1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Sauron, o Covarde?

Tópico em 'J.R.R. Tolkien e suas Obras (Diga Amigo e Entre!)' iniciado por Turambar, 5 Fev 2009.

  1. Turambar

    Turambar Your soul is mine!

    Galera, não acham q Sauron, pelo menos na Primeira Era, foi um tremendo de um covarde? Ele se aliou a Morgoth por medo deste, dpois fugiu com medo dos Valar, dpois emplorou o perdão a Eonwe, dpois não quis voltar a Valinor por medo do julgamento dos Valar. Tdo bem q ele não teve medo de nada q nao seja amedrontador, mas Finfolfin, q era bem menos poderoso, foi mto mais corajoso q Sauron. Deem a opinião ai de vcs.
     
  2. Menello

    Menello Usuário

    Sauron, o esperto, isso sim. Se aliar a morgoth era muito mais vantajoso pro sauron do que ficar contra ele. Medo dos Valar, claro que ele ia ter. Já dizia aquele velho deitado, "quem tem, tem medo". E por aí vai.
     
  3. Fringway

    Fringway Andarilho do Norte (187)

    Também concordo com isso. Além do que, muitas vezes o "medo" é só uma justificativa que o Sauron deu para si mesmo para fazer o que ele fez.
    E mesmo que não seja, ele não foi medroso: creio mais que ele foi precavido, afinal das contas não seria muito esperto de sua parte - levando em consideração seu caráter - colocar-se no meio do fogo cruzado se ele podia seguir o caminho mais fácil.
     
  4. Café

    Café O importante é o que importa

    Sauron foi malandro, ele simplesmente pulou para o lado que lhe parecia mais propicío a vencer, mas acabou apostando no "cavalo" errado. Não acho que Sauron tivesse medo de Morgoth, mas sim admiração, mas com o passar do tempo essa admiração foi perdendo espaço para a inveja o que o fez tentar tomar o lugar de seu antigo senhor como o Senhor do Escuro de toda TM.
     
  5. ARABAEL

    ARABAEL Ema Infame e

    Tática de guerra, Sauron uma verdadeira raposa felpuda, um extrategista (um pouco atrapalhado mas é), a mesma mão que afaga, esmaga. Atrair sua vítima.
     
  6. Neithan

    Neithan Ele não sabe brincar. Ele é Mito

    Sauron sempre foi inteligente.

    Se um maiar poderoso, mas sem grande destaque entre os Ainur, se tornou o segundo no comando de Utummo e Angband. Quando Melkor foi derrotado, ao invés de se humilhar pedindo perdão, fugiu, e se tornou ele próprio o Senhor do Escuro.

    Criou o Um; fez guerras e dominou todo o vale do Anduin (com exceção do litoral), terras a leste e sul de Mordor, invadiu e destruiu Eriador....e, quando viu algo mais forte que ele (Númenor), conseguiu destruir, mesmo tendo um exército mil vezes mais fraco que o dos Dunedain. Conseguiu deixar os Valar em fúria, destruiu a ILHA de Númenor, e ainda viveu pra contar a história.

    E na TE, só foi destruído por não imaginar que um Hobbit conseguiria simplesmente entrar em Mordor e destruiur o Anel. Pensou sabiamente (que se mostrou ser um pensamento tolo, :lol;) que Aragorn tomaria o Trono de Gondor, com a Espada reforjada, e o Um Anel no dedo. Então guerreou. Teve azar na guerra, talvez por subestimar o poder dos homens, ou por superestimar os seus exércitos, mas mesmo assim conseguiria facilmente destruir Aragorn, Gandalf e todos os seu aliados no Portão Negro. Mas, Gollum tropeçou...
     
  7. Excluído038

    Excluído038 Excluído a pedido

    Basicamente Sauron criava as suas oportunidades e aproveitava as que a vida lhe oferecia, tudo bem que ele nem sempre era a furmiguinha mais esperta do formigueiro, mas isso porque, em varias ocasiões, foi cegado por sua arrogancia e só foi derrotado por um acaso do destino, afinal Gollum, como disse o colega aí em cima, tropeçou.
    Mas, ele não era covarde, só preferia fugir hoje pra lutar amanha, como fez quando enfrentou Luthien e Huan, como fez quando caiu Melkor....suponho que oportunista é um titulo melhor para o senhor do escuro.
     
