1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Clube dos Imortais - A Nova Quimera dos Vampiros (Kizzy Ysatis)

Tópico em 'Literatura Brasileira' iniciado por Lana Lane, 26 Jul 2009.

  1. Lana Lane

    Lana Lane Usuário

    Neste livro, há mais de 150 anos, no Rio de Janeiro, em um baile de máscaras da corte, a donzela da máscara negra pretende aprontar uma brincadeira com um embaixador francês. E nesse baile, surge um misterioso pierrô, que veio junto com a comitiva da ilustríssima Marquesa de Santos. Tal pierrô apaixona-se perdidamente pela donzela da máscara negra. Contudo, Álvares de Azevedo, o maior poeta do ultra-romantismo brasileiro, aparece de modo inusitado e surpreendente, e frustra o pobre pierrô, que parte do baile amargurado e com o coração partido. No ano de 2002, um século e meio após a morte do poeta, Luciano, um belo e cético estudante, passa a ser atormentado pela figura de um possível vampiro. Resta saber quem é essa figura sombria; se ela é ou não um vampiro; e o que tudo isso tem a ver com o baile de máscaras e Álvares de Azevedo.
    fonte: www.livrariacultura.com.br

    O livro é muito bom! O autor, com ele, ganhou o Prêmio Raquel de Queiroz 2005 UBE - União Brasileira de Escritores.
    Escreve muito bem, a história prende, bastante suspense. Achei interessante por se passar no Brasil e envolver o poeta Álvares de Azevedo, misturando ficção com fatos reais.
    Tem uma continuação, "O Diário da Sibila Rubra", com revelações bem interessantes.
    Vale a pena conferir. :sim:
     
  2. imported_Rafaela

    imported_Rafaela Usuário

    Mais 1, ou melhor 2, para eu ler!
     
  3. Lana Lane

    Lana Lane Usuário

    Rafa, vale muito a pena! É muito legal o que o autor faz atravessando o Álvares de Azevedo no meio da história. Eu tenho os dois. :lily:
     
  4. imported_Rafaela

    imported_Rafaela Usuário

    Eu estou lendo Alma e Sangue e estou amando. Já tinha ouvido falar desse e me interessei muito. Vou procurar. Depois te conto o que achei do livro.
     
  5. imported_Rafaela

    imported_Rafaela Usuário

    Li o Clube dos Imortais e amei!! Adorei a forma que ele escreve e ainda fala de lugares que conheci na minha adolescência, deu uma saudade! Legal ele envolver fatos e lugares históricos. Eu trabalho atrás do Teatro Municipal e todo dia passo por ele e tenho de admirá-lo pq é uma obra incrível!

    O livro que peguei foi doado pelo próprio autor a biblioteca. Pena que eu perdi o dia que ele estava lá, a moça da biblioteca falou que ele é uma figura e tanto.
     
  6. Lana Lane

    Lana Lane Usuário

    Puxa Rafa, deve mesmo ser muito legal passar pelos lugares descritos nos livros que a gente gosta. Vc tem que ler O Diário da Sibila Rubra agora pq finalmente vai ser descoberto o paradeiro do poeta. :pipoca:
    Eu gosto muito da forma como o autor escreve, ele é meio metido a erudito, mas sem ser pernóstico. Soa poético e romântico.
    E ele é uma figurinha mesmo, bem gótico. Parece ser bem legal. Eu estava tentando ver uma entrevista que ele deu no Jô, mas minha conexão deu pau e depois que consegui acertar tudo acabei esquecendo. Vou dar uma olhada outra hora.
     
  7. Liv

    Liv Visitante

    Eu achei essa sinopse meio confusa e estranha :eek:
     
  8. Lana Lane

    Lana Lane Usuário

    Vou tentar deixar mais claro, porque o livro é bom, mas já esqueci uma boa parte, faz tempo que li. Depois a Rafa me ajuda.
    Assim Liv: Tudo se inicia na época em que Álvares de Azevedo está vivo. Aí está rolando um baile de máscaras e tem um vampiro vestido e pierrô neste baile onde o Álvares comparece e o vampiro se apaixona por uma linda donzela que usa uma máscara negra e se trata de uma bricadeira do poeta nesse baile. O poeta não tinha conhecimento da existência do vampiro.
    Aí a história passa para os dias atuais e a personagem princípal chama-se Luciano, e esse rapaz passa a ser rondado e atormentado por uma figura que tudo leva a crer seja um vampiro. A relação entre o rapaz o vampiro e o Álvares de Azevedo vai se explicando no decorrer do livro mas a explicação mesmo que envolve o poeta só tem seu final no segundo livro O Diário da Sibila Rubra.
    Os livros se passam aqui no Brasil. Gostei dos personagens e a história tem ritmo, é bem legal. :sim:
     
  9. imported_Rafaela

    imported_Rafaela Usuário

    Sem Lana, é bem por aí, acho que dizer mais alguma coisa acaba virano spoiler. Mas a trama tem um ritmo bom e que aaba prendendo a pessoa na leitura.
     
