1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Novo Mundo para D&D - Os Reinos de Ferro

Tópico em 'D&D e d20' iniciado por FendiOrc, 4 Jun 2004.

  1. FendiOrc

    FendiOrc Usuário

    E aí pessoal...

    Alguém já teve contato com o novo suplemento para D&D lançado agora pela Jambô (a mesma que vem lançando os volumes da série Quintessência)?

    São 3 aventuras interligadas (SIM! Uma trilogia!) nos chamados Reinos de Ferro, o mundo apresentado agora. A história parece ser muito boa, alguém já está jogando?

    FendiOrc
     
  2. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Eu tenho o primeiro volume... é muito interessante. Muito mais pela história da aventura do que pelo cenário em si. A Trilogia do Fogo das Bruxas vale a pena comprar, até porque não é caro... com 45 pila tu compra os 3 livros (lembrando que a Jambô só traduziu 2 até agora), mas o Iron Kingdom... não sei...
     
  3. Ka Bral o Negro

    Ka Bral o Negro Tchokwe Pós-Moderno

    Eu ganhei o primeiro volume na Dragão Fest, ao vencer o quiz d20.

    Gostei dos Reinos de Ferro. Comprarei os demais.
     
  4. led_z

    led_z Usuário

    Eu queria muito dar uma olhada nesse Reinos de Ferro.

    Ele é tradução ou nacional?
     
  5. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Tradução. E meia boca ainda.... pô, será que não temos UM bom tradutor no Brasil? :disgusti:
     
  6. FendiOrc

    FendiOrc Usuário

    É por isso que de tempos em tempos eu penso em virar freelancer dessas porcarias de editoras. Parece que não tem UM SER HUMANO competente nos departamentos de tradução...

    Também tem que ver se os caras são ruins de inglês mesmo, ou se eles são só incompetentes de não revisarem outras obras de mesmo conteúdo e vocabulário para adequarem-se ao clima da linguagem.

    FendiOrc
     
  7. Barlach

    Barlach Verde. E arqueiro

    Eu já ouvi falarem q o grande problema das traduções não é o inglês e sim o portugês...... Tem uns caras q simplismente naum sabem escrever....

    Bem, voltando ao livro, eu gostei muito do primeiro. Pretendo comprar o segundo, mas a Jambo tava sem stand no EIRPG e eu naum consegui encontrar na loja da Devir.....

    Parece q os livros básicos (sim, mais de um) foram lançados em abril lá fora..... É divido em dois pq ia sair muito caro um livro de mais de 700 páginas....... Eu espero muito desses livros...... A parte visual parece boa pelo o q eles mostraram nos previews...... E o conteúdo tbm....... Pretendo comprar no final do ano......
     
  8. Lukaz Drakon

    Lukaz Drakon Souls. I Eets Them.

    A Jambô lançou agora o Guia de Personagens para o Reino de Ferro. Ele detalha mais as regras de personagens, talentos, perícias, magias, etc. Apesar de ainda precisar dos outros livros, é ótimo pra quem gostou da trilogia inicial (eu).

    E ta em promoção na
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , R$69,95.

    Vou ver se pego o meu esse fim de ano. :uhu:
     
  9. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Um dos jogadores do meu grupo comprou e achou excelente!
     
  10. Barlach

    Barlach Verde. E arqueiro

    Eu comprei também. Fui na Moonshadows e tava entre ele e o Castle Ravenloft. Só que quando eu vi que o livro do Iron Kingdoms custava 20 reais a menos com o triplo de páginas, nem precisei pensar muito.

    O livro é muito bom. Pra jogadores, ele é perfeito, com todas as raças e classes bem detalhadas, além de muitas dicas pra criação de personagens na forma de pequenos relatos e citações, que definem muito bem o clima do jogo. E também detalha muito bem os deuses do cenário, um prato cheio pra quem gosta de clérigos. Ainda não entrei no sistema de magias, com a tal mekanic e tudo mais e ele parece bem complexo, o que pode atrair alguns.

    Mas o livro não é todo perfeito. Primeiro, ele é incompleto, o que é óbvio considerando que tem um outro volume. Mas não tem nem um resumo de cada reino, pra ajudar o jogador a decidir.

    E também tem outra coisa: pra um livro com recursos pra jogadores e não pro mestre, o livro é grande demais. Sinceramente, se o mestre com quem eu jogo chega com esse livro propondo um cenário novo, todo aquele material vai ficar sub-utilizado, porque ninguém mais vai ter lido.

