1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)
  1. Administração Valinor

    Administração Valinor Administrador Colaborador

    <div align="justify">Quando se trata dos romances de fantasia de J.J.R. Tolkien, a verdade é
    que os críticos ou os amam ou os odeiam: com relação à Terra-média, não
    há meio-termo. Este tem sido o caso desde que Tolkien, um filólogo de
    Oxford, publicou pela primeira vez seu romance épico <i>O Senhor dos Anéis</i> em três volumes (<i>A Sociedade do Anel</i>, <i>As Duas Torres</i> e <i>O Retorno do Rei</i>),
    entre 1954 e 1955. Em 1956, W.H. Auden escreveu no New York Times que,
    em alguns aspectos, a história de Tolkien sobre a demanda do hobbit
    Frodo para destruir o ?Um Anel? de Sauron ultrapassava até mesmo a obra
    Paradise Lost, de Milton. Mas naquele mesmo ano, Edmund Wilson, que
    naquela época era um homem de letras proeminente na América, rejeitou <i>O Senhor dos Anéis</i> como sendo uma ?bobagem?, em uma crítica para o <i>The Nation</i>,
    intitulada ?Ooh, Aqueles Horríveis Orcs?. Wilson também atacou os
    defensores de Tolkien, como Auden e C.S. Lewis, observando que ?certas
    pessoas ? talvez especialmente na Grã-Bretanha ? têm um apetite
    vitalício por lixo juvenil.? </div>
    <div align="justify">&nbsp;</div>
    <div align="justify">&nbsp;</div>
    </ br>
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

     

Compartilhar