1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

ABL e Paulo Coelho (e por que não ABL e Ronaldinho Gaúcho?)

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por imported_Japa, 19 Jan 2012.

  1. imported_Japa

    imported_Japa Usuário

    Pessoal vou seguir orintação de um camarada aqui do fórum e já sair 'metendo a boca no trombone' como ele sugeriu, pois sou novato por aqui:

    O que vocês acham sobre o tema proposto ABL e Paulo Coelho?

    Deixem eu me explicar: acredito que todos sabemos sobre as famosas 'pérolas' do escritor Paulo Coelho (basta digitar dessa forma em um site de buscas).

    A questão então é entender como a ABL admite esse autor como um 'imortal', lembrando que uma das orientações básicas para quem quer entender a Lingua Portuguesa é estudar seus expoentes (Machado de Assis, ......Paulo Coelho,..... PAULO COELHO?!!!!). É bom lembrar que, apesar de muitos hoje dizerem que em Lingua Portuguesa não existe certo ou errado, o fato é que se algum de nós tiver que fazer uma redação para um vestibular ou um concurso público seremos avaliados pela correção conforme a lingua culta, correto?!

    Então como poderemos nos inspirar em textos do Paulo Coelho para podermos fazer, por ex., uma boa redação em um concurso público? Certamente se o fizermos levaremos pau!

    E a crítica não é por que os personagens de Paulo Coelho falem linguagem popular, a crítica é porque o próprio autor (não seus personagens) escreve de forma equivocada, com erros (é só ver as 'pérolas').

    A razão de ele ser hoje um imortal me parece bem clara: a ABL (que eu acreditava ser imune a certas influências, ser uma instituição que levaria em conta a qualidade e não a quantidade ou a fama, ou, ainda, o dinheiro, o pretigio). Não é a toa que coloquei Ronaldinho Gaúcho na história, pois o que tem a ver esse jogador com a ABL, que contribuição ele deu à Lingua Portuguesa? Mais uma prova, pena, que a ABL se curva não à qualidade, mas a outros interesses menos, diria, nobres em se tratando de literatura.
     
  2. imported_Japa

    imported_Japa Usuário

    Eu também errei algumas coisas , no penúltimo parágrafo o primeiro porquê é junto 'porque' e no último parágrafo é prestígio e não pretigio; é a fome, a má formação que tive em L.P; mas....eu não sou afinal um 'imortal'=D=D=D=D
     
  3. Calib

    Calib Visitante

    A ABL é hoje apenas um fantasma do que já foi um dia.
    E ainda um fantasma que assombra.

    Machado se revira no caixão.


    Sem mais.
     
  4. Vinnie

    Vinnie Usuário

    ....Paulo Coelho e Sarney tomando chá com torradas.... tem muita injustiça na ABL. Ohh... e o fantástico Ledo Ivo.. poeta de raro talento.. tem que conviver com esses pé-rapados.....


    Sei lá, Japa.. acho que nem é a questão de erros.. a pior... é a relevância da obra.. tá ligado?
     
  5. imported_Japa

    imported_Japa Usuário

    E aí Vinnie!

    Só acho que a ABL deveria estar imune a essa puxação de saco; só porque o cara vende milhões de livros tem que fazer parte da ABL? Como fica se algum alguém se inspirar na forma como Paulo Coelho escreve e se der mal em uma prova, concurso? Quer dizer, o estudante ou candidato a uma vaga em concurso tem que escrever seguindo a lingua culta e o acadêmico imortal escreve como quer e é acadêmico porque vende milhões de livros? Acho que tem alguma coisa errada aí!
     

Compartilhar