1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Francis Scott Fitzgerald

Tópico em 'Autores Estrangeiros' iniciado por Lucas_Deschain, 31 Jul 2010.

  1. Lucas_Deschain

    Lucas_Deschain Biblionauta

    Francis Scott Fitzgerald (1896-1940)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Francis Scott Fitzgerald (24 de setembro de 1896, Saint Paul, Minnesota - 21 de dezembro de 1940, Hollywood) foi um escritor americano.
    Fitzgerald é considerado um dos maiores escritores americanos do século XX. Suas histórias, reunidas sob o título Contos da Era do Jazz, refletiam o estado de espírito da época. Foi um dos escritores da chamada "geração perdida" da literatura americana.
    Francis Scott Key Fitzgerald nasceu em Saint Paul, Minnesota, nos Estados Unidos, em 24 de setembro de 1896. Oriundo de família católica irlandesa, ingressou na Universidade de Princeton, mas não chegou a se formar. Durante a primeira guerra mundial, alistou-se como voluntário. Começou a carreira literária em 1920, com This Side of Paradise (Este Lado do Paraíso), romance que lhe deu grande popularidade e lhe abriu espaço em publicações de grande prestígio, como a Scribner's e o The Saturday Evening Post. Seu segundo romance, The Beautiful and Damned (Os Belos e Malditos), foi publicado em 1922.
    Com a esposa, Zelda Sayre, que introduziria um componente trágico na vida do escritor (em 1930 foi internada num hospício), Fitzgerald mudou-se para a França, onde concluiu o terceiro e o mais célebre de seus romances, The Great Gatsby (1925; O Grande Gatsby). Essa obra, uma das mais representativas do romance americano, descreve a vida em alta sociedade com uma aguda reflexão crítica. Em 1934 publicou Tender is the Night (Suave é a Noite), romance pungente que o autor considerava sua melhor obra.
    Com a saúde já abalada pelo alcoolismo, Fitzgerald mudou-se então para Hollywood, onde trabalhou como roteirista cinematográfico. Em 1939 começou a escrever seu último romance, The Last Tycoon (O Último Magnata), publicado postumamente em 1941. A obra era sua última tentativa de retratar a personalidade de um grande artífice do "sonho americano".

    Fonte:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)



    Dele li O Grande Gatsby e Suave é a Noite, que considero livros bem legais, principalmente o primeiro. Os Contos da Era do Jazz são muito bem cotados e é de lá que vem a história de Benjamim Button, que particularmente acho genial.
     
  2. Lucas_Deschain

    Lucas_Deschain Biblionauta

    Trocando uns posts com a Anica lá no tópico de
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , e já tendo discutido uma coisas bem legais no tópico de
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , resolvi reunir aqui alguns títulos que podem interessar aqueles que querem saber mais sobre um dos nomes mais famosos da Era do Jazz (aliás, o cara que criou esse adágio para o período.

    Os que eu já tinha colocado no tópico de O Grande Gatsby:

    [align=center]F. Scott Fitzgerald - Uma Biografia (Jeffrey Meyers)
    [/align]

    [align=center]
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    [/align]

    [align=justify]
    Saiu pela José Olympio em 1996. 424 páginas, tem uma porção de opções na Estante Virtual. Jeffrey Meyers é inclusive biógrafo de Edmundo Wilson, célebre escritor e crítico literário norte-americano dessa época, responsável inclusive por organizar a coletânea de escritos presentes em
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    .[/align]

    [align=center]Mentiras Íntimas - F.Scott Fitzgerald e Shelah Graham (Robert Westbrook)[/align]

    [align=center]
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    [/align]

    [align=justify]Confesso que não botei muita fé nessa capa aí, mas quem sabe revele detalhes legais sobre a vida dele. 492 páginas, saiu pela Editora Record em 1997.[/align]

    [align=center]Zelda e F. Scott Fitzgerald: o casal dos sonhos da era do jazz (Kyra Stromberg)[/align]

    [align=center]
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    [/align]

    [align=justify]Saiu pela Gryphus em 1999 na coleção Casais. Tem só 165 páginas e encontrei uma resenha bem legal do livro
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    . Todas devem conter informações valiosas para compreender mais sobre a vida do Fiztgerald.

    E os demais:

    [align=center]Querido Scott, querida Zelda. Cartas - Cartas de Amor de F.Scott e Zelda Fitzgerald (organização de Jackson R. Bryer e Cathy W. Banks)[/align]

    [align=center]
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    [/align]

    Tem uma resenha interessante
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , ó.

    [align=center]Pedaços do Paraíso (contos de F.Scott e Zelda Fitzgerald)[/align]

    [align=center]
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    [/align]

    A
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    disse que os contos do Fitzgerald são legais para se adentrar aos poucos no universo de estilo, temática e peculiaridades do autor. Quem sabe os contos revelem informações interessantes sobre os dois.

    [align=center]Esta Valsa é Minha (Zelda Fitzgerald)[/align]

    [align=center]
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    [/align]

    E aí, será que a Zelda tem o mesmo talento do esposo?
     
  3. Marcio Scheibler

    Marcio Scheibler Usuário

    Apesar de ser um clássico, O GRANDE GATSBY não me agradou
     
  4. Spartaco

    Spartaco James West

    Do Francis Scott Fitzgerald eu tenho os livros Suave é a noite (da velha coleção da Abril Cultural) e Contos (da Casa Jorge Editorial); deste último consta os contos Cabeça e Ombros; Bernice Vai ao Barbeiro; O Palácio de Gelo; O Pirata de Alto-Mar; Primeiro de Maio; O Boa-Vida; A Curiosa História de Benjamin Button (um dos mais conhecidos); Um Diamante Tão Grande Quanto o Ritz e Sonhos de Inverno.

    O primeiro eu li há muito tempo. Os contos não li ainda todos, só os três últimos.
     

Compartilhar