• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Minha Luta (Karl Ove Knausgård)

Spartaco

200 anos do nascimento
Em 2020 foi lançado pela Companhia das Letras o último livro da série Minha Luta, a monumental obra em seis partes do escritor norueguês Karl Ove Knausgård.
Karl-Ove-Knausgård.jpg
Como não conheço a obra desse escritor, pergunto se algum dos amigos foristas conhece esta série? O que acharam? Vale a pena a leitura?
 

Béla van Tesma

Vai ter elfo negro, sim.
Confesso que nunca sequer tive curiosidade pra correr atrás dela. Agora com todos os volumes prontos, poderia, talvez, surgir a dúvida e a vontade de experimentar o primeiro... Mas já tenho taaaanta coisa pra ler, tantos interesses ao mesmo tempo brigando pela minha atenção e pelo meu parco tempo livre, que estou traçando linhas bem claras pra delimitar minhas leituras. Certas coisas simplesmente :nope: Ainda mais quando demandam investimento para vários volumes rs. Boa sorte pra quem ler. Eu realmente sempre ouvi falaram bem, mas só na mídia e tal, resenhas por encomenda. De amigos próximos e cuja opinião eu valorizo, não lembro de ter recebido nenhum feedback. Talvez o @Jacques Austerlitz conheça.
 

Jacques Austerlitz

(Rodrigo)
Usuário Premium
Eu li os três primeiros volumes. Achei o primeiro livro muito bom, especialmente quando trata da juventude do autor. É um livro que se sustenta bem sozinho, e recomendo a leitura.

No segundo e no terceiro livros, acho que faltou muito a mão de um editor, e a apresentação que o autor faz de si mesmo (principalmente quando fala do presente) me pareceu bem mais artificial do que no primeiro volume. As agruras da jovem família de classe média norueguesa (como desperta simpatia a luta do autor forçado a conviver com suecos vegetarianos na escola dos filhos!) e as tentativas de ensaios literários que o autor enfia no meio dos livros não funcionaram muito comigo. Ainda assim, são livros agradáveis e lidos sem esforço.

Tenho o quarto e o quinto volumes, mas por enquanto não tenho planos de continuar a leitura.
 

Bartleby

how are you? from 10 to 1?
Eu só li a primeira parte do primeiro livro (basicamente metade rs) e adorei, na época estava pra sair (em inglês) o sexto volume, e fiquei naquele afã de ler tudo de uma vez só - já dá pra ver que falhei, mas não por culpa do livro...

Enfim, li também dele o Outono que a cia. logo vai publicar, e adoro a escrita dele, ela é econômica, vibrante, com uma riqueza de detalhes reconstruídos a partir da memória tão vívida que até hoje lembro de várias cenas (motivo, além da primeira parte ter fechado bem em um momento e a segunda pular significantemente no tempo, que eu não penso precisar reler do início pra continuar a leitura rs).

Outra coisa que gostei é que ele escrutina a si mesmo tão a fundo sem medo de julgamentos ou pudor, e isso dá uma sensação de estarmos lendo sobre uma pessoa de verdade, com seus acertos e erros (erros que ele não justifica, com anseio de ser aceito, mas apenas os apresenta).

Já vi gente comparando-o a Proust, mas seria um erro. Dá pra ver a tentação da comparação - escrita memorialista etc. Mas ela para por aí, e exigir que Knausgaard entregue o que Proust entrega não é justo, os projetos de ambos são diferentes, se esse serve-se de uma linguagem convoluta cheia de digressões para representar a mutabilidade da memória, aquele usa construções simples, com a ideia de demonstrar um ser humano simples como qualquer outro, com suas pequenas lutas internas, mas que expostas com precisão eloquente, elas são justificadas como dificuldades e sentimentos reais.

É um projeto muito interessante, que tenho grande vontade de continuar acompanhando, com esperança da qualidade se sustentar. Por enquanto recomendo :joinha:
 

Valinor 2021

Total arrecadado
R$950,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo