é infundada fui olhar só p/ ver se esses dois q estão em questão são mesmo funkerios de pancadão.
E olha só o que descubro.
Funk tbm tem generos...
o cd deles está classificado como : rap e funk-melody
olha só, não é só o rock que é melodico o funk tbm é.
 
Re: Funk é música?

Bom, na época mesmo eu conheci Claudinho e Buchecha como 'rap'.
Agora, qual a diferença entre "rap", "funk", "black music" e "hip hop"? Porque parece que colocaram tudo como uma coisa só...


Quanto ao que a Katrina e outros disseram sobre ser ou não música, eu acredito que o que o zorba quis dizer ao criar o tópico foi "é música pra você?" de uma forma mais subjetiva mesmo... Não com relação à teoria musical.

Ah, sim... existe coisa muito pior da época de Claudinho e Buchecha, sim!
Não só no funk, eu mesma citei o axé ao estilo "boquinha da garrafa" que explodiu na época. E tinha umas bandas também que se diziam de rock e que faziam apologia às drogas, mas não lembro o nome agora. Só lembro que deu uma polêmica danada na época, porque foi proibido.
 
Última edição:

Elanor Ladeira

Apaixonada
Re: Funk é música?

E quer vocês aceitem isso ou não ele continuará a ser um gênero musical. Mas, não se preocupem vocês têm todo o direito de gostar ou não gostar dele.
Perfeita!
A pergunta do tópico é que foi descabida. Se maestros e músicos aceitam-o como tal (mesmo que não gostem) porque é que ficaríamos julgando aqui se o Funk é gênero musical ou não? Se atenham a discutir os gostos. Você gosta de Funk? Porque? :blabla: ?
Perfeita mais uma vez :D
 

Reita

Usuário
Re: Funk é música?

funk não pode ser consciderao musica pois é barulho sem orden nenhuma, por isso eu voto não
funk não é musica
 

Katrina

Usuário
Re: Funk é música?

Bem essa definição para Música na Wikipedia está bem interessante. Só vem a ser mais um argumento a corroborar que o que deveria estar sendo discutido aqui são os gostos e não se o funk carioca é ou não um gênero musical (até porque ele é).

A música (do grego μουσική τέχνη - musiké téchne, a arte das musas) é uma forma de arte que constitui-se basicamente em combinar uma sucessão de sons e silêncio agradável, ritmada e organizada ao longo do tempo.[1]

Bem, alguns vão vir comentar que o funk carioca não é agradável. Bem, eu também não acho agradável (pelo menos não aos meus ouvidos), mas tem gente que acha.

Definir a música não é tarefa fácil porque apesar de ser intuitivamente conhecida por qualquer pessoa, é difícil encontrar um conceito que abarque todos os significados dessa prática. Mais do que qualquer outra manifestação humana, a música contém e manipula o som e o organiza no tempo. Talvez por essa razão ela esteja sempre fugindo a qualquer definição, pois ao buscá-la, a música já se modificou, já evoluiu. E esse jogo do tempo é simultaneamente físico e emocional. Como "arte do efêmero", a música não pode ser completamente conhecida e por isso é tão difícil enquadrá-la em um conceito simples. A música também pode ser definida como uma forma linguagem que se utiliza da voz, instrumentos musicais e outros artifícios, para expressar algo à alguém.

Viu como não é fácil falar que A não é música e sim B, C e D.

Uma vez que é difícil obter um conceito sobre o que é a música, alguns tendem a definí-la pelo que não é:

A música não é uma linguagem normal. A música não é capaz de significar da mesma forma que as línguas comuns. Ela não é um discurso verbal, nem uma língua, nem uma linguagem no sentido da linguística (ou seja uma dupla articulação signo/significado), mas sim uma linguagem peculiar, cujos modos de articulação signo musical/significado musical vêm sendo estudados pela Semiótica da Música.

A música não é ruído. O ruído pode ser um componente da música, assim como também é um componente (essencial) do som. Embora a Arte dos ruídos teorizasse a introdução dos sons da vida cotidiana na criação musical, o termo "ruído" também pode ser compreendido como desordem. E a música é uma organização, uma composição, uma construção ou recorte deliberado (se considerarmos os elementos componentes do som musical). A oposição que normalmente se faz entre estas duas palavras pode conduzir à confusão e para evitá-la é preciso se referir sempre à ideia de organização. Quando Varèse e Schaeffer utilizam ruídos de tráfego na música concreta ou algumas bandas de Rock industrial, como o Einstürzende Neubauten, utilizam sons de máquinas, devemos entender que o "ruído" selecionado, recortado da realidade e reorganizado se torna música pela intenção do artista.

A música não é totalizante. Ela não tem o mesmo sentido para todos que a ouvem. Cada indivíduo usa a sua própria emotividade, sua imaginação, suas lembranças e suas raízes culturais para dar a ela um sentido que lhe pareça apropriado. Podemos afirmar que certos aspectos da música têm efeitos semelhantes em populações muito diferentes (por exemplo, a aceleração do ritmo pode ser interpretada frequentemente como manifestação de alegria), mas todos os detalhes, todas as sutilezas de uma obra ou de uma improvisação não são sempre interpretadas ou sentidas de maneira semelhante por pessoas de classes sociais ou de culturas diferentes.

A música não é sua representação gráfica. Uma partitura é um meio eficiente de representar a maneira esperada da execução de uma composição, mas ela só se torna música quando executada, ouvida ou percebida. A partitura pode ter méritos gráficos ou estéticos independentes da execução, mas não é, por si só, música.

De todos os tópico citados aí em cima, dou destaque ao "A música não é totalizante". O que agradável para A pode ser (e o é) desagradável para B e vice-versa. Parafraseando a fala popular " Gosto é igual ** cada um tem o seu".

