1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Cientistas podem ter encontrado lago congelado em Marte

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Shantideva, 17 Mar 2005.

  1. Shantideva

    Shantideva Adoro elfos ruivos!

    LONDRES - Especialistas britânicos acreditam ter encontrado um lago congelado em Marte. A confirmação da suspeita fortalecerá a hipótese de que já existiu vida no planeta vermelho, afirmam os cientistas em um de três artigos publicados na última edição da revista "Nature".

    As pesquisas têm como base evidências colhidas através de fotografias enviadas pela sonda Mars Express, da Agência Espacial Européia (ESA na sigla em inglês), que orbita em torno de Marte. Os novos dados mostram que há movimento glacial, mudanças climáticas e atividade vulcânica no planeta.

    De acordo com o estudo liderado pelo geólogo especializado em planetas John Murray, da Open University, as imagens estereoscópicas e de alta resolução mostram "um terreno com forma de prato", plano na região perto da Planície Elysium, próximo ao Equador marciano, que se assemelha a alguma zonas de gelo compacto da Terra.

    O lago gelado tem uma longitude de entre 800 quilômetro e 900 quilômetros. Sua profundidade média é de cerco de 45 metros, tamanho similar ao Mar do Norte.

    "Se nossa interpretação for confirmada, esse é um lugar que poderia ter preservado evidências de vida primitiva", afirmam os cientistas no artigo.

    O suposto lago se encontra no Vale Athabasca, que surge a partir de uma espécie de cratera chamada "Fosa Cerberus". A equipe do professor Murray acredita que o lago seria um vestígio de um oceano criado a partir de gelo subterrâneo, derretido devido à atividade vulcânica e que veio à nota pela cratera.

    Segundo o cientista, a água teria se congelado rapidamente. No entanto, quase de forma imediata, começou a se evaporar devido à atmosfera de baixa pressão de Marte.

    Autor de um dos estudos, James Head, da Universidade Brown em Rhode Island, contou que sua equipe está buscando evidências geológicas em Marte que possam ser relacionadas à vida.

    - Mas há ainda um longo caminho até que tenhamos certeza de que a vida realmente existe - disse Head.

    Ele ressaltou que as imagens indicam que Marte é um planeta dinâmico e tem um passado aquático. A água líquida é considerada um pré-requisito para a existência de vida como na Terra.

    A atividade sísmica do planeta também foi observada. De acordo com o cientista Ernst Hauber, do Centro Alemão de Aerospaço, em Berlin, contou que as erupções que ocorreram há 350 milhões de anos provocaram depressões no vulcão Hecates Tholus. Cinco milhões de anos atrás, depósitos de gelos foram formados dentro das depressões.

    Head e sua equipe disseram que as geleiras do planeta moveram-se dos pólos até as regiões de meio-latitude, há entre 350 milhões a quatro milhões de anos.

    Nos últimos anos, a idéia de Marte já abrigou alguma forma de vida foram fortalecidas por diferentes missões de exploração do planeta vermelho.

    Fonte: O Globo
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. Denethor II

    Denethor II Pontífice Inquisidor de Gondor

    Hauhauhau. Essa novidade é meio antiga. A NASA ja havia encontrado em 2002 ocorrencia de material congelado no polo (norte ou sul) de Marte. Não sabia se era realmente agua, poderia ser co2, metano, nitratos (por exemplo).

    Alem disso a Mars Express (dos europeus) ja haviam encontrado grandes galerias que pareciam ter sido moldadas por um liquido (agua, por exemplo).

    mais informações?

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    (na folha de sp, procura a seção de ciencia!)

    FUI!
     
  3. Débora Elbereth

    Débora Elbereth Usuário

    hmf, e eu que li:
    Cientistas podem ter encontrado ALGO congelado em Marte

    ...Eu já estava imaginando uns marcianinhos... :mrgreen:
     
  4. Regente

    Regente Serenity Painted Death

    Já havia lido notícias semelhantes antes.
    Soube que certos pontos da superficia marciana se assemelham a oceanos, rios, lagos, etc. Seria realmente muito interessante se a existência de formas de vida primitivas em Marte se confirmasse. Hmm... Mas eu soube que o local mais provável pra existir vida é em uma das Luas de 'X' planeta do sistema solar (esqueci qual >.<). Essa Lua consiste de uma grossa camada de gelo, com fluxos de água por baixo dessa camada. Vida aquática pode existir nesse território subterrâneo aquático.
     
  5. Karnillë

    Karnillë Geologista

    É verdade, onde há água existem grandes chances de ter vida, mas será que existe algum tipo de gás como o oxigênio ou carbônico...não adianta ter água se não tem gáses...ou adianta?
     
  6. Beriadar

    Beriadar And I will see it all before

    Eu não sei se é viável pensar assim , mas acredito que possa ser possível a formação de vidas que não conhecemos, mas que independendem dos mesmos gases que as vidas deste planeta dependem, ou quem sabe até da água ...
    Será que isso é viável?! :think:
     
  7. Regente

    Regente Serenity Painted Death

    Existem bactérias que habitam locais considerados inviáveis para vida (próximos de vulcões aquáticos), logo, não vejo porque essa hipótese não poderia ser viável.
     

Compartilhar