• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Notícias "En agosto nos vemos": romance inédito de Gabriel García Márquez será publicado em 2024

Béla van Tesma

Nhom nhom nhom
Colaborador

Romance inédito de Gabriel García Márquez será publicado em 2024​

A nova obra do autor de "Cem anos de solidão" e "O amor nos tempos do cólera" será publicada em 2024 em todos os países de língua espanhola, salvo o México​

Um romance inédito de Gabriel García Márquez, "En agosto nos vemos", será publicado em 2024, quando completam dez anos da morte do prêmio Nobel colombiano, anunciou, nesta sexta-feira, 28, a editora Random House.

A nova obra do autor de "Cem anos de solidão" e "O amor nos tempos do cólera" será publicada "em 2024 em todos os países de língua espanhola, salvo o México" e "será sem dúvida alguma o acontecimento editorial mais importante do próximo ano", informou a editora em nota.

"'En agosto nos vemos' foi o fruto de um último esforço para continuar criando faça chuva, faça sol", explicaram em nota os filhos do escritor, Rodrigo e Gonzalo García Barcha.

"Lendo-o novamente quase dez anos depois de sua morte, descobrimos que o texto tinha muitos méritos e muito agradáveis também", acrescentaram os filhos do escritor que morreu no México, em 17 de abril de 2014, aos 87 anos.

Segundo eles, o romance contém "o que sobressai na obra de Gabo: sua capacidade de criação, a poesia da linguagem, a narrativa cativante, seu entendimento do ser humano e seu carinho por suas experiências e suas desventuras, principalmente no amor, possivelmente o tema principal de toda sua obra".

O premiado escritor​

Nascido em 6 de março de 1927 na cidade de Aracataca, na região caribenha da Colômbia, García Márquez, jornalista e escritor, deixou uma longa lista de contos e romances, como "Relato de um náufrago", "Crônica de uma morte anunciada", "Ninguém escreve ao coronel", "Notícia de um sequestro", e a mais popular de todas, "Cem anos de solidão".

Esta obra lhe rendeu, em 1972, o prêmio latino-americano Rómulo Gallegos, seu primeiro grande reconhecimento, seguido em 1982, pelo Prêmio Nobel de Literatura.

Ao lado do peruano Mario Vargas Llosa, do argentino Julio Cortázar e do mexicano Carlos Fuentes, García Márquez fez parte do que ficou conhecido como "o boom latino-americano", um fenômeno editorial e literário dos anos 1960 e 1970 que os tornou conhecidos mundialmente.

García Márquez é o escritor em língua espanhola mais traduzido no século 21, mais que Miguel de Cervantes, revelou neste mês o Instituto Cervantes.

Fonte: Exame
 
Essas notícias me lembram que:
1) Preciso reler o Cem Anos de Solidão;
2) Preciso ler mais coisas do Gabo.
:timido:
 

Valinor 2023

Total arrecadado
R$2.404,79
Termina em:
Back
Topo