1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Império dos Sonhos (Inland Empire, 2006)

Tópico em 'Cinema' iniciado por Hugo, 12 Jul 2007.

  1. Hugo

    Hugo Hail to the Thief

    Wow, Wow, Wow, se tem até tópico de filme que não estreou do Ang Lee, do Lynch não pode faltar ...

    Mais recente filme do diretor com Laura Dern, Jeremy Irons, etc.

    Este sim, PROMETE.

    E por incrível que pareça, não há data para estreia por aqui.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    [from Wikipedia]

    Sinopse: Uma atriz começa a confundir a sua vida com a vida da personagem que interpreta num filme. O projeto do filme que ela está rodando era antigo, mas foi interrompido quando duas atrizes foram mortas acidentalmente.

    Curiosidades:

    - O título oficial do filme é INLAND EMPIRE, com as letras maiúsculas Inland Empire tem cerca de três horas de duração.
    - É o primeiro filme de David Lynch em que este recorre ao vídeo em detrimento da película.
    - Foi inteiramente filmado sem argumento pré-escrito.
    - O filme, quando de seu lançamento, recebeu críticas contraditórias: alguns o consideraram "uma obra de insanidade", enquanto que para outros, ele foi considerado "uma obra de arte".
    - A trama é considerada confusa: o filme tem início com uma sucessão de imagens de sonhos, seguindo-se em seqüências, músicas e cenas que não apresentam uma conexão.

    Trailer 1:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Trailer 2

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     

    Arquivos Anexados:

    Última edição por um moderador: 6 Out 2013
  2. Pips

    Pips Old School.

    Re: Inland Empire (2006)

    Esse vídeo é de Rabbits.
     
  3. Hugo

    Hugo Hail to the Thief

    Re: Inland Empire (2006)

    Isto está em um comentário neste video no youtube.
     
  4. Fausto

    Fausto Lovely head

    Re: Inland Empire (2006)

    Título perfeito da reportagem da Isabela Boscov sobre o filme:
    "Sei lá, Mil Coisas"
    Ela tem um surtos muito rock'n'roll, Lynch inspira ela, safada.
     
  5. _Kain

    _Kain Preacher

    85.
    Lynch = melhor diretor do mundo.
    Ok, nem tanto, mas ele sabe construir atmosferas (e dirigir atores) tão bem que o roteiro é realmente dispensável, quem se importa, etc (embora a 'história' seja boa, sério). Esse filme é foda. Ok. É uma EXPERIÊNCIA.
    Em letras MAIÚSCULAS, assim como o TÍTULO do FILME.
     
  6. Eu acabei de ver o filme. E tipo, eu preciso parar, pensar, ver os Extras do DVD (tem horas e horas de extra) pra chegar alguma conclusão. Mas é como o Kain disse, e assim como os filme do Jodorowsky, esse aqui é uma experiência.

    Em breve edito isso aqui com alguma que preste. E realmente, a palavra-chave é ATMOSFERA.

    E esse filme me fez pensar que há algum tempo eu deixei de dar tanta importância à sutileza. Se o diretor deseja ser extremo, que seja extremo. Se ele quer fazer um filme maluco, que faça um filme completamente maluco, e não maluco em algunas poucos minutos de sua obra. O Lynch fez isso durante 3 horas! Não vi todos os filmes dele, talvez ele já tenha feito isso antes, outros diretores já fizeram (Jodo), mas neste longa ele é incrivelmente constante.
     
  7. Hobbit Bonzinho

    Hobbit Bonzinho Usuário

    Quantas das mil coisas vcs viram aqui?
    Metalinguagens infinitas, exploração de hollywood (em cidade dos sonhos não tinha algo parecido? Não lembro) , insistência na falsidade da imagem (digital incrível, capaz do Lynch surtar e fazer uns filmes de 6 horas daqui pra frente), de mostrar o truque, o por trás das câmeras, personagens dentro de personagens, personagens que se desdobram e ficam presos, talvez um só personagem confrontando as diversas psiques dentro de si mesma (ela entrando no set do filme dela), diversas realidades ou imagino, que algumas coisas dali sejam do outro filme que não foi completado. Não entendi muito bem o que aconteceu nos cinco minutos finais, mas mesmo assim chorei, foi lindo.
    E Rabbits também é bem legal.
     
    Última edição: 3 Fev 2008
  8. Você é bom então, eu não entendi muito bem o que aconteceu durante todo filme.
    É um filme em múltiplas dimensões: realidade, ficção e pensamento, no passado, presente e futuro, tudo acontecendo ao mesmo tempo. Eu sei que a Lost Girl é a peça chave, mas ainda não desenvolvi nenhuma teoria sólida.

    No DVD vem um extra com cenas cortadas, mas que estão todas juntas e somam mais 1h15 de filme.
     
  9. Thico

    Thico The Passenger

    Sim, mas são experiencias diferentes no meu ponto de vista. O Lynch sabe gera um mistério em seus filmes (especialmente os últimos), já o Jodorowsky é algo mais místico.

    Preciso rever esse aqui, achei foda, foi uma experiencia e tanto, mas vamos com calma, o filme teve certos momentos que não fluiu tão bem, independente das palavras experiencia e atmosfera. Isso me lembra que eu preciso rever Cidade dos Sonhos também.
     

Compartilhar