  8. Bloody

    Bloody Usuário

    Em uma guerra, às vezes, recuar não seja sinonimo de perder ou medo, mas uma estratégia para vencer. Sauron muitas vezes fugiu, implorou perdão ou trocou de lado, mas isso foi vital para que ele permanecesse vivo e conseguisse muitas vitórias.
     
  9. Indu

    Indu MANDALORIAN

    É dito que Sauron era um dos Maia mais poderoso, se não for O Mais Poderoso, penso nele como um estrategista. No meço ele passou para o lado de Morgoth por que poderia imaginar criando coisas, e nisso Sauorn era muito parecido com Morgoth.
    Depois durante a Queda de Morgorth ele até voltou, fala-se que ele voltou, e de fato se arrependeu.
    Mas ele era um otimo estrategista, voltou a causar furor na TM, quando usou os elfos na fabreicação dos Aneis. E se não fosse pelos Numenorianos ele até que poderia ter tomado a Tm. E ele foi mais estrategista quando se deixou ser preso. Ele usou disso para afundar a Ilha de Numenor, foi paciente e esperou geração por geração até chegar o herdeiro que ele sabia que poderia ouvir de fato seus conselhos.
    Sauron era extremamente inteligente, mas subestimou o poder do Acaso. Subestimou no fim da Segunda Era o poder dos Homens, coisa que lhe custou um dedo e seu poder.
    E Subestimou dois hobbits, coisa lhe que custou todo seu poder. De fato como Neitah disse:"Gollum tropeçou..."
     
  10. Eów Dernhelm

    Eów Dernhelm Amigável mesmo sendo um...

    Eu concordo com todas as opiniões. Sauron de covarde não teve, acho que tudo era uma questão de estratégia para ele. Ele soube utilizar muito bem suas palavras aqui e ali na PE e no fim ele acabou se saindo melhor do que Morgoth na minha opinião.
     
  11. DaniloStinghen

    DaniloStinghen Senhor do Destino

    Concordo com tudo o que foi dito, à exceção de uma coisa. Sauron era um Maia poderoso, mas ele era poderoso na medida em que Aulë seria. Ele criava coisas poderosíssimas (Grond, o aríete, o seu Anel, e provavelmente uma gama dde outras coisas que não entram nas histórias).

    Mas não acho que ele seria lá tão poderoso em uma batalha. O mais poderoso guerreiro dentre os Maiar é Eönwë. Tanto é verdade qua Sauron foi derrubado por Elendil e Gil-galad (que não eram tão formidáveis em batalha quanto, digamos, Fingolfin e Húrin). Foi derrotado em combate singular por Huan, e provavelmente se ele se engalfinhasse com Ar-Pharazôn levaria (mais) uma surra vergonhosa.

    Mas essa falta ele mais do que compensava: seus servos eram poderosos, não duvido que o Rei dos Bruxos fosse capaz de derrotar Elendil em combate (e aí não só pela profecia de que ele não seria morto pela mão de um homem, o Rei dos Bruxos era um grande guerreiro), sem falar que Sauron tinha uma mente brilhante. Conseguiu separar as forças de Elrond das de Gil-galad, e teria esmagado uma após a outra, não fosse pelo auxílio vindo de Númenor, assolou os Dúnedain tanto do Sul quanto do Norte de todas as maneiras possíveis e imagináveis, acarretou a destruição de Arnor e o fim da linhagem de Anárion em Gondor, e por seus atos Aragorn não teria um trono para retomar, não fosse um pequeno hobbitzinho que levou o Anel até Mordor contra todas as chances, e outro pequeno hobbitzinho que na hora mais crítica deu um escorregão.
     
  12. Turambar

    Turambar Your soul is mine!

    Vc superestima mto o poder de batalha. Para mim o Maia mais poderoso, bem distante dos otros (a não ser talvez por Melian) era Osse, pois este praticamente dividia o controle dos mares com Ulmo.
     
  13. Indu

    Indu MANDALORIAN

    Esses de fato são caracteristicas da Sub-craitividade de Sauron, caracteristicas essas que eu não tinha pensado, as ainda acho que ele poderia sim ser um grade Maia, tanto que se não fosse a força de ultima hora da Terceira Era ele muito provavelmente teria ganho todas as batalhas.