Portanto, acho que deveríamos ater este tópico ao proposto pelo zorba inicialmente (ainda que ele não tenha deixado claro). Ficar entrando nos pormenores da teoria musical e a classificação dos gêneros musicais exige conhecimento de longos anos.


funk não pode ser consciderao musica pois é barulho sem orden nenhuma, por isso eu voto não
funk não é musica

Já foi em algum concerto de música experimental ou música concreta? A uma primeira audição é difícil perceber alguma ordem no que parece ser apenas cacofonia. Mas depois começa-se a perceber a ordem no caos. Me pergunto se ela não é música (digo, gênero musical) justamente por quebrar com a estruturação certinha de antes... :think:

EDIT:

Música Concreta:


 
Última edição por um moderador:

vinicius_limpe

Usuário
Re: Funk é música?

Eu, mesmo depois de tantas argumentações, mantenho meu voto de que Funk não e música e sim apenas uma tentativa de música que não deu certo no Brasil por esse ser um país que quando recebe influencias boas ou más as adota de forma diferente.
 

Reita

Usuário
Re: Funk é música?

Bem essa definição para Música na Wikipedia está bem interessante. Só vem a ser mais um argumento a corroborar que o que deveria estar sendo discutido aqui são os gostos e não se o funk carioca é ou não um gênero musical (até porque ele é).



Bem, alguns vão vir comentar que o funk carioca não é agradável. Bem, eu também não acho agradável (pelo menos não aos meus ouvidos), mas tem gente que acha.



Viu como não é fácil falar que A não é música e sim B, C e D.



De todos os tópico citados aí em cima, dou destaque ao "A música não é totalizante". O que agradável para A pode ser (e o é) desagradável para B e vice-versa. Parafraseando a fala popular " Gosto é igual ** cada um tem o seu".

Portanto, acho que deveríamos ater este tópico ao proposto pelo zorba inicialmente (ainda que ele não tenha deixado claro). Ficar entrando nos pormenores da teoria musical e a classificação dos gêneros musicais exige conhecimento de longos anos.




Já foi em algum concerto de música experimental ou música concreta? A uma primeira audição é difícil perceber alguma ordem no que parece ser apenas cacofonia. Mas depois começa-se a perceber a ordem no caos. Me pergunto se ela não é música (digo, gênero musical) justamente por quebrar com a estruturação certinha de antes... :think:

EDIT:

Música Concreta:



desculpe nao quis ser desagradável mais eu reapondi o que o enquete pergunta.
funk é musica??
e dei minha opinião
eu sei bem o que é musica eu estudei quase minha vida inteira isso, toquei em uma orquestra grande durante muitos anos
o que eu aprendi sobre musica é:
musica é uma combinação de sons que conservão entre si uma relação lógica e ordenada.
por isso dei minha respota não quis participar da discução apenas dei minha opinião
 
Última edição por um moderador:

arthurreis

Disse "Aiya" para o
Re: Funk é música?

Outra coisa que ocorre muuuuuuuuito no Brasil, principalmente por influência da mídia televisiva (Globo e suas novelas), é a questão das "modinhas". Não lembro o nome da novela, mas alguns anos atrás o funk estourou porque uma personagem "patricinha" virou "funkeira". Até algumas semanas atrás, o pessoal da minha escola falava "tic" e "hare baba" ¬¬ quando passou novela "América" ouvia-se muito country....
e assim por diante....


ps.: Katrina Galad: música concreta rules!
 

Katrina

Usuário
Re: Funk é música?

desculpe nao quis ser desagradável mais eu reapondi o que o enquete pergunta.
funk é musica??
e dei minha opinião
eu sei bem o que é musica eu estudei quase minha vida inteira isso, toquei em uma orquestra grande durante muitos anos
o que eu aprendi sobre musica é:
musica é uma combinação de sons que conservão entre si uma relação lógica e ordenada.
por isso dei minha respota não quis participar da discução apenas dei minha opinião

Mas, é justamente daí que advém a minha crítica. A pergunta da forma que foi feita gera múltiplas leituras.
O certo seria ter perguntando. Se você gosta de Funk carioca (notem a necessidade de explicitar a que gênero musical está se referindo) e o porque?
E a partir daí extrapolar para o lado social e etc...
Agora discutir o que é música ou deixa de ser está a anos-luz do que era para ser discutido....

É bem como o Vylia colocou:

Achei o seu post muito preconceituoso e ruim a forma com que você trouxe a proposta de votação, que foi por demais tendenciosa.

Funk nacional é música. Gostar ou não, atestar ou contestar a qualidade é outra história.
(grifo meu)
 

ExtraTerrestre

Usuário
Re: Funk é música?

Outra coisa que ocorre muuuuuuuuito no Brasil, principalmente por influência da mídia televisiva (Globo e suas novelas), é a questão das "modinhas". Não lembro o nome da novela, mas alguns anos atrás o funk estourou porque uma personagem "patricinha" virou "funkeira". Até algumas semanas atrás, o pessoal da minha escola falava "tic" e "hare baba" ¬¬ quando passou novela "América" ouvia-se muito country....
e assim por diante....


ps.: Katrina Galad: música concreta rules!

Só no Brasil? Os nobres franceses de salto alto no século XVIII ou as gravatas de babadinho do século XIX são o que então?

Não sei, acho que em qualquer lugar no mundo e por toda a história, a elite lança padrões para se diferenciar, e tem necessidade de os mudar a partir do ponto em que as camadas mais baixas começam a conseguir copiar, de uma maneira ou de outra.
 

Valinor 2021

Total arrecadado
R$150,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo