1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Sexo na Obra de Tolkien

Tópico em 'J.R.R. Tolkien e suas Obras (Diga Amigo e Entre!)' iniciado por ivesleo, 21 Jul 2008.

  1. ivesleo

    ivesleo Soldiers Of Gondor!

    Esse é um tema que me intriga desde que li O Senhor dos Anéis na metade de 2001.
    Tolkien faz alusão a violência, guerra, feitiçaria, mas nunca, em momento algum toca no assunto sexo.
    É compreensível que o tema fosse abordado de forma velada, dada a época em que o livro foi escrito e a religiosidade do autor, mas ele simplesmente não é abordado!
    Nem um beijo sequer é descrito entre homem e mulher nas mais de mil páginas!
    Dado o silêncio, eu tenho várias dúvidas:

    Aragorn casou virgem? (por isso ele ansiava tanto pra se tornar rei!)
    Aragorn e Arwen se beijavam?
    A mãe de Arwen quando capturada, foi violentada pelos orcs? (vá lá que é meio horrizante imaginar isso acontecendo no universo de Tolkien, mas pra elfa ter partido pra Valinor por causa do trauma garanto que não foram só umas tapas que ela levou!)
    Os anões raramente se casavam, quer dizer que eram castos e puros? (por isso tanto desejo de matar orcs, testosterona acumulada..)
    Afinal, as pessoas namoravam?
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  2. Pam EQA

    Pam EQA Usuário

    Acho que você já propôs boas explicações para a falta desse assunto nas obras de Tolkien...


    Acho que namoravam sim...mas isso fica por conta da nossa imaginação.
    Não teria tanta graça se ele fosse tão explícito. Isso dá uma beleza incomum à obra.
     
  3. Morgomir

    Morgomir Ou não.

    Acho que em relação à vida fetiva e sexual os povos de Tolkien eram bastante parecidos conosco. Creio que ele simplesmente não abordou esses assuntos mais a fundo pois não os considerou relevantes. Elfos, se não me engano, costumavam ter um grande amor para a vida toda. Anões em geral não se casavam primeiramente pois o número de Anãs diminuia constantemente e também pq não sentiam muita necessidade de companheiras. Não acho que Aragorn tenha se casado virgem, simplesmente pq ele é muito velho pra ser virgem.
     
  4. ivesleo

    ivesleo Soldiers Of Gondor!

    Por um lado é verdade.. a obra perderia parte do seu sentimento épico e etéreo caso se aproximasse demais de nosso mundo "mundano"..
    É ridículo pensar que Aragorn casou virgem, mas é impossível imaginar com quem ele ficou!
    Será que na adolescência dele em Valfenda ele conheceu outras elfas além da Arwen? Ou será que aquele juramento dos dois ficarem juntos pra sempre feito em Cerin Amroth simbolizava uma experiência sexual entre os dois?
    Olhando agora não tem como não ver a entrega da Elessar a ele pela Arwen como algo sugestivo..
     
  5. ivesleo

    ivesleo Soldiers Of Gondor!

    Será possível que existisse sexo inter-racial? Afinal aqueles homens-orcs e semi-orcs não brotaram do chão como nos filmes..
     
  6. poveron

    poveron Usuário

    Mas creio que o principal motivo seja que não exista nenhuma utilidade em comentar isto tendo em vista o caráter da obra, assim como discutir se Aragorn II era virgem é algo inútil. XD
    Também creio que não agradava a Tolkien discutir isto abertamente em suas obras por serem como são. Não é à toa que ele morreu sem ter algo concreto sobre o nascimento e possível gravidez dos elfos.
    Da forma que Tolkien freqüentemente citava meio-orcs e aproximava orcs a algumas espécies de homens, como os orientais, creio que relações entre essa duas espécies seja muito provável.
     
  7. Izze.

    Izze. What? o.O

    Nada brotava do chão como nos filmes, como disse o ivesleo. Então havia sexo sim, mas não havia a necessidade de citá-lo. Entende-se rápido que tal humano, elfo, e filho desse e daquela, então houve sexo, mas como isso é óbvio, não tem porque descrevê-lo. Acho que essa ausência da coisa carnal favoreceu a obra, não ficou aquele clichê do beijo dos mocinhos no final pra mostrar que tudo está e ficará bem. =]
     