    SAuron em batalha era extremamente péssimo, penso que ele seria um Estrategista de Guerra, não um guerreiro. E tenho meus receios quanto a derrota contra Huan, penso que em sua arrogancia Sauron subjulgou o poder do cão e sabia da sina do Cão dos Valar, então Sauron deve ter pensado que esse Cão seria ele mesmo.
    Quanto a Ar-Pharazôn, Sauron usou de anos e mais anos para trabalhar em cima da cabeça do Rei, ele sabia do medo dos Numenorianos, e se aproveitou da força e da arrogancia do Rei, para (como sempre), fazer a situação pender para seu lado.
     
  14. Ravanoc

    Ravanoc The ring has been lost.

    Nesse aspecto, ele era sábio.
    Sabia que o perigo iminente espreitava em certos lugares, e, por isso, os evitava.Não era covarde.Talvez até fosse; mas fazia parte do plano para a dominação dos Povos Livres.Julgo-o sábio, sob este aspecto.Simplesmente não foi, pois sabia que, se fosse, perderia na batalha; ele seria combatido, e seus desejos, ficariam perdidos em memórias póstumas.
     
  15. tolfalas

    tolfalas Usuário

    Covarde não!

    Mas sim esperto, malandro, aproveitador de oportunidade, ambicioso, mentiroso, boa lábia, guerreiro quando necessário.
     
  16. Salgueiro-homem

    Salgueiro-homem Usuário

    Não sei se isso parece certo, mas Sauron (pelo menos no Senhor dos Anéis) era a essência de todo o mal na TM e como 'puro mal' ele certamente seria extremamente inteligênte e cruel, de modo algum alguém ou algo com o poder que Sauron tinha e todo aquele exército iria pensar em hobbits perambulando e escorregando em Mordor, como já foi dito, Sauron sabia do poder do Um Anel, e sabia que qualquer um que o tocasse queria te-lo. E se não fosse um escorregão (como já foi frisado milhares de vezes) Sauron seria o Senhor da TM.
    Acredito que Sauron fosse o cérebro e seus servos e escravos seriam seus braços e pernas...
    Contudo, Sauron seria Sauron se tivesse imaginado a possibilidade de qualquer um que tocasse o Um Anel, pensaria em destrui-lo?
    Pelo que mostra o Senhor dos Anéis, o Um Anel era tão poderoso que Gandalf, que possuia um anel de poder, não ousou nem toca-lo. Acho que os hobbits aceitaram fazer o que fizeram pq não faziam a mínima idéia do que estavam fazendo...
    (posso estar errado, mas estou aqui pra aprender hehehe)
     
  17. DaniloStinghen

    DaniloStinghen Senhor do Destino

    Muito pelo contrário, não superestimo o poder de Sauron. Você sim o subestima, e superestima o poder de pessoas como Galadriel e Elrond. Lembremos de exemplos práticos: Finrod, irmão de Galadriel (e na minha opinião muito mais poderoso que ela, em muitos sentidos), perdeu seu embate contra Sauron. Arrisco dizer que se Lúthien não estivesse acompanhada por Huan, ela também teria sido subjugada.

    Melian era sábia e poderosa, mas seu poder fraquejaria diante de, digamos, Eönwë. Este sim era o Maia mais poderoso (no quesito poder de combate, citado por você). Ele foi capaz de subjugar Morgoth, e o Silmarillion afirma claramente sobre Eönwë, que seu poder em armas ninguém supera em Arda. E Sauron não era lá tão grande combatente assim: geralmente ao se envolver fisicamente num confronto, ele levava um toco vergonhoso. Isso aconteceu quando lutoucom Huan, aconteceria novamente se lutasse contra Ar-Pharazôn ao invés de se render, essa foi uma das razões por ele ter perdido a Guerra dos Elfos e Sauron (se fosse lá tão grande combatente, seria mais que capaz de levar um exército nas costas até a vitória, especialmente com o poder do Anel, independente de esforços vindos de Númenor ou de um Elrond em Valfenda), e aconteceu pela última vez na Guerra da Última Aliança, onde ele foi derrotado por Gil-galad e Elendil, dois guerreiros que nem de longe se comparariam a Fingolfin e Húrin, por exemplo.

    Sauron é, em todos os sentidos (talvez menos na inteligência e sabedoria, os pontos fortes de Sauron), um vilão menos poderoso que Morgoth. Um exemplo prático disso: o Vala tinha a seu dispor balrogs e dragões para lutarem por ele, enquanto as mãos de Sauron eram seus Espectros do Anel, que nem de longe eram comparados às feras de Morgoth: os Nazgûl não eram capazes de subjugar alguém como Gandalf, nem mesmo todos os Nove reunidos, ao menos não em pouco tempo e sem esforço. No entanto um balrog apenas foi suficiente para matar o mago (apesar de morrer na tentativa). Mas o tempo de Sauron não era um tempo de grandes heróis. Muito pelo contrário: o poderio dos elfos e homens se fora há muito, e restavam apenas sombras dos Dias Antigos. E nesse meio, Sauron era o ser mais poderoso, apesar de muito enfraquecido pela perda do seu Anel.