    De fato esse é o maior problema do livro. Às vezes, fazer um livro gigantesco não é a solução. O livro sofre dos mesmos problemas dos livros de storyteller, eles ficam tentando criar um clima e acabam gastando espaço demais com coisas de muita pouca utilidade. Por exemplo, o livro gasta umas cinco páginas só com exemplos de nomes, coisa que o Forgotten faz em meia e no fundo ninguém usa. E também gasta mais que isso detalhando as origens dos nomes dos dias, das semanas e dos meses, coisa que eu nem sei no mundo real! São detalhes que na verdade não acrecentam pouco ou nada à uma história. Capacidade de síntese também é uma qualidade de um bom escritor.

    Mas agora eu vou ter que esperar pelo segundo volume, que eu espero que a Jambô lance. Pra mim, a descrição do cenário é o mais importante e devia ser o que vem primeiro.
     
  11. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Isso que tu apontou é bastante importante, Barlach. Geralmente o jogador não tem saco de ler um livro tão grande de informações "básicas" do cenário. Já foi um deus nos acuda eu convencer o meu grupo a ler as... 32 páginas do Player's Guide to Ptolus, que dirá um calhamaço que nem o Iron Kingdom!
     
  12. Barlach

    Barlach Verde. E arqueiro

    Pois é. E mesmo que você tenha um grupo interessado e todos queiram ler, ainda assim é um livro que você vai levar um tempinho lendo. Se for emprestando pra cada, você só joga 6 meses depois.
     
  13. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Se tiver muita sorte (grupo hiper interessado, desocupado e que leia rápido)... do contrário, pode colocar uns aninhos aí.
     
  14. Barlach

    Barlach Verde. E arqueiro

    Por isso que nesses casos a melhor coisa a fazer é o mestre criar os personagens junto com os jogadores.

    Por exemplo, se o jogador quer criar um clérigo, o mestre já apresenta uma organização religiosa que se encaixa com a história que o jogador já criou, e este pode então adaptar um pouco a história.

    Ou então se existe alguma classe de prestígio que o mestre acha que encaixa com o personagem do jogador, ele já mostra ela.

    O importante é ser direcionado, e não falar pra eles lerem tudo.
     
  15. Lukaz Drakon

    Lukaz Drakon Souls. I Eets Them.

    Jogador lendo algum livro de regras sobre o cenário ?! Isso existe !? 8-O
     
  16. Ka Bral o Negro

    Ka Bral o Negro Tchokwe Pós-Moderno

    Jogadores interessados, que lêem os livros, sabem as regras, conhecem o cenário? Nossa, eu tenho inveja de vocês de São Paulo e do Sul...:disgusti:

    Eu quero dar uma olhada nesse novo livro. Mas provavelmente eu o comprarei só pra ler, e não pra jogar - assim é com atualmente 100% dos meus livros de RPG. :dente:

    Ah sim, e a análise do Barlach está muito boa, pra variar.



    :think: :think: :think:
     
  17. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Nós estávamos sendo sarcásticos, Ka Bral..:lol:

    Meus jogadores a muito custo leram o Player's Guide to Ptolus... 32 páginas e tal.
     
  18. Ka Bral o Negro

    Ka Bral o Negro Tchokwe Pós-Moderno

    Na época em que eu estava no auge do vício, jogando todos os dias, somente eu tinha os livros, e somente eu conhecia as regras. E eu era o Mestre, duh. Aliás, pouquíssimas vezes eu fui jogador - e quando o fui, freqüentemente discordava do Mestre, embora não o contestasse abertamente.
     
  19. KADU

    KADU Estão vendo esta caneta?

    Comprei as duas primeiras aventuras da trilogia do fogo das Bruxas, achei bastante interessantes. Adaptei a Forgotten mas foram aventuras bem bacanas. Sobre a ambientação ainda não conheço, mas sinceramente tudo o que D&D menos precisa no momento são de novos mundos.
     
  20. Barlach

    Barlach Verde. E arqueiro

    As aventuras são muito boas, de fato. Especialmente as duas primeiras.

    E o cenário é bom. Toda aquela idéia de misturar magia com tecnologia é muito interessante. Só que acaba que o cenário é parecido demais com o Eberron. Lógico que ainda tem muita diferença entre eles e eu não saberia dizer qual é melhor, mas competir com o cenário que é o mais valorizado pela maior editora é difícil.

    Agora, entre Iron Kingdoms e Eberron, não sei com qual eu ficaria...:think:
     

Compartilhar