  10. imported_Rafaela

    imported_Rafaela Usuário

    Pessoal, agora que aprendi a mexer no Twitter estava procurando vários autores para seguir quando encontrei o twitter do kizzy, ele colocou uma foto dele com o rosto todo marcado do espancamento que sofreu no dia 6 em uma balada. Os seguranças, segundo ele, do nada o espancaram, ele colocou as fotos no orkut e dá para acessar mesmo não sendo amigo dele. Está irreconhecível! Coitado!
     
  11. Lana Lane

    Lana Lane Usuário

    Coisa mais horrível, Rafa! Eu fui lá no orkut ver e tinha uma nota do G1 que dizia que parece que o espancamento foi devido a um problema com a comanda. Ora se isso é razão para espancamento?! Aliás, existe razão para os seguranças de um boate espancarem desse jeito alguma pessoa? :susto:
    E a filha do Zé do Caixão que estava com ele também foi espancada, pelo que entendi. E a tal casa noturna é bem antiga, funciona há muitos anos. Que coisa feia!!! Tô chocada!
     
  12. Ramalokion

    Ramalokion Mecha-de-Folha

    Um conehcido é amigo do Kizzy. Lógico que na versão dele os seguranças são monstros assassinos... MAS eu sempre tenho dúvidas em casos assim.

    Pelo que deu pra verificar o Kizzy perdeu a comanda, como toda asa que em comando tem aquela regra do "se perder paga R$ xxxx, ele não aceitou pois alegou ter gasto uns 40 reais... Daí apanhou.

    AGORA meu ponto é: entre a "alegação" de que não pagaria e o espacamento ALGUMA coisa gerou a briga. De bobeira, desculpem, mas eu não acredito que foi não.
     
  13. Lana Lane

    Lana Lane Usuário

    Rama, com certeza deve ter havido uma discussão feia. Eu não conheço o Kizzy, só sei do que li na nota, mas acho difícil que ele sozinho, acompanhado de uma mulher, tentasse agredir fisicamente o gerente ou algum segurança da casa noturna, até pelo fato de estar em minoria absoluta. O que pode uma pessoa contra alguns brutamontes? Você viu o estado em que ele ficou? Aquilo não me pareceu trabalho de uma única pessoa.
    Estou vendo só o lado dele até porque não vi manifestação da casa noturna, o que já é algo em seu desfavor.
    De qualquer modo, embora eu não tenha feito uma pesquisa muito aprofundada, pelo que sei, a multa cobrada pela perda da comanda não tem amparo legal. Assim, se ele se recusou a pagar a tal multa, estava exercendo um direito seu.
    Tem esse artigo de um site chamado Lei & Ordem que fala sobre o assunto.
    http://www.leieordem.com.br/perda-de-comanda-nao-prejudica-consumidor.html

    SÃO PAULO – Quem costuma frequentar casas noturnas já deve ter recebido uma comanda prevendo multa para o caso de perda ou extravio. Entretanto, segundo o diretor-presidente do Ibedec (Instituto Brasileiro de Estudo e Defesa das Relações de Consumo), Geraldo Tardin, a prática é ilegal e o consumidor só deve pagar pelo que de fato consumiu.

    `Essa prática é adotada por muitos estabelecimentos. É comum o consumidor pagar pela prática abusiva da empresa sem ter a informação de que está sendo lesado!`, diz Tardin.

    Lei

    De acordo com o presidente do Instituto, não há nenhuma lei que legitime o estabelecimento a cobrar multa. Além disso, acrescenta, a responsabilidade de manter o controle do que foi consumido é do fornecedor e não do cliente.

    `O fornecedor não pode repassar ao consumidor o controle. Essa atitude caracteriza prática abusiva. O fornecedor deve ter o controle do consumo por cartão magnético ou venda de fichas`, alerta.

    No caso da perda da comanda, o consumidor que for impedido de deixar o estabelecimento, caso não pague a multa, poderá ligar para a polícia e pedir seu comparecimento ao local. Além disso, ele deve registrar um boletim de ocorrência na delegacia.

    Na hipótese de o cliente pagar a conta estipulada pela casa noturna, este poderá ingressar com uma ação pedindo em dobro o valor pago e mais indenização por danos morais.

    Gladys Ferraz Magalhães
     

Compartilhar