  8. Valacirca

    Valacirca Youth Gone Wild

    Exatamente como o pessoal disse, não havia necessidade de citar esses detalhes na obra: Aragorn virgem, anões com testosterona acumulada, mãe de Arwen violentada (embora quando eu tenha lido, tenha imaginado a mesma situação dado o grande trauma que se diz que ela adquiriu).
    Tem um artigo aqui na Valinor que trata justamente disso, procura depois. O título dele é : "Camas quentinhas são gostosas: Sexo e Libido nas obras de Tolkien"
    É interessante lê-lo. Relaciona todos os momentos na obra que abordam esse assunto.
    ps: Se Aragorn era virgem, entende-se sua pressa em se casar logo. 80 anos cara...
    :lol:
     
  9. Imrahil

    Imrahil Kyknos kyknón

    A visão de Tolkien sobre o tema era muito simples: sexo, só dentro do casamento. Ele certamente não aprovaria seus personagens, principalmente os mocinhos, fazendo sexo com parceiros ocasionais antes de se casar ;-) É só ler as Cartas que a visão rígida dele sobre o assunto fica beeem clara.

    Abração,
     
  10. Éomer

    Éomer Well-Known Member


    Pô, mas Aragorn se casou com quase oitenta anos. Devia ter a mão mais calejada da Terra Média.
     
  11. Haran Alkarin

    Haran Alkarin Usuário

    E os elfos e homens faziam sexo regularmente após o casamento, ou só apenas num período quando desejavam ter filhos?

    Fëanor parecia saber que Amras seria seu último filho (sendo que seu nome paterno significava "o último Finwë"), e duvido que ele usava algum método contraceptivo ou usavam tabelinha.

    Tenho a impressão que para elfos e homens mais altos o sexo só servia para os filhos mesmo, e entre os ainur ele sequer existia. Mas outras pessoas têm opiniões diferentes.
     
  12. ivesleo

    ivesleo Soldiers Of Gondor!

    Estou achando tudo isso muito deprimente.. Hhahuahua
    Acho que a visão puritana de Tolkien distorceu as coisas aquém do aceitável.
    Quando se imagina a Terra-Média como uma Europa de um período remoto é difícil conciliar essas diferenças comportamentais.
    As pessoas traem por ambição, por inveja, mas a atração e o ciúme praticamente inexistem! Como disseram acima, se Aragorn se preservou pra Arwen ele tinha realmente a mão mais calejadada da Terra-Média!
    Mas claro que para Tolkien isso não seria verdade, poque ele idealiza o amor de uma maneira que eleva todos os personagens além do nível carnal. Então a mão do Aragorn seria pura como todo o resto, já que como um herdeiro dos Reis dos Homens ele estava acima dessas coisas mundanas.
    O que é totalmente absurdo, claro!
    Acho que essa é a grande falha da obra de Tolkien, e digo isso como alguém apaixonado pelos seus livros; sua tentativa de imprimir sua moral religiosa na concepção do mundo trouxe essas incoerências.
    Alguns disseram que ele não colocou sexo na obra porque não achou relevante o tema. Eu não acho! Acho que ele o valorizou tanto que fez questão de extirpá-lo por completo!
     
    Última edição: 21 Jul 2008
  13. ivesleo

    ivesleo Soldiers Of Gondor!

    Muito obrigado! Irei lê-lo com certeza!
     
  14. Sindar Princess

    Sindar Princess Que deselegante...

    eu acho o seguinte: independente da religiosidade de nosso estimado professor, rolava sexo sim, mas isso é muito secundário.
    simplesmente pq o pano de fundo diz respeito à outras virtudes humanas abordadas nas obras.
    duvido que tanto amor entre aragorn e arwen fosse mantido só com idealização, por exemplo, durante tanto tempo.
    bom... mas falar de sexo é bão! elfos, orcs, anões, homens (mais do que nunca), hobbits... até os ents sentiram falta das entesposas...
    afinal, o sexo é parte da natureza.
    aspectos mais bizarros, como estupro, perversão, pedofilia, sodomia, sempre existiram na história tbém...
    vale lembrar que tudo isso que o povo aborda aki acontece pq tolkien realmente conseguiu criar um mundo, gente... um mundo tão vivo e quase real, que todos estes problemas e tabus reais dos humanos são questionáveis se seriam ou não viáveis nas obras do professor.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  15. Vilya

    Vilya Pai curuja, marido apaixonado

    Exatamente. E não há nenhum absurdo nisso, o mundo católico vivia sob este regime antes da revolução sexual. Minha avó e meu avô se casaram sem nunca antes terem se quer beijado outra pessoa e era perfeitamente normal para os padrões morais da época.

