1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Narrando para personagens isolados

Tópico em 'D&D 4ª Edição' iniciado por luizfar, 4 Nov 2010.

  1. luizfar

    luizfar Tiger-striped cat

    Oi pessoal!

    Recentemente me propus a mestrar uma aventura, sem experiência nenhuma como mestre, e muito pouca com RPG, portanto tenho inúmeras dúvidas. Muitas delas posso me virar no bom-senso ou com os livros, mas uma eu ainda tá me pegando..

    Como fazer quando o mestre tem que dar alguma informação para algum personagem isolado?

    Por exemplo: "Então Fulano (que tem percepção bem maior que os demais) percebeu um baú misterioso no canto da sala". Fulano pode decidir ficar para trás em tal sala propositalmente, enquanto o resto do grupo move adiante, apenas pra investigar o que havia dentro do baú.

    Nesse caso os outros jogadores poderiam ficar contrariados com a atitude de Fulano, e mesmo que tentem não usar essa informação no jogo como metajogo, acaba ficando difícil fingir não sabem que isso aconteceu.

    Como lidar com esse tipo de situação?
    Chamar Fulano no canto e cochichar com ele? Isso não causa desconforto ou tédio nos outros jogadores? Talvez eles se sintam jogados de lado?
    O que vocês fazem?

    Valeu!
     
  2. Náring

    Náring Mad Hatter

    Olha, tem vários modos de lhidar com isso.
    Você pode, como disse, chamar o jogador no canto e falar só pra ele, apesar de isso atrasar o jogo.
    Outra opção é deixar essa informação num pedço de papel e entregar só pra ele. Com a repetição disso a cada vez que apenas um jogador sabe de algo, o grupo se acostuma.

    Mas, o ideal mesmo é simplesmente falar e deixar claro que só ele sabe, os outros jogadores devem levar em consideração que eles não sabem, e interpretar, afinal, isso é um jogo de interpretação.
    Se ele resolverem ignorar isso e agir como se soubessem, interfira, se o personagem não tem motivos logicos para ficar na sala, diga que ele saiu e pronto. É justamente por esse motivo que existe o mestre.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  3. Anwel

    Anwel Nazgûl Cavaleiro

    O Náring disse tudo, mas gostaria de lembrar algo também.

    Muito provavelmente os personagens reagirão quanto um deles se dirigir a um canto e começar a mexer em algo. Narre a ação normalmente, se ninguém reagir, você faz uma das opções que o Náring falou.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  4. luizfar

    luizfar Tiger-striped cat

    É, tenho seguido mesmo seus conselhos, e não tem havido muitos problemas.
    Talvez se tiver que passar alguma informação mais delicada eu chame o jogador e fale só pra ele.

    Acabei fazendo isso de qualquer jeito antes da sessão iniciar, e valeu a pena também.

    Obrigado!
     
  5. Papa

    Papa Usuário

    No geral eu passo as informações para o jogador X na presença dos camaradas. Você como mestre interfere na situação de um jogador que não "X" tentar usufruir da situação que ele desconhece. Funciona bem.

    Não gosto muito de chamar alguém pro canto, costuma dar mais errado do que certo. Os jogadores começam a levantar suspeitas e hipoteses malucas e costuma sair mais bobagens do que acertos.

    No entanto por diversas vezes em situações onde o grupo por algum motivo se SEPARA, neste caso então eu não deixo quem não esta em determinado ambiente participar da sala. Como isto costuma ser chato pra quem fica de fora esperando, qndo sei que este tipo de situação vai ocorrer ja trago alguns materiais previos para os "desocupados" irem lendo.

    Separar os grupos funciona melhor, mas vc deve administrar o tempo, tipo a cada 30 minutos você troca a mesa com o grupo que esta fora.

    A grande vantagem é que os jogadores ao se dividirem se empenham mais em tentar descobrir o que deve ser realizado, mas o principal ganho é que quem não esta no local não opina. Muitas vezes os players que estão fora da ação costumam dar muitos pitacos e podem arruinar este tipo de situação.
     

Compartilhar