    Em resumo: pessoalmente, Sauron era o único ser na face da Terra-média que remetia à glória dos Dias Antigos. Os Senhores Élficos mirravam, e o poder dos Três não significaria nada diante do poder do Um (isso é dito mais de uma vez, e é fato). Gandalf (o sábio e poderoso) diz que, se Sauron retomasse seu Anel, todas as defesas cairiam, mais cedo ou mais tarde. Não haveria Rei dos noldor para lhe fazer frente, nem reino de homens capaz de lhe barrar o caminho. Gondor e Rohan tropeçavam eteriam sido esmagadas diante do Morannon. E aí quem resistiria ao Senhor do Escuro? Hobbits e homens de Bri, ou talvez elfos exaustos do mundo e desejando acima de tudo partir, pois o poder dos Três falharia ante o poder do Um. Sauron era fraco para atuar na Primeira Era, mas era o último Deus (por assim dizer) a caminhar pela Terra-média no tempo em que ele é Senhor do Escuro.
     
  18. Creio que Sauron naum era nada covarde! ele era bem esperto como muitos aqui ja falaram! aproveitava as oportunidades do jeito que fosse boas para ele! ele era um grande estrategista isso sim! Como um amigo disse as vezes recuar naum eh sinonimo de medo ou covardia! mas sim uma sabedoria!
     
  19. Belladona Tûk

    Belladona Tûk Do what thou wilt shall be the whole of the law

    Tambem concordo com o que foi dito! Sauron já fazia as coisas com um plano na mente, ou seja, tudo o que ele fazia ja tinha um proposito para si mesmo, para o seu proprio "bem".
    Estrategista, ambisioso, esperto, e são varios os adjetivos para Sauron, e sim, medo, por que não? Sentia medo de todos aqueles que poderiam estragar as coisas para o lado dele.
     
  20. aistano

    aistano vulgo Gilvan Borges

    Vejo verdade nisso. Ainda que hajam argumentos à favor da esperteza de Sauron, imagino que (como é algo frequente com vilões) grande parte de suas atitudes fosse movida por medo. E o fato de ser poderoso não o exime desse sentimento. Quais seriam esses medos talvez seja assunto pra outro tópico. Mas depois de matutar um cadim, fiz uma mini-tese sobre o assunto.

    Grandes atitudes, boas ou ''más'', quase sempre provém de sentimentos associados ao medo(vou omitir exemplos para reduzir o post). No caso de Sauron, o medo o levou a tomar uma série de atitutes e a elaborar planos de longo alcance, tudo para que pudesse se sentir seguro e forte.

    Mordor me parece um estandarte do medo. O mapa deixa claro o enorme escudo de montanhas que envolviam a terra que Sauron finalmente resolveu tomar e moldar para seu futuro QG. O "olho que tudo vê" é um emblema da vigilÂncia constante(e talvez doentia) realizada diretamente pelo Senhor do Escuro.

    Sei que Muitos dirão que os grandes governantes não descuidam de seus domínios. O que digo é que, dentre os vários motivos que os levam a tais atitudes, lá no meio há medo.

    Heróis e vilões, ambos compartilham desse sentimento. O que os diferenciam são as atitudes que cada um toma para vencê-lo. O vilão invariavelmente agregará ao medo sentimentos como egoísmo, orgulho, vaidade e outros, que acabarão por corrompê-lo. O herói provavelmente conseguirá manter os princípios que julga corretos, e talvez torne-se mais generoso, mais solidário e mais corajoso do que costumava ser.

    O medo não impede planejamento, meticulosidade, criatividade, etc. Pelo contrário, ele é uma mola propulsora, seja para boas ações, seja para covardias premeditadas. A ausência total de medo, por sua vez, revela inevitavelmente algum tipo de insanidade, e excluiria totalmente a prudência. E nesse caso, grandes planos seriam falhos e vagos, impedindo que alguém pudesse realizar grandes feitos, fossem bons ou maus.
     
    Última edição: 9 Fev 2009

Compartilhar