    É tão absurdo pensarmos hoje num homem de 40 anos virgem que isso é tema de filme de comédia, mas antigamente isso perfeitamente normal para pessoas católicas.
     
    Última edição: 21 Jul 2008
  16. Haran Alkarin

    Haran Alkarin Usuário

    Eu dúvido que pedofilia ou sodomia acontecia entre sociedade élficas, supostas ideais (e a idealização aqui é da visão de Tolkien, e não nossa). É dito que "coisas estranhas" ocorriam devido a sombra de Melkor, mas tais "coisas estranhas" eram um amor não correspondido, um amor entre parentes (como Maeglin por Idril) ou o caso de Finwë. Esse era o máximo de perversão.

    E creio que os humanos, ao menos de Númenor, não ficavam tão longe, ao menos quando estavam em seu auge.
     
  17. Sindar Princess

    Sindar Princess Que deselegante...

    peraí, gente: a religião de tolkien é uma coisa... sua obra é outra... ok, talvez ele não cite o sexo abertamente por causa de seus preceitos, mas eu penso que aki estamos falando do mundo criado por ele, não de como a religião possa ter influenciado sua obra.
    aliás... ele jamais fazia apologia à nada: nem à religião, nem à drogas, nem à guerras, etc e tal... o contexto no qual ele vivia obviamente que influenciava.

    mas pensar no universo tolkien não é a mesma coisa que pensar neste contexto em que tolkien vivia e na sociedade da época.

    PS: LEIAM BEM O QUE EU ESCREVI... rs... não gosto que me interpretem mal...
     
  18. Sindar Princess

    Sindar Princess Que deselegante...

    haran, eu não citei estas coisas como algo possível de suceder entre os elfos, pelo menos não ao que diz respeito à perversões, estupro, traição (entre homem e mulher), etc...
    isso é algo a ver com os menos "evoluídos", como os homens... os primogênitos, neste sentido, era mais maculados, menos eufóricos.
    mas sexo não era e nunca foi uma coisa só ligada ao oba-oba, gente! qual seria o problema dos dois lá transarem e se amarem cada vez mais?
    bom, enfim... esta é minha visão...

    mas vale relembrar que, apesar do aspecto angelical dos elfos, muitas traições, ambições e guerras aconteceram por causa deles ou de algum deles...
     
  19. Vilya

    Vilya Pai curuja, marido apaixonado

    Certamente. O universo criado por Tolkien não é a mesma coisa que a sociedade na qual vivia. Mas na hora de criá-lo Tolkien colocou em seus personagens algumas virtudes que lhe eram cotidianas. Algumas delas ainda nos são: o amor, a amizade, a bravura, a coragem e etc. Outras, foram virtudes daquela época, mas não são mais hoje em dia, como a castidade, por exemplo.

    Parece-nos estranha a castidade, até certo ponto inaceitável, ridícula e sem cabimento, mas apenas se julgarmos com os olhos de hoje o que foi escrito em outra época. Atenção para não cometerem anacronismos.
     
  20. Imrahil

    Imrahil Kyknos kyknón

    Pro Tolkien, tenho certeza que o sexo entre casais que se amam não tinha nada demais. Pelo contrário, era uma coisa aprovada e incentivada. Mas trata-se de uma coisa que deveria ser "canalizada" DENTRO DO CASAMENTO. É exatamente a visão - expressa no texto Leis e Costumes entre os Eldar, por exemplo - de que a união sexual nunca é apenas física; também é espiritual. É exatamente o papo do Gênesis: "o homem deixa a casa de seu pai, e se une à sua mulher, e os dois se tornam uma só carne".

    Ou seja: pra todos os efeitos, se dois elfos fazem sexo, eles viram AUTOMATICAMENTE marido e mulher. A cerimônia só ratifica a situação. Tá lá no Leis, podem ler.

    Concordo totalmente com o Vilya quando ele diz que a gente não pode querer julgar de forma anacrônica essa moral que nos parece "antiquada". O aspecto potencialmente hipócrita dela era ruim (homens indo pra zona direto, por exemplo), mas não sei se ela é necessariamente pior que a nossa, não. O que é mais deprimente, pessoas que só fazem sexo com um parceiro na vida ou pessoas que têm zilhões de parceiros, não conseguem se apegar a nenhum, magoam os outros e ficam emocionalmente infantis, incapazes de se comprometer, pelo resto da vida? Sinceramente, não sei.

    Abraços,
     

Compartilhar